A Manipuladora do Caos

A Manipuladora do Caos L. A. Dias




Resenhas - A Manipuladora do Caos


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Talitasda 27/09/2019

Sem condições de tão bom
O livro é ótimo.

O enredo é cheio de reviravoltas e ação e romance (o meu casal é tão perfeito afff)...

O desenvolvimento da protagonista é ótimo, ela tem suas inseguranças por causa de seu passado e as suas ações são verossímeis. Li em dois dias, mas se tivesse tempo, o leria em uma tarde. Eu amei muito. E toda hora eu parava de ler pra respirar pq sempre acontecia algo incrível que me deixava sem ar e nossa... Incrível msm kkkkk

E os personagens são os MELHORES (Felipa e Raphael, vocês são os meus amores, entendam). Vale a pena ler demais!!
comentários(0)comente



Mundo da Vavah 21/09/2019

"A Manipuladora do Caos" || @editora.transversal || @ladias08 ||
A Nova República é totalmente estratificada, ricos e manipuladores vivem longe de pobres, doentes e sem elementos. O muquifo, uma espécie de favela, é onde mora Theodora, que cresceu aprendendo a roubar para viver e sustentar a ela e a sua mãe. O que mais desejava era que ao menos tivesse algum poder para que assim pudesse galgar algo melhor para elas, um sonho que foi apagado quando recebeu um enorme "SEM ELEMENTO" na ficha de seu teste.
Resolve então procurar algum tipo de ajuda com os "Anti", uma liga de rebeldes contra do governo, com isso se infiltra na mansão de treinamento da Nova República e de forma inesperada e quase catastrófica descobre que ela tem sim um elemento, na verdade é detentora de um dos poderes mais raros: é uma manipuladora da escuridão.
A partir desse momento passa a viver na mansão para estudar, treinar e se aperfeiçoar. Mas nada com Theodora é simples e situações inusitadas e misteriosas começam a acontecer no lugar. Tentativas de assassinato e mortes um tanto quanto estranhas marcam cada momento que se passa e por incrível que pareça nossa garota está sempre por perto.
Mas, nem tudo é desastre no novo lar de Theodora e ela também irá descobrir o amor e as verdadeiras amizades, alem é claro de um segredo que mudará sua vida completamente e tudo que acreditou até hoje.
Um distopia encantadora do início ao fim, repleta de elementos fantásticos e surpresas. Uma leve crítica social que deve ser ressaltada pois é a explicação para muitos acontecimentos e para a nova organização do país. A forma como a autora criou todos os elementos, momentos de combate e explicações para cada tipo de poder e elemento, é totalmente envolvente, em muitos momentos me remeteu ao universo Harry Potter de tão bem elaborado que é. Acredito que aos amantes de fantasias e distopias esse livro será um encanto.
E o melhor de tudo é saber que tem continuação, pois algumas perguntas ainda ficaram sem repostas. E apesar de meu coração ficar acelerado ansiando pelos nossos personagens, se o segundo livro estiver no nível desse, valerá a pena qualquer espera.
comentários(0)comente



Taize @viagemliteral 24/07/2019

A manipuladora do caos, veio pra causar um caos mesmo em minha cabeça, pois, quando a história faz a gente arrepiar - literalmente - somos obrigados a "esperar" pelo próximo volume. ?
.
Mas, como somos brasileiros e dizem que não desistimos nunca, enquanto espero, venho apresentar a vocês uma distopia/fantasia nacional de tirar o fôlego e nos deixar sem unhas! Não é meu gênero preferido, e muitos sabem disso, mas estou apaixonada por esse livro.
.
Nele é apresentado Theodora, uma menina que sempre teve sua vida em terríveis condições dos Muquifos da Nova república, tendo que roubar para alimentar e comprar medicamentos para sua mãe que estava gravemente doente, já que depois da guerra, as pessoas que faziam parte daquele local, foram esquecidos e deixado a mercê da fome, doenças e da marginalidade.
.
?"Nós vivemos em uma época em que a manipulação e a natureza de seus elementos ditam quem você é para a sociedade."
.
Theodora ansiava pelos seus 16 anos, pois era nessa idade que todos dos Muquifos passavam por um teste feito pelos Soldados da Luz, esse que determinava se tinham ou não alguma manipulação, e quando o resultado era positivo, poderiam sair daquela precariedade e viver em um dos quadrantes com uma condição melhor de sobrevivência - achei atual, quem tem algo a mais tem também benefícios a mais -. Mesmo a garota sentindo confiança de que seria uma elementar, o teste veio negado e com um diagnóstico: LOUCURA.
.
A busca pela melhoria diante de um elemento foi negada, e tudo que restava para ela era se aliar aos Antiluz, um grupo rebelde que ia de encontro ao governo, para conseguir salvar sua mãe.
Após se infiltrar na mansão da Nova República, tudo que Theodora sabia sobre sua vida veio por terra, e mais do que tudo: ela era uma manipuladora, uma das mais fortes e resistentes que havia na mansão.
.
Ao iniciar os treinamentos para manipular a escuridão, coisas terríveis começam a acontecer na mansão da Nova República, e tudo, em absoluto, tinha cheiro de Theodora! Seria ela, a causadora ou apenas mais uma vítima dos grupos rebeldes?
.
E as surpresas não param..
.
O livro é narrado em primeira pessoa (eu ouvi um amém?), e os personagens são magníficos, cada um mais bem construído que o outro, fazendo com que até mesmo os secundários se tornem peças fundamentais na história! Vale ressaltar que, para entender melhor sobre a Nova república, Quadrantes e Muquifos, é necessário um aprofundamento melhor na obra, pois aqui não tem espaço suficiente para uma explicação mais concreta. Contudo, só peço que leiam, porque é de fato uma história "uau"!
comentários(0)comente



Guynaciria 19/07/2019

A autora L. A. Dias iniciou bem sua jornada no mundo literário, com esse lançamento de tirar o folego. 

Inicialmente eu pensei, ah ta outra distopia tipo divergente, mas aí fui avançando na leitura mais e mais, quando vi tinha passado a noite acordada para concluir o livro e descobrir o que tinha acontecido com a Theodora.

O livro é maravilhoso, cheio de aventuras e segredos, além de ter personagens cativantes que nos fazem criar empatia rapidamente. A história é bem elaborada, sem pontas soltas, com um enredo criativo.

A Theodora é uma garota que vive nos muquifos da Nova República, uma espécie de favela mal planejada, ela só se alimenta quando consegue furtar alguma coisa e se veste com as roupas jogadas foras pelas pessoas dos ciclos mais abastados.

Theodora é uma sem elemento, ou seja, ela não tem nenhum poder especial, pelo menos era o que acreditava até se ver envolta em uma situação catastrófica que desencadeou a liberação de seu poder (manipuladora de escuridão), um dos elementos mais raros existentes. 

Só que como nada para a garota é fácil, ela vai acabar se metendo em muitas confusões, situações de perigo extremo e até algumas tentativas de assassinato. Mas também existe um lado doce, quando ela se vê envolvida em uma rede de proteção de seus novos amigos. 

Agora a única coisa que posso fazer é torcer para que saia logo o próximo volume dessa distopia, pois eu preciso descobrir o que vem a seguir. 
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4