O bom filho

O bom filho You-Jeong Jeong




Resenhas - O bom filho


167 encontrados | exibindo 136 a 151
1 | 2 | 3 | 4 | 10 | 11 | 12


Kris Solano 02/06/2019

Péssimo
Li até o fim por que paguei e por que não gosto de abandonar leituras.
Mas esse livro me deu nos nervos do início ao fim. Toda a narrativa de Yu-Jim sobre sua vida, sua família e principalmente sobre sua mãe, e a insuportável tia terapeuta, era de uma estagnação sem limites. E não entrarei no mérito entre o relacionamento com o irmão, porque foi outro ponto lamentável.
Não bastasse isso, de um ponto a outro das reviravoltas, Yu-Jim explanava quase de forma sem fim suas memórias do passado.
Uma leitura maçante, sem perspectiva, previsível e sem um real motivo para se cometer um assassinato.

O transtorno de personalidade assemelha-se com a mente de um psicopata, no entanto, duvido muito que um psicopata oscilaria tanto entre o ?feito criminoso? e o arrependimento. Yu-Jim passa o livro todo dando razões para justificar o crime cometido, lamentando-se a cada palavra, remoendo e remoendo suas memórias para explicar o óbvio.

Se de fato tivesse personificado um psicopata frio, sem emoções e consciente do ato criminoso, provavelmente o livro seria atrativo. E não perderíamos tanto tempo lendo as lamentações injustificadas de um filho desajustado que se tivesse sido ouvido pela mãe desde o início, não teria se tornado um assassino.
comentários(0)comente



@rmendes29 15/05/2019

Péssimo
Pense num livro ruim? Este aqui consegue ser pior. Li aos trancos na esperança de iria melhorar. Não rolou.
Kris Solano 02/06/2019minha estante
Também li na marra kkkkk




Carlosapmm 07/05/2019

O livro O Bom filho da coreana You-Jeong Jeong é literalmente um desafio. Diferentemente do que o titulo do livro sugere é um livro bem tenso ao ler. Apresenta como personagens principais: Hye-Won Kim, irmã de Ji-Won Kim que é mãe de Yu-Jin, Yu-Min e Jin-Kim. A história se desdobra a partir de dois pontos: problemas psicológicos do menino Yu-Jin atrelado a morte de sua mãe Ji-Won Kim. A partir desses dois pilares a narrativa é composta. Entre o presente e o passado, o feito e o não feito, o certo e o errado e o foi bem feito e o não era pra ter feito a história se desdobra. Apresenta quatro capítulos, na qual, só tomei gosto e realmente consegui me colocar na história do terceiro em diante, ou seja, já prestes ao fim. Tive uma dificuldade enorme quanto aos nomes dos personagens e entender certos relatos no livro e confesso: fiz uma força enorme para não abandonar a leitura. Porém tenho uma boa notícia: o final vale à pena e é interessante.
A priori, o livro apresenta muito sangue, frieza. O personagem principal Yu-Jin, é um psicopata que luta contra essa doença, chegando a ser em certos momentos, em minha opinião, bipolar sendo em todos os momentos apático. É também calculista. Confesso que tive uma certa pena de Hye-Won e um certo apego, já no final, por Jin-Kim. A mãe de Yu-Jin é a única culpada por tudo, isso é um fato, talvez seja o amor de mãe, talvez medo, talvez, talvez, talvez. Achei certos relatos do diário apresentados desnecessário e como uma forma de “encher linguiça” o que poderia ser evitado, tornando o livro menos cansativo e menor sendo mais suscinto e objetivo ao tema. É bem tediosa e algumas vezes repetitiva a sua leitura, porém apresenta uma narrativa interessante, mesmo que confusa as vezes. Achei a colocação dos personagens muito instáveis, uma hora a mãe é a vilão outra é a vítima, e assim ocorre com outros personagens. Porém a leitura não deixa lacunas, bem escrito e interessante.
comentários(0)comente



Joana 05/05/2019

Minha primeira experiência com um livro da Coreia do Sul! Só por isso já foi estimulante. Além disso, o livro te prende e te envolve em um cenário de muitas revelações!!
comentários(0)comente



Cris Corradi 21/04/2019

O bom filho
Minha primeira experiência com uma escritora coreana. Retrata a mente psicopata de maneira ambigua, pincelando piedade e horror. Leitura pesada em alguns momentos. Super indico para quem gosta de suspense psicológico. Gostei bastante!?
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Érika 18/04/2019

Gostei, mas...
Achei uma boa ideia porém não senti emoções à flor da pele durante a leitura.
Protagonista meio sem graça, enredo meio sem sal, desfecho simples demais para a trama.
Tive vários momentos de expectativa com o livro, mas a história acabava se enrolando e não houve clímax. Esperava um final mais eletrizante e com reviravoltas, mas fui negativamente surpreendida.
Me lembrou um pouco o seriado Dexter, que começou legal, se desenvolveu bem até certo ponto, depois a trama começou a se arrastar e teve um final bem meia boca - na minha opinião, peço que quem gosta não se ofenda. #paz
Gostei, achei fácil de ler, é bom pra passar o tempo. Mas não foi uma história que cativou, nem trouxe algo surpreendente, ou de tirar o fôlego.
Paz, amor e bem.
comentários(0)comente

@rmendes29 13/05/2019minha estante
Bem por aí...




Conça 11/04/2019

Fonte
Kit da TAG Inéditos de fevereiro 2019
comentários(0)comente



Simone de Cássia 03/04/2019

Tipo do livro que deveria ser avaliado por partes, já que começa enrolando muito, melhora no meio e tem um final decepcionante...Demora a engrenar a leitura porque "o cachorro fica correndo atrás do rabo", ou seja, o personagem repete a mesma coisa de novo e de novo... Aí dá uma animada nos fatos e a gente consegue se entusiasmar , até porque passa a entender melhor o que tá acontecendo. E então, tem um desfecho simplório e nada justo. Mas, como a avaliação é geral, o livro é mediano, nada demais.
Natália Tomazeli 03/04/2019minha estante
Tuas resenhas são muito boas, real. E eu tô com esse livro aqui, mas a empolgação para ler ele é quase zero...


Simone de Cássia 04/04/2019minha estante
Oi, Natália! Há quem diga que sou chatinha e exigente... rs rs Mas gosto é assim...cada um tem um... rs rs
Seja sempre bem vinda! Bj =^.^=


Natália Tomazeli 05/04/2019minha estante
Tem exigente mesmo, oras! Tá certíssima! Beijos :D


Natália Tomazeli 05/04/2019minha estante
Tem que ser exigente mesmo, oras! Tá certíssima! Beijos :D


RoseOliver 06/04/2019minha estante
Concordo com vc, à favor do livro digo que gostei de ver pela ótica do personagem (queria falar mais, porém não quero da spoiler). Sobre o final eu gostei pois não foi o óbvio (desejado) e sim o que o ocorre várias vezes ( tbm queria falar mais ....).


Riva 15/04/2019minha estante
É impressionante como a opinião alheia não é respeitada.
Gente, gostar ou não gostar é muito subjetivo.
Há uma séries de fatores tais como maturidade, momento no qual se está lendo, bagagem de vida, nível cultural, com qual objetivo o livro foi lido e por aí vai.
Estamos vivendo um momento em que não se pode dizer ?não gosto de cebola?, pois muitos virão com a bandeira de que é ?proibido não gostar de cebola?!
Preguiça! Preguiça! Preguica!




Pablo 30/03/2019

Crazy
Que livro cheio de sensações. Horror, medo, agonia, pena, raiva, tenso, muita coisa, é um livro bem gostoso de ler. A história é muito boa, é tudo bem explicado, detalhado. Não tenho conhecimento sobre a existência real dessa doença que o personagem tem, mas nos faz refletir sobre o personagem, sobre ele não entender oque sente. Não é muito separado em capítulos, eu gosto de livros bem separados, mas esse não foi muito cansativo, a história ficou bem dividida nos poucos capítulos. Indico para quem tem bom estômago.
RoseOliver 06/04/2019minha estante
Gostei de "ver" através de um psicopata. O distancismento dele por causa da doença é interessantd e agoniante! Espero ler outros livros dela




spoiler visualizar
RoseOliver 06/04/2019minha estante
Eu vou procurar outros livros dela.


RoseOliver 06/04/2019minha estante
Ótima resenha


Rafaela (@exlibris_sc) 06/04/2019minha estante
Obrigada. Que bom que gostou! Eu adorei ler essa obra coreana. Minha primeira leitura asiática e também me interessei por mais!


Karina.Agra 10/04/2019minha estante
Acabei de ler o livro, e me surpreendeu bastante... adorei! A autora escreve super bem, e tudo se encaixou. Louca para ler ?Vegetariana? outro coreano.




Day 19/03/2019

Maravilhoso
Um livro muito bom, para quem gosta do gênero suspense, super recomendo.
Karina.Agra 10/04/2019minha estante
Achei o livro excelente!




Aline 19/03/2019

Intrigante
Não costumo ler esse tipo de livro, não sou fã, mas depois de um começo lento, a história acaba ganhando ritmo e criando um suspense interessante. Por fim acabei gostando e me surpreendendo, mas continua não sendo o tipo de história que gosto de ler.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Soliguetti 14/03/2019

Espantoso!
Ao chegar às últimas páginas de "O Bom Filho", da escritora sul-coreana You-Jeong Jeong, dificilmente o leitor estará pensando em outra coisa a não ser: "uau"! Trata-se de um thriller muito bom, com uma grata escapada do eixo anglo-saxão, que geralmente domina esse tipo de narrativa.

O livro nos introduz a Yu-jin, que um dia acorda em sua cama desnorteado, sem lembranças do que aconteceu nas últimas horas. Ao sair de seu quarto, depara-se com a própria mãe morta aos pés da escada. A partir daí começa a saga de Yu-jin para tentar descobrir o que realmente aconteceu, e para isso precisará evocar não apenas lembranças perdidas das últimas horas, mas sim de toda a sua vida.

A narrativa é muito boa. A escritora descreve os pensamentos de Yu-jin, que conta a história em primeira pessoa, de maneira muito eficaz. No segundo capítulo, a autora dá uma segurada grande no ritmo da narrativa. Justamente quando o leitor quer saber o que vai acontecer no presente, Yu-jin começa a vasculhar o seu passado, o que é frustrante num primeiro momento, mas que começa a fazer sentido mais para frente, quando todas as peças começam a se encaixar.

O final é surpreendente e digno de um bom thriller. A sensação que ficará no leitor será de plena estupefação, acompanhado de uma adrenalina que não é qualquer autor que consegue injetar em nosso organismo. "O Bom Filho" é insólito, espantoso.
RoseOliver 06/04/2019minha estante
Parabéns pela resenha!




167 encontrados | exibindo 136 a 151
1 | 2 | 3 | 4 | 10 | 11 | 12