Pra Você eu Conto

Pra Você eu Conto Moacyr Scliar




Resenhas - Pra Você eu Conto


17 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Nicoly.Beatriz 03/08/2017

Amei,
eu peguei este livro na biblioteca da minha escola sem muitas esperanças mas quando li, simplesmente me apaixonei! Recomendo a todos. (Li já faz um tempinho por isso não lembro muito da história, só sei que fala um pouco de nazismo, racismo etc. Amo muito ela pois é uma história de romance, que no fundo passa uma mensagem belíssima!)
comentários(0)comente



Nirian.Santos 15/05/2017

Pra você eu conto
O livro pra você eu conto,é uma linda historia de um garoto que diz a seu avô que se chamava Juca, estar apaixonado pela sua professora e o senhor de idade conta lhe um fato que aconteceu quando ainda era jovem que envolvia ele e sua professora de historia Marta.
A professora Marta era contra o nazismo e Juca e ela eram bem próximos,e um dia ela ficou sabendo que ia ter uma passeata na cidade com nazistas e a professora ficou muito nervosa,e ela teve a ideia de estragar a passeata.Quando chegou o dia ela pegou uma lata de tinta vermelha e foi ate no meio da rua onde estava acontecendo a passeata,mas ela se desequilibrou e caiu no meio de todo mundo,todos deram risada dela menos Juca que veio correndo ajuda- la levou ate sua casa.
O pai da pobre moça disse que ela iria embora Juca ficou muito triste,os dias iam passando e Juca ja estava namorando mas nunca havia esquecido Marta sua primeira paixão uma vez eles se encontraram e ficarão conversando mas ela não ficou na cidade.
Quando Juca terminou de contar a historia para seu neto,o mesmo ficou impressionado com a mesma.E em nossa opinião achamos muito legal de um idoso contar uma historia de amor para seu neto.
comentários(0)comente



Torpor Niilista 17/03/2016

Pra você eu conto, uma encantadora história sobre o primeiro amor e 'as revoluções'...
Há cinco anos, Moacyr Scliar falecia... Ele é um dos meus autores nacionais preferidos e tenho algumas de suas obras no Acervo, mas resolvi escolher um título que adquiri recentemente, por ser juvenil, ter poucas páginas e estar num momento de leituras breves... E então iniciei a leitura de Pra você eu conto, publicado pela Atual Editora...

Juca é um senho idoso, que resolve contar para seu neto de seu primeiro amor... A trama se desenrola em duas épocas, o presente atual e a década de 30, quando o Brasil vivia um período sob o governo getulista.

Quando tinha apenas 14 anos, Juca se apaixona pela sua professora de História, Marta. Ela era a nova professora e assim que a vê, com aqueles cabelos ruivos revoltosos, ele sente algo estranho surgir dentro dele... Mas por vergonha, não conta pra ninguém sobre os sentimentos que passa a nutrir por ela...

Leia mais em

site: http://torporniilista.blogspot.com.br/2016/03/pra-voce-eu-conto-uma-encantadora.html
niicole1992 02/05/2016minha estante
segundo esse livro o que eram os nazistas? o que eles faziam ? e por que eles faziam ?
Qual era a relação entre chico a professora e juca ?

Me Ajude Por Favor




Julia 01/10/2015

Leitura Divertida
Um livro super gostoso de ler, com uma história que além de ser um romance muito diferente também nos mostra um pouco do que não conseguimos aprender nas aulas de História. Ele conta do nazismo no Brasil, e como as coisas eram difíceis na época da Ditadura de Getúlio Vargas. Muito bom!
comentários(0)comente



Manu 13/09/2015

Meu livro preferido.
Em sua essência o livro trada sobre família, amigos de verdade, superação e amor verdadeiro.
Tudo o que o Juca sente é muito bem passado para o leitor. Simplesmente amo esse livro!
comentários(0)comente



Tácyla 15/06/2015

Pra você eu conto
É uma história de amor contada por um avô ao seu neto, chamado Chico. Quando estudava, Juca se apaixonou por sua professora de história, chamada Marta. Quando descobre que ela é contra o nazismo, ajuda-a na luta.
Ao tentar acabar com uma passeata nazista jogando um balde de tinta nos nazistas, Marta cai e rola no chão. Os nazistas riem dela, então Juca e um amigo levam-na para casa, e Juca cuida dela, e meio que sem querer, ele beija Marta por um instante.
Marta fica presa por um mês por ter participado de uma passeata que era contra o nazismo, depois que saiu da prisão foi para a França, porque tinha ganhado uma bolsa de estudos para continuação de uma pesquisa sobre o nazismo, pois no Brasil era impossível prosseguir com sua pesquisa. Juca só pensava que vida tinha que continuar, mesmo Marta estando longe, ele continuava pensando nela, mas ele “não morreu de amor”, encontrando uma nova paixão, sua vizinha Diana.
Mas o amor que ele sentia por Diana não era tão forte como o que ele sentia por Marta, ele casa-se com Diana, abre um negócio, um dia seu telefone toca, era Marta, ele rapidamente foi se encontrar com ela. Quando a encontrou, só pensava em estar com ela e nada mais, propõe a Marta que não o deixe novamente, mas ela recusa, pois iria embora para São Paulo para ser professora de história. Ele concorda com ela e acredita que ela o ajudou muito, pois o libertou da vida cotidiana, ensinou-o a mergulhar na vida.
comentários(0)comente



Josiane 12/05/2015

Me Aventurando por Leituras Brasileiras Part. 01
O ano é 1937, Estado Novo e a narrativa sendo baseada nessa época, será ambientada no Rio Grande do Sul, onde a já forte influência de Vargas se encontrava “dividida” – se é que posso dizer assim.
Entre nazistas e integralistas, Juca começa a ver “o mundo através dos olhos dela”.
Narrando uma época opressora, Juca não contará apenas para o seu neto a sua grande aventura, mas também para nós. E assim conheceremos um jovem apaixonado pela professora de história – Marta – e que fará de tudo para que esse amor seja reconhecido, até mesmo apoiar uma causa que para ele, um garoto de 15 anos, não era de seu conhecimento. Afinal de contas, estamos falando de uma época de transgressão contra o nazismo e a ditadura e que haveria consequências para aqueles que não seguissem as regras.
E assim a narrativa segue, me transportando para uma época tão distante, mas que ainda é tão presente.
Ao ser apresentada a Marta, me fez imaginar como seria lutar pelas suas causas, pelo o que ela acreditava, e tornar os seus ideais os meus ideais.
Dá pra entender o fascínio de Juca por ela.
Sabemos que é uma ficção com um fundo totalmente verdadeiro, e Moacyr Scliar não quis deixar a história trágica para nós leitores, então o perdôo. É tão engraçado pensar assim, porque quando algum autor nos tira um personagem tão marcante, queremos logo estrangulá-lo (brincadeirinha Hancok, Sparks...) e quando isso não é feito, logo torcemos o nariz. Mas isso em Pra Você eu Conto – pois estamos falando de carrascos nazistas.
Pois bem... Uma história curta e que pode ser muito bem devorada – a não ser que você esteja lendo outros dois livros juntos –, mas que também poderia ter sido mais explorada.
E seguimos com mais leituras brasileiras :).
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Steh 22/02/2015

Espero reler logo
Muito fofo, final digno
comentários(0)comente



rafael.ferreiradesousa.1 06/01/2015

As pessoas tendem a ter um preconceito tão grande com o produto nacional que deixam de apreciar obras e ensinamentos que só poderiam existir na nossa cultura. Esse livro é um exemplo do descaso que os brasileiros tem pela sua própria cultura. Como é que eu nunca ouvi ninguém me recomendar essa obra antes? Moacyr Scliar, com sua simplisidade, em poucas palavras, em poucas páginas, deu vida a dois personagens incríveis que tem muito a nós ensinar.
comentários(0)comente



Tiele 13/01/2014

Esperava mais
Achei uma história muito incompleta e sem sentido.

Um menino de 14 anos se apaixona pela professora de História que luta contra o nazismo em seu estado e que acaba entrando nessa luta com ela pelo o amor que sentia, no fim o importante documento da professora se perde, ela simplismente vai para outro país ele deixa a luta contra o nazismo para traz se casa tem filhos e a professora voltar como se nada estivesse acontecido, os assuntos não foram bem tratados e nem desenvolvidos, eles tinham inicio mas não tinha nem meio e fim.
comentários(0)comente



Gabriel O. 21/11/2013

Moacyr poderia explorar mais
Eu achei razoável a história do menino e seu cotidiano, e o amor dele com a professora. Alguns trechos chegaram até a me lembrar As Vantagens de Ser Invisível. Só que ele não explorou a história toda: o negócio do Nazismo terminou sem fim, não foi interessante e mesmo sem o livro a professora continuou bem. Sabemos que não é e nem seria assim.
comentários(0)comente



Patrícia 04/06/2013

"pra você eu conto".
Juca conta a seu neto a emocionante história de sua primeira paixão:Marta,uma professora de história,que luta contra a repressão e contra os nazistas do rio grande do sul.
Marta vai ensinar na escola em que Juca estuda e ele se apaixona por ela,ambientada na época do estado novo,em que forças opressivas predominam,a narrativa mostra que o Amor pode ser uma possibilidade de libertação e transformação.
quando o tímido adolescente Juca vive essa experiência,passa a ver o mundo com outros olhos.
comentários(0)comente



Amanda 10/11/2012

Nazismo
Achei um livro sem graça.O Nazismo não me interessou.
comentários(0)comente



Renan 15/05/2012

Pra você eu conto o que achei
É um livro pequeno, bem dizer um conto, para adolescentes. Mas é Moacyr Scliar. O cara é bom. O livro se passa na época de ascensão do nazismo, mas a história é em Porto Alegre.
Interessante, vale a pena ler essas 74 páginas.
comentários(0)comente



17 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2