O Lado Obscuro

O Lado Obscuro Tarryn Fisher




Resenhas - O Lado Obscuro


27 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Faces EM Livros 12/07/2019

Um nó psicológico
Bastou fechar os olhos para acordar em um lugar desconhecido! Senna Richards entra em desespero quando percebe que não está em casa. E a sua companhia? ?
?
Senna Richards, uma autora de sucesso, que teve uma de sua obras adaptados para o cinema. Fama e sucesso não foram suficientes para gozar das coisas boas que a vida oferecia. Sempre reclusa, esta loba solitária não se envolvia com ninguém.
?
Era Natal quando ela viveu um dos piores episódios de sua vida, e naquele dia conheceu o Dr. Isaac Asterholder, o qual se tornou amigo e estabeleceu uma ligação íntima. Tempos depois, Senna acaba o relacionamento construído.
?
Anos após esse episódio... Senna acorda em uma casa completamente estranha, e com alguém que fez parte do seu passado: Dr. Isaac Asterholder. O lunático que os sequestraram orquestrou cada detalhe: a casa construída era baseada em um dos livros de Senna. Uma Loucura visceral, que os fazem questionar cada ponta solta que não fazia sentido. Richards entendeu que o seu sequestrador passou anos planejando tudo aquilo, ela só não entendia o por que Isaac estaria com ela. Senna narra os acontecimentos entre o passado e o presente. ?
?
Não me considero uma fã da Tarryn , mas posso falar que O lado obscuro foi devorado sem qualquer chance de pausa. Isto porque a autora constrói uma rede de perguntas, que faz o leitor buscar as respostas para solucionar o caso.
?
Isaac é um personagem leal e solicito. É possível ver a dor que ele sente ao ver que Senna rejeita sua ajuda . É compreensível pelo passado que ela teve, e as suas escolhas são coerentes com tudo que ela vinha passando. É certo que o nosso psicológico zagueia pelas quatro paredes daquele ambiente. Entrei em pânico com aquele lugar. Este livro é recomendado para quem ler suspense, que deixa alerta nosso psicológico. ?
?
Outro ponto em destaque são os pensamentos de Senna, que se ligam diretamente ao título do livro. Mergulhamos nas profundezas da sua mente, e capturados toda sua angústia e dor.
A @faroeditorial traz edições impecáveis e bem revisadas, que permitem uma experiência de leitura incomparável.
comentários(0)comente



ELB 05/08/2019

Para quem acompanha o blog não deve ser novidade o quanto eu sou fã da Tarryn Fisher, ela é minha autora favorita e eu a idolatro. Dito isso, O Lado Obscuro é o meu livro favorito dela, já tinha lido a edição original e quando a Faro lançou aqui no Brasil, eu enlouqueci.

Se você não sabe do que estou falando e nem sequer leu a sinopse brasileira do livro, recomendo que continue assim e leia a tradução livre da sinopse original que deixo aqui. Na original, você não faz muita ideia do que se trata o livro, a autora permite que você tire suas conclusões e você começa o livro com a mente totalmente vazia, o que para mim foi essencial para leitura desse livro.

"Quando a reclusa escritora Senna Richards acorda no dia do seu aniversário de 33 anos, tudo mudou. Cercada por uma cerca elétrica, trancada em uma casa no meio da neve, Senna precisa desvendar as pistas para descobrir quem a sequestrou. Se ela quer a sua liberdade, precisa olhar atentamente para o seu passado. Mar o seu passado tem um batimento… e seu sequestrador não está em nenhum lugar a vista. Quando a sua vida em risco, Senna logo percebe que isso é um jogo. Um jogo perigoso. Apenas a verdade pode libertá-la”

Ao começar o livro vemos exatamente isso, Senna trancada em uma casa no meio do nada, mas logo ela percebe que tem alguém com ela, alguém do seu passado e ao longo do livro, vai sendo desvendado quem é esse alguém. Eles passam um tempo trancados e precisam se unir para desvendar o que aconteceu, como pararam lá, e o mais importante: o que fazer para escapar.

A cada passo podemos ver Senna mergulhar para dentro de si mesma, vemos toda a tragédia que aconteceu na sua vida até aquele ponto, e ficamos presos no mistério envolvendo não só o sequestro deles, mas a vida da Senna também.

“As vozes são, e sempre serão, temerosas demais para falar tão alto quanto um livro. É por isso que os escritores escrevem, para dizer coisas em voz alta com tinta. Para dar movimento aos pensamentos. Para fazer sentimentos inertes e silenciosos soarem alto e forte."

O Lado Obscuro não é um romance propriamente dito, para mim é uma história de amor da Senna com ela mesma, porém, o livro também nos traz um romance.
Nossa protagonista tem uma personalidade enigmática, nada social, não gosta de cor e não liga para música, vive a vida tranquila dela sem se envolver com ninguém. Mas ao longo do livro vemos como as cores e a música entram na história, e como a Senna muda junto… foi lindo sentir a vida voltando, ver a personagem mudando a cada palavra escrita.

“O olhar dele era cortante, transbordante de emoção. Ele me beijou - um beijo colorido, com ritmo de bateria e a precisão de um cirurgião. Ele me beijou com todo o seu ser, com a essência da sua vida - com tudo o que ele era. E eu me perguntei com que poderia ter retribuído ao beijá-lo, porque eu era uma mulher em pedaços.”

Eu acompanho a autora há muito tempo então sabia que O Lado Obscuro simbolizava a sua luta interna contra a depressão, sabia que as cores e as músicas eram o seu jeito de mostrar que estava lutando para viver, e os dois personagens principais representavam os seus dois lados, um lutando para viver e a outro abraçando a morte. Sabendo disso antes de ler o livro, mudou a minha percepção da história, a cada capítulo eu via a minha autora favorita lutando contra a depressão.

Há algo que você precisa saber sobre os livros da Tarryn, na verdade sobre a Tarryn em si. Ela escreve sobre mulheres e para mulheres, ela nos encoraja a abraçar todos os nosso lados, nossas falhas e aceitarmos quem somos. Cada livro vai tocar você de uma forma diferente, O Lado Obscuro vai te dar vontade de viver, de ser você mesma, vai te ajudar a aceitar o seu passado e a lidar com qualquer coisa que a vida jogue no seu caminho.

Como mencionei no inicio, a sinopse brasileira fala mais do que deveria - na minha opinião - mas esse é o único erro da edição, tentar passar esse livro como um romance, o que não é. Tirando isso, a edição está linda, cheia de detalhes, a capa combina com a história e a tradução está a altura dessa obra prima. Amor eterno pela editora por trazer todos os livros da Tarryn para o Brasil

site: http://www.everylittlebook.com.br/2019/06/resenha-o-lado-obscuro-tarryn-fisher.html
comentários(0)comente



Kellsin | @blogumaamanteliteraria 08/05/2019

Uma história sobre escolhas.
Em "O lado obscuro" iremos conhecer a escritora Senna Richards, que já começa narrando o exato momento em que acorda em lugar desconhecido, um lugar que ela jamais havia visto, e ao constatar a sua atual situação a mulher fica desesperada.

Senna foi sequestrada, e ela não está sozinha...Sem entender o porquê de estar trancafiada naquele lugar, ela começa a se questionar sobre quais seriam os motivos de seu sequestro, quem poderia estar por trás de algo assim? E por que motivo colocaram Isaac junto com ela?

Será que era um leitor maníaco? As respostas para toda aquela situação estavam muito além de seu entendimento...Primeiro eu quero deixar claro que eu buguei muito com essa história! Nossa Tarryn, por que fez isso comigo??? Desde as primeiras páginas somos levados a um cenário peculiar que nos força a descobrir qual seriam os motivos para tal acontecimento.

Em três dias de leitura (esse não é um livro para ser devorado, tem que ler com muita calma para se atentar aos detalhes) eu ia dormir a cada noite pensando e criando mil teorias sobre a trama, eu fiquei um pouco perturbada!

Senna nos narra a sua história alternando entre passado e presente e nos faz enxergar que sua vida está bem longe de ser perfeita. Mesmo sendo uma autora muito conhecida, há um enorme vazio em sua vida que deixa um grande ponto de interrogação no leitor ao imaginar por que tudo isso está acontecendo.


Essa história me deixou muito angustiada durante a leitura e a cada nova descoberta eu ia ficando mais apreensiva para saber como seria o desfecho.

Em uma mistura de suspense, drama e romance a Tarryn foi me conquistando a cada página e me fazendo repensar sobre algumas coisas na minha própria vida.Eu nem preciso falar que eu amei a Senna né? Ela é uma personagem incrível! Uma mulher que passou por cada m**** em sua vida e quando pensamos que não poderia piorar, ela sê vê mantida em cativeiro por uma pessoa lunática.

Outro personagem que me conquistou foi o Isaac, nem preciso falar o quanto eu fiquei apaixonada por ele? Sabe aquela pessoa que tem um jeito único, fala as coisas na hora certa e ainda por cima tem todo um lado protetor? Pois é o nosso personagem.

O ponto chave da história é quando descobrimos qual a relação que existe entre Senna e Isaac, e o porquê eles foram mantidos juntos nesse cativeiro. A história deles é marcada por muitos acontecimentos que eu juro que não estava esperando, foi um choque!Mas a história vai muito além disso, teremos outros personagens essenciais que nos darão uma visão mais ampla da vida da personagem como seu ex namorado Nick, que também é escritor. Vamos ver de que forma esse relacionamento afetou a vida de Senna.


Como eu disse antes, foi uma leitura muito angustiante, mas o final não foi como eu esperava! Eu estava criando mil teorias sobre quem seria a pessoa por trás do sequestro e eu me decepcionei. Além de a explicação ser bem vaga, a autora acabou se perdendo um pouco, deixando várias pontas soltas.

Mas tirando essa ressalva, eu acho que vale muito a pena ler o livro, principalmente para os fãs da autora, foi incrível conhecer esse lado obscuro da escrita da mesma.


É um livro sobre o real significado da vida, de como nossas ações do passado refletem no nosso futuro. Um livro sobre uma mulher que há tempos havia desistido de viver, desistido antes mesmo de tentar e que quando descobre que a vida vale a pena, já é tarde demais.

site: https://apenasumaamanteliteraria.blogspot.com/2019/05/resenha-o-lado-obscuro-tarryn-fisher.html
comentários(0)comente



Thay Freitas | Sankas Books 15/07/2019

O Lado Obscuro nos apresenta Senna Richards. Nossa protagonista é uma escritora de prestígio e famosa por seus best-sellers. Sua vida nunca foi um mar de rosas e sente-se uma mulher solitária onde encontra refúgio no seu escritório dedicando-se aos seus livros... mas no dia do seu aniversário, algo surreal acontece! Senna acorda em um local totalmente estranho. É uma casa no meio do nada e em meio a uma grande nevasca. O cômodo onde ela está não tem janelas e como saída só há um alçapão embaixo do tapete é aí que a sua ficha cai: ela foi sequestrada e não faz ideia de onde está.

Buscando uma forma de sair dali e entender melhor como tudo aquilo aconteceu, ela abre essa porta no chão e vai explorar o ambiente. E sem sequer conseguir pensar quem poderia cometer tal atrocidade, ela adentra os outros cômodos da casa a procura de respostas - que conforme vai explorando o local, mais espantada fica. Ao chegar às janelas percebe que lá fora não há sinal de absolutamente nada que não seja neve. É quando nessa busca por algum sinal que comprove que ela está mesmo sozinha na casa, ela encontra em um dos quartos um homem amarrado à uma cama. É Isaac! Se já era estranho encontrar mais uma alma vivente dentro daquele lugar, constatar que a pessoa se tratava de alguém que ela já conhecia – dos dramas do seu passado - tornou tudo ainda mais enigmático.

Senna sempre foi uma mulher que tem dificuldade em confiar nas pessoas e devido a essa resistência – consequência de marcas duras da sua trajetória -, sempre procurou manter todos longe, sua barreira emocional a faz machucar antes que seja machucada. Isaac apareceu em sua vida em um desses momentos sofridos e um elo foi criado entre os dois, mesmo com toda aversão dela. Por sua vez, Isaac sempre foi para ela o tipo de pessoa que não oferecia ajuda, ajudava. Não perguntava se podia fazer algo por ela, fazia. Mas por escolha dela mesma, o afastamento entre eles, mais cedo ou mais tarde, aconteceu. Agora depois de algum tempo estavam ali, trancafiados no meio da neve, sem saber como foram parar lá e sem entender o porquê de ter sido justamente com eles.

Quem os colocou lá? Como conseguiram? Por quais motivos? Eles iriam sair com vida ou os colocaram ali para morrer?

Continue lendo em: https://sankasbooks.blogspot.com/2019/07/resenha-o-lado-obscuro-tarry-fisher.html
comentários(0)comente



Erica.Martins 04/04/2019

Esse é o livro mais visceral da autora?
A narrativa desse livro é bem lenta e arrastada, mas o suspense que envolve a trama principal consegue despertar curiosidade no leitor porque você sabe que tem um mistério oculto ali e baseado nisso você pensa que no mínimo o desfecho tem que ser bem engenhoso daqueles de deixar nossa boca aberta com o queixo no chão pra fazer valer a leitura.

Como a sinopse já entrega, a escritora Senna Richards acorda em um belo dia em uma casa estranha e toda trancada, ou seja, ela foi sequestrada e pra descobrir a saída ela precisa buscar algumas respostas no passado, o que inclui o misterioso médico cirurgião Isaac que surgiu na vida dela pelo um triste acaso do destino, não vou comentar muito pra não dar spoiler mas a relação dos dois foi no mínimo esquisita.

A verdade é que a sinopse inteira é mais interessante que o livro todo, se essa é a obra mais visceral da autora eu fico imaginando o resto, a trama toda é narrada em primeira pessoa pela Senna o que colaborou mais ainda para o meu tédio porque apesar das tragédias que ocorrem na vida dela, a personagem não transmite carisma nenhum, o que eu senti foi empatia pelas situações, mas dizer que eu gostei dela, NãO! (Nem do Isaac e nem de ninguém)

Achei a trama bem irrealista, difícil de trazer tanta sonsice pra realidade, 60% da história não faz sentido nenhum, me bateu um sono danado lendo, nada nesse livro me convenceu, nem o suspense e nem o romance, mas vou ressaltar que a escrita da autora é boa, a história em si que é chata, como o livro é curto a leitura fluiu mas se tivesse mais páginas, de verdade eu teria abandonado.

Eu poderia pegar vários memes para representar a minha reação com a tal esperada revelação do final mas vou parar por aqui, não quero desestimular ninguém a ler, simplesmente esse thriller psicológico não funcionou comigo, história totalmente esquecível.
Ian.Luc 13/05/2019minha estante
A sua resenha resume bem a minha experiência de ler esse livro... Dispensável é o mínimo a se dizer desse livro


Erica.Martins 14/05/2019minha estante
Pois é! Achei nada a ver esse livro


Maria Beatriz 17/05/2019minha estante
Eu tô lendo e tô gostando, mas confesso que a leitura tá um pouco cansativa. Leio e dou uma parada, a sinopse parece muito melhor do que o livro em si. Quando parece que a história vai dar aquele up o livro fica lento de novo. Suspense não é muito meu gênero favorito. Tô quase na metade e torcendo pra acabar logo, sorte que o livro é pequeno.


Erica.Martins 17/05/2019minha estante
Maria como eu disse a curiosidade de saber o que está acontecendo é maior do que a vontade de abandonar o livro mas o desenrolar é muuuuito chato! Quando terminar depois diz o que achou porque eu achei muito ruim a explicação de tudo


Maria Beatriz 21/05/2019minha estante
Você tinha razão, que livro ruim, achei sem sentido "o vilão" fazer aquilo, fora que a leitura foi bem cansativa, tava contando as paginas pra acabar logo. Só li mesmo porque a editora me enviou como parceria do blog que faço parte, mas não gostei.


Erica.Martins 22/05/2019minha estante
Eu li tantos elogios desse livro que pensei que eu que estava sendo chata . Eu achei a leitura muito viajada e sem nexo, nada me convenceu eu dei 2 pela boa escrita da autora mas a historia em si pra mim foi 0,5




Aninha | @pactoliterario 07/05/2019

Resenha originalmente postada no blog Pacto Literário e no instagram @pactoliterario

O Lado Obscuro da autora Tarryn Fisher irá nos apresentar à Senna Richards.

Senna é uma autora de sucesso mundial, um de seus livros já foi até adaptado para o cinema, o que lhe rendeu uma grande fama e também uma grande fortuna.

O problema é que Senna não goza das coisas boas que a vida e a fama lhe proporcionou, ela vive uma vida reclusa, sem contato com ninguém em sua casa, onde poucos sabem o local em que ela reside.

Isso se dá por um episódio que aconteceu no dia 25 de dezembro, o que seria um natal comum e solitário, se tornou um dos piores dias da vida de Senna. Nesse mesmo dia ela conheceu o dr. Isaac Asterholder, com quem acabou por criar um grande vínculo na época.

Isaac além de ter ajudado Senna, foi sua única amizade por um longo tempo, até o relacionamento ir se aprofundando mais. Porém chegou um dia em que Senna decidiu acabar com todo o relacionamento que eles haviam construído.

Agora, depois de anos sem contato. Senna acorda dentro de uma casa, logo percebe que é um sequestro e que ela não terá saída dali, seu sequestrador pensou nos mínimos detalhes para lhe manter presa ali. De início ela pensa que a pessoa quer um resgate, mas para a surpresa dela, ela não é a única pessoa que está ali.

Isaac é companhia de Senna durante sua dura jornada naquela casa. Eles tem tudo: eletrecidade, comida para se manter por alguns meses, água e todas as outras regalias. Mas tem uma coisa que eles não entendem, além do motivo deles dois estarem ali juntos.

Aquela casa foi totalmente projetada baseada no livro de Senna, de início ela pensa que pode ter sido algum fã lunático, mas com o passar do tempo naquele lugar, ela vê que seu sequestrador é bem mais que lunático. Agora ela e Isaac terão que tentar sair dali a todo custo para poderem seguir com suas vidas.

Esse é um livro em que você não o lê, você devora ele. Eu comecei O Lado Obscuro com uma certa ansiosidade, já que a Tarryn é uma de minhas autoras favoritas. Mais uma vez ela não me decepcionou.

Eu fiquei muito curiosa para saber o motivo da pessoa ter feito aquilo com os dois, mas com o passar das páginas e algumas idas ao passado de ambos, tive um palpite e acabei acertando em cheio. Para algumas pessoas pode ser uma surpresa, mas foi diferente comigo.

Quando conhecemos a real história de Isaac e Senna, nós também acabamos por conhecer a personalidade de cada um deles. Claramente Senna é uma mulher perturbada, com algumas marcas do passado. Eu juro que tentava entende-la, mas isso ia tornando-se cada vez mais complexo. O que me fez ter um certo desprezo pela Senna do passado.

Isaac foi um personagem que eu gostei bastante, muito solícito e amigo, estava ali a todo momento para ajudar sua amiga, o problema é que ela não deixava ele se aproximar com medo dele fazer a mesma coisa que seu ex, Nick, fez com ela. Por vezes entendi a personagem por isso, mas fiquei com uma pena enorme de Isaac, pois dava para ver que ele realmente estava se empenhando para ajuda-la.

Tarryn tem uma escrita visceral nesse livro, a autora faz você sentir na pele a angústia e a dor dos personagens. Mesmo com seus problemas, eu tive uma empatia enorme por eles e fiquei o livro todo torcendo para que tudo desse certo.

Eu literalmente devorei esse livro, quanto mais eu lia, mais eu eu queria da história. A narrativa da Tarryn é viciante, o que por muitas vezes tornava difícil de largar o livro, não sosseguei enquanto não cheguei ao final.

Não sei quanto será lançado outro livro da Tarryn, mas eu espero que seja logo, pois a cada livro me apaixono mais pela escrita dessa mulher. Livro super recomendado!

Blog: https://www.pactolitersrio.blogspot.com.br
Instagram: https://www.instagram.com/pactoliterario
comentários(0)comente



Naty 18/07/2019

Heartbreaking
Não estava preparada para este livro. Não estava suportando deixá-lo de lado, após ter lido o primeiro capítulo. Tarryn Fisher se mostrou uma escritora bem diferente do que eu esperava. Aliás, como iniciar essa resenha? Como finalizá-la? Nem eu sei.

Presente
Senna é uma escritora de sucesso, ela acorda na manhã de seu aniversário num lugar completamente diferente. Desconhecido. Ela foi raptada e trancada numa casa coberta de neve. Porém, ela não está sozinha. Há alguém que está amarrado em outro cômodo e então ela percebe que se trata de Isaac, um doutor bem conhecido. O seu médico. Coincidência?

Obviamente, por consequência do confinamento, a escassez de comida e água é evidente. No decorrer dos dias, a racionalidade se torna uma tarefa árdua, pois eles precisam lidar com a fome, frio e, principalmente, o medo, já que eles não sabem até quando ficarão ali. Não se engane, o livro não é um romance desses que você está esperando. É triste, desesperador e descomunal.

Passado
Os dois passam por um momento bem conturbado no passado, em meio ao caos e vulnerabilidade da escritora. Ela tinha sido vítima de algo frio e cruel. Ele, por sua vez, foi uma pessoa importante para tirá-la dessa amargura. Para tentar, pois Senna sempre foi um misto de sentimentos que homem algum conseguia desvendar. A moça se tornou aquela que destrói antes mesmo de ser destruída.

Isaac é o tipo de homem que todas as mulheres desejariam ter por perto para ser amigo, esposo, pai ou até mesmo filho. Ele é aquele que você gostaria que batesse à porta para ser a sua companhia. E por que agora eles estão trancados, isolados, numa casa? Essa é a pergunta que percorre o leitor durante a leitura.

Futuro
Ainda que o livro intercale a história entre passado e presente, não deixamos de pensar no futuro, afinal, o presente nos proporciona uma grande dúvida do que pode acontecer. Eles vão escapar? Eles serão resgatados? Algum deles irá morrer? Como seria possível eles se salvarem de lá? Não são poucas as perguntas, as respostas nem sempre serão satisfatórias e agradáveis.

Além deles, como ficaram e como ficarão a família de Isaac e os fãs de Senna, já que ela não convive com os pais. Como tudo pode acabar?

O lado negro
Vi muita gente reclamando da narrativa cansativa, da falta de personagens, do desfecho e… da trama irrealista. Vamos por partes? Responderei a minha opinião sobre cada ponto e só assim poderei precisar a minha nota a respeito do livro, porque até agora não defini com clareza.

A narrativa é cautelosa e pausada, principalmente pelo fato de termos dois personagens em confinamento. Como poderíamos fazer com o que temos em mãos? Sim, a leitura cansa um pouco, mas não é um cansaço por ser uma narrativa mal feita ou pelos personagens serem chatos. E sim pelo psicológico carregado. Nossa mente fica cansada, aflita e queremos salvar aquelas pessoas.

A falta de personagens é real, sim. No entanto, é uma consequência. Se parte do livro se passa num confinamento, nada mais justo do que termos em mãos a história de duas pessoas e, vez ou outra, da pessoa responsável por aquele sequestro. Todavia, ainda temos personagens extras quando os capítulos tratam do passado ― o que não pode ser observado como ponto negativo, convenhamos.

Nem todo desfecho vai agradar a todos, isso é um fato que devemos levar em conta tanto para livros, filmes ou séries. Muitas pessoas têm reclamado do final de GoT, mas já pararam para pensar a qualidade da série desde o início? Aqui temos exatamente isso, o fato de o desfecho não ser como queríamos, não quer dizer que a história seja ruim. Pode ser, mas nem sempre. O desfecho cumpriu com a consequência das ações do passado e do presente. Para mim, foi uma das melhores partes, inclusive.

Senna não conhecia Isaac quando ele a tirou daquele lugar. Acredito que as pessoas tenham argumentado sobre a trama ser irrealista porque Senna permite que Isaac acompanhe-a até a sua casa, após ter passado por um grande trauma. No início fica bem evidente que ela não quer a presença dele, que um estranho esteja em sua sala. No entanto, ela cede porque Isaac salvou a sua vida. É estranho? É. Mas é irreal? Não. Você pode não aceitar um estranho, porém, outra pessoa, sim. Irreal seria se saíssem beijos, amassos e não sei mais o quê. Não aconteceu. É spoiler? Não. Estou apenas mostrando parte do que acontece para entenderem que isso não é inverossímil.

O livro vai agradar a todos? Não, evidentemente. Li em apenas dois dias, ainda que tenha achado a narrativa um pouco parada, pelo motivo que já expliquei, pois nossos sentimentos são acentuados, ficamos apavorados, sufocados. Não seria normal digerir a história sem respirar, sem analisar que a leitura precisa ter o seu tempo, que a narrativa requer esse cuidado. Cada livro tem o seu.

site: http://www.revelandosentimentos.com.br/2019/06/resenha-o-lado-obscuro.html
comentários(0)comente



Silvana - Blog Prefácio 20/06/2019

Esse é um daqueles livros que se a gente falar mais sobre o enredo do que já diz a sinopse, vai acabar tirando o prazer de quem for ler ele, porque o interessante da obra é ir descobrindo aos poucos o que está acontecendo e ir juntando as peças para desvendar esse mistério todo que envolve o sequestro da personagem. E é aos poucos mesmo, porque a autora só vai soltando uma pista ou outra bem devagar e a impressão que dá é de que você lê e nada acontece, até por isso vi algumas pessoas reclamando que a leitura é arrastada.

Mas eu não concordei com isso, porque apesar de dar a impressão de ser lenta, a história é apenas mais pesada e angustiante do que as que estamos acostumados a ler, mas o ritmo de leitura é o mesmo. Pelo menos comigo foi assim, que cada vez que pegava ele para ler lá se iam 50, 60 páginas de uma vez, sem nem ver o tempo passar. E acabei lendo ele em menos de dois dias. Mas o livro continuou comigo tempos depois.

A história começa com Senna acordando no cativeiro, uma cabana isolada no meio da neve com tudo o que ela e Isaac irão precisar para sobreviver durante meses, e logo me lembrei da caixa de formigas. Porque qual é a intenção de alguém sequestrar alguém, colocar ela junto com uma pessoa que foi crucial em seu passado e dar tudo o que eles precisam, só sendo privado de sua liberdade. E ao longos dos dias, semanas e meses que vão se passando, eles vão descobrindo "pistas" deixadas pelos sequestrador que mostram que o sequestro é relacionado com algum acontecimento do passado de Senna.

Então a história se alterna entre o presente, com eles presos na cabana, e no passado quando Senna e Isaac se conheceram, e a cada nova descoberta só faz o livro se tornar mais sombrio e a história de Senna mais dificil. Faz tempo que eu não lia um livro onde eu não sei dizer se gosto ou não do personagem principal. Esse é o segundo livro que leio da autora, mas já li bastante resenhas dos livros dela e já li a própria dizendo que prefere escrever personagens que não sejam tão "mocinhas". Você não sabe se sente empatia por tudo o que ela passou, ou se torce o nariz para as atitudes dela.

Eu queria falar sobre os personagens e sobre a história, mas tudo o que eu penso em escrever aqui acaba sendo um spoiler. Até a palavra que pensei para definir o livro é um spoiler. Esse é aquele tipo de história que quanto mais as escuras a pessoa ler, melhor. Porque acredito que o livro é diferente para cada leitor e cada um vai sentir ele de uma forma distinta.

Até por isso não sei nem como definir o gênero do livro. Comecei achando que era um suspense, mas então no meio as coisas mudaram e terminou com uma lição importantíssima sobre a definição do amor. E até por isso disse que o livro ficou comigo mesmo depois de ter terminado, porque fiquei remoendo a história por horas depois que fechei o livro. Mas como sou a chata de finais mastigados e tudo bem explicadinho, acabei não dando nota máxima para o livro. E aqui meu problema não foi nem o final, porque dessa vez ele foi fechado, mas achei que faltou alguma coisa em relação ao sequestro que não ficou bem explicado. A motivação dele não me convenceu.

Quanto a edição, não posso deixar de elogiar o capricho que a Faro tem com suas publicações. A capa é linda de morrer e tem tudo a ver com a história. A edição está maravilhosa e até com a tradução do título eu concordei, porque convenhamos a tradução literal de Mud Vein, título original, até teria mais referências com a história, mas O Lado Obscuro também diz muito sobre ela e ainda é bem mais agradável na nossa língua. E por fim indico o livro para quem quer fugir do óbvio e passar por uma experiência bem diferente do que estamos acostumados.

"— Você escreveu sobre qual assunto? — perguntei.
— Minha veia ruim.
Senti um calafrio na espinha.
— Escreveu sobre seu lado sombrio? E porque você faria uma coisa dessas?"

site: https://blogprefacio.blogspot.com/2019/05/resenha-o-lado-obscuro-tarryn-fisher.html
comentários(0)comente



Maitê 03/08/2019

Chato
A palavra que resume esse livro pra mim... não tinha nunca lido nada dessa autora e realmente não gostei. História muito lenta... o desenrolar muito devagar... a única coisa que te prende é o suspense porque os personagens não tem carisma nenhum...
comentários(0)comente



Biialou 14/05/2019

Apesar do mês extremamente agitado aqui no Dinastia, a gente sempre arruma um tempinho para uma boa leitura, neste mês recebemos da Faro Editorial mais um livro de suspense da Tarryn Fisher, autora de Stalker (leia a resenha aqui).

Em O Lado Obscuro somos apresentados a Senna, uma autora de best-sellers que, no dia do seu aniversário, acorda trancada em um sótão sem janelas e apenas com uma porta no chão. Ela é prisioneira de um sequestrador sádico. Quando finalmente consegue sair do quarto, a personagem encontra Isaac, um conhecido de seu passado, amarrado em uma cama. Quem os colocou lá? Porque apenas Isaac estava amarrado? Onde estão? Quanto tempo ficarão lá até serem descobertos? Eles serão descobertos?

O livro está divido em três partes, duas sobre o presente e uma sobre o passado, e é por meio desta que conhecemos o vínculo entre os personagens. Os outros capítulos apresentam toda a arquitetura por trás do sequestro, como a casa funciona, como cada aspecto é controlado pelo misterioso antagonista. Ao decorrer dos dias os personagens enfrentam situações muito curiosas e assustadoras, lidam com problemas emocionais, como a perda de esperança. E claro, com a possível morte eminente, por fome, doença ou frio.

Resenha completa no link.

site: https://dinastiageek.com.br/o-lado-obscuro-resenha
comentários(0)comente



Malucas Por Romances 17/06/2019

Até que enfim favoritei um livro da Tarryn
Enfim consegui favoritar um livro da Tarryn!
Pensava que esse dia nunca iria chegar, mas chegou! O livro mais visceral da autora me conquistou, será que consegui achar a minha veia ruim?

"A espera pela morte é a pior forma de tortura que uma pessoa pode imaginar"

O Lado Obscuro é o livro da autora Tarryn Fisher, lançamento da Faro Editorial. Já li os outros livros da autora e sempre foi uma relação de amor e ódio. F*ck Love não gostei tanto assim, Stalker eu queria mais do final, mas o livro O Lado Obscuro para mim foi perfeito.




A história começa com Senna acordando em uma casa diferente da sua. Ela acorda grogue, até que descobre que foi sequestrada e está com alguém junto nessa casa, que é o doutor Isaac. Eles se conhecem do seu passado e juntos vão tentar descobrir porquê os dois foram sequestrados e colocados juntos na mesma casa. Uma história cheia de dor e com certeza visceral em vários sentidos.

Visceral é a palavra certa para definir esse livro. Essa história me arrebatou de tal jeito que terminei olhando pro nada e com um bolo na garganta, querendo colocar tudo para fora que li, querendo compartilhar essa experiência que foi ler esse livro forte, intenso e que vai deixar o leitor em dúvida a cada página.

Senna é escritora e está no melhor momento da carreira. Em Stalker a mocinha também é escritora e não tem como comparar com a própria Tarryn, sempre acho que tem um pouco delas nas personagens e não sei se isso me assusta ou se me anima, hehe. Senna é autodestrutiva, tem depressão e sempre se afasta quando ver que alguém gosta dela, e não de um modo bonito, pode ser feio, cruel e muitas vezes você vai se pegar odiando Senna, mas querendo entender a mente dela.

"Humanos não foram feitos para carregar o fardo de ninguém . Mal conseguimos carregar o fardo da nossa própria vida."

Isaac é médico e já se encontrou com Senna no seu passado. Isaac vai tentar junto com Senna encontrar a saída do seu cárcere e vai tentar que Senna fale o que está sentindo. Isaac tem paciência de ouro minha gente, Senna é o capeta em pessoa, haha.

Outros personagens vão aparecendo e ficamos atento para descobrir quem sequestrou eles dois. O final foi surpreendente, não desconfiei de nada. Adorei o final e queria que o livro tivesse mais páginas, mas nunca outro final para um livro tão visceral.

O livro é divido em três partes:
PARTE 1: quando descobrem que estão sequestrados e ficamos doidos para saber como se conheceram.
PARTE 2: Quando descobrimos como se conhecem e a ligação que eles tem.
PARTE 3: Onde você vai ficar com o coração na mão querendo saber como vai terminar essa história.

A capa eu acho linda e tem tudo a ver com Senna. O livro é escrito em primeira pessoa pelo ponto de vista de Senna a personagem que vai tirar teu sono e teu sossego, e que vai te deixar em frangalhos.

RESENHA COMPLETA NO BLOG

site: http://malucaspor-romances.blogspot.com/2019/06/resenha-o-lado-obscuro-tarryn-fisher.html#axzz5r80jmxbN
comentários(0)comente



Cássia 22/06/2019

Intenso...perturbador
.
?Pessoas mentem. Usam você e mentem. Elas não se cansam de dizer o quanto são leais e que nunca deixarão você. Ninguém pode prometer uma coisa dessas. Porque tudo muda como as estações. Eu odeio mudanças.?


Já li outros livros da Tarryn, e quando achava que ela não podia mais nos levar em uma montanha-russa de emoções, vem O lado obscuro.
Nele acompanhamos a vida de Senna, uma escritora de sucesso, mas que infelizmente não é feliz e pelo que acompanhamos de sua vida, isso estará bem longe de acontecer. Além de tudo de ruim que ela passa , certo dia, após seu aniversário, ela acorda em um lugar totalmente estranho, e sem saber como foi parar ali.
Gente, eu senti tanta aflição durante a leitura, fiquei agoniada mesmo. E como eu sou uma pessoa que tem fobia, fiquei muito mal durante a leitura deste livro. Que enredo assustador. Tem horas que eu ficava em pânico mesmo. Pois a busca pelo sequestrador é aterrorizante.
O livro nos faz embarcar em uma aventura cheia de suspense, perigo e muita aflição. Além de tudo isso, as coisas que aconteceram durante a vida da Senna me deixou bem mal também.
Tem partes em que chorei, pois a autora nos mostra uma verdade nua e crua. Ela não tem piedade dos nossos corações. E quando a gente acha que tudo vai ficar bem, ela nos leva para o fundo do poço novamente. E agora ao finalizar esta leitura, só tenho uma coisa para dizer: Tarryn, ficarei longe de suas histórias por algum tempo, pois não tenho psicológico para elas...preciso me recuperar desta tristeza que você deixou em meu coração.
E se você gosta de um suspense psicológico e que vai te arrancar totalmente da sua zona de conforto, este livro é para você, mas se prepare, pois ele é bem cruel.
comentários(0)comente



Crika || @PitacosLiterarios 06/06/2019

"A vida que você escolhe viver é a essência do que você é."
Senna Richards é uma escritora de sucesso prestes a viver seu pior pesadelo. No dia do aniversário, ela acorda num lugar que não conhece usando roupas que não são dela. Senna fica desesperada quando se dá conta que está em uma cabana no meio do nada, somente com neve ao redor. Mas então percebe que não está sozinha. Amarrado em outro quarto, ela encontra Isaac Asterholder, alguém que conhece bem.

Com o passar do tempo, eles veem algumas peculiaridades na casa que podem ajudá-los a entender o porquê de estarem ali. Começa então um jogo de sobrevivência onde Senna precisa decifrar as pistas referentes ao seu passado para conseguir fugir.

Presos na mesma cabana, Senna e Isaac vão ter que lidar com recordações que preferiam esquecer. E é um tremendo esforço tentar sobreviver sem perder a sanidade mental, principalmente quando as coisas pioram. Além da escassez de alimentos e da lenha que os mantêm aquecidos, o jogo em que se encontram fica cada vez mais perturbador.

Senna tem um lado sombrio. Aconteceram coisas no passado que a deixaram despedaçada. Ela não tem amigos, família ou um amor pra compartilhar a vida. Sua postura afasta as pessoas. Ela destroi antes que haja a oportunidade de ser destruída.

"A vida que você escolhe viver é a essência do que você é."

Uma mistura de suspense com romance, mas de um jeito nada convencional. O livro é dividido em três partes: o choque da descoberta sobre o sequestro e a cabana, o passado trágico de Senna - o que inclui o relacionamento com Isaac - e, por fim, o entendimento e conclusão de tudo o que aconteceu. Eu comecei bem interessada e curiosa com tudo, mas depois a coisa desandou.

Eu conheço a Tarryn Fisher de longa data e ela sempre escreve sobre mulheres reais e complexas, mas dessa vez não funcionou pra mim. Sendo bem sincera com vocês, não gostei nadinha. Apesar de me compadecer com Senna - afinal, ela sofreu muito -, não gostei dela e nem de ninguém, e achei algumas atitudes surreais na história.

Mas, veja bem, se você se interessou pela premissa, deve ler e tirar suas próprias conclusões.
comentários(0)comente



Paula Faria @blogliteralmenterosa 08/06/2019

Senna Richards, uma escritora acorda na manhã do seu aniversário e se dá conta de que foi raptada, ela está trancada em uma casa no meio de uma tempestade de neve e precisa decifrar várias pistas que tem ligação com seu passado para conseguir fugir desse lugar.Ela é uma mulher que já vivenciou muita dor, abandono o que a torna uma pessoa que destrói tudo antes de ser destruída.
Isaac, um cirurgião, que acabou ajudando Senna em um momento difícil e de muita vulnerabilidade, ele esteve com ela como ninguém mais, mas isso passou e agora suas vidas são diferentes, mas, ele acaba preso com ela na mesma cabana. Sentimentos despertam, recordações que deveriam ficar esquecidas, acabam voltando a tona nesse jogo de sobrevivência, onde as pistas estão no passado que nenhum dos dois está preparado para reviver.
Esse livro é totalmente diferente de tudo que já li, te leva ao extremo da tensão mas a fluidez da escrita da autora te deixa sem fôlego. Uma trama totalmente louca, sim essa palavra define melhor esse livro, um thriller psicológico visceral, que nos leva a conhecer cada segredo guardado dentro das cicatrizes e lugares da mente de Senna. Vemos suas feridas sendo desnudadas, conhecemos cada nuances das sua dores, da sua personalidade, é sufocante, amedrontador e acaba sendo libertador quando entendemos a mente doentia por trás de tudo isso e o porque de tudo. Muitas privações, um jogo perturbador de controle, perigos, medo, dor e sofrimento e a sensação de que a resposta pode estar dentro da mente deles, os coloca a cada instante mais fora da realidade de cada um. Por mais perturbador que seja, o amor como sentimento é levado ao extremo e nos faz refletir, o que você seria capaz de fazer por amor? Existe diferença entre o amor da sua vida e sua alma gêmea? Aqui, nessa leitura forte e intensa, lemos que aparentemente sim.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



27 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2