Morangos Selvagens

Morangos Selvagens Maria leão




Resenhas -


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Shadai 10/04/2020

adorei
Uma das minhas melhores leituras do ano! Excelente, lido em 3 dias.

História simples passada num único recinto com apenas 3 personagens: mãe e filha brigando por serem tão diferentes, e Max, chefe da filha que fora convidado passar o final de semana com elas e se vê seduzido por ambas.

Escrita refinada, porém, nada difícil; personagens com características bem marcadas que tornam-se reais; cenário envolto de uma aura única; e os morangos! a todo momento fiquei com vontade por saboreá-los!
comentários(0)comente



Bibi 31/05/2019

RESENHA | Li: Morangos Selvagens
RESENHA | Li: Morangos Selvagens, da escritora Maria Leão, um romance, publicado pela editora Chiado.
.
Viu meu post anterior? Onde eu disse que faltavam umas 10 páginas pra terminar a leitura de Morangos Selvagens e parei pra fazer a foto com chá de morango?
.
Santa inocência dessa Bibiana!
.
Eu volto ao livro e, para ser precisa, eram 13 páginas que faltavam, dois capítulos. E que capítulos... Que PLOT TWIST!!!
.
Sabe o que é plot twist? Plot twist (reviravolta no enredo) é uma mudança radical na direção esperada da narrativa de um romance.
E que reviravolta!!!
É claaaro que eu não vou contar!
.
O que eu achei do plot twist eu ainda não sei, não estou acostumada (o que é legal!), e foi completamente inusitado e nada do que eu pudesse imaginar antes no livro. Sério.
.
Sobre a leitura: comecei e segui adorando até o plot twist, que ainda não sei, porque eu levei um susto. haha
.
É um livro tão delicioso de ler (estou achando estranho escrever a palavra delicioso agora, quem leu vai entender). Tem uma escrita super fluída!
É cheia de proza poética, que eu adoro!
.
Recheado (mais uma palavra que está me deixando estranha haha) de trechos lindos!
.
É um livro de suspirar em muitos momentos!
.
Temos três personagens, um lugar bucólico e exuberante, um espaço de tempo de uma tarde de fim de semana, clima quente com uma tempestade se formando. Tudo muito sensorial.
.
O narrador explora a história e os pensamentos desses três personagens em 3ª pessoa. Conhecemos suas forças e fraquezas.
Uma escrita detalhista e contemplativa, com metáforas e comparações inteligentes, Maria Leão mostra que sabe muito bem dançar um jazz com as palavras da língua portuguesa.
.
É um livro que consegue te levar à reflexão de assuntos como a ditadura da beleza, arquétipo feminino e papel da mulher na sociedade e na família. Pensar sobre relações humanas, mães e filhas e filhos, tradições. Sobre a vida. Tem um viés psicológico forte, embalado pela proza poética.
.
O narrador pode se sentir como o narrador de Amélie Poulain (menos no plot twist! rsrs). Foi a sensação que tive!
.
É um livro curto, sucinto, fluido, belo, feito pra ler numa sentada. Saboroso!?
comentários(0)comente



Saturno 16/06/2019

Até que gostei
Confesso que demorei bastante para ler esse livro, confesso também que a escrita me deixou um pouco confusa em alguns momentos, mas a história em si é boa e gostei bastante.
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3