Eu Sou Alice

Eu Sou Alice Melanie Benjamin




Resenhas - Eu Sou Alice


29 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Litera.Mente 09/08/2020

Esse livro é muito interessante. Ele retrada a vida da "verdadeira Alice". Contando a história de Alice Liddell, a garota que foi a inspiração do escritor Lewis Carroll para a obra Alice no País das Maravilhas.

Ele era um professor universitário de matemática, que tinha uma amizade forte com a familia de Alice. Com isso ele se aproximou dela e suas irmãs, e se tornou um grande amigo das crianças, levando para passeios, aventuras e contando histórias.
Além disso, ele tinha um hobby de tirar foto de crianças, mais especificamente de meninas.

"Ai, meu Deus, estou cansada de ser Alice no país das Maravilhas. Será que estou parecendo ingrata? Acho que sim, mas é que estou tão cansada... "

O livro envolve uma polêmica que faz você se perguntar se o Lewis Carrol foi um pedófilo e qual era realmente o interesse dele na Alice.

É um livro bem interessante se você gosta de Alice no País das Maravilhas. Ele é um livro que mistura a realidade e a ficção, você consegue viajar na história é uma ótima oportunidade para se aprofundar, mas sabendo que nem tudo que está ali é verdade absoluta.


site: IG: @litera_mente_oficial
comentários(0)comente



Yuki 23/09/2019

Perfeito
O livro retrata muito bem a vida da "verdadeira Alice", tanto que até penso que ela mesma está escrevendo a história. Conhecemos a verdadeira face de Lewis Carroll e em como seus pensamentos influenciaram toda a vida de Alice Liddell.
comentários(0)comente



Bruna 11/05/2019

O clássico Alice no País das Maravilhas, uma narrativa entre ficção e realidade.

Alice Liddell uma garotinha, e um professor de matemática, sr Dodgson, e entre eles, uma estranha e duvidosa amizade, entre um adulto excêntrico, e uma criança de sete anos, narrado entre fantasias românticas e pedófilas.

Em meio a passeios e pequeniques, Dodgson contava histórias para Alice e suas irmãs, e em uma dessas histórias, contou uma, em que uma menininha caíra na toca de um coelho.

Nesse passeio ele promete a Alice que escreveria a história e entregaria para ela, e assim o fez.

Alice uma garotinha esperta, curiosa e impetuosa, e que não tinha papas na língua, e isso conferiu a narrativa trechos engraçados.

Já adulta e entendendo o lado obscuro e ingênuo da história com Dodgson, ela sente o peso de ser Alice no País das Maravilhas.

" Pois na verdade não havia lógica em minha vida; eu havia viajado, procurado, questionado, e amado e tentado tanto; ainda assim ali estava, sem respostas ou soluções.

Não existia um País das Maravilhas; nunca havia existido. Só eu existia, olhando para mim mesma em uma vidraça manchada, incapaz de reconhecer a menina que eu havia sido, a mulher que havia me tornado, agora sozinha, sem nada que me pertencesse a não ser uma velha casa deteriorada."
comentários(0)comente



Belly 01/02/2018

Lindo e intenso!
"Acho que, em determinado momento, todos nós temos que decidir quais as lembranças - reais ou não - que queremos conservar e quais vamos deixar de lado"
Essa é a história de vida da verdadeira Alice no País das maravilhas... porém fora do país das maravilhas! Amores proibidos, amores perdidos, dúvidas, humilhação, perdas... muitas perdas!
Uma vida fora da toca do coelho que nos faz querer chegar até a última página e saber como ela termina... pq todas as histórias terminam, até mesmo histórias de amor... Que leitura intensa e agradável!
Um livro que merece ser lido, entendido e compartilhado!
comentários(0)comente



Rafael 05/08/2017

Uma surpresa maravilhosa
Alice no País das Maravilhas é uma das histórias mais simbólicas da nossa cultura. Todos sabem quem ela é: a menina bonita de cabelos louros que persegue um coelho com um relógio que está atrasado que cai num burraco e para no mundo das maravilhas. Mas este é um romance sobre a verdadeira Alice, a menina que quase se casou com um príncipe, que sobreviveu as guerras, teve filhos, envelheceu e desapontou o mundo ao ser revelado a sua falta de beleza ou a sua contradição ao personagem de Lewis Carol. No começo parece confuso. São lembranças vagas do relacionamento com o professor Lewis Carol. Só no final a hipótese mais macabra: ele era pedófilo e Alice foi a musa inspiradora e homenageada no seu livro infantil. O nome e a capa me atraíram muito, mas a história me surpreendeu. É muito bom. Muito interessante. Muito rico. Vale à pena ler. Amei a parte em que ela se encontra com o menino inspiração de Peter Pan.
comentários(0)comente



Nune 30/08/2016

FAVORITEI
Sabe aquele livro que quando você termina, precisa urgentemente que todos no mundo conheçam, e o amem tão desesperadamente quando você? Esse é Eu Sou Alice pra mim! Estou aqui pra enaltecer esse livro que foi com certeza o primeiro livro que não era sobre fantasia, algo mais adulto e sério, que me deu uma flechada no coração ??? Todos nós conhecemos ou já ouvimos falar de Alice no País das Maravilhas. Mas nem todo mundo sabe a história de Alice Liddell e seu relacionamento com Charles Dodgson, mais conhecido como Lewis Carroll. O livro fala sobre a infância, vida adulta e velhice de Alice. Uma menina desde sempre muito rebelde, que para sua época tinha pensamentos bastante avançados! O começo é interessante, até que começamos a perceber que seu relacionamento com Charles, não é saudável. O livro nos transporta para os momentos mais tenebrosos da vida de Alice, até os mais singelos e apaixonantes, QUE MONTANHA RUSSA ?? Por ser de época, somos apresentados a toda etiqueta e ideologia do tempo, e devo dizer que senti como se estivesse lá. O livro tem fotos de Alice e sua família, que deixam tudo mais impactante. Com várias reviravoltas e um final inesperado, mas de nenhuma forma ruim, eu posso dizer que esse livro mora no meu coração ?? Misturando fatos e um pouco de ficção para preencher alguns momentos que nunca saberemos ao certo o que aconteceu, esse livro foi escrito com paixão e maestria, por uma autora claramente apaixonada por contação de história e o universo de Alice. RECOMENDO MIL VEZES ???- Para mais resenhas, @2.bookgirls
comentários(0)comente



Luciane 16/06/2016

Qual a história da Alice no País das Maravilhas?
Este livro misto de realidade e de ficção, nos apresenta a história da menina, mulher e senhora Alice.
A pequena Alice tinha um amigo mais velho - Charles Doudgson -, que gostava muito de sua companhia. Esse amigo contou-lhe um dia uma história e essa história fez um grande sucesso como "Alice no País das Maravilhas". Mas o relacionamento de Alice amigo era algo que incomodava a sociedade da época e que deixou marcas profundas em Alice.
Ainda bem que a história muda...
""Eu não podia esperar nem mais um minuto para ter você nos meus braços , acho que foi isso." Sua face estava corada, os olhos brilhando com emoção reprimida; só me restou segui-lo e permitir que me dirigisse através da pista da dança - esbarando em outros pares, pisando em caudas de vestidos, e nem mesmo parando para pedir desculpas e ele me fez passar por uma pequena porta.
Finalmente, ele parou; pude recuperar o fôlego por um momento tentei consertar minha aparência; meu vestido estava amassado e eu tinha certeza de que a renda das anquinhas devia estar em frangalhos. Ali sozinhos, com a música soando abafada do outro lado da porta, Leo e eu simplesmente olhamos um para o outro e rimos. Era como se dividíssemos um segredo e tivéssemos conseguido enganar redondamente as pessoas, como duas crianças levadas.
"Enfim, sós, minha querida."
"Leo, você está tirando o meu fôlego"
De repente, se nenhum aviso, ele se inclinou e me beijou nos lábios, agarrou minha mão e começou a me puxar ao longo de uma passagem.
[...]
"Senhor, não estou brincando. O senhor me deixa, literalmente sem fôlego." Ri, mas falava sério, pois ele andava tão depressa que eu mal conseguia acompanhá-lo, apesar de ele segurar com firmeza meu pulso.
"Sinto muito, minha cara". Ele diminuiu o passo e voltou-se para sorrir para mim."
[...]
"No final das contas, tudo que tínhamos em comum era o País das Maravilhas; o País das Maravilhas que nos foi negado a ambos. Eu lhe havia negado esse país; ele o negou para mim.
"Sinto muito", eu disse finalmente a Leo. Coloquei-me diante dele - preparada para receber sua dor e sua rejeição - e pousei minha mão sobre o seu ombro e aceitei meu castigo."
[...]
"[...]; eles não faziam ideia de que o sol havia despencado do céu. Pois, embora soubesse que nunca veria Leo outra vez, assim mesmo me levantava todas manhãs consolada por saber que ele estava no mundo, acordava diante da mesma aurora rosada, dormia sob o mesmo céu noturno."
"Não diga nada", adverti-o. Levantei a cabeça e meus olhos encontram os dele. "Não tente reescrever o passado. Deixe-o para lá."
Este livro é do Grupo Livro Viajante


site: https://www.skoob.com.br/topico/grupo/1284
comentários(0)comente



Bia F. 16/01/2014

Eu acho que queria ser Alice
Historia de como surgiu o classico Alice no Pais das Maravilhas.
Historia da verdadeira Alice e de como ela inspirou aquela maravilhosa aventura.
Historia de uma infancia inocente,numa epoca em que os costumes eram rigidos,numa epoca tradicionalista.
Historia de uma historia.

Fantastico,leitura cativante e interessante.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Bel Nunes 15/06/2013

A Alice por trás da toca do coelho...
Eu estou simplesmente apaixonada por este livro. Melanie soube misturar os registros biográficos de Alice Liddel, a nossa famosa Alice no País das Maravilhas, e os acontecimentos na toca do coelho, resultando nesse belíssimo romance que nos contará a história da Alice desde os seus primeiros anos até os seus últimos dias.
Eu adorei o fato de cada etapa da vida de Alice, ser separada por um fato dela, em cada época retrada. Gostei do espaçamento e da fonte, e estou apaixonada.

http://guriamigrante.blogspot.com.br/2013/04/eu-sou-alice_27.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Gabriela 22/02/2013

Resenha: Eu sou Alice
"Escutei-o engolir, como se tivesse a garganta seca; senti que seu pulso se acelerava ao tocar ao meu, mas isso não bastava. Por que eram tantas as barreiras entre nós? Barreiras compostas de tecidos, boas maneiras, tradição, idade e razão. Mas não era eu sua menina rebelde? Cigana sonhadora?"
O livro mistura ficção com realidade e é como uma auto biografia de Alice Liddell, menina que inspirou Charles Dodgson, que usava o Pseudônimo de Lewis Carroll para assinar seus livros, a escrever o lendário Alice no País das Maravilhas.
O ponto inicial é quando Alice tem 7 anos. A menina era travessa na infância, e deixava a governanta, sua e de suas irmãs Ina e Edith, em estado de nervos.
O srº Dodgson, por sua vez, gostava mais de ficar em companhia de crianças do que de adultos, ou seja, ele quase não tinha quase nenhum amigo de sua idade. Hoje existe boatos de que ele seria um pedófilo, mas eu particularmente não acredito.
Conforme Alice cresce, ela e sue amigo adulto ficam cada vez mais próximos, o que gera boatos em Oxford, onde Dodgson lecionava matemática e o srº Liddell era reitor. Quando a fofoca chega ao ouvida da família do reitor, eles são proibidos de se verem, o que deixa Alice, com 11 anos na época revoltada.
Já com 23 anos a jovem conhece o filho da Rainha Vitória, o Príncipe Leopold, e depois de um fim trágico, se casa com um homem que nunca conhera antes e tem 3 filhos.
Alice, ao contrário do que muitos pensam, não tinha uma vida de conto de fadas. Sofreu muito ao longo de sua vida, mas encontrou um conforto conforto no fim da vida que só uma pessoa foi capaz de oferecer, um presente que foi rejeitado por muito tempo.
Uma característica muito interessante presente no livro, é que ele é praticamente dividido em 3 partes, marcadas por fotos reais de Alice: Infância, juventude e velhice.
Eu como uma boa amante da Obra de Carroll simplismente a-m-e-i a obra de Melanie, afinal, sempre quis conhecer a verdadeira Alice do País das Maravilhas.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



29 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2