Mister

Mister E.L. James




Resenhas - The Mister


250 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Jacqueline 04/08/2020

Apaixonada. Não consegui parar de ler.
Surpreendida por esse livro, ouvi algumas pessoas dizerem que era o mesmo de cinquenta tons(que eu amo) porém não queria ler a mesma coisa, mas não achei nada de tão semelhante além do fato de serem eróticos. São totalmente diferentes, e ambos lindos ao seu modo. Amei.
comentários(0)comente



apequenalivreira 03/08/2020

Ruim é apelido
Vamos falar de livro ruim? Eu poderia ficar dez horas inteiras, em cima de um palanque falando mal deste livro.
Cara, o que diabos se passa na cabec?a da escritora E.L James? Sera? que essa mulher so? sabe escrever livros sobre homens lindos, ricos, babacas e pobre mocinhas indefesas? 50 Tons ja? na?o e? la? essas coisas, mas pelo menos a Anastasia Steele se impunha diante do Grey em algumas situac?o?es.
Vamos ao enredo?
Maxim e? um playboy ingle?s que come todas as mulheres que encontra pela frente, inclusive a pro?pria cunhada, esposa do irma?o que ele perdeu e era o conde, tipo, ele trepou com a cunhada DOIS dias depois de enterrar o irma?o.
O irma?o morre, ele herda toda a fortuna e precisa abandonar a vidinha de baladas para se dedicar as propriedades e toda a fortuna, ale?m do ti?tulo, adivinha o sobrenome do Maxim? O mesmo sobrenome do Grey - Maxim Trevelyan! Percebe que a El estava com uma mega vontade de escrever.
Alessia e? uma albanesa que foi levada para a Inglaterra e comec?a a trabalhar na casa do Maxim, a qual ela chama de Mister.
Eu na?o vou escrever tanto porque eu sinto ate? raiva deste livro e de ter perdido meu tempo e meu dinheiro com este ebook, ja? li Sabrina de banca muito melhor que isto! EL pare, apenas pare de subestimar a intelige?ncia dos leitores e que toda bendita personagem feminina sua, precisa ser salva ou servir a estes playboys toscos que voce? cria.
Enredo ruim, personagens deplora?veis, detalhes totalmente dispensa?veis, afinal a autora precisa escrever em todo bendito capi?tulo que o cara e? podre de rico, que toma vinho da safra de 1800 e bolinha que custa o meu sala?rio anual, que preguic?a!
Ale?m destes detalhes extremamente chatos, o casal e? um pe? no saco, sem qui?mica e pasme! Conseguem ser mais sem sal que Anna Banana e Senhor Cinza.
Na?o recomendo e duvido muito que tenha mulher que molhe a calcinha lendo isto.
E.L James, bicha! Melhore!
comentários(0)comente



Mafe 02/08/2020

Mediano
Com a pandemia, fui dispensada do meu serviço e comecei uma longa jornada dentro de casa! Desde sempre muito apaixonada pela leitura, decidi que o momento era propício para aproveitar e ler muuuitos livros. Uma das minhas aquisições foi este livro.
Conheço E L James da famosa trilogia "Cinquenta Tons de Cinza". Embora nunca tenha lido todos os livros, ouvi falar muito bem!
Sendo assim, esperava um pouco mais da escrita neste livro.
Os personagens são bacanas, me encantei Maxim e queria abraçar a Alessia em algumas páginas.
A história é muito bonita, porém acho que poderia ter sido contada de uma forma diferente em alguns momentos.
Também achei muito repetitivo, muita coisa parecida acontecendo e sendo relatada de forma igual várias vezes!
comentários(0)comente



Thais | @tha_lendoporamor 02/08/2020

Recomendo!
E L James, nos apresenta a história de Mister. Aqui conhecemos Maxin um verdadeiro galinha, cada noite uma mulher diferente e que nunca teve responsabilidade, mas de repente sua vida muda e ele acaba herdando um titulo de nobreza e com esse titulo muitas responsabilidade. E também conhecemos Alessia Demachi, uma jovem cheia de segredos vinda de um outro país para conseguir uma vida melhor.

Logo esses dois irão se apaixonar e como bem conhecemos a autora, ela nos presenteia com vários momentos maravilhosas.

Para quem leu 50 tons de cinza, não leia esse livro esperando a mesma sensualidade ou uma leitura mais erótica, não, não. Essa história nos apresente uma historia com muitos enigmas, mistérios, temas bem tensos como tráfico de mulheres e violência doméstica.

Como a autora gosta de apresentar bem os personagens e o amadurecimento do relacionamento de ambos.

Máxim no começo, eu estava com ranço dele, por que ele só falava de mulher, mulher e mulher. Mas no decorrer do livro, ele amadurece se torna um cara mais responsável, se apaixona e move céus e terra para está ao lado da mulher amada. Sim, existe cenas hots, mas o livro não gira em torno disso, o que para mim deixou o livro mais gostoso de ler.

Eu recomendo e muito a leitura desse livro, principalmente para quem ama um romance contemporâneo e gosta de um romance com mistério, vale muito a pena!
comentários(0)comente



Giovanna.Izabelle 02/08/2020

Bonzinho
O começo eu achei bem envolvente, mas no meio para o final as coisas as coisas aconteceram rápido demais, o tema da história é muito legal..Mas a escritora parecer de no meio do livro se cansou e queria acabar logo com o livro.. eu gostei até, mas acho que dava para ser bem melhor na minha opinião
comentários(0)comente



Iara 02/08/2020

Recomendo...
Para falar a verdade, não esperava muita coisa desse livro, mas com o avançar da história foi me apegando bastante a história e aos personagens.
Com o avançar do enredo eu me surpreendi com as reviravoltas, e me entreguei ao livro.
No fim das contas gostei bastante e recomendo, foi um ótimo passa tem nessa quarentena.
comentários(0)comente



Let 31/07/2020

É um boa leitura mas faltou química
Estava com uma ótima expectativa em relação a esse livro, e infelizmente ela não foi totalmente suprida.
Maxim é o tipo de personagem normal de N.A. é rico e bonito a diferença é que nunca precisou trabalhar e de repente com o falecimento do seu irmão assume um título e todo um império. Achei interessante os dilemas desse personagem, assustado por ter assumido uma responsabilidade tão grande e tão de repente, fica claro o quanto amava o irmão.
Alessia foi uma surpresa para mim ela é diferente das mocinhas que estou acostumada com uma boa justificativa, ela é corajosa e perseverante, sabe lutar pelo que quer, é bastante batalhadora. Ela está trabalhando para Maxim como faxineira e a partir daí o romance começa.
Gostaria que eles tivessem mais química porém, achei que o casal teve uma dinâmica legal, é interessante ver como eles vão se descobrindo ou melhor se redescobrindo, Maxim se mostra nada superficial e bastante protetor, Alessia é de um país diferente e isso é uma das parte mais interessantes da história.
Gostei da premissa de ter uma mocinha de um país diferente que não conhecemos ainda e o livro se passar na Inglaterra do século 21, é um livro com muita cultura e costumes.
Os personagens tem segredos que fazem a história melhor, no geral é uma boa leitura e acho que valer a pena ler.
comentários(0)comente



Gabs 31/07/2020

Bem...
Eu não esperava todo esse drama do fim do livro kkk, acho que faltou alguma coisa, parece ter um final aberto... não sei. Gostei da história em si mas não me encantou tanto.
comentários(0)comente



Mari|@universoo_paralelo 30/07/2020

Mister foi meu segundo contato com a escrita da E L James. E, confesso que, quando esse livro foi lançado, não fiquei nem um pouco interessada por lê-lo, devido minhas experiências negativas com 50 tons de cinza, mas, depois de ler a resenha que a Tami (@volteidalivraria) fez sobre esse livro, e bater um papo com ela, acabei me animando.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
No começo dessa leitura, achei que continuaria não gostando dessa autora, já que pude perceber várias semelhanças com sua outra trilogia, mas, logo percebi que essas semelhanças eram apenas superficiais e o enredo seguiria por um caminho completamente diferente.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Em Mister, conhecemos Maxim Trevelyan, um inglês bonito, que nunca precisou trabalhar e sempre dorme acompanhado. Mas, quando ele herda um título de nobreza, algumas coisas precisam mudar e ele precisa aprender a ser mais responsável.
Alessia Demachi não era nada do que ele procurava; mas, os mistérios que envolvem a garota e seu dom para a música, acabam atraindo-o.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Nós começamos a leitura desse livro bem no escuro, e passamos toda a leitura intrigados, tentando descobrir mais sobre o passado de Alessia e em como seria o futuro dos dois juntos.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Infelizmente, consegui prever alguns plots, mas, outros me pegaram completamente de surpresa!
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Nessa nova história, E L ainda conseguiu colocar em foco assuntos atuais e muito pertinentes, como machismo, patriarcado, feminismo e empoderamento feminino. Outro ponto que me fez gostar dessa leitura, mas não nego, algumas falas e alguns personagens me deixaram bem irritada.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Esse livro é uma excelente pedida para quem, além de um romance, gosta de um mistério e, mesmo quem não gostou do primeiro contato com a autora, recomendo que tentem! Vocês podem (e vão) se surpreender.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“Uma jornada que vai do coração de Londres até a sombria e ameaçadora beleza dos Bálcãs, passando pelo cenário rural da Cornualha, Mister é uma história de amor e suspense que vai deixar os leitores de E L James sem fôlego.”

site: https://www.instagram.com/p/CDPXiX_Db6u/
comentários(0)comente



Nadir 28/07/2020

Foi uma pena ela se perder no final,não sei qual foi a razão dela em terminar o livro daquele jeito ela poderia ter explorado a história com os pais dela e com a irmã dele e os amigos e com a Magda e o filho apesar que a mãe dele é estranha não sei qual é a palavra certa para descrever ela k?lll
@leituras_maravilhosas_de_alice 28/07/2020minha estante
Mas voce gostou kkkk


Nadir 28/07/2020minha estante
Amei! Talvez ela resolve escrever o segundo kkkkkk


Nadir 28/07/2020minha estante
???


@leituras_maravilhosas_de_alice 29/07/2020minha estante
Kkkk




Amanda Caldeira 25/07/2020

Então... Acabou?!
Eu venho há mais de um ano enrolando para começar a ler esse livro da E L James. Primeiro porque eu achava que seria quase que uma releitura de Cinquenta Tons de Cinza, afinal o nome "Mister" é bem sugestivo. Mas me enganei profundamente. A história é cálida, temos Maxin, um personagem carismático e cheio de problemas pessoais, mesmo aparentando ter a vida perfeita e também Alessia, uma jovem que teve uma vida muito difícil em um país opressor e com uma família mega tradicional.
Tudo começa com Alessia fugindo de seu país de origem por um motivo que é explicado mais pro final do livro (não vou dar esse spoiler hahaha) e enfrentando uma série de dificuldades e perigos para chegar a casa de Magda, uma amiga de sua mãe. Mesmo sem nada e com um inglês bom, mas precário, Alessia começa a trabalhar com faxineira em um empresa e assim ela acaba indo parar na casa do Mister Maxin.
Maxin Trevelyen é agora um conde. Ele sempre foi o filho reserva e tinha no irmão um herói e um exemplo. Eles eram bem próximos, mas agora Kit se foi após sofrer um acidente de moto e a vida de Maxin está de pernas pro ar. Ele transou com a cunhada viúva (que já foi sua namorada no passado) logo após o enterro em um momento de fraqueza e luto, vai precisar largar sua carreira de DJ e modelo de revistas e deixar de ser o playboy inútil para comandar as terras e negócios do condado de sua família.
Tudo está de pernas pro ar até ele conhecer a doce empregada que substituiu a polonesa que ele conhecia. A menina parece pouco de inglês, mas ele não consegue esquecer sua fisionomia e jeito. Até o dia que ele a escuta tocando ao piano e tudo se envolve em luz. Ele volta a compor, sua vida melhora e ele começa a sentir coisas que nunca sentiu na vida, seria amor?!
Enquanto isso , Alessia luta consigo mesmo. Ela se sente atraída pelo Mister, mas não pode esquecer sua educação conservadora e o porquê de ter fugido. Além de ser uma empregada que em breve ficará sem ter onde morar, enquanto que ele é bem rico, mas ela não sabe o motivo. Os dois demoram um pouco a se envolver, mas quando tudo acontece fica impossível resistir. Os sentimentos brotam e a adrenalina corre nas veias.
Eu gostei e não gostei do livro, amei o Maxin como um personagem ao mesmo tempo simples e complexo, único adendo que faço é que o achei meio banana para tomar atitudes, mas sob pressão ele sabe fazer as melhores escolhas e ser racional (ponto positivo). Já Alessia, apesar de ter um bom desenvolvimento me pareceu meio apagada, sem brilho, até a chata da Anastácia Stelle de 50 tons tinha uma certa imponência, a impressão que tive que era que ela via a vida passar e tirando a ousadia de fugir (o que cá entre nós nem foi só por ela), ela vivia em limbo. Os dois até tinham química, mas faltou algo mais tchanranran.
Acho que a narrativa também colabora um pouco. Temos um narrador em primeira pessoa para o Maxin e em terceira para Alessia, isso pode explicar a aproximação que eu tive com ele. Enfim, o livro é bom, mas terminou com um final muito aberto - parece um romance de banca antigo, sabe? - e acho que a autora deve estar preparando uma continuação (que para mim seria facilmente dispensável com mais um ou dois capítulos). No fim ainda estou na dúvida se gostei ou não, mas estou pendendo mais pro sim hahahahahaha
Thais | @tha_lendoporamor 02/08/2020minha estante
Hahaha, eu gostei e acredito que o final ficou daquele jeito, pois teremos continuação. Dei uma pesquisada e pelo vai vim, só não sabemos para quando. Mas concordo contigo, mas umas 50 a 100 paginas e ela conseguiria fazer uma história amarradinha, vamos aguardar




euviicky 24/07/2020

Fala sobre os desafios que os dois enfrentam para ficar juntos, além do que a Alessia enfrenta sobre seu passado. Porém, é uma história enfadonha, os acontecimentos se repetem e são muito previsíveis, os personagens são muito superficiais, é como se a autora só quis escrever mesmo o livro e não se preocupou sobre o enredo e o desenrolar da história. Além de que possui muitas pontas soltas, e ela tratou como se as mulheres fossem usadas só para servir os homens.
comentários(0)comente



Danielle 24/07/2020

O livro não é ruim como diz algumas críticas, ele é bem diferente de 50 tons outro universo, nao é melhor, mas também nao é ruim.
Quando eu comecei o livro me perguntei se realmente era a mesma autora de 50 tons, pois a escrita parecia bem diferente, mesmo após terminar o livro não senti que era um livro da mesma autora.
A história em si é muito boa, um tema bem diferenge que eu ainda não tinha lido, mas gostei muito. A autora nos deu a oportunidade de conhecer uma nova cultura em um mundo onde as pessoas ainda são machistas,mulheres são maltratadas e prometida a casamentos, essa é a primeira história que eu leio falando sobre o assunto.
A história é boa, mas a narração deixa um pouco a desejar. Muitas cenas repetitivas e enrolação. Uma coisa que me deixou confusa e que não gostei muito é que o Maxon conta a história dele em primeira pessoa e a história da Alessia é contava em terceira. Eu não sei por qual motivo a autora preferiu assim, mas achei que deixa a cabeça a gente meio confusa, principalmente porque a mudança de narração acontece no próprio capítulo e em pouquíssimo tempo.
Eu disse que oatei da história, mas achei que o romance entre a Alessia o Maxon se desenrolou rápido demais, foi coisa de um mês e eles já vão se casar, que loucura. E o fim deixou muito a desejar, por um livro tão grande e detalhado teve um fim muito abruto, parece que a história terminou pela metade, quando ainda tinha muitas coisas para contar, não ser que a autora pretende lançar um segundo livro já que o Antoli, prometeu que se vibgaria da Alessia.
Enfim é um livro bom, não é o melhor, mas a história em si é muito boa e eu super recomendo.
comentários(0)comente



Laura 23/07/2020

Dama em apuros... (De novo)
Vou começar pelas coisas ''ruins'' do livro:
Como li a trilogia de 50 tons achei esse livro muito parecido, era como se estivesse lendo o 4° livro, são muitas frases iguais, até o sobrenome de Maxim, mesma menina insegura, pobre, e o homem de dinheiro com problemas, alguém querendo separar o casal, mesmo sobrenome...
E L James sempre coloca muita informação desnecessária, - Todo mundo já entendeu que ele é rico, não precisa ficar em todas as paginas descrevendo a riqueza dele -, fica chato toda hora explicar cada detalhe de um móvel, o quanto ganha com as casas, o vinho que toma... Entendo que é como ela escreve, mas mesmo assim...

Sobre as coisas "Boas":
O livro é rápido, como todos os outros, escrita fácil (alguns erros na tradução).
A história é clichê, aquele tipo de livro que lemos quando estamos com uma ressaca literária, livro próprio para quarentena. Não achei ele tão assustador quanto 50 tons, pois o Maxim não é controlador como o Christian Grey era, ele ''trata bem'' ela, é bem aqueles livros de príncipe salvando a donzela em apuros.
Não vou negar que em alguns momento fiquei com o coração apertado e com uma angustia, queria descobrir logo o que vinha depois.

Não sei se vai ter continuação... Ficou algumas peças faltantes.

Esse livro fez eu pensar também: Alessia vem da Albania, o livro se passa em 2019, e pelas coisas que acontecem nele, a cultura do local, fez eu ficar um pouco chocada e pesquisar a respeito (ainda estou pesquisando, muito.), achei forte a cultura de ser prometida a um homem, de não poderem demonstrar afeto na rua (mãos dadas, beijos...), Também descobrir sobre o que aconteceu após a guerra, sobre ser um estado ateu... Fez eu querer conhecer.

Enfim, minha nota é utilizando tudo que escrevi acima. Eu já esperava por uma história assim, então não me surpreendeu e não me decepcionei também, escolhi ler esse livro e sabia de como seria. Então achei ele bom, pra quem está procurando esse tipo de história.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



250 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |