Daisy Jones & The Six: Uma História de Amor e Música

Daisy Jones & The Six: Uma História de Amor e Música Taylor Jenkins Reid




Resenhas - Daisy Jones and the Six


3370 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Niquis 27/07/2021

Perfeito mas...
Daisy Jones & The Six me fez pensar que a banda realmente existiu. Li o livro todo imaginando um documentário, e acho que esse diferencial é o que faz o livro ser tão gostosinho de ler.
Em uma boa parte do livro eu ficava com tanta raiva do Billy e da Daisy, que sinceramente, não dava para defender.
Em geral, eu amei a história e tudo que ela deu para nós leitores refletir, mas sinto que faltou algo para completar as 5 estrelas.
Gosto muito da escrita da Taylor e pretendo ler outros livros dela, sinto que ela vai ser minha autora favorita em pouco tempo (talvez ela já seja rs)
comentários(0)comente



Mariana 27/07/2021

Diferente de tudo que já li
Eu tô simplesmente encantada por essa história, essa autora é fantástica. Ela criou uma história de uma banda fictícia e fez um documentário em cima disso! Sensacional!!! Queria que todas as músicas existissem pra eu ouvir enquanto lia kkkk
comentários(0)comente



Karol.Maia 27/07/2021

Vivendo o extraordinário
Esse livro é um chute na bunda. É isso mesmo! Um chute bem dado! Naquele estilo que diz "acorda pra vida, mulher!", que faz a gente pensar quais os caminhos que estamos trilhando, que faz a gente refletir sobre a juventude e a velhice. Esse livro é uma raridade! Digo isso com tranquilidade, porque são poucas as palavras registradas em páginas que nos fazem querer trocar o extraordinário pelo ordinário. Decidi, lendo esse livro, que o meu extraordinário está contido em páginas que leio todos os dias - e estou bem satisfeita com isso. O meu ordinário, ele é o que faz a minha vida ser extraordinária! Obrigada, Taylor Jenkins Reid.
comentários(0)comente



cressduarte 27/07/2021

Daisy Jones & The Six: Uma História de Amor e Música
Sinceramente, não foi a grandiosidade que eu esperava, mas foi bom. Estava muito mais ansiosa para a premissa desse livro do que a de Evelyn Hugo, porém, tiveram algumas coisas que me incomodaram ao longo da leitura.

Vou começar falando sobre a escrita, que é em forma de entrevista. Eu gostei, acho que a Taylor tem jeito pra escrever as coisas, também gostei de como dessa forma, você acaba tendo mais pontos de vista, o que torna tudo mais legal.

Eu tive e continuo tendo pensamentos muito confusos em relação aos personagens, eles não são aquelas pessoas que você morre de amores, que são super juntos e que fazem tudo certo, o que eu achei legal da autora fazer, por que da um ar ainda mais real de que aquelas pessoas existiram, mas eu passei raiva do mesmo jeito.

Acho que a Daisy foi a personagem que eu mais tive pensamentos conflitantes, ela é uma personagem legal, de certa forma eu gosto da personalidade dela, mas o que me incomodou muito foi o excesso de drogas que a personagem usa, principalmente em certo momento da história onde ela começa a usar mais e mais, e eu só fui ficando mais nervosa. Mas, eu entendo, que tudo isso faz parte da construção da narrativa da personagem, toda a questão familiar que só colaborou para que tudo acontecesse, a relação conturbada com o Billy, enfim. Concluindo, eu gosto da personagem, mesmo tendo problemas. Não tenho uma opinião muito grande sobre o Billy só achei ele extremamente egoísta e autoritário em relação a banda em vários momentos.

A Karen e o Graham juntos são uma coisa, assim, bem confusa. Gosto da Karen, acho ela uma personagem muito decidida e forte, a escolha que ela tem que tomar no fim do livro, é algo que eu entendo e sinceramente, não acho que foi errada, ela não queria e não estava pronta para aquilo. Eu achei que teria mais protagonismo do Graham na história, mas entendi a tática de como com o tempo, ele foi perdendo toda a autoridade na banda. Não sei se o romance entre os personagens foi desnecessário, mas achei meio aleatório? o Graham estava completamente obcecado pela Karen, enquanto ela só queria a famosa ficada né mores, e nem sei dizer se aquilo era amor de verdade.

A Camila foi uma personagem essencial para a história, mesmo não concordando com muitas das ações dela, incluindo ela continuar com o Billy, eu gostei dela. A última conversa dela com a Daisy não foi algo que eu esperava, mas foi algo que eu gostei, ainda não tenho o que dizer sobre aquilo.

Warren, Eddie e Pete foram os personagens que ficaram mais de lado quando comparados aos outros. Eu gostei do Warren, senti ele como o alívio cômico de toda aquela tensão, e é interessante como ele não se importava muito em estar sempre em foco ou em protagonismo e sim em fazer música. O Eddie só aparecia pra falar mal do Billy, o que eu achei ótimo, mas ao mesmo tempo cadê a coragem? Ele ficou o livro todo reclamando da conduta do Billy mas não fazia nada? Eu queria que tivesse partes narradas pelo Pete para que a gente pudesse realmente ter o ponto de vista de todos os personagens. Achei o motivo dele sair da banda muito nada a ver kkkkkkkkkkkkkk.

Meu maior problema com o livro, foi o tanto de droga que tem nele, gente pelo amor de deus como essa galera não teve UMA overdose? Mas falando sério, não gostei muito disso, acho que a autora poderia ter maneirado um pouco, porque eu só fui ficando cada vez mais irritada, e isso atrapalhou um pouco a minha experiência com a leitura. Também acho que a Taylor podia ter tido uma responsabilidade maior com toda a história envolvendo o Niccolo, foi algo muito grande, resolvido em 2 capítulos. Pra mim foi colocado lá só pra encher linguiça, sabe?

As músicas são tudo, to muito ansiosa pra ouvir elas na série, principalmente Regret Me, pois, a maior de todas. Não gostei tanto assim de Aurora, achei que ia ser a música mas eu tive que ler a letra 5 vezes pra entender direito, provavelmente isso é culpa do meu raciocínio não tão bom, mas ok.

O final foi surto atrás de surto, gostei da troca de cenas entre Camila e Daisy conversando e o Billy no bar. A última página antes das músicas é uma coisa que nem sei explicar, 5 linhas que acabam com qualquer um. A revelação de quem é a pessoa entrevistando muda toda a narração dos personagens, principalmente a do Billy.

Enfim, fiquei oscilando muito entre 3,5 e 4,0, eu realmente esperava mais do livro, mas no fim dei 4 estrelas porque achei um livro bom, talvez eu apenas não estava muito no clima, provavelmente vou reler mais pra frente pra ver se alguma coisa muda.:)
cressduarte 27/07/2021minha estante
alguém faz eu parar de escrever resenhas enormes por favor




spoiler visualizar
comentários(0)comente



i4bibia 27/07/2021

vivendo por esse livro.
eu nunca havia lido um livro no estilo de documentário, esse foi o meu primeiro, e eu estou encantada. gostei do livro de cara, desde o início eu sabia que eu amaria ele. eu jurei que essa banda tivesse existido de verdade, quando eu descobri que não existiu, eu fiquei pensando nisso por uns 10 minutos, e fico pensando nisso ainda. daisy jones & the six é um livro que você consegue ler em pouquíssimos dias, é uma leitura rápida e bem gostosa, então dê uma oportunidade e leia! nesse livro temos três mulheres espetaculares, que sem elas, a banda, o livro não seria nada. o final é surpreendente, me emocionei muito!! foi o primeiro livro da Taylor que eu li, estou ansiosa para ler outros, pois eu amei cada detalhe desse aqui! é um livro que vale a pena. CAMILA AMOR EU TE AMO MUITO ?
comentários(0)comente



maaouzi 27/07/2021

gostei mas não surpreendeu
preende em alguns momentos, solta em outros. não achei tão marcante, mas realmente é um livro que todos devem ler pois é bem gostosinho
comentários(0)comente



Grazi 27/07/2021

"É responsabilidade de cada um não ser um babaca"
Eu nunca tinha lido um livro com o estilo de documentário, esse foi o meu primeiro contato, tanto com esse estilo como a escrita da autora. No início eu não estava gostando, só lá pro meio que eu comecei a me envolver mesmo na história. Eu amei esse livro, no final eu chorei horrores, esse livro me tocou de diversas formas, as músicas são perfeitas! Passei a noite toda ouvindo as músicas que eu consegui encontrar no youtube.
comentários(0)comente



itsbea 27/07/2021

melhor livro que eu já li
sabe quando um livro te deixa inspirado? A cada página eu ficava mais viciada na história da daisy e da banda, e o mais engraçado era que eu não dava nada pra essa leitura. O tanto que eu ri, gritei, chorei e surtei nesse livro nem dá pra escrever, eu daria tudo pra apagar da minha mente e ter a sensação de ler tudo pela primeira vez.
comentários(0)comente



Mari 27/07/2021

queria que fosse real
eu queria muito que essa banda tivesse existido de verdade! a Taylor mandou muito bem nas características dos personagens, que mesmo sem descrevê-los de fato, era possível visualizar perfeitamente cada um tanto fisicamente quanto pelo comportamento. a Daisy muitas vezes me irritou, mas a culpa não era dela em muitas coisas, só não gostei muito da forma como colocaram ela num pedestal sendo que estava indo só ladeira abaixo. Karen e Graham amarei vcs para todo sempre. fico feliz pela força do Billy e da Camila principalmente, apesar de às vezes ele ser um grande c*zão.

obs.: ACABEI DE DESCOBRIR QUE VAI LANÇAR UMA SÉRIE DESSE LIVRO E O SAM CLAFIN É O BILLY!!!!!!!! mal posso esperar.
comentários(0)comente



luisa 27/07/2021

um livro muito bom com músicas incríveis
eu percebi que o livro era bom quando fiquei fã de uma banda que nem existia kkkkkkkk
cara, de verdade, o que a autora fez com esses personagens foi mágico, a forma como ela soube trabalhar pra realmente parecerem pessoas de verdade foi o que me deixou mais impressionada, o livro foi muito bom e de uma forma muito fluída a gente foi conhecendo a banda e diversas outras pessoas que faziam parte da história deles
fiquei mal pq não tem representatividade (diferente de os sete maridos de evelyn hugo) e senti falta disso, porém tirando esse tópico o livro foi muito bom, me apeguei a alguns personagens e não gostei de outros, e isso significa que foi um bom livro ne kkkkkk
comentários(0)comente



vitrosa 27/07/2021

MEU DEUS QUE LIVRO!!!!! Nem sei explicar o misto de sentimentos que eu tive. Eu ficava apreensiva, com medo, mas no final eu fiquei muito feliz, o final é ótimo. Fiquei surpresa e encantada, é isso. Agora quero ler outro livro dessa autora
comentários(0)comente



Lia 27/07/2021

Esperava mais
Comecei a ler este livro com intuito de sair da minha zona de conforto, não que eu arrependa de ter lido, eu gostei, foi uma boa experiência, mas não sei se leria de novo. O livro é muito bem escrito (sério tô apaixonada pela escrita da Taylor Jenkins Reid), e conta uma história interessante, mas não atendeu as minhas expectativas geradas pelo hype. Enfim também acredito que eu não seja o público alvo da autora, estou acostumada com livros cheios de reviravoltas, fantasia, etc... esse livro tem uma pegada mais dramática e reflexiva. É um bom livro, só não é um gênero ao qual eu estou acostumada.
comentários(0)comente



Tatynha.Car 27/07/2021

A resenha mais difícil de fazer.
A forma escrita (entrevista) me fez pensar que eu estava vendo um documentário de uma banda verdadeira. E isso foi incrível.
As mulheres são fortes e decidas, cada uma lutou pelo o que acreditava e não se importaram com as consequências, aguentaram todas de cabeça erguida.
Os homens cada um com seu problema e todos se conectam, bastava uma boa conversa e empatia que as coisas seriam mais justas.
Amei a leitura, aborda sobre drogas e aborto. Porém senti falta de algo para dar 5 estrelas, mas não sei entender o quê.
Outro ponto positivo: não tem cenas eróticas.
comentários(0)comente



andy 27/07/2021

uma história de amor, música e muito sofrimento
É estranho falar desse livro, já que eu lembro que quando o comprei, não sabia de nadinha mesmo da história. Sabia que era sobre uma banda e que todo mundo falava bem do livro, e só.

Tanto é que quando descobri que era narrado através de entrevistas, eu pensei imediatamente: meu Deus, por que eu comprei isso? Eu vou odiar.

Eu estava errada. Eu amei.

Esse livro é fantástico, do início ao fim. É incrível ver o que a Taylor fez aqui, ela pegou várias pessoas e cada um foi dando seu relato sobre o começo da banda, a entrada de Daisy Jones, sobre seu auge e como e porquê a banda se separou do nada, no último show da turnê Aurora.

O que me impressiona de verdade aqui é o modo como tudo parece tão real. Tipo, eu realmente podia ver uma estrela do rock falando o que os The Six e a Daisy falavam, sério.

Eu terminei o livro com a impressão que eu poderia pesquisar as músicas deles, fotos deles, entrevistas, e eu acharia, porque parece mesmo algo que aconteceu, parece mesmo que essa banda existiu.

Achei que seria um livro que retrataria de forma bonitinha e clichê a formação de uma banda e os romances que surgiriam, mas não, não foi nada disso.

É um livro com personagens verossímeis, que fazem você quebrar a cara e que não possuem uma história bonita. É sobre abuso de drogas, amor e música, e como tudo isso estava interligado. Sobre ter que superar e deixar certas coisas para trás. Sobre buscar ajuda em lugares errados, se envolver com coisas erradas e sobre aprender a superar isso. A finalmente seguir em frente.

É uma história para se encantar com a banda e suas músicas, para sofrer com o modo que os personagens se auto sabotam, para odiá-los por tomar certas atitudes e logo depois ficar impressionado com o quanto essas ações estão próximas da realidade. Sobre se apaixonar pela pessoa certa no momento errado.

Não é uma história linda, mas triste, feia e real.

A autora conseguiu fazer um livro fabuloso externando o cenário do Rock na década de 70. Com uma escrita muito boa mesmo, que te faz ficar preso naquilo porque é igualzinho uma entrevista de verdade! (mas não uma tediosa, acredite).

Esse livro me mudou, me mudou completamente, me fez enxergar verdadeiramente por trás de um grande sucesso, o que eu já imaginava que não era algo bonito, mas esse livro foi ainda mais profundo, mostrando que a realidade é ainda mais feia do que a gente pensa que é.

E, talvez, após finalizar a leitura, eu esteja só um pouquinho louca nas músicas dessa década.
comentários(0)comente



3370 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |