Reino de Cinzas

Reino de Cinzas Sarah J. Maas




Resenhas - Reino de Cinzas


1175 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Queria Estar Lendo 11/03/2019

Resenha: Reino de Cinzas
Kingdom of Ash (Reino de Cinzas) é o último capítulo na grandiosa saga Trono de Vidro, da Sarah J. Maas. Um livro sobre guerra, sobre esperança e sobre a coragem de uma heroína inesquecível. Um final magnífico para tudo que essa série prometeu.

Esta resenha pode conter alguns spoilers dos títulos anteriores da série.

A trama se divide entre os muitos personagens que protagonizam essa história junto à Aelin. Para mostrar a imensidão da ameaça e da guerra que se assoma sobre o mundo, a autora espalha os núcleos entre várias partes do continente, com um único fim: reunir forças suficientes para derrotar o grande exército sombrio que se aproxima e ameaça destruir o último bastião de esperança que ainda resiste.

"Era uma vez, em uma terra que há muito se tornou cinzas, uma jovem princesa que amava seu reino..."

Falar sobre finais é sempre desesperador. Você chega neles morrendo de medo de não ter as expectativas correspondidas; aqui, a sorte é que elas foram superadas. Sarah J. Maas entregou, com perfeição, o fechamento que cada um desses personagens e seus núcleos mereciam. Entregou aos fãs da série, como eu, um livro para guardar no coração e jamais se esquecer. E aí está o desespero. Parece que nada que eu falar vai ser suficiente para cobrir o que foram essas 992 páginas.

Aelin é e sempre será o grande nome dessa série. A assassina, campeã do Rei, herdeira do fogo e de um reino de cinzas enfrenta as sombras e o medo em sua jornada para reconquistar seu trono e garantir um futuro a Terrasen e todos que dependem dela.

Presa a um caixão de ferro e sentenciada à crueldade de Maeve, Aelin depende de seus aliados para escapar daquele terror. Não é nenhum spoiler dizer que, em determinado momento da trama, ela vai se ver livre daquele tormento; o caminho dessa personagem envolve mais do que recobrar a própria coragem e a esperança, mas se trata de representar essa coragem e essa esperança para aqueles que a seguem. Aelin vivencia muitos horrores que podem e vão influenciar em sua maneira de lidar com a guerra.

"O mundo estava banhado em chamas. Chamas, não escuridão."

Eu nunca vou elogiar o desenvolvimento dela o suficiente. De uma garota resmungona para uma guerreira determinada até uma rainha régia e poderosa, Aelin tem, certamente, um dos melhores arcos de toda série. Eu chorei e sorri e vou guardar sua história em meu coração por muito tempo. Aelin me mostrou o que é bravura, lealdade e amor e mostrou o que é ser uma comandante benevolente e uma heroína, acima de tudo. Esse livro é um marco para sua jornada, para a assassina liberta das minas de sal até a herdeira que sonha com a liberdade do seu povo e com o peso da sua coroa.

"Há um mundo melhor lá fora. E eu lutarei por ele."

Ao seu lado, Rowan se mostrou, mais uma vez, um companheiro equilibrado e forte, um igual à sua amada. O arco do guerreiro neste livro tem muito a ver com encontrar o seu lugar na corte prometida por Aelin, não só ao lado dela, mas entre os muitos apoiadores dela. Rowan é uma voz e uma figura impiedosa, mas também um coração de ouro e um feérico apaixonado que sonha com a paz que foi perdida há tanto tempo.

As cenas entre eles encheram meu coração. É o tipo de companheirismo e amor que transcende a guerra, a incerteza; que promete um futuro, mesmo que esse futuro seja incerto. Não só Rowan e Aelin, na verdade, mas todos os casais dessa saga representam essa igualdade e essa entrega equilibrada, a ideia de que onde um estiver, o outro estará logo ao seu lado, seja em um campo de batalha ou em uma paisagem pacífica.

"E diga a ele que eu agradeço por caminhar ao meu lado na escuridão, em direção à luz."

Manon e Dorian roubaram a cena em relação ao desenvolvimento de suas histórias individuais. Eu falo com tranquilidade que o arco de Manon Bico-de-Ferro é o melhor que esse livro entregou; o de Aelin foi magnífico, sim, mas o da Manon e das Treze foi transcendental. O que a Sarah guardou para as bruxas, sua redenção e sua aliança, toda a jornada de Manon em busca do seu lugar entre as guerreiras do ar, entre aquelas que foram renegadas - assim como ela - meu irmão, como eu chorei. Como eu berrei. Como eu me emocionei.

Uma cena, em particular, me deixou soluçando abraçada ao meu Kindle por muito, mas muito tempo.

A irmandade entre Manon e suas Treze companheiras de luta é uma das coisas mais lindas que já tive a alegria de ler; o quanto as Treze se dedicam à guerra, à causa da sua superior, o quanto elas acreditam e vivem para ver Manon triunfando sobre uma ideia que, para todas as bruxas, não passa de uma lenda. Todas ali estão em busca do seu lar, da paz há muito prometida, e foi uma das coisas mais lindas que esse livro me deu.

"Seja a ponte, seja a luz. Quando o ferro derreter, quando botões de primavera florescerem nos campos outrora manchados de sangue... deixe que a terra testemunhe. E retorne para casa."

A força e a voz da Manon junto às suas irmãs de luta, sua postura frente aos conselhos de guerra, sua determinação em lutar por um mundo melhor, como prometeu a Aelin. São vários os motivos que a levam às decisões que toma, aos momentos mais emblemáticos da obra. É de tirar o fôlego e te deixar roendo as unhas porque toda a adrenalina das batalhas que Manon vivencia chega até você.

"Leve nosso povo para casa, Manon."

Do outro lado da moeda, Dorian está bem solitário em meio às bruxas, mas nem por isso menos determinado. Ele tem uma missão, uma bem difícil e perigosa, mas sabe que precisa cumpri-la para dar ao mundo - e a Aelin - uma chance de escapar de toda aquela escuridão.

"- Eu não preciso da misericórdia de um garoto.
- É a misericórdia de um rei que você recebe."

Eu quis GRITAR E BERRAR E ABRAÇAR E SOCAR o Dorian durante boa parte do livro. Ao mesmo tempo em que era conciso e coerente, ele agia de maneira precipitada e desesperadora e meu desejo era de entrar no livro pra arrastar ele pelos cabelos ao mesmo tempo em que nunca mais o soltava de um abraço. Dorian se mostrou uma grata surpresa como nos títulos anteriores; se alguma parte de mim achou que não havia mais o que crescer em seu arco pessoal, essa parte estava muito errada.

E eu amo como o caos da Manon encontra a ordem do Dorian e como eles combinam tão perfeitamente bem. Como os sorrisos mortíferos dela são um equilíbrio aos bem humorados, como eles se veem no mesmo patamar de poder e se respeitam dentro disso. Como seus corações são ressentidos por todas as perdas e crueldades do mundo e mesmo assim encontram uma razão para sentir um no outro. Que ship poderoso que SJM nos deu.

"De novo e de novo, a canção de fogo e escuridão a atravessou em direção ao mundo."

Aedion vivencia momentos tensos e perturbadores junto a Lysandra e outros personagens do seu núcleo; mesmo que todos neste livro passem por provações aterradoras, é notável e louvável a coragem que moveu Lysandra a sustentar a esperança. A não desistir, não importa quão sombrio o horizonte se mostrasse. Aedion, por outro lado, mostra um lado problemático e sombrio que eu não esperava encontrar no personagem.

Junto com a Manon e as Treze, o arco dos dois foi o que mais me deixou na ponta da cadeira, o que mais me fez tremer em medo e nervosismo, rezando pra que uma luz aparecesse logo sobre cada um deles. Sarah soube dosar muito bem o tempo entre os capítulos e a forma como eles se desenvolveram, o que ajudou a construir uma montanha-russa bem nítida dentro da guerra; uma subida lenta e torturante até o estouro de subidas e descidas e a sensação sufocante de que as batalhas nunca teriam fim.

Lysandra, aliás, outra das mulheres muito poderosas que comandam este livro. Aedion pode ser o general responsável pelas tropas, mas é sobre a metamorfa que reside o plano para impedir que tudo desmorone. Não só isso, mas toda firmeza na tomada de decisões, todos os questionamentos, tudo que move Lysandra para continuar lutando; é de um poder e de uma presença impressionantes e que combinam tão bem com tudo que Aedion representa. Se eu chorei com esse casal? Ô se eu chorei.

"Vamos fazer desta uma luta digna de uma canção."

Elide e Lorcan fazem parte da comitiva de Aelin, mas têm espaço para seus desenvolvimentos solitários também. Afastados por causa do fim de Império de Tempestades, eles agora confrontam um horizonte de guerra e a incerteza que isso traz; Lorcan, com todo o peso de ter servido à Maeve e de ter dado as costas a ela para se juntar à sua inimiga, e Elide pelo que isso representava para Lorcan, incerta quanto a conhecê-lo realmente dentro daquele cenário caótico.

Tal como os outros personagens, eles tiveram seus momentos de glória na história. Sarah encaixou, dentro de cada núcleo, um grande acontecimento para cada nome importante para a história; uma maneira grandiosa de dizer adeus a esses personagens e suas respectivas tramas. O de Elide, devo dizer, foi de tremer na base - e o de Lorcan está conectado a esse momento.

Por último, mas definitivamente não menos importante, Yrene e Chaol, que retornam ao continente com o exército khagan, como acordado ao fim de Torre do Alvorecer, mas com seus próprios problemas em meio a isso. O alcance da guerra se estendeu além de Terrasen; assim como os outros, Chaol e Yrene precisam confrontar as sombras antes de avançar para uma possível reunião com a resistência. Mesmo seus números parecem ínfimos perto ao poder de Erawan, mas eles trazem consigo a esperança. A união de povos distantes que encontraram na liberdade um motivo para lutar lado a lado.

Eu amo meus pais Chaol e Yrene e vou louvá-los para todo o sempre. Torre do Alvorecer soou muito como um ponto final no crescimento do Chaol, e aqui ele se mostra um líder ainda mais competente e ciente dos sacrifícios e dos problemas que vai enfrentar. Ao lado de Yrene, sua igual, parte do seu coração e de sua força, Chaol tem forças para continuar; para lutar por Adarlan, Dorian e por Terrasen, por Aelin e seus amigos. Por um futuro e um mundo melhor.

"Eu estou mais feliz do que posso expressar, Yrene, de dividir isso com você. Tudo que precisar, eu sou seu para comandar."

YRENE
YRENE
YRENE
Quem leu vai entender.

Essa personagem que começou tão escondida lá nos contos reapareceu para se tornar uma das peças principais do jogo de poder correndo pelo continente. Yrene representa a cura e a vida e, para ela, Sarah J. Maas reservou momentos magníficos e de um poder difícil de descrever. Eu me vi gritando e rolando pelo chão porque o que essa mulher faz neste livro, a força que ela carrega, só lendo para entender esses surtos.

A participação de Nesryn e Sartaq também é vital, uma vez que são os comandantes de boa parte das tropas do exército khagan. Eu talvez não tenha sentido tanto a falta deles na narrativa por causa da quantidade de personagens e também pela sensação de que Torre do Alvorecer foi a promessa do futuro deles; aqui, eles participaram como coadjuvantes bastante importantes, mas com a promessa ainda ecoando para o que acontecerá caso a guerra tenha um fim positivo.

"Mesmo que essa escuridão fragmentada ainda morasse dentro dela, mesmo que falar fosse difícil, ela mostraria o que eles desejavam ver. A Portadora do Fogo, inquebrável. Aelin do Fogo Selvagem."

Deus do céu, olha o tamanho da resenha e eu sinto que não falei nem metade o que tinha para falar de cada personagem e núcleo. Isso sem contar a própria história.

Com esses arcos estabelecidos, a autora desenvolve sua obra prima. As cenas de ação são carregadas em adrenalina e destrincham nervosismo a cada página, fazendo você devorar os capítulos em busca de um momento de calmaria. E os momentos de calmaria, em sua maioria, são tão carregados em incerteza e medo que dá ainda mais nervoso sobre o que está por vir; Sarah, no entanto, não mostra apenas sombras e terror. Esse livro também tem amor, de todos os tipos. Fala sobre a força da família, do companheirismo, da amizade. Fala sobre a força entre os amantes e seus corações, a força entremeada nos sonhos de cada um desses personagens.

"Uma chama contra a escuridão que crescia. Uma chama para iluminar a noite."

Minha única crítica é mais uma birra e um detalhe que eu achei um pouco engraçado e tem a ver com o fato de as cenas de batalha serem muito, mas muito semelhantes a várias que ocorreram em O Senhor dos Anéis. Como fã, foi impossível não reconhecer o padrão dos cercos e das cenas e eu só conseguia pensar "hmmm, já vi isso antes". Por sorte, não foi em absoluto e Sarah conseguiu entregar mais momentos originais e surpreendentes, deixando essas semelhanças de lado com o tempo.

O que as sombras - Erawan e Maeve - representam é bem desenvolvido, dá medo porque parece impossível de derrubar, mas o que importa realmente é pelo que se luta. Um mundo melhor. E é tudo pelo que você torce em todas as 992 páginas; pode parecer gigantesco, mas te prometo que passa rápido. Rápido demais. Ao fim, a sensação que ficou foi de vazio e de saudade, uma dor boa, uma despedida digna.

"Não havia escuridão na história dela."

Eu termino esta resenha aqui porque, se pudesse, falaria por mais páginas e páginas sobre como Kingdom of Ash marcou meu coração para sempre. É um livro lindo, emocionante e definitivamente a despedida perfeita para tudo que Trono de Vidro representou para mim, em todos esses anos acompanhando a série.

Adeus, minha Fireheart, e obrigada por tudo.

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2018/11/resenha-kingdom-of-ash.html
Michelle 12/03/2019minha estante
Quando comecei essa série não foi uma que me marcou muito, mas com o tempo e o crescimento dos personagens fui me apaixonando por ela. Amo Aelin, uma das melhores personagens de todas. Amei esse livro.


Queria Estar Lendo 13/03/2019minha estante
Oi, Michelle! Eu me apaixonei pela série desde o primeiro capítulo do primeiro livro, então esse crescimento me pegou de um jeito bem difícil de explicar. Mas marcou o suficiente pra ficar comigo pra sempre. O que a SJM entregou nesse arco final foi indescritível, já estou morrendo de saudade :')


Michelle 13/03/2019minha estante
O terceiro livro para mim foi o auge da série, foi quando realmente comecei a amar de paixão ela. Nunca gostei muito de Aelin com Chaol >.<
Amo personagens fortes que fazem o que precisa ser feito. As melhores séries que acho tem essas personagens.


Raíssa 01/05/2019minha estante
Amei sua resenha! Ela representa muito do que eu pensei desse livro! Ela foi perfeito em cada ponta solta e cada história que foi desenvolvida... meu único problema foi realmente a cronologia da guerra, que poderia ter durante umas 100 páginas a menos. Rs


Sil 25/05/2019minha estante
Vc me representa na parte q escreveu das treze , foi fantástico a entrega , a forma q elas sacrificaram por sua líder . Chorei litros nessa parte . O livro todo foi maravilhoso, foi de partir o coração o que Aelin sofreu na unha da Maeve. Sarah fechou com chave de ouro .


Cecilia 04/06/2019minha estante
Meu Deus!! Que resenha maravilhosa!! Vc conseguiu expressar meus sentimentos todos rss
(tirando só a parte de Senhor do Anéis, confesso que não lembro mais).
Que série fantástica e que desfecho perfeito!!
Fico até envergonhada de dizer que comecei a leitura ?apenas? para poder ler Corte de Espinhos e Rosas.
Personagens que são tão sofridos e batalhadores e reais e acima de tudo que nunca, mas nunca abandonam a esperança. A esperança em um mundo melhor, nos amigos que se apoiam. Uma estória que conta que somente com confiança e amizade, a vitória do bem acontece. Uma estória de almas em redenção, de vidas que se entrelaçam, de amadurecimento e de retorno.
Ri muito e chorei demais. Essa série criou um espaço próprio e especial no meu coração.


Susu 29/04/2020minha estante
Como que eu leio


Rafaela.Francisco 04/05/2020minha estante
Olá, me tira uma dúvida. Devo ler Torre do Alvorecer antes do Reino de Cinzas?


Queria Estar Lendo 10/05/2020minha estante
Oi, Rafa. Sim, deve sim! Ele é o sexto livro da série, lançado aqui como "romance" não sei PORQUE já que contém muitas informações essenciais pra tu terminar de ler.


Vidal 12/05/2020minha estante
Desde o primeiro capítulo da série até a última palavra do último livro eu fui eternamente selada pra dentro desse universo. A história me faz chorar até hoje, só por lembrar de tudo. Marcou a minha vida de uma forma totalmente nova. Nunca pensei que um livro pudesse me tocar tão profundamente, que pudesse fazer parte da minha própria história, da minha vida, mesmo longe das páginas. Transformou muitas outras experiências literárias em cinzas.
Agradeço eternamente a Sarah J Maas por me possibilitar essa experiência. Não há palavras pra descrever tudo o que se passa em meu coração quando o assunto é trono de vidro.?


Paula 27/06/2020minha estante
Que série!!! Se tivesse mais mil páginas eu leria se tivesse mais 7 livros eu devoraria


Felipe Reis 01/07/2020minha estante
Nunca achei que ia chorar tanto com um livro na minha vida. Li em 3 dias, não fiz mais nada, não conseguia parar de pensar em ler, foi difícil até dormir. Perfeição em forma de livro, se um dia eu achar um livro melhor, compro a box da coleção na hora.


Livs 27/07/2020minha estante
sua resenha está incrível e descreveu exatamente todas as emoções que eu senti, todos os choques e choros (muitos) que esse livro me causou. só resta agradecer a SJM por essa obra de arte, ou como eu gosto de chamar, o livro do impossível haha


Mimim 26/09/2020minha estante
Que resenha linda, senti-me muito representada pela fala! Difícil dizer adeus à nossa fireheart e todo universo de ToG ???


gaby 27/11/2020minha estante
só senti falta de uma coisa nessa resenha... para sempre gavriel, asterin, vesta e sorrel em meu coração ??


Samara.Maria 20/04/2021minha estante
No começo achei meio confuso ,porém do meio pro final tudo se encaixou ,e eu nunca chorei TANTO na minha vida ,acabou com meu psicológico.5 estrelas ?




Jess 31/03/2021

A minha intenção inicial era escrever uma resenha enorme e muito detalhada sobre esse livro, sobre a aventura extraordinária que essa série me proporcionou ao longo dos meses em que tenho a lido, contando sobre todas as lágrimas que eu derramei por todos esses personagens maravilhosos, os sorrisos que eu dei, a força que encontrei na Aelin e em como eu sou grata por ter lido a sua história, em como eu sou grata por ela ter estado ao meu lado quando eu mais precisei, como se fosse uma amiga, segurando a minha mão e sussurrando no meu ouvido o quanto eu sou forte. As coisas que eu aprendi com essa leitura, com essa série... eu não saberia como começar a explicar, acho que não tenho palavras o suficiente.

É isso, eu não tenho palavras. Todas as que eu conheço não bastariam para descrever esse livro. Então sim, a minha intenção inicial era fazer tudo isso, mas não saberia como.

O fim chegou. Tudo foi encerrado. Eu chorei tanto com esse livro. Eu realmente achei que ele não ia me destruir, mas até que eu gostei de estar errada sobre isso. Mesmo a dor foi boa, um sinal de que eu me importei, um sinal de que eu deixei esses personagens entrarem dentro do meu coração e o abraçarem.

Não acreditei quando li a última página. Não acreditei quando vi os agradecimentos. Fiquei tão sem chão ao fechar o livro e saber que não teria mais dessa história, então continuei chorando.

Levei três meses, ou até mais, para concluir a história de Aelin Galathynius e a sua corte que mudou o mundo. E, se eu soubesse que me sentiria tão vazia com esse final, teria demorado mais.

Porém, foi bom saber como tudo acabou. Foi bom acompanhar tudo isso e chorar, rir e me demorar com cada linha desse livro.

Muito obrigada, Sarah, por essa história. A história de Aelin Galathynius, uma jovem princesa que amava o seu reino.
analuisa96 31/03/2021minha estante
Ansiosa para chegar nesse volume ??




Juh Saint 26/10/2020

n sei oq dizer sem spoiler, entao so deixo claro:
tds os livros da saga q na minha opiniao foram bem variados de qualidade: mto bons (3, 5) bons (2, 6), mediano (7) e ruim (4), VALERAM APENA COM ESSE!!
n li o preludio por isso nem falei dele, mas nossa que final epico, fantastico
desfecho perfeito para Aelin Galathynius e todos q cruzaram seu caminho
jheuler 26/10/2020minha estante
Você chega no final e cai uma lagrima involuntária do seu olho. Acho esse livro perfeito, além de que a Sarah usou todos os personagens da saga nesse desfecho.


Juh Saint 27/10/2020minha estante
SIM DMS, todos se reunindo e aparecendo, um nucleo indo pro outro
achei aquilo perfeito!!
chorei e n foi pouco........




Marenucci 11/04/2021

Sem spoiler de nenhum dos livros da saga?

Depois de 8 livros acabei essa serie maravilhosa, a escrita, os personagens, os sentimentos, tudo vai melhorando ao longo dos livros e vc vai ficando mais ansioso para saber o que vai acontecer e como tudo vai se desenrolar.
O universo é extraordinário e a forma que a Sarah conseguiu que tudo se encaixasse no final é uma loucura, é aquele livro onde todos os personagens são importantes e tem uma história por trás.
Não tenho palavras pra descrever, só posso dizer que foi uma sensação incrível, eu amei o final (por mais que tenha chorado um pouco KKKK) e a única coisa que eu posso dizer é LEIAM, não vão se arrepender.
Potterbooks 18/04/2021minha estante
Menina vc leu tudo em 15 dias? Chocada ?


Marenucci 18/04/2021minha estante
Siim ksksksksks




Giu 16/04/2021

UM FINAL PERFEITO PARA UMA SÉRIE PERFEITA!

O livro foi uma montanha russa de sentimentos, fluiu super bem e a conclusão deixa claro que a Sarah tá mais que de parabéns. Tudo se encaixa, tudo acontece e tudo foi perfeitamente descrito.
Ela entregou desenvolvimento, aventura, amizade, romance, fantasia e tudo que o leitor ama de maneira incrível!

Não consigo achar palavras pra descrever bem o quanto eu gostei dessa série e tudo que ela me fez sentir, acho que não sentia isso desde minha primeira leitura de mesmo gênero.
Não consigo nem achar que minha resenha seja digna pra expressar tal sentimento então apenas LEIAM!
Sério eu chorei e sorri horrores com esse livro!

Me apaixonei mais por todos os personagens e acho que ficaram muitas portas abertas pra que tia Sarah escreva mais livros com eles (QUERO MUITO).
Quero principalmente um livro com a Elide, é difícil ter favoritos entre tantos personagens fantásticos mas Elide com toda simplicidade, caráter e astúcia; e Aelin com toda sua determinação, altruísmo e humor (apesar de tudo que sofreu) me conquistaram mais que os outros. ?
Inclusive ela e o Lorcan são meu casal favorito (também entre tantos casais que eu adorei).

Enfim, vou sentir saudades de tudo e todos. Que fantasia meus amigos!

?????Spoilers a partir daqui?????
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Nos últimos capítulos a partir do início da batalha esses foram meus surtos:

?Arrepiei toda com Aelin chegando na batalha, a descrição da cena foi perfeita.

?NÃO! O Gavriel não! Manoooo, Sarah vc me paga!!!!!

?Tudo dando errado de novo.... se mais alguém morrer eu surto!

?O nome do pai dele era Dorian também! ?

?Erawan morto AAAAA AMEI Elide, Yrene, Lysandra e Dorian. O quarteto fantástico! ?

? "Então vá para o inferno"  MANO, essa Rainha Feérica do Ocidente é TUDO mesmo!!!

? " Chamas do rei floresciam"
Que final perfeito! ?

Quero mais! Quero mais da reconstrução de Perranth, Adarlan e Terrasen. Quero mais do que vai ser reerguido nos desertos do oeste pelas bruxas. Quero mais de Doranelle com uma nova rainha.
Quero mais de todos esses personagens incríveis!
Quero ver Dorian e Manon juntos, Lorcan e Elide e Nesryn e Sartaq. Quero ver o filho de Yrene e Chaol e talvez os filhos de Aelin e Rowan.
Quero o Fenrys desbravando o mundo e quero conhecer o Vaughan, que ele seja mais personagem incrível e talvez membro da corte de Terrasen.
Enfim quero saber o futuro de tudo, mas também quero muito mais do passado de personagens que foram extremamente importantes, como Nehemia, as 13 e os feéricos que estavam com a tribo dos lobos.
E claro, quero muito mais de Aelin e Rowan!
Priscila 17/04/2021minha estante
Que saudades dessa série ??


Giu 18/04/2021minha estante
Te entendo Priscila, mal acabei e já sinto falta ! ?




Gabi 29/03/2021

MAGNIFICO
Sou suspeita a falar de qualquer livro de Sarah J. Mass, porém, não tenho palavras pra descrever esse livro e a saga em si também se não Magnífico. Eu amei, me emocionei muitooo, apesar das perdas e de muitas lágrimas que eu derramei por elas, o livro é surpreendente, conseguiu superar minhas expectativas.
comentários(0)comente



Tiiko 24/09/2020

Reino de Cinzas
Que desfecho fantástico. Estou sem palavras para expressar o quanto eu estou amando esse livro. Sentirei saudades dessa história cheia de emoções, reviravoltas surpreendentes e de personagens incríveis. Sem dúvidas é minha série de livros favorita.
luizzf 07/10/2020minha estante
Eu fico super feliz de ler isso, lembro quando te vendi o primeiro da série. ??




Jaque 04/08/2020

Sarah J Maas me espancou sem dó
?Era uma vez, numa terra há muito queimada até virar cinzas, lá viveu uma jovem princesa que amava o seu reino...?

Eu nunca chorei tanto com um livro.
Li as 930 páginas em oito dias, e depois fiquei três dias sem ler absolutamente NADA para poder processar tudo que acontece aqui.
Estou fazendo a resenha seis dias depois e ainda estou emocionada com essa obra divina.

Reino de Cinzas encerra a saga Trono de Vidro da MELHOR maneira possível!!!!
Confesso que eu estava com medo de me decepcionar com ele, mas esse livro é tudo, e mais um pouco. É impressionante a maneira que a autora conseguiu encaixar todos os detalhes e nos entregar um fim digno para essa série.

Narrado em diversos pontos de vista, nós acompanhamos a jornada emocionante de todos os personagens até a grande guerra, e claro, pela busca de um mundo melhor.

Não consigo achar palavras para descrever o que esse livro foi para mim. Foram oito livros chorando, rindo, surtando e me apaixonado por esses personagens.
A série nos apresentou uma história sobre amizade, amor, força, lealdade e resiliência. E me marcou para sempre.

Aelin Galathynius dona da minha vida.
Bacelar 04/08/2020minha estante
Incrível resenha, aumentou demais o meu hype pra iniciar a série


Ana 04/08/2020minha estante
Aelin, dona de todas nós...




Giih 20/07/2020

Reino de Cinzas <3
Eu não tenho palavras para descrever o quanto essa série me marcou , o quanto eu ri e sofri lendo cada página dessa incrível jornada que foi acompanhar a Aelin e todos os maravilhosos personagens que conheci nesses últimos meses

É quase impossível expressar tudo que esse livro me fez sentir, tudo que a série por inteiro me proporcionou. O último livro realmente foi uma épica e incrível conclusão para toda a saga de Trono de Vidro . É com certeza o meu preferido da série, nele vemos todas as tramas se concluindo ,todos os sacrifícios necessários e o destino de todos os personagens

Todas as cenas das batalhas travadas foram angustiantes de um jeito maravilhoso , porém nelas também se encontram as cenas mais tristes e emocionantes. Todas as perdas serviram a um propósito , mas confesso que foi extremamente difícil dar adeus.

O desenvolvimento dos personagens desde o primeiro livro até o último é enorme , principalmente quando se trata da Aelin , Manon e Dorian . Esses personagens simplesmente brilharam e meu amor por eles conseguiu aumentar ainda mais , não é atoa que são os donos das melhores e mais emocionantes cenas.

Eu amei a linda perspectiva de futuro que foi apresentada , me fazendo conseguir imaginar claramente como esses personagens vão estar daqui a muitos e muitos anos .Foi realmente muito emocionante ver o desfecho da história deles .

Uma conclusão épica para uma história épica



comentários(0)comente



Lou 03/12/2020

O LIVRO DA DÉCADA, SIM!
o que foi esse livro?
eu até agora estou tentando compreender. Ele não foi só o fechamento perfeito de uma série, mas de uma vida, de uma comunidade, de um ciclo. E posso dizer com clareza que foi melhor do que qualquer outra coisa que já li, em quesitos de escrita, história, reviravolta, personagens, desenvolvimento...
Me apeguei aos personagens principais e secundários até seu último suspiro, até suas confirmações de morte. E eu recomendo, com muita certeza no meu coração, todas as pessoas a lerem, porque de longe é a melhor série que já li.
Para qualquer que seja o fim.
Vitória 03/12/2020minha estante
Aaaaa não vou superar ele nuncaaa ?


Laura 03/12/2020minha estante
Tô lendo ele agora e você descreveu 100% o que se passa na minha mente enquanto leio essa obra prima. Perfeito!


Julya.Rafa 04/12/2020minha estante
To em 50% dele e não quero terminar??




Mauricio.Machado 14/04/2021

Um bom livro, confesso que criei muitas expectativas pra esse livro, não foi uma decepção, foi um livro bom com um final pé no chão, mas eu sinceramente esperava mais, sentirei muita falta dessa série, recomendo muito.
Mand 14/04/2021minha estante
Acho que eu nunca chorei tanto com um livro, mas eu concordo contigo, também esperava bem mais e alguns pontos me incomodaram.


Mauricio.Machado 14/04/2021minha estante
O chorei demais tmb, acho que não tenho oq reclamar sobre as relações dos personagens, só reclamo msm pq queria saber mais sobre oq cada um vai fazer agora


Mand 14/04/2021minha estante
Simm o final ficou meio aberto, mas o que mais me incomodou foi a questão dos poderes da Aelin e o que aconteceu com gavriel, na minha opinião foi meio desnecessário, porém em termos gerais amei.


Mauricio.Machado 14/04/2021minha estante
Simm, eu achei forçado na real sobre os poderes dela




sandryelle 18/04/2021

Esperava mais
Não é ruim, longe disso. Sarah J Mass trouxe um desfecho muito bom pra saga que me conquistou recentemente.

Entretanto não chega a ser ótimo, não no nível que a saga exigia devido à sua construção impecável até o momento.

Reino das cinzas foi o livro da saga que eu menos gostei por inúmeros motivos. O principal deles foi a enrolação. São mais de 900 páginas que poderiam facilmente ser reduzidas pra algo entre 600 e 700...Em grande parte do livro temos descrições repetitivas e desnecessárias e absolutamente nada de relevante acontecendo. Como eu disse, não é um livro ruim, mas é um livro extremamente cansativo.

Além disso, alguns acontecimentos do final chegam a ser frustrantes. Um dos principais plots da série teve um desfecho tosco porque a sua resolução não interferiu diretamente em NADA posterior, literalmente NADA!!!! Tanta luta e sofrimento pra nada.

Outra coisa frustrante foram alguns personagens sendo extremamente negligenciados. A autora quis dar uma carga dramática no livro mas acabou apenas sendo injusta com alguns personagens muito relevantes e que, por conta dessa necessidade dramática, acabaram tomando atitudes completamente irracionais.

E por falar em drama....quando eu disse que o livro era extremamente repetitivo eu quis dizer que é um apanhado de personagens sofrendo e refletindo sobre o sofrimento. Não que isso não seja importante pra o desenvolvimento dos personagens, mas chegou a um ponto onde eu pulava algumas descrições pq eu já sabia exatamente do que o personagem tava reclamando.

Apesar dessas falhas gritantes na minha opinião, o final do livro é bem bom, o desfecho final dos personagens principais é bastante coerente. No geral é um livro bom, mas não mais que isso.
comentários(0)comente



Lari 12/11/2020

Um final épico com um gostinho de saudades.
Há quase três meses eu adentrei o universo de Trono de Vidro. Por já conhecer e apreciar o trabalho da autora, iniciei essa leitura com grandes expectativas. E hoje, depois de finalizar o oitavo e último volume da saga, só posso dizer que elas não só foram alcançadas como também surpreendidas.

O universo construído por Sarah em Trono de Vidro é grande e muito complexo, contando com a participação de uma quantia enorme de personagens que fazem toda a diferença neste quebra-cabeças. O que em alguns momentos me fez questionar se seria possível unir tantas peças separadas ao longo da narrativa, de forma que fizessem sentido a história. Mas sim, a saga foi concluída sem deixar nenhuma ponta solta ou questionamentos sem respostas (algo que é muito frequente em conclusões de séries longas desse tipo).

Preciso dizer também que a construção e evolução dos personagens é um dos meus pontos favoritos de toda a história: Eles erram, acertam, tem conflitos, medos, dúvidas, vontades, alegrias. São pessoas reais, o que acaba gerando uma aproximação do leitor com os interlocutores. Destacando aqui principalmente a Aelin que se tornou de longe protagonista preferida da vida.

Considerando tudo isso, acho que não preciso me estender muito para dizer que: Amei ter essa experiência de leitura, e essa história com certeza me marcou pra sempre. Sarah J Maas é o tipo de escritora que me faz sentir grata por ter a chance de ler suas histórias e vontade de conhecer ainda mais.

Me sinto feliz, grata e satisfeita com essa conclusão. E ah, já sentindo muuuuuitas saudades desse universo.

E vem aí uma ressaca literária daquelas. (SOCORRO)

---------SPOILER---------
A única coisa que me impediu de dar cinco estrelas para esse último volume foi que gostaria de ter visto a protagonista tendo um pouco mais de importância em alguns dos acontecimentos finais (que também eram alguns dos mais importantes) da saga. Já que sinto que foi criada uma expectativa para que isso ocorresse no desde o início do primeiro livro, e não senti que ela foi totalmente suprida neste último volume. Tirando este fato, (que é mais uma opinião pessoal) o livro é praticamente perfeito e provavelmente a melhores conclusões de sagas que li até agora.
Pi. 13/11/2020minha estante
essa resenha me deixou com vontade de leeeeeeeeer


Lari 13/11/2020minha estante
AAHHHH FICO FELIZ PELO COMENTÁRIO ?
recomendo muito a leitura sim viu, é de verdade uma das sagas mais bem construídas que já vi


Joy 18/12/2020minha estante
Top. Estou com muita vontade de começar a ler essa saga. Ele é +18 ou é de boas?


Lari 19/12/2020minha estante
então joy eu acho bem de boa viu, eu diria que ta entre um +14 ou +16
acotar dela é bem mais adulto que esse, agora trono de vidro eu acho tranquilo


Joy 19/12/2020minha estante
Entendi! Como vai ser meu primeiro contato com essa autora, eu não sabia bem o que esperar. Mt obg, Lari! ?


Lari 10/01/2021minha estante
Nossa, eu amo demais essa série e esse livro ??????




HeyDebs 28/12/2020

Apenas grandioso
Ao terminar o último livro dessa saga incrivel me deu um sentimento de realização e saudade. Realização pela grandiosidade dessa história e todo o desfecho trouxe e saudades desses personagens incríveis que foram tão bem trabalhados ao longo dos 7 livros.

Neste livro, eu demorei um pouco para ler, mas por boas razões. Primeiro, não eatava pronta para me despedir das personagens e segundo, a cada capitulo, a cada batalha, a cada revelação eu tive que parar para conseguir absorver o que estava acontecendo.

Queria dar destaque ao arco de Manon e Dorian, simplesmente grandioso. Sem querer dar spoilers, mas foi uma das melhores tramas do livro.

O caminho da Aelin ja começou dificil demais nesse livro, muito dolorido e muito dificil de ler, parei varias vezes para conseguir respirar e digerir. Fiz o mesmo a cada batalha, ficava nervosa e até sem esperança em alguns momento, mas eu já devia saber que Coração de Fogo sempre tem uma carta na manga.

Foi o final que essa saga merecia.

5 estrelas é pouco.
comentários(0)comente



Michele F. 22/10/2020

TRONO
A série é completamente envolvente, amei conhecer a Aelin e toda sua evolução. Na verdade foi umas das melhores que eu acompanhei, o quanto ela se doa por aqueles que ama e por terrasen e doloroso. Acompanhar outros personagens como a Monon, Doriam e outros foi uma experiência incrível. Confesso que amei muito o Elide e o Lorcan, contava os capítulos pra chegar neles dois. Ver esse romance se desenvolvendo da forma mais clichê possível foi maravilhoso.( no entanto acho corte melhor, trono na minha visão é muito superestimada)
Daniel Miguel 23/10/2020minha estante
Maravilhosa ?,?




1175 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |