O oráculo da noite

O oráculo da noite Sidarta Ribeiro




Resenhas - O oráculo da noite


29 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Fabio Henrique 05/01/2020

Sensacional
Orgulho ver que a ciência brasileira produz esse tipo de pesquisador.
Pri 20/03/2020minha estante
No caso desse pesquisador, não foi só a ciência brasileira!


Fabio Henrique 21/03/2020minha estante
Isso mesmo. Certamente uma referência internacional na área.


Isis 08/04/2021minha estante
Estou apaixonada por esse livro.




Tati 16/06/2020

Apaixonada
O livro é muito bom o autor brasileiro traz vários relatos de sonhos que impactaram a história e ao mesmo tempo mostra pesquisas científicas relacionadas ao sono e sonho. Simplesmente amei!
comentários(0)comente



Paulo 22/09/2020

Uma viagem através do sono e dos sonhos
Trata de uma abordagem enciclopédica sobre o sono e os sonhos, repleto em citações tanto de histórias da importância do sonhos entre os ancestrais até as pesquisas mais recentes nesse campo.
Recomendo ler na cama antes de dormir ou logo após acordar. Me incentivou a adotar um ?sonhário?
comentários(0)comente



Igor (@naofreud_) 28/11/2020

Um dos melhores livros de divulgação científica. E com certeza o melhor sobre sono e sonhos.
Eu estou totalmente embasbacado e sem palavras pra descrever o que esse livro me causou.

Logo depois eu mando mais pq agora estou em choque
comentários(0)comente



Diego 21/01/2021

Quando estava na iniciação científica perguntei ao meu orientador por que ele não escrevia um livro, ele me disse que não tinha nada a contribuir. Esse livro mostra que sempre há uma contribuição a ser feita. O professor Sidarta é um excelente comunicador científico, entremeia história e ciência e consegue fazer o elo entre a academia e a sociedade. O livro faz o leitor compreender os sonhos através dessas visões. Um ponto positivo é que Sidarta é muito contido em suas opiniões, embasa bem os argumentos sem ser um louco fervoroso como vemos por aí. O livro é super atual e também político. Super recomendo essa leitura, valeu muito a pena.
comentários(0)comente



waltercruz 11/01/2020

O livro faz um retrato caleidoscópico do significado do sonho e do ato de sonhar para a humanidade, passeando por vários aspectos dentre os científicos: o evolutivo (porque a evolução tornou propício que animais sonhem? Quais as vantagens disso?), os psicológicos (sobre os significados pessoais dos sonhos, transtornos), a parte química e fisiológica (como nosso cérebro processa sonhos e aprendizado em geral), tudo isso entremeado com relatos de sonhos de diversas culturas (sonhos dos índios dos EUA e do Brasil), alguns sonhos históricos (Constantino e o seu famoso 'com esse sinal vencerás', entre outros) e passando também por um bocado da experiência em primeira pessoa do autor, tanto como sonhador como no papel de pesquisador e cientista. É um relato leve e instigante, o Sidarta é um grande contador de histórias, me lembra um pouco das coisas do Oliver Sachs. Recomendo.
comentários(0)comente



Ale 11/09/2021

Um marco para a ciência brasileira
É muito interessante o fato de encontrar um livro de pesquisador brasileiro. Muito mais por se tratar de um pesquisador numa área tão complexa como a neurociência e o estudo onírico.

No Oráculo da Noite, Sidarta faz todo um apanhado sobre a história do sonho e sua influência na nossa sociedade, começando pelos próprios aspectos evolutivos que levaram ao sonhos, e como o próprio ato de sonhar pode ter influenciado na sequência evolutiva. A influência dos sonhos nas decisões políticas, religiões e tantas coisas também são trazidas.

Além disso, o livro em muitos momentos parece um imenso artigo científico, onde o autor ao longo de todo contexto trás relatos de pesquisas, estudos e descobertas de diversos cientistas ao longo dos anos a respeito dos sonhos, elucidando cronologicamente como chegamos no que sabemos hoje e as perspectivas futuras a respeito das pesquisas nessa área, bem como as dificuldades enfrentadas.

Comecei lendo o livro por sugestão do meu psicólogo. Permaneci lendo por interesse e curiosidade, embora por algumas vezes o livro se tornasse, nas minhas palavras, enrolado demais, se atendo a detalhes ao meu ver pouco importantes, apesar de que poderia ser uma tentativa do autor de se aproximar do leitor casual, não acostumado com artigos científicos e detalhes técnicos. Após um ou dois capítulos mais arrastados, a leitura novamente se tornou agradável, pois os capítulos finais trazem um panorama atual da pesquisa onírica e perspectivas futuras.

Por fim, é um livro que eu recomendo dos curiosos aos cientistas. A leitura por vezes pode se tornar difícil, complexa e se arrastar por páginas. Mas não desista. Ciência, e ainda por cima brasileira, merece seu valor e esse livro é uma boa tentativa de aproximar o que se faz de pesquisa no país do público leigo.
comentários(0)comente



Ve Domingues 02/10/2020

O universo mágico dos sonhos sempre me encantou. Por isso, fiquei animada quando ganhei de presente o livro “O Oráculo da Noite: A História e a Ciência do Sonho”, do neurocientista brasileiro Sidarta Ribeiro.

Ao longo de 393 páginas, o autor busca desvendar esse que é um dos maiores enigmas da humanidade. O interessante é que suas pesquisas não exploram apenas os conceitos científicos. Para entender a “utilidade” dos sonhos, ele também recorre às suas experiências pessoais, à história e até à arte.

O leitor descobre, por exemplo, que Paul McCartney teve dificuldade em assumir a autoria da música “Yesterday”, porque ele ouviu sua melodia em um sonho e acreditava que nunca poderia ter escrito algo assim. Já o físico-químico Mendeléiev passou meses obcecado pela organização dos elementos químicos, mas não encontrava um padrão aceitável. Até que sonhou com eles perfeitamente posicionados de acordo com o número atômico em grupos com propriedades semelhantes, que se repetem periodicamente. Surgia assim a famosa tabela periódica.

É muito bom saber que no Brasil existem pesquisadores com um trabalho tão interessante!
comentários(0)comente



Nilton 01/01/2021

ORÁCULO DA NOITE: A história e a ciência do sonho
?Descendemos de povos sonhadores desde a aurora dos tempos.? p. 352
.
O desavisado que vai ler achando que é um livro que flerta com o misticismo, esquece. É um livro de ciências, da ciência em forma de diamante verdadeiro, não mais bruto, mas lapidado de forma precisa, aquele que, transformado em joia, maravilha os olhos leigos quando estes descobrem que tal trabalho pôde ser feito sobre uma pedra por mãos humanas!
.
Quem gosta de livro bem escrito, também encontrará nesse livro uma joia grande - quase 400 páginas. Sidarta não mede esforços para redigir de maneira inebriante a sua aula magna sobre o sonho: faz dialogar de uma maneira hipnotizante a neurociência, a filosofia, a biologia, a psicologia, a psicanálise, a psiquiatria, a poesia, a literatura, a história, as religiões, a fé, a matemática, a neurofisiologia, a biologia molecular, a antropologia, a música etc. etc. etc.
.
Para desvendar a função e as razões do sonho, Sidarta busca a explicação na origem dos seres vivos, no aparecimento dos seres humanos, nos primeiros agrupamentos sociais, no início das culturas. Mostra como a imaginação nos catapultou para a dominação do planeta e aponta que somente ela poderá nos salvar. Sonhar não seria a imaginação inconsciente? Sidarta mostra a importância de Freud e Jung, colocando-os para conversar com os principais neurofisiologistas da atualidade. Senta-se nessa mesa imaginária de cientistas, os imperadores romanos, faraós, xamãs amazônicos, pajés xavantes, monges budistas, aborígenes australianos, santos católicos, deuses de diversas culturas e tempos e pessoas comuns. O que transpassa o livro de Sidarta é que, não importa o que se estuda, é só através do respeito pela sabedoria acumulada por gerações em culturas distintas, que nós conseguiremos avançar.
.
Resultado? Peço até desculpas pela quantidade de adjetivos ao falar do livro. Há muito tempo não me emocionava na leitura de um livro CIENTÍFICO como neste. O resultado, na minha opinião, é um livro maravilhoso. Um livro que maravilha porque Sidarta nos faz compreender de uma maneira simples e didática o conteúdo da alta ciência, aquela de falar difícil e inacessível de cientistas, a que é quase um mistério como é a fé. Mas não devia ser assim! Sidarta nos mostra onde os sonhos nascem, como se formam e o que é. Apresenta-nos como é tido, um oráculo; explicando as funções biológicas, sociais, místicas e a sua importância na história humana
.
Recomendadíssimo!!! Devia ser até obrigatório nas universidades! Rs
.
PS: na foto, Alice e a Rainha de Copas, que apareceu no sonho que a menina teve sobre o País das Maravilhas; Dom Quixote, eterno sonhador, o lápis com elementos da mística afro representando o sonhado reino de Aruanda; e um sarcófago egípcio, civilização com um profundo respeito pelo sonho.
.
#OOráculoDaNoite #SidartaRibeiro #Livro #Sonho #Sonhos #Dream #Ciência #Science #Neurologia #Psicanálise #Neurofisiologia #História #History #Respeito #Diálogo #CompanhiaDaLetras
.
9º livro do ano
08/03/2020
.
Siga no Instagram: @indicoqueli
comentários(0)comente



Pedro Octaviano 24/03/2021

O oráculo da noite é fruto dos estudos de um dos principais cientistas em atividade no país. Em tempos nos quais se fala tanto em ciência esta é uma obra excelente para sair da mesmice das frases feitas.
No livro, Sidarta Ribeiro consegue mesclar de forma simples e compreensível ao público leigo conceitos técnicos, a progressão dos avanços científicos na área e o passado histórico que compõe o cenário onírico.
Divertido e revelador, tive vários insights durante a leitura e me diverti durante as noites pós leitura, nas quais comecei a ficar mais atentos aos meus sonhos.

site: @descansandoavista
comentários(0)comente



Wyllian Torres 30/12/2020

Ótimo
Sidarta Ribeiro faz uma incrível viagem pela história e a ciência do sonhos. Desde as mais simples suposições da origem do nosso, inclusive sobra a explicação lógica como uma ferramenta de sobrevivência, até a sutileza na interpretação desse mundo simbólico que fala muito sobre nós.
comentários(0)comente



Itin | @merasliteratices 01/10/2020

Com um misto de Sapiens e Cosmos, Sidarta Ribeiro consegue nos levar por uma viagem pela história sob o ponto de vista dos sonhadores, desde os animais dormindo nas savanas, passando pelos primeiros humanos relatando seus sonhos nas fogueiras, até Freud e as pesquisas atuais.

O livro pode ser dividido em três partes: o contexto histórico do sonho e seu papel na civilização humana, crenças, religiões e na origem dos mitos; uma parte estritamente científica, sobre a bioquímica e fisiologia desse fenômeno, sua evolução nos mamíferos e o próprio funcionamento do cérebro, criação e manutenção de memórias e como elas são afetadas pelo sono; e uma terceira parte onde ele discorre sobre o futuro dessa ciência e como os sonhos são usados como oráculos.

Com diversos dados, uma vasta bibliografia e uma argumentação precisa, Sidarta nos guia através de experimentos e descobertas, montando aos poucos a explicação do que são os sonhos e nos introduzindo em sua teoria: de que os sonhos não são um mero subproduto do sono e sim um processo evolutivo que surgiu e se desenvolveu para os organismos (que sonham) se prepararem para as tarefas do dia a dia: o Oráculo Probabilístico.

Ousado em suas proposições, Sidarta não só defende sua teoria como tenta resgatar conceitos basais da psicanálise e as reputações de Freud e Jung (como cientistas e perante o método científico), assim como a importância dos xamãs tradicionais. Mesmo assim ele não foge da problemática e reconhece a insubstancialidade de muitos dados e do grande problema que é depender de relatos dos sonhadores.

Conclusivo ou não, o fato é que O Oráculo da Noite nos conta muita coisa sobre os mistérios do reino onírico, esclarecendo várias dúvidas e lançando diversas indagações sobre o tema e pelo menos estabelece alicerces no que deve ser essa ciência pelas próximas décadas! Você irá pensar duas vezes depois de acordar e refletir sobre o que sonhou na noite passada!
comentários(0)comente



Clarice.Cabral 18/02/2020

Excelente conteúdo!
É impressionante o conhecimento do Sidarta Ribeiro no assunto. O livro é um apanhado completo sobre como a ciência lida e entende o sono e os sonhos. Não é um livro pra leigos. Não sou especialista no assunto e, em alguns momentos, me perdi um pouco. Apesar disso, achei que leitura valeu. Tem muita informação interessante e curiosa. No final, mesmo não absorvendo tudo, o saldo foi positivo!
comentários(0)comente



KaroL 01/07/2021

Não é uma leitura fácil
Não leria novamente! Foi arrastado, difícil e enfadonho. Mas me recuso a dar menos de 3 estrelas, pois é percetível a dedicação do autor, os estudos, análises etc. Foi uma obra construída com muito estudo, sem dúvida. Talvez o problema na leitura tenha sido somente meu, não sei. Mas te digo que foi sofrido terminar e pulei algumas páginas no meio da leitura.
comentários(0)comente



Adriana 03/10/2021

História e ciência do sono e do sonho
O livro trata do sono e do sonho e de suas várias vertentes. Narra como provavelmente surgiram, compara como cada tipo de animal dorme/sonha, explica as diferentes fases do sono, fala como são os sonhos em cada fase/idade do ser humano, sonhos nas gestantes, se bebês sonham, conta situações históricas em que os sonhos influenciaram decisões, fala de mecanismo bioquímico do sono, da influência de determinadas substâncias, enfim, bem completo.
comentários(0)comente



29 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR