Reticências

Reticências Solaine Chioro




Resenhas - Reticências


86 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Sofi 27/09/2021

TODO MUNDO TEM QUE LER
Quando eu comecei já imaginava que iria gostar (quem não ama um enemies to lovers de escritório que um já tá no lovers?), mas gente? não esperava por isso. Admito que no início tinha raiva da Joana porque O DAVI É TUDO PARA MIM e ela ficava enrolando ele, mas entendo como isso é importante para a construção dela como personagem então respeito. Esse livro tem aquele sentimentos e acolhimento sabe? É tão curtinho, mas deixa a gente tão feliz. Fora toda a representatividade e discussões sobre r4cismo e g0rdofob!a que o livro traz. Recomendo para todo mundo (+14).
FORA QUE TEM UMA ENTREVISTA E PLAYLISTS CITADAS NO LIVRO NO FINAL ?
Thaiii Caldas 27/09/2021minha estante
Fiquei curiosa, acho que vou ler


mær¡na she/her 27/09/2021minha estante
aa, primeira vez que vejo falarem sobre esse livro, só vi a capa no tikok mas nada além disso. Tô investida agora rsr. Tu poderia só me responder uma perguntinha? tem gatilhos? O livro?




Gabriela Araujo 29/09/2020

Um dos romances nacionais mais fofos
Esse romance leve e representativo conta a história de Joana e Davi, que se conhecem na internet através de seus users (@vidaspretas e @caradaprefeitura) e se aproximam ao longo dos meses de papo virtual. Quando Davi deixa seu trabalho na prefeitura e passa a trabalhar na mesma empresa que Joana, eles se odeiam logo de cara, sem saber que são a crush virtual um do outro.

Que grata surpresa foi o conjunto de sensações deliciosas ao ler esse livro. Tão puro, delicado... Não há como não se apaixonar juntinho com eles.
comentários(0)comente



Marih 22/09/2021

Joana e Davi não se conhecem pessoalmente e fazem meses que estão conversando por mensagens, as quais começaram por causa do trabalho e nisso surgiu uma amizade, que com o tempo foi crescendo para um amor. O que nenhum dos dois imaginava era que eles estariam tão perto um do outro, ao Davi ser contratado pela empresa de marketing de Joana. Sem saberem quem são, o primeiro contato entre eles não foi tão bom, mas será que o mal entendido se tornará o de menos ao descobrirem que Joana é @vidaspretas e Davi @caradaprefeitura?

Solaine do céu que livro mais fofo e com tanta representatividade, seja LGBTQI+ quanto protagonistas gordos e negros. Além de abordar tantos outros assuntos importantes, que até nos fazem ter raiva e ranço de falas, Ana Clara evolua! Joana e Davi tem gostos diferentes e vivem discutindo filmes, a autora colocou alguns filmes fazendo referências aos gostos de seus amigos, desde Velozes e Furiosos a Homem-Aranha 3.

Minha sensação ao terminar essa leitura foi coração quentinho, foi uma ótima escolha para correria do dia-a-dia, você começa e já consegue terminar no mesmo dia. Aliás, o título foi explicado ao decorrer das páginas, o que eu amo quando acontece. Só queria mais 200 páginas com Davi e Joana, adoraria acompanhar um pouquinho desse um ano que se passou.

´´A vida é o que a gente faz dela, o que pode ser um milhão de coisas diferentes. Se você tira todas as pequenas jornadas que te levam até o destino final, você tá tirando todo o motivo daquela trajetória existir para começo de conversa. São os desvios no caminho que fazem você ser quem é. E tudo isso é a vida.``
comentários(0)comente



Tha 27/07/2020

...
Lindo, forte, doce, apaixonante. Os protagonistas são fofos - e de uma forma esquisita eu me identifiquei com os dois ao mesmo tempo. Mas todos os personagens são ótimos! É um livro curtinho, dá pra ler numa sentada (eu o fiz). É bom porque a gente já chora tudo duma vez só - o choro triste com peso de realidade (Ismael) já logo emenda no choro da fofura. E quando acaba, a gente deixa o livro de lado com um sorriso no rosto...
comentários(0)comente



Sofia 15/11/2021

Reticências
Eu comecei esse livro na escola,sem dar muita bola pra ele,mas eu To apaixonada por esse dois sério

Eu vou admitir q eu achei a joana bem chata no começo,ela implicava com tudo q o Davi falava,mesmo ele estando certo é isso me irritava muito,mas eu comecei a gostar dela depois da metade do livro

Esse livro é bem fininho então vc consegue ler ele em uma tarde

Recomendo pra Qm quer ler uma comédia romântica bem levinha,e ainda por cima é nacional!
Simplesmente perfeito u
comentários(0)comente



@cheiade9h 15/02/2020

...
Que história FOFA, bem escrita e desenvolvida meu pai. Nunca tinha lido nada da Solaine e ela conseguiu uma nova leitora!
Davi e Joana mantem uma amizade-paixão virtualmente e anônima - eles não sabem a fisionomia um do outro e muito menos o nome, eles só sabem que se gostam... muitooooo. Então eles acabam se conhecendo SEM SABER no novo trabalho de Davi e logo não se dão bem. Mesmo tendo a faísca de "eu não gosto dele" e "ela não gosta de mim" eles tem muita química mesmo não se gostando num primeiro momento e pessoalmente, Davi e Joana eu amooooo vocês.
Além do romance entre eles durante a narrativa, a autora também discute sobre gordofobia, racismo e toda a crise da vida adulta.
"Reticências" também entrou na minha tag #LeiaRepresentatividade que está rolando no Instagram!

"(...) quando não acabam com a nossa vida, enfraquecem nossa mente (...)."
Dani do Book Galaxy 15/02/2020minha estante
Eu amei demais esse conto!!! Me fez sorrir o tempo inteiro!


@cheiade9h 15/02/2020minha estante
euuuuuuuuuuu, fui uma das minhas melhores descobertas esse ano




Marilis 03/09/2021

Tão maravilhoso que não consigo pensar num título
Eu comprei esse livro por impulso, e não faço ideia de como ele apareceu (eu simplesmente abri o site da amazon e ele tava lá me chamando). A capa me atraiu de primeira, e a sinopse me conquistou de vez. E a história... Gente, a história é INCRÍVEL!
Não vou falar mt pq a sinopse é perfeita, e eu não quero dar spoiler. Mas as coisas acontecem num ritmo tão bom, tudo vai se encaixando, você vai se apaixonando pelos dois e quando chega no final tá gritando "Joana pelo amor de Deus, conta logo, tem criança chorando aquiiiii!" (ou foi só eu?).
O Davi é um grande de um gostoso, fofo e divertido, e eu me identifiquei muito com as partes em que ele fala de sua ansiedade. Adorei a forma como ele vai fazendo as coisas no seu tempo, mas sempre se desafiando a sair de sua zona de conforto. E achei incrível falar da importância da terapia (oq deveria ser óbvio pra geral, mas sempre vale ajudar o coleguinha q ainda não entendeu).
A Joana é outra gostosa, talentosa e tem o melhor gosto pra filmes (kkkk).Me identifiquei muito com suas inseguranças e me senti inspirada por sua garra de ir atrás do que quer. Gostaria de dizer que me identifico mt com o gosto dela para filmes, e quem achar q esses filmes são ruins, ache aí da sua casa u.u
Enfim, só gostaria de dizer novamente que esse livro é incrível, é uma das melhores coisas que eu li esse ano e que a dona Solaine conseguiu mt oq queria, pois esse livro me deu mt quentinho no coração s2
comentários(0)comente



sswiftpotter 22/06/2020

muito bom
É um ótimo livro, principalmente pela representatividade, ver dois personagens principais gordos e negros é muito bom de se ver. Eu amei a conexão entre os dois desde o início. O desenrolar da história tem um ótimo timing, nem muito curto nem muito longo. Recomendo para pessoas negras e gordas que querem se sentir representadas e para todos aqueles que estão dispostos a ler algo que mostra uma realidade diferente da maioria dos livros.
comentários(0)comente



Day 08/05/2020

#leiarepresentatividade e uma ótima história
No começo do ano me fiz um desafio: começar a ler mais livros de mulheres e de brasileiras. No meio dessa vontade me deparei com “Reticências”, a história de Solaine Chiaro, que me surpreendeu muito.

Um pequeno resumo da história: Joana (@vidaspretas) conversa com Davi (@caradaprefeitura), sem saber nunca terem se encontrado pessoalmente. Ela posta suas artes autorais e ele entra em contato pela primeira vez para falar sobre um projeto para a prefeitura, os dois continuam conversando e Joana decide que é melhor eles não se encontrarem por um tempo, pois pensava que podia falar com ele mais abertamente por não saber quem estava do outro lado. No entanto, seis meses após as conversas, o caminho dos dois acaba se cruzando, mas os dois se odeiam de cara sem ainda saber quem são.

Essa narrativa é tão leve quanto profunda. A questão racial e sobre o peso estão ali, no meio da história sobre um casal que nem sabe que é um casal. Ver a relação deles e pensar o quanto o real pode ser diferente do virtual chega a ser engraçado, mas às vezes é assim mesmo, a gente ama uma pessoa aqui no insta e quando vê cara a cara algo acontece e não é igual. Só que quebrar a barreira da primeira impressão é tão importante quanto a própria primeira impressão.

Solaine escreve de uma forma envolvente, dá vontade de ler tudo de uma vez só para saber qual será o final, o que irá acontecer com cada personagem. Já estou ansiosa para ler as outras obras dela!


site: https://www.instagram.com/fala.day/
comentários(0)comente



Larinha 25/07/2020

Muito bom!
Tem muita representatividade, me senti literalmente em casa?, a história em si eu já esperava o que ia acontecer, mas é uma boa leitura!?
comentários(0)comente



moonlight 31/07/2020

pensa num livro fofinho e importante ao mesmo tempo!!! um conto muito bem construído, gostei de tudo nele, desde a apresentação dos personagens até as temáticas mega importantes que o livro aborda. recomendo pra qualquer um!
comentários(0)comente



Ana Lara 03/10/2021

Falando sobre preconceito sem vitimismo
RETICÊNCIAS
Autora: Solaine Chioro
Editora: Alt
5?

Davi e Joana se conheceram on-line e tiveram uma afinidade imediata que logo se transformou numa apaixonito virtual.
O anonimato da internet fez com que @vidaspretas e @caradaprefeitura conversassem sobre tudo, se abrissem um com o outro e fossem eles mesmos.
Mas o que David e Joana nem desconfiam é que estão muito mais perto um do outro do que imaginam e se detestam no mundo real?

? Esse livro deveria virar um filme de comédia romântica daqueles que ficam na vida da gente para sempre.


? Seria sucesso na Netflix, permaneceria em alta por meses e depois passaria uma vez por mês na Sessão da Tarde.

? Como não amar Davi e Joana? Como casal ou como pessoas eles são dois jovens muito, muito maneiros: ralam, são conscientes de suas causas, sofrem preconceito por serem pretos e gordos mas isso não os torna vítimas ou revoltados.

? Os dois tem seus bloqueios, medos e inseguranças mas descobrem que em um relacionamento on-line tudo pode ser dito, desabafado e compartilhado.

? O livro é franco, curtinho entretém a gente de tal forma que o li em uma noite, enquanto esperava meu meu filho chegar de uma ?resenha? (sim, eu sou daquelas Mães que esperam os filhos chegarem da night ?dormindo? no sofá).

? A história é contada ora pela ótica de Davi, ora pela de Joana e entremeada pelos diálogos virtuais dos dois que são muito engraçados e comoventes.

? E por Joana, Davi que ama um filme cabeça, cult comprou até o DVD do Homem Aranha.

? Ah, o amor?
comentários(0)comente



Silas Jr 03/10/2021

Gostei
Esse livro é bem curtinho e talvez por isso eu senti que faltava alguma coisa, mais explicações ou diálogos. BI entanto, me diverti com o que li.
comentários(0)comente



Roh Matos @somaisumparagrafo 24/10/2021

@somaisumparagrafo
Davi e Joana são amigos virtuais. Desde que tiveram que trabalhar em uma Campanha do Dia da Consciência Negra eles não mais se desgrudaram. Ela é a @vidaspretas e ele o @caradaprefeitura. Eles não sabem quais são suas aparências e nem seus verdadeiros nomes. A conexão é intimista, a paixão está florescendo, mas ambos permanecem no anonimato. Entretanto, eles podem estar mais próximos do que imaginam.

???

Davi e Joana são personagens negros e gordos, cada qual lutando suas batalhas internas, mas que encontraram nesse contato virtual um bonito e divertido companheirismo. Eles se tornaram amigos e confidentes, a presença diária tornou esse carinho especial em seus corações. Enquanto Joana é expansiva e proativa, Davi tem pouca desenvoltura social e não é uma pessoa de muitos amigos. Com personalidades distintas, eles se complementam e despertam o melhor um no outro.

Com uma narrativa simples e leve, a autora apresenta uma comédia romântica cheia de representatividade. Temos personagens LGBTQIA+, paraplégicos, negros e gordos, além disso, a trama fala sobre racismo, ansiedade e a importância da terapia para cuidar da saúde mental e emocional. O livro é curtinho (176 págs.), li em um único dia e é do tipo de leitura para espairecer a mente. Gostaria de um maior aprofundamento dos personagens, das temáticas e do romance, mas no geral serviu ao propósito. Se você está precisando de uma experiência como essa, esse livro é para você.

?A vida é o que a gente faz dela, o que pode ser um milhão de coisas diferentes. Se você tira todas as pequenas jornadas que te levam até o destino final, você tá tirando todo o motivo daquela trajetória existir pra começo de conversa. São os desvios no caminho que fazem você ser quem é. E tudo isso é a vida .?
comentários(0)comente



louiseatthie 23/06/2020

Fofo demais!
Uma história bem curtinha, mas na medida certa. Deu pra desenvolver tudo suficientemente bem, de um jeito que a gente acaba se sentindo dentro da narrativa. Tem uma escrita fácil, direta e fluida.

Um ponto muito importante é que temas super importantes são abordados durante a história (racismo, gordofobia, capacitismo), porém é feito de uma forma que não destoa da narrativa. Esses temas simplesmente fazem parte da história, tudo é tratado de forma natural, nada parece ?forçado?.

Um romance de aquecer o coraçãozinho ??
comentários(0)comente



86 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR