O Naturalista

O Naturalista Andrew Mayne




Resenhas - O Naturalista


8 encontrados | exibindo 1 a 8


Ivana M Amaral 16/01/2021

Achei um pouco repetitivo...
Descobrimos o Dan Brown das ciências ??? e o nome dele é Andrew Mayne.???
?
Se teve uma coisa que me impressionou nesse livro foi a quantidade de pesquisa que Mayne teve que fazer para conseguir chegar às conclusões científicas que o protagonista descobre sobre os crimes cometidos na região de Hudson Creek. ?

Fui atrás e o autor, além de escrever livros, também é mágico, produtor de filmes e designer. Eita homem ocupado ??
?
Infelizmente, eu não consigo recomendar esse livro por três motivos pessoais:?
?
1- Tem MUITO "tecniquês". Ele entra em muitos detalhes sobre ciência, DNA e sistemas matemáticos que eu não senti necessidade de ir tão a fundo?
?
2- Particularmente, eu não me identifiquei com a forma do autor descrever cenas de romance. Não me convenceu, sabe? ??
?
3- Senti que a investigação foi meio repetitiva?
?
De qualquer forma, é uma opinião minha e pode ser que fãs de ciência amem esse livro justamente por isso.
comentários(0)comente



Erica.Martins 16/05/2019

Uma aventura investigativa bem Sessão da tarde
Quando eu comecei a ler esse livro eu pensei que era uma história voltada para estudantes de biologia tamanha quantidade de termos da área usado pelo protagonista nos primeiros capítulos, tudo bem que o cara é biólogo mas fica chato ler coisas muito didáticas das quais tu não é expert, mas fui surpreendida no desenrolar com uma trama mais instigante, pois devido a um corpo de uma jovem que é encontrado em uma floresta local, o professor Theo Cray se vê envolvido em um caso criminal já que a vítima era sua aluna, porem o principal assassino suspeito é um Urso, será?

Diante desse fato o livro se torna praticamente uma aventura investigativa porque é importante para o Theo saber o que aconteceu de verdade porque baseado em seus estudos científicos, simplesmente o desfecho que a polícia encontra para o caso não corresponde a realidade dos fatos, mas para isso ele precisa provar o seu ponto porque além de tudo ele também é considerado um suspeito.

O livro é narrado em primeira pessoa pelo Theo e no decorrer da história ele vai descobrindo muitos fatos intrigantes que envolve de certa forma o caso e esses acontecimentos vai abrindo um leque de possibilidades para o leitor porque fica muito óbvio que algo muito errado está acontecendo na região e talvez a culpa não seja dos “Ursinhos” não tão carinhosos, afinal é bem conveniente colocar a culpa de um crime na natureza.

Eu achei a escrita do autor boa, fluída e ágil, porem a história contém furos e exageros, em muitos momentos o protagonista é bastante ingênuo e burro, a polícia é totalmente relapsa e nem disfarça, o tal namorado que estava com a vítima no início praticamente evapora do livro e a forma como os corpos são encontrados pelo Theo é surreal demais, eu vou dar 2,5 porque foi um bom entretenimento e eu consegui aprender tudo o que NãO se deve fazer em uma investigação por conta e risco.

O final? As últimas 50 pags acontecem umas coisas bem irrealistas, não tem como não rir é muito absurdo! kkkkkkk...

Pra quem está acostumado a ler bastante thriller vai achar o livro bem fraquinho pois pela sinopse parece ser uma trama violenta e pesada por conter termos como “corpos mutilados” e “Serial Killer”, mas não! É um suspense raso com um grande mistério que consegue prender o leitor até as últimas páginas e só!
comentários(0)comente



Lily 14/10/2020

Empolgante
Este livro marca um desbloqueio meu em relação à leitura!!
Em plena pandemia, escolher um tema empolgante como esse suspense me trouxe de volta à ativa. O livro te prende do início ao fim ao contar a trajetória de um professor que, apenas nos livros e filmes, se mantém completamente envolvido na resolução de um crime (podendo sair correndo sem olhar para trás rs), a ponto de colocar em risco a própria vida.
comentários(0)comente



Paloma Araújo 26/08/2020

Suspense ok
É um livro cheio de altos e baixos. Várias vezes durante a leitura ficava entediada, mas várias vezes eu devorava os capítulos. Estes são curtos, o que contribui pra uma leitura fluida.
Para resumir, as 100 primeiras páginas são maçantes, o meio ok e o final eletrizante. Vale a pena a leitura, apesar de não ser o melhor no gênero.
Quanto à edição do livro: capa perfeita, diagramação melhor ainda. Parabéns para a editora!
comentários(0)comente



Beatriz de Brida 19/01/2021

Incomum

“Incomum” é uma boa palavra para definir esse livro. “Espetacular” é outra. Uma história investigativa rara de se ver, conservando alguns elementos comuns ao gênero, mas conduzindo-os de uma maneira extraordinária. Posso escrever uma resenha enorme tentando explicar sobre o que se trata a narrativa, e ainda sim, não se encaixaria exatamente no que ela realmente é.

Théo é um biólogo computacional extremamente inteligente e, em contraparte, ingênuo nas interações sociais. Acaba sendo atirado inesperadamente na resolução de um crime confuso, horas assemelhando-se a um ataque de urso, horas parecendo algo a mais, algo que ninguém além de Théo percebe.

Simplesmente g e n i a l. Prende do começo ao fim, sustentando-se em capítulos rápidos e fluidos e respaldado por um conhecimento incrível em biologia, comportamento animal e psique humana. No final, começamos a questionar se a distância que separa raça humana de seres mais primitivos é realmente tão grande.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Bianca Martins 16/01/2021

Talvez um hard ciência...
Não sei se podemos classificar ele como hard ciência, pois não sei o quão verídico são os dados apresentados, mas certamente muitos termos e explicações técnicas são apresentadas.

Eu adoro livros assim, então para mim é um grande positivo para a história.

O suspense me envolveu, achei as explicações bem legais, gostei do pouco romance que tem e só gostaria que tivesse um final mais estendido. Gostaria de saber um pouco sobre o depois dos ocorridos.

Recomendo a leitura.
comentários(0)comente



Ana 10/02/2021

Suspense policial nerd
Theo Cray é um professor de biologia, nerd e cientista, especializado em desenvolver programas para detectar padrões na natureza.

Um dia, ele é preso em sua casa, sem saber o motivo.

Sua ex aluna Juniper havia morrido em uma floresta, de forma misteriosa, aparentemente após pesquisar sobre os projetos do professor Theo.

Porém, é solto logo depois: as marcas das feridas são de garras de urso. Também um pelo de urso é encontrado no corpo da vítima.

Ao analisar o pelo, Theo descobre que pertence a um urso morto. E descobre também que muitas outras garotas sumiram nessa floresta. Há muito mais mistérios que apenas um urso enfurecido.

Livro bom. A personalidade introvertida e cômica do professor Theo é algo que me cativou. Foi meu personagem preferido o livro todo e a linguagem em geral é muito agradável.

Além disso, tem muita informação sobre práticas forenses de investigação, fatos biológicos e agrega bastante conhecimento.

Suspense policial nerd.
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8