Explosiva

Explosiva Jane Harvey-Berrick




Resenhas - Explosiva


7 encontrados | exibindo 1 a 7


Livia.Moraes 26/05/2021

Escolhas
A vida é feita de escolhas. As escolhas de James não foram fáceis, mas ao lado da pessoa certo fica mais fácil enfrentar os desafios que aparecem.
Fiquei triste com o final do primeiro livro, mas encantada com a continuação.
Adorei ?
comentários(0)comente



Ale Salvia @estantedaale 14/03/2021

"Explosiva" no blog Estante da Ale
A continuação de "Explosivo" permanece com mesma pegada intensa e focada no exército. James está vencendo os traumas deixados pelo final do livro 1 e o que mais gostei foi que nada é simples ou instantâneo. Tudo é um processo e mesmo com a presença de personagens já conhecidos e queridos do público, ainda precisamos ver como James conseguirá seu final feliz.

É um livro que novamente mostra o quanto as escolhas pessoais podem refletir no outro e que perdoar tanto o próximo, quanto a si mesmo é necessário para seguirmos em frente. É uma leitura bem rápida, porque você está empolgada, querendo aproveitar toda a adrenalina da história e saber o que vai acontecer, já que sabemos que tudo é possível.

site: http://estante-da-ale.blogspot.com/2021/03/lidos-e-nao-resenhados-1.html
comentários(0)comente



Rafa 03/03/2021

Explosiva
Gostei do livro. História bastante interessante. Vale a pena ler. Muito bom.agradavel.uma boa leitura..
comentários(0)comente



Claire Scorzi 24/08/2020

Segunda Chance Num Mundo Caótico
Algumas das qualidades deste livro:
- seus personagens soam reais, com defeitos e virtudes, mas sem parecerem incoerentes - às vezes você como leitor quer bater em algum deles, mas a verossimilhança e em geral empatia sobem à tona;
- A falta de ênfase da autora em pintar os personagens como "coitadinhos". Autores contemporâneos querem tanto que gostemos de seus heróis, que nos compadeçamos deles, que ficam repetindo e repetindo suas perdas quase como se dissessem: "Fiquem com pena!" Há informações e cenas e lembranças da dor, mas não me pareceu excessivo, como se Jane Harvey-Berrick implorasse nossa compaixão;
- Frases felizes (citei algumas no histórico de leitura);
- Sentimentos e relação amorosa que não explodem sem antes haver um preparo para isso - nada das observações clichê sobre a atração instantânea e desejo, mas um brotar lento e crível;
- A importância em frisar que uma pessoa não "salva" outra; a que está perdida precisa querer se salvar.

O livro não recebeu mais porque na parte final alguns esclarecimentos faltaram; faltou uma conversa mais aberta entre herói e heroína; isso me soou meio perdido no fim. E houve as frases clichê que poderiam ter sido evitadas, fariam bem ao livro.
No geral, valendo como 3.5.
comentários(0)comente



Notas.Literarias 04/04/2020

"Você James. Você é incrível. Você é corajoso e leal e salva vidas. Você é um bom homem, James Spears. Estou honrada por ter te conhecido."
.
Se você leu Explosivo, com certeza concorda com essa afirmação de Arabella, que para saber quem é, você vai precisar ler Explosiva, e obviamente é sobre ele que falarei rapidinho aqui com vocês.
.
O final de Explosivo foi de arrebatar corações né?!? Eu pelo menos pensei mais de uma vez em não ler esse livro justamente por não saber o que esperar, mas é aí, inclusive, que reside toda a maravilha do livro. Sim porque eu amei e odiei Explosivo na mesma proporção. James não merecia aquilo💔
.
Aí veio o Explosiva e eu tinha muitaaaaa esperança que meu coração ganhasse um curativo, que talvez aquele final não fosse real, que talvez, apenas talvez, eu esbarraria com uma realidade alternativa. Mas não foi isso que aconteceu. Jane nos deu uma realidade diferente. Personagens diferentes. E uma luta maior para chamarmos de nossa.
.
Em Explosiva vamos acompanhar James fazendo o processo contrário, ao invés de construir bombas, ele vai desativar minas terrestres em áreas de guerra. Incentivado por Clay, melhor personagem EVER, ele vai treinar moradores e voluntários, e aqui entra Lady Arabella Forsythe, e vai mais uma vez, nos levar a ter momentos de tensão.
.
Como nós seres humanos, nos apegamos a coisas tão pequenas, tal qual um pedaço de seda, e fazemos disso nosso tesouro pessoal. Como precisamos de tempo para entender que a nossa vida é o maior tesouro, e que ter amado uma pessoa, não significa, necessariamente, que não poderemos amar outra vez. Embarque nessa missão com James, Clay e Zada, e veja o que as guerras deixam em seu caminho mesmo quando elas supostamente acabam.
.
Eu AMEI Explosiva, gostei mais inclusive do que de Explosivo, mesmo com o fator Arabella, porque vamos combinar, até gostar dela, leva tempo rsrsrsrs. Só posso dizer LEIAM esse livro. .
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Rose 24/09/2019

O Sargento James está no fundo do poço, desde a tragédia na Síria, onde perdeu o sentido de viver. Expulso do exército, agora ele passa os dias bêbado.

Clay estava decidido a colocar um ponto final nisso, e decide levá-lo para o Fundo Halo, para desminar regiões cheias de minas terrestres como Nagorno Karabakh.

Arabella (Bel) foi enviada pelo pai, após sua última bebedeira, pra esta região perigosa. Bel é uma socialite conhecida por sua beleza e superficialidade. Um estorvo para o pai que só vê uma utilidade pra filha, um casamento de negócios. Ela é o protótipo da pobre garota rica.

Engana-se quem pensa que Bel é apenas isso. E ali, naquele lugar esquecido por todos, ela está disposta a começar sua jornada de independência. Todos que apostaram que a bela loira não duraria uma noite, quebraram a cara, ela não desistiu, mostrou sua inteligência e capacidade.

Ela que não sabia o que era amor, encontrou ali, em meio a inúmeros perigos, não só o amor, como também o valor da amizade, coragem e despreendimento. Além de abrir um buraco no muro que James ergueu em torno de si mesmo.

Ambos estão despedaçados, cada um com sua própria história de perda. Dois corações sozinhos e que tem a chance de construírem juntos uma nova história. Mas para isso acontecer, eles precisam encontrarem a si mesmo.

Enquanto James luta para deixar o passado e se perdoar por algo que estava além de sua capacidade, Bel precisa construir a si mesma e encontrar seu verdadeiro valor. Um amor que caminha em sentidos opostos para se encontrar em um lugar comum. Será que eles conseguirão encontrar o caminho de volta um para o outro?

Amei este 2° livro, até mais do que já havia gostado do 1°. Talvez por conta de Bel, que achei muito melhor em todos os sentidos do que Amira, que para mim foi uma egoísta. Foi tocante acompanhar James em sua trajetória. Clay continua sendo um doce diferencial em uma história recheada de perigo. Impossível não torcer por estes personagens.

site: http://fabricadosconvites.blogspot.com
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7