O Sol Ainda Brilha

O Sol Ainda Brilha Anthony Ray Hinton




Resenhas -


59 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Bia 29/07/2020

Se tem uma coisa que eu gosto de ler é uma história real... me senti triste a maior parte do livro, ele tem o poder de nos fazer entrar no corredor da morte e esperar ansiosos pelo fim do livro igualmente o personagem principal esperou pela sua liberdade. Livro rápido de se ler e com notas de rodapé muito boas para os leigos em direito rsrs... Notei q minha edição tinha alguns erros de ortografia, mas nada q abale a experiência do livro.
Certeza vai estar no meu top 10 do ano! Recomendadíssimo
comentários(0)comente



Mary 27/07/2020

Uma história de fé diante da adversidade
Esta história verídica mostra questões de desigualdade racial e injustiça que infelizmente ainda são realidade em muitos de nossos países.
comentários(0)comente



Zanucoli 26/07/2020

Leia, leia, APENAS leia.
Que soco no crânio esse livro. Que história, dá para tocar a perseverança e a fé desse homem.
Seja você uma pessoa que tão bem escolheu o amor. Sempre temos escolhas.
APENAS leia.
comentários(0)comente



Salonni 24/07/2020

Incrível
Passar 30 anos no corredor da morte por um crime que vc não cometeu. Eu nao sei como o Ray aguentou. Eu nao aguentaria. Historia espetacular, emocionante. Uma obra prima.
comentários(0)comente



Juliana 23/07/2020

Livro simplesmente INCRÍVEL!! Todo mundo deveria ler. Sério. Se está lendo está resenha, não deixe de ler esse livro. Vc não vai se arrepender.
Conta a história de Hinton, um rapaz de vinte e nove anos de idade, negro, que é acusado de um crime que não cometeu e acaba condenado à pena de morte no Alabama.
Gente, esse livro abriu muito meus olhos sobre como o sistema carcerário dos EUA (e, cá entre nós, no Brasil não é muito diferente disso) é seletivo, corrupto e falido.
É um livro que te faz chorar, sofrer pela dor e injustiça que esse homem passou, refletir sobre diversas questões extremamente importantes, racismo estrutural, igualdade de direitos e oportunidades, mas não deixa de trazer esperança de que o mundo pode mudar, que nossa sociedade precisa evoluir e com nosso esforço isso é possível.
Hinton é um cara incrível, um ser humano evoluído e temos muito a aprender com sua história.
comentários(0)comente



@isabellajanis 19/07/2020

Uma história que dói na alma.
O sol ainda brilha conta uma dolorosa história real de um homem preto nascido no estado do Alabama/EUA.
Anthony traz aos leitores, com riqueza de detalhes, o que ele vivenciou desde quando se entende por gente até os dias atuais. O racismo, infelizmente, sempre foi presente na sua rotina, na sua ida à escola, no seu jogo de Beisebol, na sua relação com os demais moradores do estado que vivia.
Ao ler cada vivência do autor, não senti como se estivesse há 30 anos atrás, mas como se estivesse nos dias de hoje.
Anthony foi perseguido pelo estado por um crime que não cometeu. Anthony foi sentenciado à pena de morte simplesmente por ser negro. Ele estava o tempo todo na hora certa no lugar certo, mas tudo isso foi ignorado pelas autoridades e, principalmente, pelo júri (composto por brancos).
O final, graças a Deus, foi feliz. Mas o que ele passou até conseguir a liberdade deve ser lido pela humanidade!

Recomendo muito!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
almeidalewis 19/07/2020minha estante
??????




Santana 15/07/2020

O sol ainda brilha!
Chorei. Chorei pela injustiça. Chorei pelo sistema fracassado. Chorei por vergonha do ser humano. Chorei a cada narrativa de impotência.
Mas também chorei pelo amor que transborda a presença física. Chorei pela família. Chorei pelos laços de amizade. Chorei e sou grata pela fé que se transforma nesse livro.
Obrigada por tanto, Ray!!
comentários(0)comente



Suh 15/07/2020

Uma lição de vida
Impossível não se sentir tocado com a história deste homem. Durante o livro, acompanhamos todas as injustiças que ele sofreu, e estas, infelizmente, começam muito antes da acusação de assassinato. O autor e também personagem principal desta história nos dá um exemplo de superação, de fé, e de como enxergar beleza mesmo nos dias mais sombrios.
comentários(0)comente



Thaiany.Sanabria 14/07/2020

Essa é uma história extremamente dolorosa e necessária ao mesmo tempo, pois seu tema é mais atual que nunca.
Anthony Ray Hinton é um homem negro que vivia na região do Alabama, no sul dos Estados Unidos (local onde o racismo é muito recorrente) com sua mãe, ele desde sempre teve muitos sonhos e queria uma
vida diferente das possibilidades que estavam ao seu redor. Porém, as condições de Anthony nunca foram fáceis, ele vinha de uma família pobre e era negro, o que dificultava ainda mais que atingisse seus sonhos.
No livro, o protagonista conta muito bem as dificuldades que teve na escola, ou até mesmo na rua por conta da cor da sua pele. Porém, tudo se torna ainda mais grave no ano de 1985, quando Anthony é acusado de assassinato, tornando-se mais uma vítima do falho sistema penal dos Estados Unidos. O protagonista que tinha apenas 29 anos na época, acreditava que tudo ficaria bem, visto que ele estava trabalhando no dia e poderia provar isso, porém o desenrolar da história mostra-se bem diferente, pois os próprios juízes fizeram de tudo para incrimina-lo. Como Anthony não tinha condições de pagar por um advogado, foi oferecido um defensor público, este, porém, mostrou tamanha incompetência com a vítima, desprezando-a e fazendo chantagens à sua família por mais dinheiro, o que no fim das contas, levou Anthony ao corredor da morte.
O autor passou 30 anos no corredor da morte e no livro conta em detalhes sua experiência, a vivência com os outros presos, as tamanhas injustiças que ocorriam e também a enorme resiliência que ele teve de nunca ter desistido de comprovar sua inocência, pois em 30 anos muitas coisas aconteceram e Anthony perdeu muitos momentos junto de quem amava.

Por fim, acredito que esse livro seja muito necessário, especialmente agora. Aqui pode-se entender muito bem o quanto o sistema penal é elitista e racista, tal situação embora tenha ocorrido e siga se perpetuando nos EUA, também é comum no Brasil. O livro todo é repleto de trechos chocantes e que nos fazem refletir muito sobre nossa sociedade, principalmente o quanto estamos acostumados a naturalizar a injustiça.
comentários(0)comente



Rodolfo.Ferreira 09/07/2020

Emocionante!
Esse livro é emocionante do início ao fim. Que gosto. Que superação. História de vida!!
comentários(0)comente



Isabel 06/07/2020

Difícil de explicar o que estou sentindo por esse livro, é uma sutileza tremenda na qual o Hinton escreveu nesse livro que faz você se sentir que está ali com ele vendo o momento antes de sua prisão, na sua sentença judicial, no seu momento no corredor da morte e nas suas visitas de seus familiares, é incrível a fé que esse homem demonstrou, a paciência e principalmente a sua coragem, em nenhum momento deixou de ser educado com as pessoas ao seu redor e o mais incrível ainda é que ele mobilizou as pessoas a serem gentis, ser gentil independentemente da sua cor, da sua origem e dos seus pecados, mostrou que podemos perdoar sim até os atos mais terríveis, pois não está nas nossas mãos julgar alguém pelos seus atos e sim na mão de Deus. Mas é claro também que não podemos deixar de falar o quão injusto foi a lei, não apenas com ele, e sim, também com todos que estão na mesma situação que ele, e é revoltante como a lei postergou na cara dura todas as suas tentativas de mostrar que era inocente simplesmente porque eles queriam ter alguém na cadeia pra sofrer pelos atos que não cometeu, e como o racismo está fortemente atrelado a isso e as pessoas ao redor nem esconderem isso.
Amei a história, vale muito a pena ler e também é uma leitura muito fluída apesar dos temas abordados e ainda tem umas partes de comédia que são bem engraçadas, que faz pensar em como esse homem consegue ter humor na situação em que está.
comentários(0)comente



Anna.Carolina 29/06/2020

Gostei
Vale MUITO a leitura, no entanto, em algumas partes, achei arrastado e repetitivo.
comentários(0)comente



thaireads 28/06/2020

o sol ainda brilha
não consigo colocar em palavras como esse livro me tocou.
ter lido essa história em um momento como este - com a repercussão do Black Lives Matter e toda a sujeira racista do nosso sistema vindo à tona - me dilacerou. como pessoa branca, não posso dizer que me identifiquei e que me vi na situação de Ray Hinton (até porque sabemos que a cor de sua pele foi uma motivação/causa para que o incriminassem por algo que ele não tinha cometido), mas posso dizer que pude enxergar meus privilégios, pude ver pelas palavras desse homem tudo aquilo que estudei previamente - a história do negro único, de tomar toda a população negra como uma só, a história de estereótipos, a história que se repete e que mata pessoas todos os anos, todos os dias, todos os segundos.
comentários(0)comente



Jaqueline 25/06/2020

Inimaginável
A história nos envolve e é possível muitas vezes sentir junto a indignação diante da injustiça pela qual o autor passou. Além disso, nos apresenta a realidade, que muitos desconhecemos, das pessoas levadas para o corredor da morte. Recomendo muito, pois é inspirador!
comentários(0)comente



59 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4