O Martelo das Feiticeiras

O Martelo das Feiticeiras Andrei Fernandes




Resenhas - O Martelo das Feiticeiras


6 encontrados | exibindo 1 a 6


Yuri Ikeda 29/07/2020

Como todos provavelmente sabem, esta é a continuação direta de Kalciferum, que foi o primeiro livro do autor. A primeira coisa a observar é que O Martelo das Feiticeiras tem pelo menos um dos elementos essenciais de uma boa continuação: explorar com mais profundidade o universo apresentado no volume introdutório e acrescentar algumas camadas de complexidade ao enredo, o que se reflete no número de páginas bem maior que o do primeiro livro, praticamente o dobro. A segunda coisa é que esse upgrade, ao mesmo tempo, é o culpado em parte por um dos pontos problemáticos do livro. Isso porque, enquanto o primeiro volume tem um andamento bem direto, com o enredo avançando quase sem pausas e seguindo a estrada da mesma premissa, a continuação tem uma estrutura mais sinuosa, às vezes ficando difícil de visualizar para onde mais ou menos a história vai. Mas isso não é o problema em si. Muitas vezes é interessante quando uma história nos deixa sem ter a menor ideia de que caminho ela vai tomar, causa uma perplexidade boa. E com isso compartilhamos o sentimento do protagonista em cair numa rede de coisas além de compreensão. Esse é o aspecto positivo. Só que, por outro lado, há um emaranhado de situações e personagens que demoram um bocado a ficar claro como se interligam e por que estão ali, o que pode dar uma sensação (pelo menos foi o que eu senti na parte do meio do livro) de que a história passa certo tempo sem ir a algum lugar, e alguns personagens secundários entram e saem de cena sem muito desenvolvimento da personalidade deles, aí quando eles se revelavam importantes eu ficava meio "mas quem era esse, mesmo?". Em compensação, o protagonista Rafael Branco ganha um desenvolvimento bem notável e se torna um bocado mais interessante do que era no primeiro livro. E o próprio Kalciferum, embora apareça menos do que poderia (pelo menos pra mim, que gosto do personagem), também tem seu bom desdobramento.
Estou dizendo que a continuação é inferior ao primeiro livro? De jeito nenhum. Há esses pontos positivos e negativos, e o que eu coloquei como negativos valem mais para o meio do livro, que a meu ver passa muito tempo, por assim dizer, montando o tabuleiro de xadrez e não ainda jogando. Mas depois que as coisas se interligam e as peças começam a se movimentar, fica impossível parar de ler, e o clímax é completamente satisfatório.
Agora, cadê o Livro 3?
comentários(0)comente



Eduarda 13/07/2020

"O eterno retorno"
Muito bom! Adorei, principalmente, a evolução do protagonista. Os plots também são dignos de nota, bem como o ritmo da narrativa. Confesso que acabei gostando e me empolgando mais com esse livro do que com seu anterior. Por fim, deixo expresso meu anseio por uma continuação, virei a última página desejando mais.
comentários(0)comente



Thamiê 05/07/2020

Segunda parte da trilogia de fantasia urbana ambientada no Brasil dos dias atuais, O Martelo das Feiticeiras corrige vários problemas do primeiro livro: aqui a trama é mais intrincada, com resoluções mais sofisticadas, e mesmo os clichês narrativos aqui são mais bem utilizados, agregando à narrativa geral.

Temos aqui também um melhor desenvolvimento do personagem Rafael, tornando-o mais complexo, e melhor desenvolvimento de sua relação com Cal. Mesmo assim, os personagens secundários seguem sendo pouco desenvolvidos.

O final do livro é totalmente aberto, dando um gancho importante para a terceira parte (ainda não lançada), o que pode frustrar as expectativas, principalmente devido o clímax muito bem construído. Aqui, então, mantenho minha crítica já destacada no primeiro livro: resolução pouco satisfatória dos arcos desenvolvidos.

Vejo, de forma geral, uma evolução na narrativa e na construção de personagens, arcos e clímax. Aguardo ansiosamente pela terceira parte.
comentários(0)comente



Miryan Jussara 18/06/2020

Ficção, fantasia urbana.
Esse é o livro 2 da série Demônio, Bruxas e Vagantes de Andrei Fernandes. A fantasia urbana continua c Rafael, o protagonista da série, tendo crise de pânico como consequências do que passou ao conhecer o mundo mágico. Ele agora é acusado de crimes q n cometeu e para provar sua inocência ao Protetorado, uma espécie de órgão regulador desse mundo, terá q passar por 3 ordálias e enquanto se prepara p ser magista, se depara com muitas confusões.... O livro é cheio de ação, aventura e prende a nossa atenção muito bem, traz elementos da Cultura pop e lendas brasileiras, gosto muito disso. Mas....
O final dado não consegue resolver todos os conflitos da narrativa deixando algumas brechas p um novo livro?! Espero q sim, pois a curiosidade de saber quem de fato é o magista Hual, o q acontece com Rafael e a motoqueira rajada, como uma planta mágica nasceu do nada na casa de Rafael e p o q ela servirá na missão de Rafael (conflito ainda do 1 livro), se Kal estava ou n envolvido c o Caus, o q aconteceu c o mundo "mundano" após o Martelo das feiticeiras, quem é o homem do turbante de fato e o q ele vai fazer .....
comentários(0)comente



Carla Forner 16/06/2020

Rafael não queria acreditar que demônios existem, até que Cal, um baal dos 7 círculos do inferno relembra - o do seu contrato, assim começa uma nova aventura de Rafael no mundo dos magistas e sues mistérios
Miryan Jussara 18/06/2020minha estante
Vc gostou do livro? Achei q o final deixou a desejar. O livro é muito bom, mas esse final não resokveu todos os conflitos, tipo quem de fato é Hual, o q aconteceu com Rafael e a motoqueira rajada, se Mal tava mesmo envolvido c a Organização do Caus....


Carla Forner 18/06/2020minha estante
Gostei, mas tive a impressão que faltou algo... fui atrás pra ver se tinha um 3 livro é pelo que entendi ele faz parte de uma trilogia sim, porém não achei o 3 acredito que ainda naonfoi publicado.


Miryan Jussara 18/06/2020minha estante
Só são esses dois mesmo, acho q o autor ficou sem saco p escreve mais, o q é uma pena. Ele tem um podcast chamado Mundo Freak Confidencial, num sei se vc conhece, no episódio da semana passada, ele fala q n gostou dos livros q fez. Gosto muito da escrita dele.




Frank 23/05/2020

Feiticeiro no meio, prostituição, mentiras e outras coisas +
Eu gostei muito do primeiro livro e assim que tive a oportunidade fui ler o segundo.
Não gostei muito não. Talvez esse "arco de treinamento" e a introdução de MUITOS NOVOS CONCEITOS (Que, okay, eu sei que tem base em magia real) deixaram o livro um pouco maçante demais. Acabei me desgostando do livro pra metade e li até o final só pra terminar mesmo. Mas depois de um tempo, parei pra refletir e talvez tenha sido só o desgosto já adquirido que me impediu de aproveitar a leitura como um todo.
Vanildo.Maia 01/06/2020minha estante
Adorei seu título kkkkk
Acabei de ler o primeiro, vou ler outros e depois leio o segundo.


Miryan Jussara 18/06/2020minha estante
@Frank tive a mesma impressão. Gostei bastante de livro quase todo, quando chegou no fim, senti q n resolveu todos os conflitos, como se o autor tivesse c pressa p acabar logo, sei lá




6 encontrados | exibindo 1 a 6