Minha Vida de Menina

Minha Vida de Menina Helena Morley




Resenhas - Minha Vida de Menina


87 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Bea 23/01/2021

Viajando no tempo
É a história de uma menina, Helena, que vive em Diamantina durante o século XIX e escreve um diário. Por conta da época em que se passa sua história e ela sendo uma menina branca, há relatos racistas. Tirando isso, achei bacana a leitura, mas no começo não fiquei muito entretida na história.
É muito doido pensar como era a rotina de pessoas dessa época e como a educação era tão diferente.
O livro é bem tranquilo de ler, mas não acontece coisas muuito empolgantes na vida dela (pelo menos na minha perspetiva).
Achei interessante como Helena usa seu diário para desabafar e como uma válvula de escape. Em muitos momentos de sua escrita ela conta sua raiva, alegria, nervosismo e inseguranças diante de sua realidade.
Gostei da leitura e de imaginar como seria viver nessa época.
comentários(0)comente



Julha 03/01/2021

Diário histórico
O diário de Helena fornece uma perspectiva capaz de mostrar pelo menos um pouco a vida em Diamantina no século XX. Algumas visões religiosas, racistas e misogenas me deixaram um pouco desconfortável, mas é preciso lembrar que o livro é o diário de uma menina que viveu na época pós abolicionista, em que as mulheres eram dadas a casamento e que vivia numa das cidades mais católicas do Brasil naquela época.
comentários(0)comente



Felipe.Murta 31/12/2020

Leitura histórica e leve
Muito interessante ver contexto histórico de Minas Gerais do século XIX sob o ponto de vista inocente e curioso de uma menina entrando na adolescência.

Tão bem escrito que parece uma obra de ficção (na verdade, há controvérsias acerca disso, mas acredito na veracidade do diário).

Outro ponto que chama atenção são os resquícios dos tempos de escravidão, em que negros ainda eram grandemente associados ao trabalho braçal, e podiam ser "emprestados" para outras famílias.
comentários(0)comente



Tuca 23/12/2020

Adorável
Não sou muito fã de livros em formato de diário, mas a maneira como a autora conta os causos e histórias na visão dela como criança é encantador.
Apesar de ser uma menina espoleta, “vadia” com os estudos e meio boca aberta, Helena também apresenta todo um lado carinhoso (principalmente com a avó) e um coração mole com aqueles que pouco tem.
O fator histórico desse tipo de livro é uma das coisas que me chama a atenção, mesmo sendo na visão de uma criança, você consegue ter um panorama de como era a sociedade brasileira da época, quais os problemas mais comuns e como se resolviam as coisas. As superstições e os dizeres da época me lembrou de muitas coisas que minha mãe conta da vida dela de menina, engraçado como essas coisas passaram por várias gerações, mas que agora muitas tem se perdido.
Você quase consegue sentir e saborear a vida como era naquela época, e mesmo com todas as dificuldades a gente se pega imaginando com seria viver tudo aquilo.
Não é um livro que irá agradar a todos, seja por ser em formato de diário, seja por ser muitas vezes um pouco mais parado, mas só pelo fator histórico eu acho que vale a pena ler.

site: https://www.instagram.com/p/CIa5lGvgyQB/
comentários(0)comente



Eduarda.Colognesi 22/12/2020

Suave
O livro e desenvolvido em cima da visão de uma menininha atrevida sobre sua vida incluindo diferenças sociais, mostrando a prevalência da escravidão e Racismo pós abolição, mostrando diversas mulheres e seus papéis na sociedade e em seus relacionamentos dentre outros. Tudo isso e descrito de uma forma lenta, suave conforme os dias vão passando em seu diário repleto de acontecimentos cotidianos e intrigas infantis.
É uma leitura a ser feita sem pressa
comentários(0)comente



Bel 22/11/2020

Minha vida de menina
O livro é bom e engraçado, mas traz muito mais do que isso. É interessante ver a forma como uma menina, de 13 a 15 anos, retrata o mundo a sua volta. Mostrando a diferença de condições sociais e até mesmo os problemas culturais existentes na época.
comentários(0)comente



Danilo 20/11/2020

Gostei!
Bem bonitinho e fofo! Gostei das histórias. Comecei a ler com baixas expectativas, mas foi muito bom.
Muito legal para entender como era o pensamento da época também.
Recomendo!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Thiago.Cardoso 29/09/2020

Muito chato
Pessimo abandonei mesmo ninguem merece horrivel Albina como ousou passar essa atrocidade pra gnt
comentários(0)comente



Renata.Rezende 15/09/2020

Helena é uma garota cheia de personalidade e opiniões consideradas avançadas para a sua época (fim do século XIX).
A agradável obra é um diário real escrito pela garota por volta dos seus 14 anos de idade, em que ela narra os acontecimentos ocorridos com a sua família, amigos e moradores de Diamantina-MG, onde ela reside. O diário foi publicado apenas em 1942, quando a autora Alice Dayrell Caldeira Brant (Helena Morley é o pseudônimo) decide reunir seus escritos da adolescência e compartilhá-los conosco.
A sinceridade das narrações, as curiosidades sobre o Brasil pós-escravidão, as crendices do povo e a irreverência de Helena, que foi educada em uma cultura Mineira (mãe) e inglesa (pai), são os elementos que fazem dessa obra uma pequena e valiosa pérola - ou seria melhor dizer - um diamante.
Para mim, essa é a obra de vestibular mais tranquila e fácil de ler. Considero imperdível!
comentários(0)comente



Sofi 10/09/2020

Esse livro foi meu único amigo no 3° colegial hahahaha! Tenho um apego emocional muito grande por ele ?
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Vivi 25/08/2020

Realmente interessante que o livro tenha sido redescoberto e reeditado após várias décadas.
Prezo muito pela valorização da literatura não canonizada, em especial m, a feminina.
O livro contra a pré-adolescência de Helena, uma menina de Diamantina, MG. Com comentários muito perspicazes, vai construindo e oferecendo uma leitura daquela sociedade recém saída dos domínio português e da escravização.
comentários(0)comente



Nalanda 24/08/2020

O livro e realmente bom, mas demorei pra me prender no começo, era algumas coisas muito repetitiva, mas super recomendo que leiam esse livro.
Uma coisa que reparei foi como a Helena vai evoluindo a sua escrita com o tempo, no começo os textos eram muito pequenos, no meio do livro ela já ia contando as suas histórias do dia dia bem melhor, mas descritiva e bem mais organizado.
comentários(0)comente



87 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6