Rainha do Ar e da Escuridão

Rainha do Ar e da Escuridão Cassandra Clare
Cassandra Clare




Resenhas -


47 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Rafa - @espaco_dos_livros 15/01/2020

Melhor Livro da Cassandra SIM
Bom, depois de 13 livros eu jamais imaginei que chegaria nesse e diria: ESSE É O MELHOR LIVRO DA CASSANDRA, e digo isso porque após ter tido tanto contato com esse universo eu achei que nada me surpreenderia mais, mas estava totalmente enganada.
De longe foi o livro que mais me emocionou, mas foi o livro mais bem construído, com personagens mais marcantes, enredo surpreendente e REPLETO DE CRITICAS pertinentes e que dialogam totalmente com nossa realidade. É incrível você pegar uma fantasia e ver tantos elementos em comum com nossa sociedade, Cassandra BRILHOU demais em conseguir inserir tanta coisa que vem acontecido na atualidade em seu mundo fictício, e ela merece TODOS OS ELOGIOS DO MUNDO por isso, sem mais.
Os Blackthorns me cativaram de um tanto... que nossa, antes deles minha família preferida era os Lightwood, mas depois dessa trilogia, eles foram desbancados do topo e deram lugar a essa família INCRÍVEL que passou por diversas tragédias, dramas e complicações e ainda assim se mantiveram unidos até o final, admiro tanto cada um deles que é até difícil eleger um favorito, mas eu diria que Dru e Mark tem um lugar mais privilegiado no meu coração, isso é outro ponto positivo para Cassandra que depois ter criado tantos personagens bons ela conseguiu se superar.
Sobre o final, bem, vi muita gente reclamando que não gostou da resolução quanto a maldição Parabatai e penso o seguinte; poderia ser melhor? Sim, poderia ter um plot twist em cima disso? Sim, mas com certeza se tivesse uma outra parte do fandom ia reclamar, então analisando em cima do que ela criou, PARA MIM, foi satisfatório e fez muito sentido para mim a explicação dada em cima da trama dos livros anteriores.
É muito difícil criar uma série nova dentro de um universo já bem consolidado, como o Universo Shadowhunter, e inserir elementos novos sem se distanciar totalmente de sua essência, ao meu ver, ela soube equilibrar essas duas questões muito bem; Os Artifícios das Trevas tem diversos momentos nostalgia mas sem ser uma repetição das outras séries criadas, ela é original, tem brilho próprio, tem uma trama única e ainda por cima deixou pontas para a próxima série, The Wicked Powers. Sinceramente? Acho bem difícil enjoar desse universo maravilhoso e leria até lista de supermercado escrito pela Cassandra, ela me surpreende cada dia mais.
comentários(0)comente



Ana Paula 14/01/2020

CASSANDRA QUERES O MUNDO? EU TE DOU
O que falar desse livro maravilhoso? Não sei se consigo colocar o que to sentido em palavras após terminar esse livro. Cassandra conseguiu me surpreender de todas as formas melhores e possíveis, ela conseguiu solucionar problemas de uma forma tão genial (que só ela é capaz). Esse livro nos traz uma história complexa tão bem escrita, solucionando problemas que não achei que poderiam ter um final tão genial e feliz ao mesmo tempo. Nesse livro é uma surpresa a cada página, em alguns momentos você fica feliz achando que vai dar certo dessa vez e ao virar a página suas esperanças mudam e você acha que vai dar tudo errado, uma montanha russa de emoções. Me atrevo a dizer que esse é um dos melhores da Cassandra no universo de shadowhunters. Os vários pontos de vista na história (Emma,Julian,Kit,Dru,Helen,Mark,Cristina,Diana,..) fazem com que a gente se sinta vivendo a experiência completa, sentimos o que os personagens sentem e não apenas dos principais mas também os personagens secundários (que todos têm sua histórias maravilhosas a sua maneira). Além disso, podemos acompanhar mais um pouco daqueles personagens queridinhos que acompanhamos a tantos anos (de peças infernais e instrumentos mortais), vemos mais da evolução desses personagens. Neste livro, personagens dessas três séries se unem de alguma forma e evoluem juntos, é tão lindo acompanhar isso ao longo dessas 740 páginas. Após esse livro vemos que Cassandra tem muito a nos contar ainda, um universo muito complexo e diversificado que ela ainda tem muito o que explorar, nesse livro Cassandra provou que ela não continua escrevendo livros sobre esse mundo só pra enrolação ou pra ganhar dinheiro, ela provou que tem muito pra contar e eu vou está esperando por cada livro, pois a cada livro e cada série vemos a evolução da sua escrita e desse mundo que ela criou. Enfim (nunca escrevi tanto), meus sentimentos ainda estão muito intenso quanto a esse livro, porque acabei de terminar ele e não to conseguindo me expressar da melhor maneira, só posso dizer que esse livro é MARAVILHOSO, quando ele chegou na minha casa e eu vi o tamanho dele fiquei com medo de ter enrolação (como já li em alguns de outras autoras) mas não tem enrolação, tudo é história que tem muita importância pro decorrer da série (e com certeza vai ter importância em livros futuros), esse livro te envolve de tal forma que você não percebe as páginas passando e quando chega no fim (depois de muito choro e algumas risadas), você sente uma nostalgia ao termina mais uma série desse mundo que tanto amamos, já bate aquela saudade e vontade de ler mais sobre os shadowhunters. E com certeza vai ter muito mais, porque Cassandra deixou portas abertas pra serem exploradas e o EPÍLOGO acabou comigo porque ela deixou porta aberta ali que deu vontade de gritar porque queria saber logo o que ia se desenrolar e ainda no epílogo acompanhamos um casal amado evoluindo um pouco mais. Outro ponto interessante desse livro (da trilogia, na verdade) é que exploramos mais o reino das fadas que é tão extenso e complexo (que não tínhamos tanta noção em outros livros) e que com certeza ainda vai ser muito explorado em livros futuros. É isso, ninguém vai lê essa resenha gigante mas tudo bem, eu precisa desabafar de alguma forma, e mais uma coisa: os casais dessa série são maravilhosos, tem até um certo trisal aí (será que é spoiler?)
comentários(0)comente



De Olivato - @olivatobooks 03/01/2020

Rainha do ar e da escuridão
Este livro é o terceiro e último volume de Os Artifícios das Trevas e começa exatamente onde o livro anterior havia terminado.

Depois dos acontecimentos de Lorde das Sombras, o mundo dos Caçadores de Sombras entra em uma crise, as rachaduras começam a ser exploradas da pior forma possível.

Todos os personagens têm suas batalhas internas e externas pelas quais lutar, seja no Reino das Fadas, na Sala do Conselho, na Cidade de Vidro, em Los Angeles ou em seus próprios pensamentos, sentimentos e convicções.

A maldição parabatai nunca esteve tão presente, Emma e Julian precisam lidar com isso enquanto tentam sobreviver e manter a família unida, estarem todos juntos é mais do que essencial. Até onde você iria para defender as pessoas que você ama? Um grande segredo é revelado, quais serão suas consequências?

Gostei muito desse livro, ele apesar de sempre estar acontecendo algo, começa de uma forma lenta. São vários acontecimentos paralelos que fazem o leitor prender a respiração, mas ele falha um pouco quando se pensado na raiz do problema dos protagonistas. Eu não estava pronto para tudo o que ia acontecer e amei como cada personagem foi realmente útil para o desenrolar da história.

Como esperado, Cassie usa do seu mundo para se expressar e levantar questionamentos, temos várias opiniões ao decorrer do livro e várias referências para os problemas governamentais dos últimos tempos.

No Skoob, dei 4 estrelas e favoritei. Leiam Os Artifícios das Trevas, recomendo muito.

site: https://www.instagram.com/p/BvowaTRALYg/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Gisele 27/11/2019minha estante
fascistas*




Maria.Eduarda 25/11/2019

Os dois primeiros livros de Os artifícios das trevas foram, na minha opinião, um dos melhores livros que a Cassandra já escreveu junto com Cidade do fogo celestial e príncipe mecânico. E esse último livro tinha de tudo para ser também um dos melhores, só que não foi bem assim.

O livro em si é muito trabalho com varias acontecimento um depois do outro, e que chega a ser enrolado e cansativo. O Fato de ter vários pontos de vistas até que ajuda, pelo menos para mim. Sobre o desenvolvimento, como eu disse é muita coisa acontecendo com várias cenas aleatórias, principalmente em Thule ( quem leu vai entender). Eu até entendo o porquê de ela trazer alguns personagens de volta, mas mesmo assim, usar desse método para iniciar outra serie só vai tornar as coisas cansativas e repetitivas.

Nos dois primeiros livros ela trabalha bem esse mistério da maldição dos Parabatai, o que nos faz criar uma expectativa muito grande em cima desse mistério, só que infelizmente, ela nos apresenta uma resposta muito fácil e ao meu ver completamente forçado.

A respeito da luta final, foi uma parte que me lembrou de bastante de Cidade do Fogo Celestial só que não tão desenvolvido e confesso que varias cenas já eram previsíveis, principalmente no quesito de que do nada algum ia tirar de sei lá de onde, um poder fora do normal e que somando mais ainda o fogo celestial iria resolver tudo. Essa ultima parte não é só um problema nos livros da Cassandra, sabe aqueles personagens e são o que são e fazem o que fazem só porque são os protagonistas, então, foi isso que eu senti principalmente aqui, em que , apesar de todo os acontecimento, tudo vai acabar bem para todo mundo(protagonistas), não tem mais aquela dúvida aquela expectativa, aquela sentimento, é simplesmente a formula geral, entendem ?

Sobre o epilogo, é basicamente o que eu disse no segundo paragrafo, retomar uma coisa que já foi trabalhada há oitenta e quatro anos é muito desnecessário, mesmo assim quero ver o que como ela vai desenrolar esse novo rumo.

Mas em geral eu gostei do livro sim e principalmente da serie, que me apresentou personagens incríveis e memoráveis como o Kieran, Cristina e Kit. Com certeza eu leria os outros livros da Cassandra só para ver esses lindos (Kieran, amor da minha vida) então por isso vou aguardar os próximos ansiosa
comentários(0)comente



zoni 30/10/2019

Não é a conclusão épica que eu esperava, é longo e cansativo, mas até que valeu a pena depois de tudo.
O que mais gosto nesse livro é que aqui, a Cassandra amarra os pontos soltos que vem trazendo desde o final do primeiro volume da trilogia, mas o que mais me irrita, é o fato dela criar outras milhares de pontas só pra arrastar tudo para outra série.

Esse foi talvez, o livro mais complexo que essa mulher já escreveu, mas também o mais inconsistente, ele é longo demais, cansativo e muito demorando, e tem tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo e tanta reviravolta que a gente até fica meio tonto. E isso pode ter sido bom para algumas pessoas, mas pra mim foi horrível. Essa história é narrada com foco em tantos personagens, que isso tornou o livro muito arrastado, principalmente na primeira parte do livro, onde tem tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo. Há muitos personagens em cena, e muitos deles deveriam ter ficado em suas próprias sagas, e não porque eu não gosto deles, mas porque os trazer pra cá tira todo o foco dos reais protagonistas que deveriam ser Emma e Julian e a família deles. Esse monte de personagem em evidência faz com que os cortes de pov sejam abruptos e nos impede de conseguir nos conectar de verdade com a história e os dramas de cada um.

Essa parte vai conter um pouco de spoiler ou um grande spoiler, então se você não leu o livro ainda, pode pular esse parágrafo onde vou falar da maldição parabatai. Eu não esperava muito sobre essa questão, até porque a Cassie é famosa por concluir suas histórias de forma muito fácil, e usando fogo celestial para tudo. Mas aqui é exagerado demais. Aquela cena onde Julian e Emma tornam-se gigantes, mostrando assim "a parte final da maldição dos parabatai", é meio que exagerada, e bem doida, porque não tem um desenvolvimento decente, mas tudo fica pior depois disso, bem pior. Entendo e aceito a explicação de que os Nephilim originais eram gigantes e que antigamente os parabatai podiam se apaixonar, e justamente esses que se apaixonavam eram os que tinham poder suficiente para se tornar gigantes, e que por isso foi declarado que os parabatai não poderiam mais se apaixonar, tudo pra poder conter todo esse poder. Essa explicação é rápida demais? Sim, mas é até uma explicação plausível, porém, os dois mocinhos deixarem de ser parabatai só porque o fogo celestial queimou suas marcas assim do nada é péssimo. Porra, Cassie, muda um pouco a fórmula, isso já está ficando irritante.

Esperava mais desse livro, não gostei tanto quanto esperava gostar, para o final de uma trilogia tão importante e grande como The Dark Artifices, foi tudo muito demorado, e as cenas mais intensas e importantes só aconteceram no final. O epílogo me deixou realmente bravo, sério, todos nós já sabemos de The Wicked Power, e a Cassandra nos prometeu Ty, Kit e Dru como protagonista, então qual a razão de não deixar a Clary em paz? Isso é revoltante porque provavelmente The Wicked Power vai ser uma verdadeira merda, se a Cassandra não tomar muito cuidado com o que vai escrever e como vai escrever.

site: www.instagram.com/nomeiodatravessia
Gustavo Igor 30/10/2019minha estante
Eita! Já achei o 2º super enrolado! Que pena! Não lerei este livro tão breve!


Mi 31/10/2019minha estante
Amo o universo que a Cassandra cria acho fantástico como ela consegue equilibrar tantas coisas que ela vai pondo uma mente muito criativa porém por diversas vezes eu fico com preguiça dos livros dela muito arrastado.


zoni 01/11/2019minha estante
Realmente, Gustavo, o segundo volume também é enrolado, mas eu gosto muito, é o meu favorito da trilogia, então até consigo passar um pano, mas esse não dá. 300 ou 400 páginas a menos, e mais precisão nos acontecimentos, deixaria o livro perfeito


zoni 01/11/2019minha estante
Eu concordo contigo, Mi, o problema da Cassie é que ela coloca coisas demais, elementos demais em um livro só deixando tudo arrastado e cansativo para quem está lendo.




Estante das Duas 29/10/2019

Rainha do ar e da escuridão
Queen of Air and Darkness, o encerramento da trilogia ?Artifícios das Trevas?, de Cassandra Clare, foi lançado no final do ano passado e eu só tenho uma coisa pra dizer: MEU DEUS!!!
.
.
.
O livro se passa logo após os acontecimentos finais de Senhor das Sombras.
.
*CUIDADO SPOILER*
.
Emma e os #Blackthorns precisam lidar com o luto pela morte de Livvy, enquanto a Clave está à beira de uma guerra civil.
Julian e Emma são enviados a Faerie a fim de recuperar o Volume Negro dos Mortos. Lá, eles descobrem um segredo que pode destruir o Mundo das Sombras.
Eu sei que soa meio clichê, mas é realmente uma corrida contra o tempo. Eles precisam acabar com a praga que está deixando os feiticeiros doentes, impedir que o grupo extremista Cohort, assuma o poder e ainda encontrar um jeito de parar a maldição parabatai. ?
.
.
Aqui, Cassandra Clare amarra os pontos soltos (se não todos, a maioria), trazendo de volta os personagens já conhecidos das outras séries. Sim, tem Jace, Clary, Jem e um outro que eu não vou contar para não estragar a experiência de quem ainda não leu. ?
Eu sou muito fã da @cassieclare1 e estou acostumada com as deixas nas suas obras, seja uma citação sobre Will no final de Os Instrumentos Mortais ou o fantasma da Jessie em Senhor das Sombras. Mas NADA disso se compara ao tremendo crossover em QoAaD.
A sensação é a de que tudo o que aconteceu nas outraa séries e com os outros personagens, influenciou para que os Blackthorns e Cartairs chegassem onde chegaram.
Os relacionamentos são complexos e realistas.
O romance entre Cristina, Kieran e Mark é tão natural que vc se abstêm de julgamentos e críticas morais. Talvez esse seja o grande mérito da autora: trabalhar em nós, leitores, temas que seriam vistos como controversos pela sociedade.
.
PS: Ansiosa para ver o desenvolvimento do Kit e do Ty em ?The Wicked Power?
comentários(0)comente



babaleca 16/10/2019

O mundo dos Caçadores de Sombras se encontra na beira da Guerra civil. Sangue inocente foi derramado no Salão do Conselho e uma doença está acabando com os feiticeiros do mundo. Julian e Emma foram enviados para uma missão secreta no Reino das Fadas para encontrar o Volume Negro dos Mortos enquanto o resto dos Blackthorn voltaram para Los Angeles para descobrir a origem da doença. O amor entre Jules e Emma continuando crescendo e se intensificando e a Caçadora de Sombras acaba descobrindo a verdade sobre a maldição dos parabatais.
Eu estava ansiosa para ler a conclusão dos Artificios das Trevas. Como sempre, a escrita da Cassandra Clare é viciante. Não consiguia largar o livro depois de somente algumas paginas lidas. A historia entre Julian e Emma é apaixonante e o amor entre os Blackthorn é lindo. Adorei rever os personagens dos Instrumentos Mortais como Magnus, Izzy, Alec, Simon, Jace e Clary.
O final foi incrivel. Não estava esperando por isso. A maneira como Clare terminou a historia foi sensacional. O epílogo então! Deixou uma ótima opurtunidade para mais livros. Não posso esperar!

site: https://www.instagram.com/p/B2rftbFIljl/
comentários(0)comente



Letícia Monalisa @leticiamonalisa_ 15/10/2019

Conclusão emocionante e genial para a trilogia
Me atrevo a dizer que esse é o livro mais genial da Cassandra Clare. Ela acertou em todos os aspectos, no drama, na ação, no romance... É um livro complexo, com tantos acontecimentos e tanta reviravolta, e ainda assim a autora consegue amarrar tudo para que faça sentido. Não há nenhuma cena desnecessária, é um livro muito dinâmico e coerente. Uma conclusão perfeita para a trilogia. É emocionante, é eletrizante e de tirar o fôlego.
comentários(0)comente



Adriany.Pena 17/09/2019

Depois do final surpreendente De senhor das sombras, todos estão muitos abalados com os acontecimentos tristes, sendo que cada um lida com eles do seu jeito.
A tropa com cada vez mais poder, começa a impor suas regras, E a ligação com o submundo fica cada vez mais instável.
Annabel com o volume negro, se esconde na corte Unseelie, Emma e Jules são mandados pelo novo inquisidor em missão para recupera-lo, mais não imaginam que isso não passa de uma armadilha para se livrarem deles.
Jules desligou seus sentimentos para suportar a morte de Livvy, Emma não o reconhece mais, esse não é o Jules por quem ela se apaixonou, mas nem isso é capaz de parar a maldição Parabatai que os consume. Pois o amor deles vence qualquer feitiço.
Kit e Ty, embarcam em uma missão perigosa, para tentar trazer Livvy de volta. No meio disso tudo descobrimos um pouco mais do passado de Kit, tudo isso podendo trazer consequências imagináveis.
O desfecho dessa triologia nos mostra a verdade por trás do lado Paratabai, E que o destino do mundo das sombras é incerto.
Vemos como a escrita da autora evoluiu, como personagem que vimos lá em os instrumentos mortais cresceram, E que ainda vem muita história por aí, que não podemos perder.
Não teve como não se apaixonar por essa triologia, essa sem dúvida é uma das melhores que ela escreveu.
?
comentários(0)comente



L 11/09/2019

Épico
Com certeza pode ser descrito como conclusão épica pois que livro maravilhoso. Mais de setecentas páginas e em momento algum a autora "enrola" o leitor, sempre há acontecimentos e informações importantes a cada virar de página. E mesmo quem já está inserido no universo de caçadores de sombras pode se ver com um "nó na cabeça" em certos momentos pois existe uma variedade enorme de personagens secundários com direito a nome e sobrenome; então certas vezes recomendo não preocupar-se com estes detalhes e ir deixando a leitura fluir.

Cassandra trabalha com muitos núcleos e em um mesmo capítulo o leitor depara-se com diversos focos em determinados grupos de personagens apesar de Julian e Emma serem os protagonistas da trama.

Preciso dizer que fiquei absolutamente e irrevogavelmente apaixonada por Emma e Julian. A autora constrói tão fortemente os laços amorosos que você passa a sonhar com um amor tão poderoso assim e nada a menos do que isso.

Não somente o casal de protagonista capta atenção do leitor mas cada personagem dá seu toque especial na história criada. Dá para matar a saudade dos demais livros da autora e já vislumbrar novas aventuras.

Ao final do livro, há um capítulo extra na edição de colecionador contudo foi tão curto que queria muito mais. E também há algumas ilustrações que recomendo ver somente no fim da leitura.
A seguir, destaque de alguns trechos singulares da obra:


"Emma ouviu o som familiar de Julian subindo os degraus. Os passos dele eram como uma melodia conhecida desde sempre, tão familiar que quase deixara de ser música." - Página 24

" Era difícil não se sentir sem rumo agora, feito um barco sem atracação na maré. [...]" - Página 97

" O céu era uma estrada e as estrelas formavam trilhas; a lua era uma torre de vigia, um farol que conduzia ao lar." - Página 177

" [...] doía ver as mãos de pintor dele, fortes e articuladas, a escuridão macia de seus cabelos, o arco de cupido de seu lábio, a tonalidade dos olhos.A forma como ele se movimentava, sua graça artística, tudo nele que sussurrava Julian para ela." - Página 459

" As pessoas eram feitas de diversos pedacinhos diferentes, pensou Dru. Partes engraçadas, partes românticas, partes egoístas e partes corajosas.Às vezes você só enxerga algumas.Talvez, quando visse todas, é que percebesse que conhecia alguém muito bem." - Página 475


site: https://eternamente-princesa.blogspot.com/2019/09/livro-rainha-do-ar-e-da-escuridao.html
comentários(0)comente



Thalita | @desabafoliterarioo 14/08/2019

Após a inesperada batalha no salão dos acordos, Emma e a família Blackthorn tenta superar e seguir em frente do episódio ocorrido. A cada dia, a ligação parabatai se fortalece, deixando Emma e Julian aflitos, possibilitando assim uma brecha para decisões precipitadas. Ty não consegue enxergar a realidade nua e crua, e acaba se envolvendo com assuntos perigosos para os caçadores de sombras que pagará esse preço mais tarde.

A tropa vem ganhando muito poder dentro da clave, e consequentemente tornando o submundo em caos. Horace Dearborn, o novo Inquisidor, chantageia Emma e Julian para trazer o Volume Negro dos Mortos do reinos das fadas e matar Annabel Blackthorn. Missão suicida não?

O mundo das sombras corre um grande perigo com a doença se espalhando e enfraquecimento os feiticeiros, o Conselho dividido, o Reino das fadas com uma arma poderosa. Será que no meio desse caos, Emma e Julian consegue o que tanto eles querem?
comentários(0)comente



Halanda.Debossan 23/07/2019

Pra mim esse é o melhor livro da Cassandra! Ahhh uma emoção atrás da outra, final deixou meu coração quentinho.
comentários(0)comente



Gus | @escritavo 16/07/2019

Rainha do Ar e da Escuridão
O livro é um pouco mais enrolado do que os primeiros, mas vale a pena cada detalhe. O final de forma alguma era esperado e eu estou ansioso para as próximas sagas dela, pois muita coisa ficou aberta.
comentários(0)comente



47 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4