Lugar cheio de rãs

Lugar cheio de rãs Celina Moraes
Celina Moraes




Resenhas - Lugar Cheio de Rãs


13 encontrados | exibindo 1 a 13


Ing | @ingridalvesbr 16/08/2021

Para degustar tranquilinho
Presidente de uma multinacional, André é um homem bem sucedido e de origem humilde, que não esquece de onde veio e dificuldades passadas. E mesmo ambientado no Brasil, tendo como background a ditadura no país e a Guerra Fria acontecendo no mundo, André educa sua filha Dominique para ter liberdade, apesar do contexto vivido.
O único impasse que existe nessa relação entre pai e filha é a paixão de Dominique pela Rússia, questão que é muito problemática na época em que o livro se passa, e André precisa repreendê-la para evitar maiores problemas. Mas o que a filha e ninguém mais imagina (salvo seu melhor amigo) é que ele tem uma história com uma mulher nascida na Rússia também, e que é um mistério por boa parte do livro. E muitas respostas são obtidas numa viagem de família que eles fazem para Guanajuato, no México.

Gente, sabe de aquele livro que você senta num dia gostosinho, pega seu chá ou café, feelings ao ar livre e só aprecia? Pois, é esse.
Apesar da atmosfera em que o livro se passa, a escrita da autora é muito fluida, cativante, e me senti muuuito envolvida, com uma sensação de conforto e nostalgia.

Eu simplesmente amei os personagens principais: o André é um homem tão inteligente, sensato e humilde, além de ter vários pensamentos inspiradores e seus posicionamentos de igualdade em todos os âmbitos (social, racial, religião, gênero) e a Dominique, uma jovem de 15 anos movida por sonhos e paixões, com um senso de viver sua verdade apesar dos "ataques" externos que sofria.

É um livro muito bem construído, que nos faz questionar algumas escolhas/acontecimentos e até o próprio título. Mas gente, que final! Amei demais e entendi o porquê dele ter sido premiado! Simplesmente muito bom.
comentários(0)comente



Kari 05/06/2022

Resenha — Lugar Cheio de Rãs Celina

"Qual o limite para o amor? Existe um? O que você estaria disposto a fazer para reencontrar seu grande amor?"

Olá, pessoal! Hoje tenho a oportunidade de trazer mais uma leitura dessa autora já tão querida por mim.

Sabe aquelas histórias que nos mostram as pegadinhas do destino e a força do amor?
Pois bem! Peguem sua bebida preferida, e senta que lá vem história!

O livro tem início em 1988 com Dominique e Yeric organizando sua oferenda para "o
O Dia da Morte" e depois, vamos fazer uma viagem de volta ao passado para entender o presente.

"É difícil crer que a vida continua em outro lugar"

André, um homem bem-sucedido, mesmo em meio as instabilidades dos anos 70 no Brasil, conhece Sofie, uma russa que o fez viver noites intensas de paixão e despertou nele um amor inesperado.

Porém, Sofie teria que partir, sem previsão de quando estaria de volta, apenas com a promessa que iriam se corresponder por cartas, que jamais chegaram!

Anos se passam sem nenhum contato e claro que a vida seguiu seus rumos. André se casou, e teve uma filha, que no auge dos seus quinze anos, sonha em conhecer a Rússia e acredita que de lá virá o seu grande amor, tudo inspirado em um filme que assistiu. Uma menina forte e decidida, mesmo em tempos difíceis em que se encontram (Ditadura Militar). Para Dominique, uma jovem sonhadora, o amor consegue mudar destinos e salvar vidas! André cria sua filha com espaço e liberdade, mesmo para a época, mas fica preocupado com algumas atitudes de sua filha, ainda mais que nesse período da Ditadura Militar, tinha que ter uma atenção redobrada nas falas, atitudes e até mesmo no que se vestia. Quem já leu sobre esse período, sabe que o estou falando.

"Eu quero que você aprenda que ser livre não é somente poder ir e vir, é também respeitar os limites e as regras hoje e sempre."

Após tantos anos, André se vê impulsionado a viajar com sua família para uma cidade no México, e está disposto a tentar encontrar Sofie, um conjunto perigoso. Diariamente ele ainda se vê saudoso, relembrando os tempos antigos e redes amor, e tem essa mulher no outro carro em seus trajetos para o trabalho que o faz lembrar dessa época. Pois bem! O que seria uma viagem "boa", quem sabe de "reencontros", se torna um emaranhado de situações inesperadas e um pesadelo com questionamentos sem fim.

Continuação:
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
"Mesmo que você cresça numa época que lhe permite fazer escolhas com mais liberdade, não rompa jamais com valores éticos e morais."
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
✍️Minhas considerações:✍️
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Um livro que fala sobre sentimentos e os retrata através de suas páginas, atingindo o leitor e o fazendo sentir um misto de sensações que vão do desespero, ao amor, raiva, empatia e por fim, nos vemos torcendo por seus personagens, como se fossem velhos conhecidos. Além disso, tem algumas questões abordadas que sem dúvidas, trazem aquele momento reflexão super importante, principalmente sobre a situação da amiga de Dominique, não vou entrar em detalhes, mas tenho certeza que todos vão se interessar por essa parte também do enredo.
"O amor motiva, incentiva, dá ousadia, mas quando morre a esperança, a sensação de abandono é incontrolável."
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Os temas abordados variam, e são relevantes e palpáveis, tais como as questões sociais, discriminação racial, senso coletivo, valores e outros. Nesse enredo temos contexto histórico, mistério, drama, além dos conflitos históricos da época.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A escrita da Celina é fluída, intensa, verdadeira e poderosa, trazendo o leitor para perto de si com sua maestria em escrever com o coração. Dá para perceber que ela põe tudo de si em suas histórias, e no fim, somos agraciados com obras inesquecíveis!
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
E sobre o final? Nossa! Eu sinceramente, fiquei sem palavras, enquanto chorei, sim, me arrancou lágrimas, também contemplei as diversas alegrias que a vida pode oferecer!

site: https://instagram.com/alempaginas
comentários(0)comente



Naty @livrossaofilhos 13/07/2021

História envolvente
André era um moço pobre que virou presidente de uma multinacional, mas nunca deixou de ser humilde. Dominique é sua filha de 15 anos, ao qual ele ama mais que tudo. Dominique tem uma paixão pela Rússia e acha que encontrará seu príncipe encantado lá, porém essa história se passa nos anos 70 em plena ditadura militar brasileira e um mundo dividido pela guerra fria e ódio ao comunismo.
?????????
André e sua esposa tentam criar a filha para ter liberdade e ela vive escrevendo em seus diários sobre a Rússia e a vida. André conheceu Matheus seu melhor amigo na juventude e ele é um dos poucos que sabem que André amou uma Russa chamada Sofie.
?????????
O livro tem todo um mistério do motivo pelo qual André não ficou com Sofie e sobre umas cartas que recebeu, também tem flashbacks do passado dele com Sofie, o que só me deixou mais curiosa.
?????????
Na história temos vários cenários diferentes, na empresa, onde André tenta ser justo e dar oportunidades sem distinção de cor, sexo ou raça, mas tem 2 funcionários canalhas que estragam tudo. Temos Dominique na escola, onde é taxada de comunista por falar do seu príncipe russo. E também temos André indo ao Guarujá sozinho para reviver lembranças do passado.
?????????
Até que uma viagem ao México trás memórias e mexe com sua família e seu destino.
?????????
Embora um acontecimento no final tenha me deixado triste, o final foi perfeito. O livro é cheio de ensinamentos, de amor pela leitura, de desejos de respeito e esperança. Essa história tem um lugar no meu coração
comentários(0)comente



@cortedeamigaselivros 03/11/2021

Incrível!
?O preconceito é uma idiotice que impede as pessoas de avançarem.?

André é um homem bem-sucedido que tem uma vida ótima, mas que não consegue tirar da cabeça um amor do passado, uma história que ficou inacabada. Enquanto Dominique, sua filha, sonha em se casar com um homem russo, mesmo sabendo que seria impossível visitar a Rússia em plena ditadura militar no Brasil.

Nessa trama acompanharemos a vida de André e Dominique, seus conflitos internos e desejos. Ambos são personagens cativantes e que são contra todo e qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação, o que nos proporciona ótimas lições e momentos marcantes.

Foi um prazer conhecer mais um livro da autora Celina Moraes, já que mais uma vez ela entrega ao leitor uma história original, de extrema qualidade e que aborda temas importantes como o racismo, preconceito social, assédio, entre outros. Além de trazer a pauta sobre o direito de se expressar livremente, o que era proibido durante a ditadura militar, que é o pano de fundo da obra.

A autora trabalhou com maestria a questão de como é viver numa ditadura, já que os personagens precisam sempre estar atentos ao que falam, com medo de que algo que seja dito possa colocá-los em problemas. Além dos julgamentos que Dominique sofre por gostar tanto da Rússia, paixão que surgiu quando assistiu um filme que se passava no país e que nada tem a ver com posicionamentos políticos.

Um ponto alto da trama é ir descobrindo aos poucos sobre o romance de André e Sofie, seu antigo amor. A medida em que avançamos na história, entendemos o que aconteceu para que se separassem. É lindo e trágico ao mesmo tempo, ainda mais por André nunca tê-la esquecido. Ele sente que precisa encontrá-la para resolver o que ficou inacabado entre eles.

Se você procura por um livro com ótimas reflexões, personagens cativantes e com um final inesperado, acaba de encontrar.
comentários(0)comente



Bia 31/08/2021

Sobre manter a esperança ainda que em tempos dificies.
A escrita da Celina é envolvente. Em poucos capítulos já é possível ficar cativado pelo elenco, seu carisma e suas características individuais que contribuem para que a história cresça.

Trabalhando fortemente a ditatura brasileira, o contexto histórico mescla com a situação de outros países na mesma época. Fato que deixou a narrativa muito mais interessante, visto que estamos vivenciando a época de opressão. Abordando valor da amizade, respeito, amor e valores morais, Celina traz em um pai um amor guardado, em uma filha, um sonho a ser realizado.

“Lugar cheio de rãs” ainda nos proporciona a sensação de viajar para o México, Rússia e seu inverno, além da grande cidade metropolitana de São Paulo. Com um toque de romance, incertezas do destino e personagens reais, cuja coragem, força e bondade nos tocam a alma.


Com capítulos curtos, um ritmo acelerado, mesclando temas fortes e com um final emocionante, a leitura transborda com mensagens de esperança.

Passados conflituosos, sentimentos duradouros e a certeza de que por mais que o tempo passe, sonhos podem persistir e um dia se realizarem.



site: https://www.instagram.com/meus2literario/
comentários(0)comente



Entrelivros_efilho 23/09/2021

❝Filha, coragem é a arte de saber disfarçar o medo sem que ninguém perceba [...]❞

André é presidente de uma multinacional e tem um casamento estável com uma mulher dedicada e uma filha adolescente que cresceu sonhando em ir para a Rússia porque tem a certeza que é lá que mora o amor da sua vida.
Vivendo em um país controlado pela ditadura militar, ele acredita fielmente que a educação e a leitura tem o poder de transformar uma nação, por isso, educa Dominique, sua filha adolescente, de acordo com os princípios da democracia apesar das restrições em que vivem.

Apesar da vida boa e estável que tem, André é assombrado por um passado mal resolvido e que não lhe deixa ser feliz por inteiro, então decide viajar com a família para um lugar onde ele encontrará as repostas que precisa para enfim colocar um ponto final no passado que ainda mexe tanto com ele.

Que leitura fluida, viciante e intrigante! A história nos prende desde o começo e a cada virar de páginas ficamos mais presos querendo descobrir o passado de André, confesso que não esperava me apegar tanto a esses personagens e quando desconfiei do que poderia acontecer no final fui ficando apreensiva e torcendo para que eu estivesse errada, mas não estava e fui muito surpreendida pela forma inesperada que aconteceu, foi impossível não se emocionar e ficar um bom tempo refletindo sobre tudo o que li nessas páginas.

A narrativa é em 3ª pessoa e a autora nos faz mergulhar na década de 70 facilmente, através de cada diálogo ou página lida somos levados a várias reflexões e uma delas é a cerca da situação atual do nosso país onde vemos com clareza os dois lados: o da injustiça, do governo que governa favorecendo a elite e desfavorecendo o povo, mostra a era do preconceito e de bullying que estamos vivendo, a desigualdade social, e o triste lado da miséria, mas mostra também as lindas praias e paisagens e a paixão do brasileiro pelo futebol, os capítulos sobre a copa de 78 foram divertidos e de aquecer o coração, só posso dizer que são páginas riquíssimas de ensinamentos que se você ler com atenção, levará vários para a vida.

André é um homem tão humilde, sensato e inteligente que preza pela igualdade e justiça independente da cor ou classe social que tenho certeza que se tivéssemos vários exemplares dele espalhados pelo mundo o planeta seria sem dúvida um lugar melhor de se morar, sem contar que ele e o Matheus protagonizam uma amizade tão linda que é difícil não querer guardá-los em um potinho e a Dominique, uma adolescente sonhadora que tem esperança e não desiste do que busca mesmo com o bullying que sofre, enche o nosso coração de amor e esperança.

Essa é uma leitura que nos mostra a importância da educação e da leitura na vida do ser humano, uma trama que fala sobre amor, perdas, amizade e esperança, e que vai nos mostrar que nem sempre a vida nos dá uma segunda chance.
Faça agora. Viva o hoje.

❝[..] Um dia por vez a ser vivido. O grande segredo da vida.❞
comentários(0)comente



Grazi 29/10/2021

Resenha: Lugar Cheio de Rãs - @celinamoraesescritora
Hoje quero apresentar minhas impressões sobre o livro Lugar Cheio de Rãs, da autora Celina Moraes, publicado pela primeira vez em 2009 e que em 2010 ganhou o Prêmio Lúcio Cardoso da União Brasileira de Escritores (UBE - RJ), na categoria Romance.

A história de Lugar Cheio de Rãs gira em torno de Dominique, uma adolescente dos seus 15 anos, que sonha com o príncipe encantando, enquanto vive uma realidade dura, em um país controlado pela ditadura militar.

Seu pai, um executivo de sucesso chamado André, nem sempre teve o estilo de vida que tem hoje, já que é de origem humilde e que precisou batalhar muito para conseguir ter um bom emprego e progredir na carreira até chegar ao cargo de presidente.

André sofre com um acontecimento de seu passado, uma lembrança da juventude, uma moça de origem Russa chamada Sofie, por quem André foi apaixonado e que depois de alguns meses juntos, os pais de Sofie decidem ir embora do Brasil. E apesar da promessa de manterem contato através de cartas, depois de um tempo, André não teve mais notícias de Sofie.

E é por não esquecer esse amor, que André resolve agora fazer uma viagem até o México para tentar reencontrá-la. E essa viagem irá trazer muitas muitas respostas.

O livro alterna entre o passado e o presente, facilitando a vida de quem lê, sem deixar de ser fluente em nenhum momento e conseguindo nos manter presos na leitura do começo ao fim.
Não se deixe enganar pelo ano da publicação, apesar de ter sido publicado em 2009 o livro retrata muito bem a situação do nosso país e torna fácil a nossa identificação com os personagens.

Com um final impossível de não se emocionar e uma história que nos faz refletir sobre tudo o que é dito ali, mas não só. Me peguei refletindo sobre a minha vida e decisões que tomei ou deixei de tomar.

Estou apaixonada por esse livro, do título aos personagens que trazem uma história super bem amarrada e que se transforma em fonte de ensinamentos e reflexões que você vai levar para a vida toda!

site: https://www.instagram.com/adoroumlivro/
comentários(0)comente



Leca 14/01/2022

Amei
?Como convencer quem passa fome de que a leitura é importante? Como convencer um jovem a ler se na casa dele os pais brigam porque não tem pão??

André é um homem com um passado humilde, mas após anos de batalha, esforço e muito estudo conseguiu transformar sua vida financeira e que atualmente é um executivo de sucesso.

Mas antes de ser um executivo André é um pai muito amoroso. Dominique sua filha de apenas 15 anos, nutre uma paixão platônica pela Rússia e sonha em ir ao país, infelizmente seu sonho é impossível, por conta da ditadura militar que estava instalada no seu país.

Dominique passa então a escrever em seu diário já que falar sobre o país não é seguro.

O livro vai se desenrolando através de mistérios e flashbacks. Vamos conhecendo os personagens e seus passados.

O livro, como dito anteriormente é ambientado em plena ditadura militar, e aqui preciso aplaudir a autora, foi sem dúvidas nenhuma, o melhor livro que li ambientado nesse período histórico. A autora soube passar ao leitor a sensação e sentimentos em viver em um país sem liberdade.

O livro é um romance que aborda diversos assuntos importantes: preconceito social, assédio, racismo, opressão e a importância da leitura.

Esse livro foi um presente incrível, uma surpresa mais que agradável. A escrita é fluida, o enredo é inovador. O livro prende do início ao fim, fiquei extremamente apaixonada pela obra. Os personagens são cativantes e os assuntos abordados são de extrema relevância, sem falar nas frases extremamente impactantes. Eu super recomendo o livro para todos.
comentários(0)comente



silvanasartori 05/04/2022

Um Lugar Cheio de Rãs é um romance que se passa no ano de 1978, onde a ditadura estava no controle, e a Rússia não era um país livre, e esses serão dois dos três países que será abordado na história.

Em ano de copa do mundo, André e seu melhor amigo Matheus gostavam de assistir aos jogos em companhia um do outro e de suas esposas, já a filha de André, Dominique, preferia a companhia do seu diário, trancando-se em seu quarto durante os jogos, ou na biblioteca do seu tio Matheus. Mas mesmo trancada não conseguia não sofrer por aflição da seleção perder os jogos.

Dominique está no auge dos seus quinze anos, onde como qualquer garota dessa idade sonha com o tão esperado príncipe encantado, mas para ela não era um simples rapaz, ele tinha de ser russo, desde que ela assistiu a um filme russo, ela se encantou com o país e seus costumes. Mas no Brasil falar de determinados países não era bem-visto, o que fazia com que Dominique recebesse diversas reprimendas por conta de seu sonho.

O pai pedia sempre para que a filha não mencionasse a Rússia em sua presença, pois o deixava nervoso e ele tinha receio que a filha sofresse por falar em um país que ainda não era livre.

Já André é presidente de uma multinacional, onde ele tenta sempre escolher os melhores funcionários, sem distinguir cor, raça, faixa etária ou classe social. Acreditando no talento de cada um. O que deixava algumas pessoas preocupadas, acreditando que o presidente da empresa não sabia o que fazia. Pessoas gananciosas que fazia de tudo para atrapalhar o progresso da empresa.

Quando jovem ele viveu um lindo romance, no qual foi separado, e por interferência de outras pessoas nunca pode reencontrar esse grande amor. Mesmo não conseguindo esquecer a jovem russa, ele se casou com outra na esperança de amar um outro alguém, e quando sua filha Dominique chegou ao mundo ele acreditou que seu coração estava inteiro de novo, assim ele seguia a vida criando uma filha em um mundo onde a liberdade de expressão estava cada vez mais difícil.

A narrativa do livro é em terceira pessoa, intercalando entre passado e presente, com uma escrita leve a autora nos mostra uma história linda de crescimento pessoal, amor e perdão. Com um cenário de ditadura militar, vamos ter assuntos como o comunismo, e os danos que a ditadura causou, o qual mantém André um dos personagens principais em agonia, pois não sabe o que realmente aconteceu com seu irmão mais novo, anos atrás. E em uma promessa para o pai ele diz que vai encontrar o corpo do irmão para ter um enterro digno.

André é uma pessoa incrível, em constante evolução. Um homem ambicioso, mas que não pisa em ninguém para conseguir o que quer, pelo contrário, ele defende que as pessoas não precisam de dinheiro para ter caráter, e que pessoas que precisam lutar para subir na vida, tem um empenho melhor, pois sabe o valor das coisas.

E Dominique o que falar dessa jovem que em nenhum momento duvidou dos seus sonhos, mesmo não sabendo o que o futuro lhe aguardava. Acreditava no amor e na amizade. E nunca deixou de contar seus maiores sonhos e medos em seu diário, único que não a repreendia. E uma pessoa que não passou de uma peça figurativa na história foi a mãe de Dominique, que fez pequenas aparições. Sempre carismática, não tinha nenhum conflito e nem anseio por nada, o que me pareceu que para ela de qualquer jeito estava bom.

O romance também vai abordar um casal secundário, que na verdade é uma situação abusiva entre professor e aluna, onde a melhor amiga de Dominique, Ariadna se apaixona pelo professor de matemática, o qual não passa de um crápula, que se aproveita da garota, iludindo-a e a deixando gravida. Só depois de um encontro o qual a Ariadna se arrepende amargamente ela tem a surpresa de descobrir que ele era casado. Mas já era tarde, porque ela já tinha uma grande responsabilidade pela frente.

No decorrer das páginas, vamos acompanhar o decorrer da vida da família de André, que vai descobrir nos últimos dias de vida do pai, que ele escondeu cartas de seu grande amor, o pai diz ser por proteção ao filho, já que ele estava decolando na carreira na época e sua amada era uma jovem russa ao qual poderia por a vida de André em risco e sua carreira poderia não ter o rumo que teve. Mas para André ele não se importava, só queria saber da sua querida Sofia, uma linda jovem que veio junto dos pais foragida da Rússia para o Brasil.

O livro todo é um ensinamento, na empresa observamos relações as quais são toxicas, onde chefes, escondido do presidente da empresa, abusam de funcionárias, chegando a oferecer dinheiro para secretárias serem amantes deles e também humilhando funcionários de classe baixa, dizendo serem lixos. O que é ridículo saber que ainda existe esse tipo de ser humano, mas assim como eu a autora acredita que aqui se faz aqui se paga.

Em meio a cenário incrível que é São Paulo e seu belo pôr do sol, vamos ver as coisas sendo reveladas, mal-entendidos sendo posto as claras, e assim nosso querido André irá enfim atrás do seu grande amor perdido. Mas nem sempre o destino está a favor dos amantes apaixonados.

Entre encontros e desencontros vamos ser transportados para uma época em que a liberdade física era proibida, e falar o que pensa não era uma boa ideia, pois poderia resultar em um terrível fim. Como muitas pessoas que foram parar em valas clandestinas e nunca mais encontrados por familiares.

A autora nos emociona com cada personagem e seu envolvimento na história. É claro que eu adorei pois eu sou viciada em dramas e tragédia. Mas também gosto de acompanhar o desenvolvimento da história e saber que não poderia ter um final diferente. Um romance curto, em média 200 páginas, o qual está bem estruturado. Não contém frases prolixas, o qual muitas vezes atrapalha a leitura. Recomendo que todos leiam e que adoram se emocionar, mas que não deixam de se preocupar com o contexto social.

Resenha Completa no Blog I LOVE MY BOOKS
Escrito pela Colaboradora Joseli Medeiros

site: https://www.lovemybookss.com/2021/08/resenha-um-lugar-cheio-de-ras.html
comentários(0)comente



Michelle 09/08/2021

?Um Lugar Cheio de Rãs? se passa na década de 70 no Brasil, em plena ditadura militar.
Aqui, conhecemos Dominique, jovem brasileira que nutre uma paixão pela Rússia e sua cultura, o que desperta em seu pai, André, diversos conflitos internos, já que esse viveu um amor arrebatador por uma russa em sua juventude, situação que julgava esquecida e abafada.
Inclusive, a trama nos traz ainda o mistério do porquê do afastamento de André e Sofie, sua amada.
A partir daí, diversas questões nos são contadas com maestria. A ambientação, inclusive, merece destaque: é impecável a forma como a autora nos transporta totalmente para a década de 70, e tudo o que rondava a época, como a ditadura militar, o AI-5, conflitos sobre o comunismo e o capitalismo etc.
Além disso, durante a narrativa, podemos refletir sobre diversos pontos necessários, como a importância da educação e da leitura, além de críticas ferrenhas à desigualdade social, ao racismo e à misoginia, tão presentes na sociedade.
Não posso deixar de mencionar a paixão do brasileiro pelo futebol e pela Copa do Mundo, que foi retratada de forma incrível e cativante!
O desfecho dessa história é de tirar o fôlego, além de despertar diversos sentimentos no leitor.
comentários(0)comente



Gio - Literatura Presente 19/10/2021

Um livro excelente!
Lugar Cheio de Rãs, obra da autora Celina Moraes, foi publicado pela primeira vez em 2009 e em 2010 ganhou o Prêmio Lúcio Cardoso, da União Brasileira de Escritores (UBE- RJ), na categoria Romance. Além disso, a obra está disponível em três idiomas: português, inglês e espanhol.

Neste livro, iremos conhecer André, um executivo de sucesso, presidente de uma grande empresa. Mas nem sempre ele teve uma vida tão confortável. De origem humilde, André sempre foi destemido e persistente, lutou muito para conseguir estudar, ter um bom emprego e progredir na carreira, até chegar à cadeira de presidente.

Ele tem um amigo de longa data, Matheus. Ambos estão sempre juntos, trabalham na mesma empresa e compartilham dos mesmos valores éticos e morais.

Olhando de fora sua vida é perfeita, mas André sofre com algo que aconteceu no seu passado. Durante a juventude, André conhece Sofie, uma garota russa e ambos se apaixonam. Após alguns meses juntos, os pais da garota decidem ir embora do Brasil.

Eles combinaram de manter o contato através de cartas, mas o tempo passou e André não recebeu mais nenhuma notícia de Sofie.

Passados quinze anos desse desencontro, sua filha Dominique, uma garota de quinze anos tem um grande sonho, conhecer a Rússia. Ela se encantou por aquele país depois de assistir a um filme na TV e acredita que seu príncipe encantado será um russo.

No entanto, aquele era um tema bastante perigoso para a época, pois o Brasil estava vivendo uma ditadura militar e esse desejo de Dominique poderia ser interpretado como uma traição, the trazendo terríveis consequências.

Nos últimos tempos André tem tido fortes recordações de Sofie e resolve fazer uma viagem até o México para tentar reencontrar esse grande amor do passado. Essa viagem irá trazer muitas respostas e marcar a vida de todos para sempre.

Lugar Cheio de Rãs é um livro excelente e a escrita da Celina Moraes conseguiu me cativar do início ao fim. Fiquei imersa nessa história fascinante.

A narrativa ambientada durante o período da ditadura militar no Brasil, nos possibilita compreender um pouco mais sobre como eram aqueles tempos sombrios, como as pessoas viviam temerosas e como suas conversas eram sempre policiadas. O medo era algo constante em todas as camadas sociais.

Gostei bastante da forma como a história foi contada. Narrada em terceira pessoa, apresentando diálogos muito bem construídos e em alguns capítulos foram utilizadas flashbacks e o formato de cartas para exprimir os pensamentos e sentimentos das personagens.

Algo que me chamou muito a atenção neste romance foi o título. Eu sou aquela leitora que fica tentando descobrir o porquê daquele título e neste livro eu achei genial a escolha da autora.

Lugar Cheio de Rãs foi um dos melhores livros que eu li este ano e fico extremamente feliz de ver que temos autores tão talentosos no Brasil. Recomendo demais este livro e agradeço a autora Celina Moraes pela oportunidade de conhecer sua obra.

site: https://literaturapresente.com/resenha-lugar-cheio-de-ras-celina-moraes/
comentários(0)comente



Andressa.Silva 14/12/2021

Apaixonante
Boooooa tarde meus amores como vocês estão? Hoje venho trazer a resenha desse livro incrível para vocês!

Conflito amoroso, suspense e contexto histórico se misturam a esta história de amor ambientada nos anos 70, em plena ditadura militar brasileira.

A juventude da filha ominique desperta em André, um executivo bem-sucedido, sentimentos que ele julgava esquecidos, mostrando que as fronteiras da memória são tênues e marcantes.

Sem medo, André embarca em uma viagem rumo ao passado e desembarca no México, onde o destino será seu guia.

Esse foi o primeiro livro da autora que li e simplesmente amei, estou com outro livro da autora aqui pra ler e estou simplismente fascinada!!!!

A leitura fluiu super bem! Eu amei a temática do livro e gostei da leitura! Os personagens são incríveis muito muito elaborados, e desenvolvidos.

Tem uma narrativa muito gostosa de ser e com cenas de tirar o fôlego, e achei um livro fantástico que todos devemos ler!
comentários(0)comente



@Livrosecanela 22/06/2022

Experiência sensacional!
O que você faria para ir em busca do seu grande amor?

?Lugar cheio de rãs
?@celinamoraesescritora 4?

André é um homem de negócios, e em meio a instabilidade do Brasil nos anos 70, o empresário ainda relembra as noites de amor que teve com a sua amada, Sofie.

Sofie é uma jovem que saiu da Rússia ainda criança, mas que sente na pele os conflitos que ocorrem no seu país em meio a Revolução Russa, até que o seu coração vai de encontro com o de André.

Ambos logos sentiram uma química um pelo outro, mas a vida pregou uma peça neles e Sofie teve que partir para o México, certificando que manteria contato com o seu amor por cartas. Cartas essas que nunca foram entregues para André.

Anos se passaram até que André casou e teve uma filha, a Dominique, que ama a Rússia e sonha em conhecer o seu principe encantado Russo, ela acredita que o amor cura e salva tudo. Será?

De repente, André organiza uma viagem para Guanajuato no México, o coração dele diz para ir atrás do seu grande amor Sofie, mas hoje ele está casado e com uma filha que também, vão viajar com ele, será que isso daria certo?

Achei esse livo bem interessante, a paixão pela filha de André principalmente, a situação abordada com a amiga de Dominique, foi uma peça bem importante pois infelizmente, essa visão não fugiu da realidade. (Suspense pra vcs haha)

Só achei o final um pouco corrido, senti uma falta no meu coração em relação a história de André e Sofie, o destino interferiu bastante nesse aspecto.

Questões sociais, econômicas e discriminação racial foram pontos essenciais em que a Escritora destacou e trabalhou de forma certeira.
comentários(0)comente



13 encontrados | exibindo 1 a 13


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR