Uma mulher no escuro

Uma mulher no escuro Raphael Montes




Resenhas - Uma Mulher no Escuro


494 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Victtor.Martinez 13/04/2020

Não confie em ninguém
Ao escolher um livro do autor Raphael Montes, duas coisas são fato: A primeira, o leitor sabe que até o fim do livro deve estar preparado para o choque; A segunda, é preciso aceitar que todas as teorias que você defendeu estão erradas.

Basicamente, é impossível saber o que se passa pela mente do autor. Após ler a maioria dos livros publicados por ele, o leitor julga entender para onde será guiado, mas a verdade, é que devemos aceitar que estamos à deriva de alguém que irá nos levar a um destino inesperado.

Uma mulher no escuro não poderia ser diferente, na trama, Victoria Bravo é uma jovem que precisa lidar com os traumas da infância. Aos quatro anos, um homem invadiu a casa e matou toda a família da garota a facadas. Na ocasião, os corpos tiveram o rosto pichado de preto.

O responsável pelo crime foi capturado ainda com as mãos ensanguentadas e não relutou ao ser confrontado pela polícia. Após confessar tudo, ele ficou conhecido pela mídia como ?o Pichador?, sem nunca explicar o motivo de ter matado a maioria da família Bravo, deixando apenas uma sobrevivente.

Vinte anos após os fatos, Vic se tornou uma mulher reclusa, de poucos amigos e sem vida social. Seu único contato é com Arroz, um nerd alto e magrelo que conheceu pela internet. Ela também faz acompanhamento psicológico com o Dr. Max, que a incentiva a se abrir para o mundo e conhecer melhor Georges, o escritor que passa as tardes no café em que Vic trabalha.

GAME ON

Certa noite ao voltar para casa, Victoria encontra uma pichação preta na parede do quarto. Desesperada, ela agora se pergunta se o assassino da família está de volta, ou se terá que lidar com um imitador em um jogo que leva a jovem ao máximo.

SINTA NA PELE

Para quem teve uma infância normal, fica difícil pensar como é passar por algo tão traumático, ainda assim, Raphael Montes explora bem a personalidade da personagem para convencer o leitor do quanto ela foi traumatizada.

No decorrer do livro, acompanhamos a luta de uma mulher que mantém hábitos infantis, como dormir assistindo desenho animado, abraçando ursinhos e usando lacinhos no cabelo. Bem como coisas mais nocivas, como pesadelos constantes, dificuldade de confiar e se relacionar e alcoolismo.

SURPRISE MOTHERF**ER

A narrativa simples e os poucos personagens nos fazem pensar que o livro será previsível, no entanto, mais uma vez somos saudados com um desfecho surpreendente, no qual descobrimos que de vez em quando, temos que abraçar nosso lado escuro para sobreviver.
Kari 15/06/2020minha estante
Eu tô em choque até agora. Minha primeira teoria foi de que o psiquiatra está envolvido e q tinha contratado Arroz pra recolher informações de Victoria, ter mais confiança no médico. Só faltou reunir as peças e perceber q na verdade o médico só tava obedecendo ordens. Um dos melhores suspenses na minha vida ou melhor, o melhor suspense junto com anjos e demônios. Nunca irei superar


Victtor.Martinez 16/06/2020minha estante
Vc ainda foi mais longe que eu nas teorias kkkkk


Kari 16/06/2020minha estante
Kkkkkk




Queria Estar Lendo 09/07/2020

Resenha: Uma mulher no escuro
Raphael Montes é meu deus e nada me faltará. Dito isso, informo que Uma mulher no escuro não foi a leitura que eu esperava. Publicado pela Companhia das Letras e último livro solo lançado pelo autor, juntas-se a Bom dia, Verônica na minha lista de "o que aconteceu aqui, Raphael?".

Sou fã do Montes desde a Bienal de 2014 quando conheci ele e quase infartei - veja a foto abaixo neste post -, o que faz dessa resenha algo bem complicado para mim. Esperei mais de três semanas para finalmente vir aqui colocar em palavras como me sinto em relação a esse livro.

Primeiro de tudo: o livro não é ruim. Eu sei que pelo "drama" acima parece que a leitura foi uma bomba. Não foi. É uma história interessante, de leitura rápida e empolgante e que entrega alguns plot twists típicos do Raphael que - para quem não é acostumado ao autor - vai ser um choque enorme.

O problema, para mim, reside exatamente aí: eu já sou acostumada. Li todos os livros do Montes, embora fora da ordem cronológica de publicação, e sei muito bem o que esperar dele. Talvez o erro aqui seja que a barra de expectativa esteja muito alta. Ninguém mandou ser tão bom, senhor Raphael.

Uma mulher no escuro conta a história de Victoria, uma mulher que lida com os traumas de ter presenciado ainda criança o assassinato de sua família. Quebrada, mas tentando seguir em frente, o pouco de estabilidade ao qual conseguiu alcançar começa a se esvair quando um picho em sua casa indica o retorno do assassino.

Vic é uma personagem instável e de personalidade infantilizada. Em muitos quesitos ficou presa à idade em que a tragédia ocorreu. Uma criança no corpo de uma mulher, lutando para crescer e sobreviver. O livro é uma narrativa bem comum aos thrillers psicológicos, mas também é uma história de descobertas, de crescimento.

Juntam-se a ela personagens como Arroz, um sujeito que ela conheceu online e com quem tem algo semelhante a uma amizade. Seu psiquiatra, que parece ser a única estabilidade na vida da protagonista. Sua tia, última integrante que restou da família. E por fim, Georges, o escritor e cliente do café onde Vic trabalha, que passa a ser seu interesse amoroso.

É interessante perceber que, apesar de ter um núcleo de personagens relativamente pequenos - estou ignorando aqui os personagens do passado -, não houve uma real conexão com eles. Mesmo quando a história se aprofunda em suas vidas, segredos e traumas, o olhar é o de um espectador distante. Não sei dizer ainda, mesmo depois de três semanas refletindo para vir escrever essa resenha, se isso ocorre por se tratar de personagens rasos ou por pura falta de emoção na narrativa.

O que me leva a um dos pontos mais importantes para mim: Raphael Montes nunca teve problemas em passar emoção e criar uma conexão com seus personagens, mesmo quando eles eram psicopatas como o Téo em Dias Perfeitos. A outra única vez que tive problemas assim com a escrita dele, foi exatamente em Bom dia, Verônica. E o que esses dois livros têm em comum? Protagonistas mulheres.

Bom dia,Verônica deixa muito clara a desconexão da narrativa com a personagem, a ponto de tornar a leitura enfadonha e desgostosa em alguns pontos. Ainda que Uma mulher no escuro melhore a narrativa em relação a Verônica, ela não chega nem perto do que são as outras obras do autor. O texto é seco e raso, sem peso, de uma maneira que nem seus famosos plottwists conseguem ter o efeito desejado.

O final de Bom dia,Verônica, por exemplo, poderia ter sido grandioso. Aqui, apesar das reviravoltas interessantes nas páginas finais - bem finais, diga-se de passagem -, algumas das grandes revelações ficam claras desde a metade do livro ou até mesmo antes. Não dá para apostar no choque se você for fazer um foreshadowing dessa forma, Raphael.

Mas, de novo, se alguém me perguntar se é um bom livro vou responder que "provavelmente sim". Porque os elementos estão ali, grande parte das resenhas do Skoob apontam para surpresas e reviravoltas emocionantes. E é uma pena que essa não tenha sido a minha leitura.

Para mim foi um três estrelas e meia, teriam sido três se não fosse livro de um autor favorito. Ao mesmo tempo se não fosse do Montes, e eu não tivesse tantas expectativas, talvez seria quatro estrelas. Por via das dúvidas, fico na média.

Uma mulher no escuro é um thriller que trata de temas pesados, com altas doses de violência - principalmente sexual - e que eu recomendo com cuidado. Indico também que leiam algumas das resenhas do Skoob, para opiniões menos influenciadas do que a minha nesse tópico.

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2020/07/resenha-uma-mulher-no-escuro.html
Ana Eduarda 09/07/2020minha estante
Colocou em palavras o que eu senti lendo esse livro. Também dei 3 estrelas! Gostei muito mais de Jantar secreto.


'duarda 10/07/2020minha estante
Oi Ana, sim Jantar Secreto é um livro maravilhoso! Também adoro Dias Perfeitos e O Vilarejo.


Ana Eduarda 12/07/2020minha estante
Do Raphael eu li Uma mulher no escuro, Jantar secreto e O vilarejo, mas quero muito ler os outros livros do autor.




Thaís | @analiseliteraria 27/05/2020

Várias pequenas reviravoltas...
Victória Bravo tinha 4 anos quando testemunhou sua família ser assassinada de forma brutal, sendo a única sobrevivente da tragédia. 20 anos se passam e agora ela é uma jovem solitária, que tem dificuldades em se relacionar e confiar nas pessoas. Vic se questiona porque o assassino não a matou naquele dia, no entanto, agora ele parece ter retornado para aterrorizá-la.
Sem saber em quem confiar, Victoria limita seu convívio a sua tia, que vive em uma casa de repouso; Dr. Max, seu psiquiatra; Arroz, seu único amigo, que é apaixonado por ela, mas não é correspondido; e George, um rapaz que costumava frequentar seu local de trabalho para escrever, até que a convida para sair. Todos eles possuem uma coisa em comum, guardam os próprios segredos.
A escrita do autor é totalmente ELETRIZANTE, você não quer soltar o livro até descobrir o desfecho dessa história, eu devorei todas as páginas em menos de 24h. O livro não tem uma grande reviravolta, são vários pequenos plot twists, que dão significado a todas as cenas que acompanhamos. Não se apegue as suas teorias, apesar de parecer previsível, dificilmente você irá acertar o que está por trás de tantos segredos guardados.

site: @analiseliteraria
comentários(0)comente



Deza Farias 03/02/2020

SIGAM @RESGATADAPORUMLIVRO
"Há algo de cruel sobre o passado. Ele não pode ser mudado"

Sabe aqueles livros que você começar e quando percebe não consegue mais largar? É esse!

No livro vamos conhecer Victória Bravo, que as quatro anos sofreu o maior trauma da sua vida, vendo sua família ser assassinada. O crime tão cruel, lhe deixou marcas emocionais e físicas.
E agora, vinte anos depois, ela ainda não entende, porque foi a única a sobreviver (VOCÊS FICARÃO CHOCADOS QUANDO DESCOBRI). Vic agora é uma moça desconfiada que tem problemas em se relacionar. Porém com a ajuda de seu novo psiquiatra ela começa a sair um pouco da sua bolha, e conhece outras pessoas.
E é ai que o passado vem a tona, coisas misteriosa começa a atormanta-la. O assassino da sua família foi conhecido como "O Pichador" por ter deixado sua marca, e agora ele vem tentando assustar-la. Será o mesmo? Ou alguém tentando imita-lo.
Mesmo assustada ela começa a se apaixonar, porém as coisas ficam bastante complicadas. Principalmente quando um diário caem em suas mãos, e quando ela começa a buscar resposta, começa a ver que tudo que ela acreditava, era uma mentira. E pior, podres da sua família começa a aparecer.

Um livro muito forte! Que trás temas bastante pesados: pedofilia, estrupo, violência, depressão e vício. Mas com uma narração fluida e bastante clara.
A cada momento a nossa certeza vai mundado, e a gente fica sem saber quem é que estar atrás da Vic.

Gostei da evolução dos personagens, principalmente da Vic. Ela começa o livro muito frágil, mais durante a narração vai ficando mais forte. Gostei da realidade que ela passa. E mais ainda por ser tão humana, tão frágil e cheia de insegurança depois do trauma. Se o autor a tivesse feito mais forte ela seria irreal. Os outros personagens igualmente perfeitos.

O Enredo, cenário, tudo perfeito. A capa também está maravilhosa. E tem tudo a ver com o livro. E ainda vamos espiar a Cora de "Jantar Secreto"

E ai já leram?
comentários(0)comente



Raul 26/05/2020

Uma mulher no escuro
Que livro surpreendente, uma narrativa instigante que nos prende do início ao fim, o rumo que a história toma no final é imprevisível, ele subverteu a trama e mudou completamente nossa visão em relação a história, me deixou com vontade de conhecer mais do trabalho do autor.
Vivian 27/05/2020minha estante
Ei, hoje eu escrevi sobre o Raphael Montes no Instagram, a conta lá é @familiadoler. Da uma olhadinha ?




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Julia.Vitoria 25/04/2020

Perfeito
Um dos melhores livros que já li na vida.
Fiquei muito surpresa com o desenrolar da história e,por incrível que pareça,me peguei sentindo pena e uma leve afeição pelo Santiago...Queria ter lido mais do diário dele.
Enfim,
simplesmente genial...mexeu com a minha cabeça de muitas formas
comentários(0)comente



Andreza 05/06/2020

Mediano
Uma mulher no escuro foi um livro que me prendeu com a seu ar de suspense e a escrita fácil, mas apesar disso não é um livro que me marcou ou me surpreendeu.

Alguns dos artifícios usados pelo autor, como alguns trechos narrados pelo próprio "vilão" da história, e o fato de existirem poucos personagens deixam a trama previsível e entregue desde o começo do livro.

Senti falta do momento em que a leitura fica frenética, quando as coisas começam a acontecer e pegar um ritmo mais acelerado o autor freia e intercala com momentos desnecessários e repetitivos.

Foi difícil engolir algumas coisas, sinto que faltou um certo aprofundamento em algumas relações entre os personagens e no final algumas revelações ficaram jogadas sem muita explicação.

Algo que me incomodou foi o fato de um plot importante do livro ter sido criado em cima de um assunto que pode ser gatilho ou incômodo para alguns leitores, o que impede de alertar sobre sem estragar a experiência do livro.
Teodoro 05/06/2020minha estante
Confesso que jantar secreto foi o único livro do autor que eu gostei ao ponto de ler denovo, o melhor livro de longe ^^


@OsLivrosDaTha 05/06/2020minha estante
Nossa, estava com tanta expectativa para esse livro


Andreza 06/06/2020minha estante
ainda não li jantar secreto, mas como gostei da escrita do autor vou dar uma chance kkkkkk


Andreza 06/06/2020minha estante
Tha, eu também!!! talvez isso tenha colaborado na decepção hahshs




natAlia 05/03/2020

O livro tem um enredo envolvente e os mistérios te prendem nele até o final. A leitura foi bem tranquila mas achei a escrita desleixada. O final foi tosco e aconteceu de uma forma muito rápida. Indico a leitura só pra quem quiser um passatempo pois fora isso não vale a pena.
comentários(0)comente



Nat 05/08/2020

PERFEITO MAS CUIDADO COM GATILHOS
com toda certeza do mundo é um dos melhores livros que li este ano (2020). tem personagens incríveis, tem um plot twist MARAVILHOSO, tem um suspense incrível e a escrita do autor é perfeita. fora que o livro é br, adorei quando diversos lugares foram citados, amo muito ler sobre isso.

vale muito a pena ler esse livro apesar de ter diversos gatilhos que acabaram me incomodando pq realmente são bem pesados. não achei que ia ter isso mas mesmo assim não fez com que eu achasse o livro ruim, ele é realmente mt bom e a história é incrível, super indico.
comentários(0)comente



brendex 13/04/2020

RAPHAEL MONTES NÃO ERRA NUNCA!
Como já diz o próprio título da minha resenha, esse homem não erra NUNCA. Uma mulher no escuro é o meu terceiro livro desse autor e até agora foi o melhor. O desenvolvimento dos personagens? Perfeitos! O desenvolvimento da história? Perfeito! O final? TOTALMENTE PERFEITO!

Esse livro te prende de uma tal maneira que você lê sem sentir... Acho que você só sente a velocidade da sua leitura quando você tira os olhos do livro para olhar para os lados pq você está SURTANDO. Obrigada por essa abra prima em forma de livro thriller.
Taty Fischer 13/04/2020minha estante
Amo ele!


brendex 14/04/2020minha estante
Eu não conhecia esse autor. Descobri ele por conta de uma youtuber que fala sobre livros que eu gosto. Ele é genial!




nicolyraissa 11/07/2020

QUE PLOT TWIST FOI ESSE??
Estou até agora boquiaberta com esse final. Eu, como uma leitora ávida da rainha do crime, vulgo Agatha Christie, me encontro no dever de lhe pedir desculpas por ter me enganado tanto com os acontecimentos transcorridos nesse livro. Comecei a leitura com altas expectativas e fui devidamente atendida. Tem como dar mais de 5 estrelas??? UAU!
comentários(0)comente



Noeli 17/06/2019

Não convenceu
Uma história até interessante, mas...achei mal desenvolvida. Cheia de clichês, alguns trechos meio "corridos", e o final então nem se fala! Um final preguiçoso! Talvez ele tenha escrito esse livro para um público mais jovem (quem sabe...). Os personagens rasos demais! Não consegui me conectar com nenhum deles. O desfecho bem previsível (vc identifica o culpado bem antes do final). Na minha humilde opinião, Rafael deveria continuar na linha que ele seguiu desde o início. Adorei os livros anteriores dele. Mas, nem Stephen King conseguiu 100% de aprovação, não é mesmo? Rsrs
bia_rubens 26/01/2020minha estante
jura que tu achou previsivel? eu achei tão pesado aquelas reviravoltas... ja tavam me dando um embrulho no estomago




Maryann 26/06/2020

!!!
Esse livro é sensacional. Thriller daqueles de tirar o fôlego e te obrigar a não parar de ler até acabar. Amei demais, principalmente o jogo que o autor faz, nos levando a pensar algo, e no fim, ter um rumo diferente, e, mesmo adivinhar algumas coisas, maioria das teorias que criava durante a leitura estavam erradas. (Kkkk)
Uma das melhores leituras do gênero.
Leitura e . 26/06/2020minha estante
Oii... Boa noitee/madrugada..Tudo bem?... Desculpa por interromper sua leitura, mas gostaria de te convidar a me seguir no Instagram para acompanhar minhas leituras... te espero lá...?
Obrigado.
@leituraeponto




Daiany 03/08/2020

CHO-CAN-TE
Victoria sofreu muito sem saber o motivo de ter perdido toda sua família, mas 20 anos depois, o passado volta para atacá-la.
Estou até agora boquiaberta com o desenrolar de tudo... sofrimento, angústia, perseguição e abusos. Ninguém sabe quem atacou a família e o que havia por trás de toda a história.. AMEI a leitura.
comentários(0)comente



494 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |