A Dama Mais Desejada

A Dama Mais Desejada Julia Quinn
Eloisa James
Connie Brockway




Resenhas - A dama mais desejada


45 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


spoiler visualizar
Mylena @gataleitora 16/06/2019minha estante
achei não...tive certeza hehehehe...o valete era a paixão


Carol 25/06/2019minha estante
Tô feliz demais por não ter enlouquecido achando isso. Eu acho que o Richard e o valete dele tinham um caso. E eu adoraria isso real.


Tati 26/06/2019minha estante
Eu tb achei. A cada descrição eu achei cada vez mais que ele era gay.


Flavinha.Lemos 04/07/2019minha estante
Eu não fui a única a achar isso!!!! Pensei que a paranóia fosse só minha!!


rebeca 01/08/2019minha estante
Tbm acho que era. O valete ficou com ele nos últimos momentos e acho que a Georgina sacou alguma coisa quando deixou ele ficar.


Rafa 03/09/2019minha estante
CERTEZA!!!


Alessandra 01/10/2019minha estante
Certeza que era gay e o valete era seu amante !!




Laura 08/05/2019

Para começo de conversa eu não entendi esse sub títulos, 3 autoras e um heroína. Por que para mim, foram 3 historias escritas por 3 autoras (da para perceber nitidamente a diferença na escrita de uma para outra) e em cada historia a um casal e portanto uma heroína.
Deixando de lado este pequeno detalhe... São 3 historias curtinhas, todas interligadas, que se passam no mesmo ambiente, quase que ao mesmo tempo, e bem básicas, mocinho escolhe mocinha, a contratempos e momentos quentes e "pimba", terminam juntos, mas apesar dos clichês eu gostei, foi legal e principalmente divertido, nas ultimas cenas eu ri bastante. Leva 3 estrelas, porque apesar de ter gostado ele não tem nada demais se comparado a outros livros da mesma categoria, romances de época.
Fabi 08/05/2019minha estante
Estou bemmm no comecinho. Mas percebi já q ñ é focado apenas em um casal. Uma pena =/


LUA 08/05/2019minha estante
Tive a mesma impressão. Concordo exatamente com o que você disse, aliás, o próximo " Até os mares serem desertos" é pelo menos mais engraçado.


Jaqueline.Matsuda 09/05/2019minha estante
Gostei.... Leve e gostoso de ler.... São estórias curtas que se entrelaçam....


Flávia HBS 02/06/2019minha estante
Falou tudo!! A diferença é que não gostei do livro


Adri 12/06/2019minha estante
Boa tarde!!
Alguém já sabe o titulo dos próximos livros??


Adri 12/06/2019minha estante
Boa tarde!!
Alguém já sabe o titulo dos próximos livros??


Mylena @gataleitora 16/06/2019minha estante
O subtitulo é Três autoras,uma história....porque são três contos interligados montando a mesma história... eu gostei bastante, Laura... O próximo livro é A Dama mais Apaixonada, respondendo a Adri.


Jackelynne.Paiva 14/07/2019minha estante
Acho que eles erraram na hora de cadastrar o livro aqui no Skoob, pq no livro mesmo está escrito três autoras, uma história




Michelle Trevisani 12/07/2019

Adorei!
Olá pessoas! Tudo bem? Hoje a resenha que trago é do mais recente lançamento da editora Arqueiro no quesito romance de época! E não poderia ter sido mais prazeroso o ler. Adoro esse tipo de romance, e escrito por 3 das principais damas do gênero, fiquei extremamente curiosa de como aconteceria a 3 mãos a escrita deste livro.

Apesar de ser escrito por três pessoas, a gente se sente numa história única e eu adorei a dinâmica utilizada pelas autoras para explorar a história.
O nosso personagem principal é Hugh Dunne, o conde de Briarly que ainda não se casou e que se vê de repente com idade suficiente para contrair matrimonio. Seus bens devem ir para algum herdeiro e para isso, bem, ele precisa encontrar uma esposa. Sua irmã se incube de organizar então uma temporada de bailes em sua luxuosa mansão e convida as principais esposas em potencial para o evento. Acontece que, além de damas, é preciso convidar cavalheiros também, para que não fique desproporcional.
E o que a gente acompanha é cada uma das principais potenciais esposas listadas por Hugh se apaixonando por outros rapazes se não ele.

A linda Gwendolyn Passmore, que se dizia a mais tímida, parece não ter encontrado dificuldades de fugir para os jardins com Alec. Katherine Peyton, com quem tinha grandes chances também, acaba mostrando muita afeição por seu principal amigo de infância. A única que restou, mas que já mostrou que não quer se casar é Georgina Sorrel, amiga de infância de sua irmã e viúva. Hugh terá que ser muito perspicaz e valente, para não perder a última pretendente e inevitavelmente a mulher mais atraente em seu ponto de vista.

Cada uma das candidatas a esposa de Hugh terão sua história contada por uma das autoras, e elas se entrelaçam durante a narrativa, deixando tudo bem dinâmico e adorável de acompanhar.

Em meio a bailes, temporadas e fugidas espertas para os jardins, vamos rir e torcer por casais super improváveis e que despertam o que há de mais tenro em romances de época.

Leia o restante da resenha no meu blog >> LIVRO DOCE LIVRO.

site: https://meulivrodocelivro.blogspot.com/2019/07/resenha-dama-mais-desejada-por-julia.html
comentários(0)comente



Flávia HBS 02/06/2019

Quanta bobagem
Começou bem me empolguei até 50%, depois ficou repetitivo, maçante e meloso demais. Não recomendo
comentários(0)comente



Katherine 15/08/2019

Divertido, porém...
Acho que na verdade são três contos que as autoras juntaram em um romance, mas esse casamento acabou não dando certo, na minha visão, pois ficou tudo muito confuso.
Se as três histórias se passassem no mesmo universo, tivessem similaridades de contexto, mas incluídas no livro cada com em seu espaço, teria dado mais certo e acho que fluiria muito melhor.
A personagem que mais gostei não tem desfecho.
Bia 17/09/2019minha estante
Eu também senti isso, vou ter que ler mais uma vez para ver se entendo quem é irmão de quem e quem quer quem, não gostei não!




Fabi 10/05/2019

UM LIVRO. TRÊS HISTÓRIAS
''E Neill não a queria apenas por um beijo, ou por uma hora de beijos em uma tarde, ou por uma noite, ou por uma semana ou mesmo um ano. Ele a queria para sempre.''

Ultimamente, os livros da Julia Quinn, não estão em agradando e por isso, peguei este para ler, mas sem muitas expectativas de que fosse me agradar. Devido a alguns contratempos, não pude ler muito. É horrível quando você não tem tempo para continuar a leitura, pois isso muitas vezes, faz com que percamos o interesse.
Estava com mais da metade do livro sem ler e decidi que no dia que tivesse tempo, o leria de uma vez, para que não corresse o risco de que minha leitura novamente fosse interrompida. Que boa coisa eu fiz!
Hugh Dunne, o conde de Briarly diz a sua irmã, que chegou o momento de arrumar uma esposa. Carolyn, sua irmã, logo planeja uma lista com candidatas, que ela julga que darão certo como esposa do conde. Gwendolyn Passmore, Katherine Peyton e lady Georgina Sorrell. As três, são diferentes uma da outra. Gwen, é muito tímida e prefere mais observar as pessoas, do que falar em público. Já Kate, é o completo oposto dela. A jovem fala o que pensa, e luta pelo que quer. Já Georgina, é viúva e amiga de Carolyn. Não deseja mais se casar e nega estar no páreo para ser esposa do conde.
Claro que na residência da irmã de Hugh, tem outros convidados. E é assim, que todas as garotas encontrarão seu final feliz. A primeira que se verá sorrindo à toa, será a tímida Gwen. Ela é quieta ao extremo, mas com Alec, se sente confortável para conversar e mostrar quem ela é de verdade. Gostei desse casal desde o começo!
O segundo romance, será de Kate com o capitão Neill Oakes. Ela gosta dele desde muito nova e são vizinhos há anos. A mocinha é valente e o mocinho, apaixonado por ela. Neill lutou por Kate e ela nem faz noção disso. Este foi meu casal favorito.
Por último, teremos Georgina e adivinhem com quem? Lógico que será com Hugh. Desde o começo, eu sabia que eles iam ficar juntos. A autora deixa a história deles para o final e não sei para que tanta enrolação. Sei que ela tinha que dar um final feliz para as outras candidatas antes, mas para mim, devia ter resolvido a história deles já no começo. Esse foi um casal muito sem graça. Eles também se conhecem desde que eram pequenos, mas o conde nunca reparou nela. Nunca a enxergou de fato.
Hugh é obcecado por cavalos e Georgina, sempre foi para ele como uma segunda irmã. Daí de repente, quando se vê sem outras candidatas a serem sua esposa, ele repara nela? Vê na viúva a companheira de sua vida? Não consegui acreditar nesse amor repentino não. Georgina, não foi uma personagem de destaque no decorrer do livro. A autora devia ter criado outra personagem para ser par romântico de Hugh. =/
Gostei bastante da Carolyn, pois ela foi meio que um Cupido na vida dos casais. Ela com suas brincadeiras, sempre aproximava o casal da história.
O livro foi me conquistando aos poucos e foi uma bela surpresa para mim. Por serem três histórias, pensei que não fosse me agradar. Contudo, gostei muito e termino recomendando a quem tiver interesse. ;)

''O amor era o melhor presente de todos.''
Talita 10/05/2019minha estante
Minha próxima leitura




Glaucia @blogmaisquelivros 08/08/2019

Hugh Dunne, o conde de Briarly prefere investir seu tempo no treinamento de seus cavalos árabes, um trabalho perigoso que apesar de triplicar seus bens nos últimos dez anos, quase lhe custou a vida recentemente.
O susto despertou em Hugh o temor por uma morte prematura, motivo pelo qual o conde decide que chegou o momento de encontrar uma esposa e garantir um herdeiro.
O problema é que Hugh não se interessa pelos bailes da alta sociedade e nem deseja perder seu precioso tempo flertando com jovens debutantes. Por isso, delega a sua adorável irmã Carolyn - marquesa de Finchley, a tarefa de listar as jovens mais adequadas para assumir o título de nova condessa de Briarly.

Para ajudar o irmão a obter sucesso, Carolyn convida as damas solteiras mais elegantes da temporada, bem como alguns cavalheiros para uma festa na mansão Finchley. Quem sabe essa seja a oportunidade perfeita de garantir um casamento para Hugh e também para Lady Georgina, sua amiga viúva que mesmo tão jovem alega não desejar casar-se novamente.

Gwendolyn Passmore e Katherine Peyton encabeçam a lista de preferências do conde, no entanto manter-se longe dos estábulos a fim de cortejar essas beldades será tarefa difícil para o Hugh. Mesmo em meio as festividades e aos compromissos que se firmam, ele permanece focado em seus cavalos, o que torna suas chances de encontrar uma esposa cada vez mais distante. Mas será que ele realmente precisava buscar tão longe sua alma gêmea?

Uma história escrita por três autoras que resultou em uma sintonia perfeita. Embora a trama inicie centralizando na questão de Hugh encontrar uma esposa, durante a história três casais apaixonantes são apresentados, cada um muito bem construído e com seus dilemas pessoais. Encantei-me por cada casal que se formou na casa de campo, pelas escapadas nos jardins e pela marquesa casamenteira e seu marido que roubaram a cena em diversos momentos.

Divertido, apaixonante e envolvente, esse livro possui a dose certa de romantismo e sedução para encantar fãs de romance de época e leitores que desejam conhecer o gênero.

site: https://www.instagram.com/p/B00y8BZDt5T/
comentários(0)comente



Roh Matos @somaisumparagrafo 19/06/2019

@somaisumparagrafo
Após passar por uma experiência de quase morte, Hugh Dunne, o conde de Briarly, percebe que precisa se casar para produzir um herdeiro. Para tal, pede ajuda a sua irmã, que organiza uma festa em sua casa de campo reunindo as damas mais desejadas da temporada. Com uma lista em mãos, Hugh parte conhecer essas jovens, contudo elas estão sendo roubadas bem deixado do seu nariz. Mas isso parece não afetá-lo, já que ele está de olho justamente em uma dama que está fora do mercado casamenteiro.

-x-

Um livro e três histórias de amor!
Nesta festa, que mais se parece com um ninho de cupidos, acompanhamos a formação de três casais que rendem histórias fofas e clichês, daquelas que a gente lê suspirando e com um sorriso no rosto.

As três autoras apresentam um belo trabalho escrevendo alguns capítulos juntas, mas cada uma ficou responsável por narrar a história de um casal e são nesses momentos que notamos suas particularidades como escritoras. Particularmente, meu casal favorito foi o segundo, pois amei toda a honra do mocinho em querer se transformar em um homem melhor para merecer a mocinha. Uma pena apenas que esse casal não tenha sido escrito pela Júlia Quinn, pois com certeza eu teria me encantado ainda mais por eles!

Por serem três histórias em um único livro, elas são simples e com desfechos rápidos, muito se parecendo com a dinâmica de contos que se interrelacionam. Imaginem que já anseio pelo segundo volume dessa duologia.

Nota: 4/5
comentários(0)comente



Gisela 15/07/2019

A Dama Mais Desejada, Vol. 01 [Julia Quinn, Eloisa James, Connie Brockway]
A dama mais desejada foi escrito em conjunto por 3 grandes autoras: Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway, sendo duas delas já conhecidas pelo público brasileiro e uma que ainda não lançou nada por aqui, mas acreditem, ela também é ótima, constatei assim que descobri que os capítulos que ela escreveu foram os que mais gostei.

No início do livro temos um índice dos capítulos mostrando quem escreveu cada um deles, passei batido por esta parte, li o livro todo e ao final, depois de ter julgado cada uma das histórias, fui verificar quem as escreveu. E para deixar a mesma surpresa para vocês, não vou mencionar na resenha quem é responsável por qual história.

Este livro segue o mesmo modelo da série "Lady Whistledown", lançada também pela editora Arqueiro, mas aqui com uma pequena diferença, trata-se de uma mesma história que segue sua linha de tempo, contudo retrata três casais principais, ao invés de um, fato que deixou o livro bem dinâmico.

Tudo começa com a necessidade de Hugh Theodore Dunne, Conde de Briarly, de encontrar "urgentemente" uma esposa. Sendo o conde um homem impar dentro de sua classe social, pois seu único interesse são seus cavalos árabes onde muitas vezes ele mesmo se encarrega de doma-los, e percebendo ser uma ocupação perigosa, compreende a grande necessidade de gerar um herdeiro, caso venha a falecer prematuramente.

Sendo assim, Hugh mantém-se afastado da sociedade, não tendo tempo para "encontrar" uma esposa, já que não compareceu a nenhum dos bailes da temporada, e não deseja perder seu precioso tempo flertando com jovens debutantes. Por isso solicita a sua irmã que faça uma lista das jovens moças mais adequadas para o papel de futura condessa.

Carolyn, sua querida irmã, faz a bendita lista, reúne um grupo com as candidatas para passar uma temporada na sua mansão, aproveitando para também tentar arrumar um marido para sua melhor amiga, Lady Georgina Sorrell, que aos vinte e cinco anos já é viúva, mesmo que essa amiga negue querer se casar novamente.

A moça que encabeça a lista de Carolyn é a grande sensação da temporada, Gwendolyn Passmore, uma beldade que estremeceu os salões de bailes, provocando inveja nas outras debutantes, pois por ande vai, uma legião de homens vai atrás. Mal sabem elas que Gwendolyn não deseja toda esta atenção, somente a paz e tranquilidade de sua casa, pois é extremamente tímida e fica muito nervosa quando está cercada de gente.

A segunda moça da lista, Katherine Peyton, apesar de bela, é um pouco assustadora, pois conversa com os homens como uma igual, é sempre simples e espantosamente direta em suas colocações, o que acaba amedrontando seus potenciais pretendentes.

Carolyn também convida alguns cavalheiros interessantes, afinal de contas o número de homens e mulheres devem ser iguais nestes acontecimentos sociais, mais um em especial foi convidado para encantar sua grande amiga e, quem sabe, remover a ideia de nunca mais se casar de sua cabeça, pois o capitão Neill Oakes é um herói de guerra muito charmoso.

“- O capitão Neill Oakes é um herói de guerra, dono de uma propriedade adorável... não que você precise disso... e, acima de tudo, ele é tão másculo! Eu nem gosto de uniformes e mesmo assim fiquei toda arrepiada quando o vi sendo apresentado à rainha.”

Tudo muito bem orquestrado, a reunião no campo começa, entretanto, seu irmão Hugh, mesmo sendo o mais interessado em arranjar uma esposa, acaba, como sempre, se dedicando mais aos seus cavalos. Contudo ele está tranquilo, é um conde, e que moça não deseja se casar com um conde? Até que Carolyn começa a perceber que as coisas não estão saindo como ela imaginava.

Bem, como disse antes, não quero estragar a surpresa de leitura, é uma história única, mesmo sendo diferente do que estamos acostumados já que conta com vários personagens "principais". Não vou contar de qual casal mais gostei para não dar spoiler, entretanto conforme disse anteriormente, foi o casal protagonista de trama de Connie Brockway.

Fiquei impressionada com este livro escrito a seis mãos, pois cada uma das autoras, quando está escrevendo a sua parte, já vai introduzindo todos os personagens, sendo que suas histórias vão ser completados por outra. É como uma corrida de bastão, onde uma inicia e vai passando o bastão para a próxima, e no fim, se você não tivesse sido avisado que o livro foi escrito por três autoras, pensa se tratar de uma só, tamanha a comunhão entre elas.

A Dama Mais Desejada é o primeiro volume da duologia "a dama mais...".

site: http://www.lerparadivertir.com/2019/07/a-dama-mais-desejada-vol-01-julia-quinn.html
comentários(0)comente



Renata Kinjo 19/09/2019

3 contos em 1 livro
os contos não são ruins, mas não empolgam tanto quanto um livro completo. justamente por serem contos, e mais curtos, as histórias não são exploradas em sua totalidade, fica faltando um "algo a mais". tudo transcorre muito rápido, não dá tempo de desenvolver aquele elo profundo com os personagens, mal começa a história e já acontece logo o desfecho. tudo bem que os contos são costurados de modo a formar uma história única, mas ainda sim fica clara a divisão.

fiquei decepcionada só porque eu não tinha lido nenhuma resenha antes que me dissesse que eram, na verdade, 3 contos, e não um livro só.
comentários(0)comente



Regiane.Braga 23/08/2019

As damas mais desejadas..
São três casais que se formam numa festa no campo.. a história mais bonitinha que eu gostei mais foi a primeira da Gwendolin..
comentários(0)comente



Pretenses 12/10/2019

Oi pessoal, a Arqueiro continua divando com as publicações de romances de época e a nossa queridinha JQ continua ajudando que este segmento em nosso país se expanda cada vez mais. Com isso temos uma segunda duologia escrita por ela e mais algumas amigas. Neste romance elas fizeram algo um pouco diferente da duologia da Lady Wistedlonw. Elas bolaram um enredo único, ou seja, uma festa campestre na casa de Lady Carolyn, onde ela pretende ajudar seu irmão a encontrar uma noiva.

Acontece que os talentos casamenteiros de Lady Carolyn se sobressai tanto, que seu irmão acaba tendo algumas dificuldades para conquistar uma noiva. Devido ao seu jeito de ser tão anti- convencional para um nobre inglês, algumas das damas acabam por serem conquistadas por outro, antes mesmo dele ter uma oportunidade real de conhece-las. Mas será que ele realmente as quer, ou seu coração já tem uma dona.
.
.
.
Resenha completa no blog

site: http://www.blogpretenses.com.br/2019/08/resenha-dama-mais-desejada.html
comentários(0)comente



Brenda.Silviero 10/10/2019

Varios pares romanticos
Gostei do conjunto da obra, varios pares sendo formados e conhecer de uma forma breve varios personagens e ver o seus relacionamentos serem formados, contudo a história principal deixou um pouco a desejar, senti sempre que a mocinha era uma segunda opção e isso me deixou um tanto quanto inquieta e decepcionada, após ter acabado todas as opções ele procura pela mocinha ... :(
comentários(0)comente



Leticia Simoncelos 30/07/2019

Um passa tempo gostosinho de ler!
Diferente de outros livros de época, este não foca exclusivamente em um casal.
Nele nos é apresentado três damas, cada uma com seu par romântico.
E cada casal tem sua história contada por uma autora.

A obra em si lembra bastante um livro de vários contos, com histórias curtas de inicio, meio e fim.
Sem duvidas uma leitura leve e agradável.

site: https://www.instagram.com/p/B0d1Wg4FEov/?igshid=11xpce69ifskm
comentários(0)comente



Jéssica Spuzzillo @pintandoasletras 29/07/2019

Que delicia de história!
Hugh Dunne o conde de Briarly sofre um acidente em um treinamento de cavalos. Após o susto ele decide sossegar um pouco e encontrar uma esposa o quanto antes. Com ajuda da sua irmã Carolyn ele faz uma lista de jovens que estão solteiras e as convida junto de alguns cavalheiros para uma festa na casa de campo do marquês de Finchley.

Com quem será que a Gwendolyn Passmore, Katherine Peyton e a Georgina Sorrell, vão se casar?

Hugh precisa ser rápido se quer conquistar alguma dessas jovens, já que seus amigos também demonstram um grande interesse. Porém, Hugh não consegue se afastar dos estábulos, onde está treinando o seu cavalo de corrida.

Enquanto ele fica entretido nos estábulos, outros encontros acabam acontecendo e casais vão se formando. Hugh só não esperava se apaixonar pela mulher mais improvável de todas, será que ela vai considerar o seu pedido de casamento?

Normalmente em livros com três autores diferentes, as histórias são separadas para cada autor, no entanto o que achei mais legal nessa é que elas trabalharam juntas e criaram um excelente romance com um enredo maravilhoso e muito divertido.

Que delicia de história! Assim que comecei a ler não consegui parar, senti vontade de participar dessa festa no campo e ter vivido nessa época, junto com esses personagens divertidos, doces e simpáticos.

Uma leitura rápida e que recomendo muito para os fãs de romance de época, ou até mesmo novos leitores do gênero. Ela vai te fazer rir, suspirar, se divertir e se apaixonar por cada casal.

site: https://www.instagram.com/p/B0gVZANBsRV/
comentários(0)comente



45 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3