Teto Para Dois

Teto Para Dois Beth O'Leary




Resenhas - Teto Para Dois


300 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Caah 03/12/2019

Fofíssimo, porém...
Não amei, como achei que amaria.
É muito difícil eu gostar de romance, só mesmo se for daqueles que me fazem sentir de verdade. Se for somente cenas românticas eu acho um saco. E esse livro é recheado de cenas românticas, muito fofas,mas que infelizmente não me fizeram sentir. Também achei o livro muito arco-íris e clichê em determinados pontos. Achei a leitura maçante e com muitas páginas. Mas valeu, pois estava muito curiosa para conhecer essa história.


Erica.Martins 16/09/2019

Um romance bem sessão da tarde!
Honestamente eu achei esse romance bem chato, tenho receio até de resenhar e desestimular a galera, mas vamos lá...basicamente é um casal de estranhos que mediante problemas financeiros resolver compartilhar o mesmo apê, Leon trabalha de noite, Tiffy trabalha de dia, ou seja, eles nunca vão se ver, pelo menos essa era a ideia até a autora forçar a barra e criar situações convenientes e beeeeem clichê.

A principio a premissa foi ótima, mas tem uns dramas bem forçados na história, o livro aborda temas atuais como relacionamento abusivo, porem a paixão de Tiffy pelo ex-boy lixo dela foi tão sem sentido, o cara não tinha nada de bom, NADA!

Aí vamos para o drama do irmão de Leon que segundo ele foi condenado injustamente a prisão e coincidentemente uma das melhores amiga de Tiffy é advogada “topzera” e detalhe Tiffy fala uma única vez por telefone com o cara e acredita cegamente na inocência dele (???)

Pra mim o que salvou a leitura foram a troca de bilhetinhos porque o começo foi bem arrastado, na verdade o livro oscila bastante o ritmo, ora a leitura flui e ora ela empaca.

Se você procura algo leve, fofo e sem muita profundidade, talvez o livro funcione pra você, eu curto romances mais emocionantes e problemáticos ou aqueles clichês de banca rs... o livro teve momentos descontraídos pra fazer o leitor rir mas nem vi graça também, acho que meu coração tá meio peludo rs... pra mim não foi nenhum romance memorável e arrebatador.


Niájera 14/10/2019

Fofinho e previsível
O começo requer muuuuuita paciência e de repente as coisas começam acontecer, no entanto tudo 1000% previsível. Em Teto para dois temos a fórmula: Editora grande por trás +investimento pesado em marketing+booktubers pagos para falar bem=Hype de sucesso.
Não é o que o livro seja ruim, não mesmo, mas se não fosse todo marketing por trás teríamos aqui mais um livro com uma história fofinha como tantos outros.


Luanna 21/09/2019

Você não vai se arrepender
Preciso começar dizendo q eu amo livros românticos, sejam YA, chick lit, new adult. Há alguns meses vinha procurando por um livro daqueles que te dão um quentinho no coração, fazem rir e perder a noite prometendo q vai ler só mais aquela página. Não estava dando sorte na minha busca. Acabava lendo livros forçados em que de repente o casal tem certeza que aqla pessoa é tão perfeita q só pode ter caido do céu, diálogos mornos e sem sal, exagero de cenas hot mal escritas e desnecessárias a história. Já estava começando a achar que eu não gostava mais desse tipo de livro, estava impaciente com tdos aqueles personagens sem graça.
Até que vi a sinopse e a capa desse livro e minha intuição literária sabia que eu ia me apaixonar. Não via a hora de ler e nossa, percebi q continuo amando livros de romance com alguns clichês e mto amor, só m faltava encontrar um livro q valesse a pena a leitura e Teto pra dois vale a pena demais. Você não vai se arrepender!!
A história de Tiffy e Leon é maravilhosa e os amigos, família e situações que os acompanham são demais. Além de entregar um romance bem construido, que não aparece do nada, a autora fala de um tema importante e necessário: relacionamento abusivo. Ela conseguiu discutir o assunto sem ser superficial e ao mesmo tempo sem perder a leveza do livro.
Por fim, preciso dizer q amo qndo a história conta com diálogos por carta, e-mail, post it e eu amei ver a comunicação de Tiffy e Leon se desenrolar tbm por esses meios.
Espero continuar a esbarrar com livros como esse q m faz acreditar q os livros de romance podem sim ser bem escritos e ter uma história de vdde.


Alessandra 17/03/2020

Inverossímil
Mu julguem, me joguem pedras, mas não gostei nem um pouco do livro. Não tive empatia com o casal. Achei a Tiffy muito muito exagerada, ao extremo, não achei graça nas roupas que ela usava, muito inconveniente a forma como apossou da casa de Leon (bastante espaçosa) e a forma como lidou com o abuso psicológico do ex namorado, além do trabalho dela sobre crochê ser muito chato. O Leon é extremamente passivo, tipo deixa a vida me levar e o trabalho dele também era muito sem graça. Achei bastante inverossímil a história em vários pontos: Dividir uma cama, os companheiros de quarto "nunca"se encontrarem. Como você aluga uma casa sem conhecer a pessoa que vai morar nela ? O encontro deles demora acontecer e quando acontece não teve graça e no principal momento a autora deixa ficar subentendido (odeio esta parte, voltei várias vezes para ver que era real). Final do livro corrido e nada haver aquele pedido de casamento. Enfim.... não gostei mesmo !!


May 06/12/2019

Chatinho
O problema não é nem ser previsível, acho que quando buscamos esse tipo de leitura, estamos mesmo atrás de algo familiar. O problema também não são os clichês, quando vamos atrás de um romance estamos afim de uma certa dose de uns bons clichês. O livro até dá uma militada sobre relacionamentos abusivos, então cumpre a cota de "assuntos importantes do momento".

O problema é ser chato.
O livro é chato. Simples assim. Uma pena.


GeL 16/10/2019

Resenha para o blog Garotas entre Livros
Sabe aquele livro que parece um abraço? Teto Para Dois é ele.

Eu vi a indicação desse livro e pela sinopse já achei curioso, como assim um casal vai dividir uma casa, uma cama (!!!!!), sem se conhecerem? Como esse arranjo seria possível? Na mesma hora decidi que precisava ler e comecei imediatamente.

Eu tenho uma queda enorme por clichês de casais que dividem casa e daí desenvolvem um relacionamento, mas será que esse livro estava indo por esse caminho?

Tiffy estava saindo de um relacionamento complicado, ainda morando na casa do ex, ela precisava com urgência de um novo lar. As esperanças deles voltarem se extinguem quando o ex pede a nova namorada em casamento #tenso. A busca por um apartamento não é tão fácil e as opções que cabem no orçamento de Tiffy são lugares praticamente inabitáveis. Até que surge o anúncio de Leon.

Leon precisava de uma renda extra com urgência, então decide alugar seu apartamento durante a noite, a partir de 18 horas o apartamento ficaria disponível para o outro morador até as 9 horas do dia seguinte. Os finais de semana também seriam dessa pessoa já que ele passava esses dias na casa da namorada. É o arranjo perfeito para um enfermeiro que trabalhava no turno da noite e dormia durante o dia.

Tiffy concorda com os termos, tudo é organizado pela namorada de Leon e então eles perdem a oportunidade de se conhecerem pessoalmente. Conforme os dias vão passando, ambos precisam se adaptar a essa nova rotina de compartilhar, e acabam desenvolvendo um método de comunicação através de recados em post-it.

Curioso certo?

Mas é além disso, é fofo! Eles passam a se conhecer e compartilhar momentos de suas vidas através desses bilhetes simples e aos poucos vamos nos apaixonando por ambos. Até que uma reviravolta acontece e vai forçar nossos protagonistas a finalmente se encontrarem. Mas os detalhes deixo para vocês descobrirem quando lerem rs.

O livro me lembrou um pouco “Anexos” da Rainbow Rowell, a personalidade fechada e um tanto tímida do Leon me lembrou o protagonista de Anexos. Ambos não tem noção da própria beleza, é uma modéstia atraente. A Tiffy é outra que não tem noção do quanto é linda, sua confiança foi abalada por não se encaixar em certos padrões. Ela é delicada e um monumento com suas roupas e estilo diferentes, e sabe aquela pessoa amorzinho? É a Tiffy.

Mas esse livro fica ainda melhor, temos um grupo de personagens secundários que são sensacionais. Os amigos da Tiffy, o irmão do Leon, os pacientes do Leon… todos eles servem pra deixar esse livro ainda mais encantador. É uma história linda sobre uma amizade inusitada que se transforma em uma bela história de amor.

Eu chorei. Confesso que chorei alguns litros rsrs, e acredito que ao final você vai finalizar as páginas com o coração quentinho e se sentindo abraçado como eu me senti.

"Às vezes, a felicidade simplesmente acontece"

site: https://www.garotasentrelivros.com/2019/10/resenha-282-teto-para-dois.html


diliterando 22/12/2019

Teto para Dois
Livro: Teto para Dois
Autor: Beth O'Leary
Editora: Intrinseca
Pg: 400
Nota Pessoal: ⭐⭐⭐⭐⭐
"𝕍𝕠𝕔𝕖 𝕡𝕠𝕕𝕖𝕣𝕚𝕒 𝕒𝕓𝕒𝕚𝕩𝕒𝕣 𝕒 𝕥𝕒𝕞𝕡𝕒 𝕕𝕒 𝕡𝕣𝕚𝕧𝕒𝕕𝕒? 𝔻𝕖𝕤𝕔𝕦𝕝𝕡𝕖 𝕟𝕒𝕠 𝕥𝕖𝕣 𝕔𝕠𝕟𝕤𝕖𝕘𝕦𝕚𝕕𝕠 𝕖𝕤𝕔𝕣𝕖𝕧𝕖𝕣 𝕖𝕤𝕥𝕖 𝕓𝕚𝕝𝕙𝕖𝕥𝕖 𝕕𝕖 𝕦𝕞 𝕛𝕖𝕚𝕥𝕠 𝕢𝕦𝕖 𝕟𝕒𝕠 𝕤𝕠𝕒𝕤𝕤𝕖 𝕡𝕒𝕤𝕤𝕚𝕧𝕠-𝕒𝕘𝕣𝕖𝕤𝕤𝕚𝕧𝕠......"(Tiffy)
🔹️ Livro "TETO PARA 2" da autora @betholearyauthor, esse foi meu 1 contato com a autora e gostei muito.
O livro começa com a Tiffy saindo de um relacionamento de anos ainda gostando do seu ex e procurando um apt. para alugar, porém todos muito caros e fora da sua possibilidade financeira. Até encontrar em um anúncio de 🗞📰 dizendo: ALUGUEL DE CAMA🛏. Tão improvável e surreal gera desconfiança para Tiffy e seus amigos inseparáveis.
E assim ela aluga, cujo o proprietário é o Leon que trabalha a noite e Tiffy durante o dia, sendo assim eles não se encontrariam de modo algum. Qualquer problema, aluguel seria tratado diretamente com a noiva de Leon.
A história vai se desenrolando. Tiffy sempre muito espaçosa, autêntica, colorida. Leon introspectivo, tímido, recatado. Os dois se comunicam pelos #post'its sobre a rotina da 🏠, comidas e depois fatos pessoas, observações do dia a dia. Como o Leon deixa sua ☕ todos os dias.
Não vou me alongar muito para não dar #spoiler, mas existe questões internas de cada um, Tiffy em um relacionamento abusivo, Leon com conflitos familiares e um vai dando suporte para o outro e assim vai surgindo um AMOR😍.
Eles se conhecem de um forma improvável que me rendeu muitas 🤣😂😅 lendo sozinha. É uma leitura fluida, leve, engraçada que intercala a visão de Tiffy e Leon no 📖. Um livro romântico desse que a gente suspira um 'ahhh" Mas toca em assuntos sérios como relacionamento abusivo, medo, possessão, submissão, amizade, companheirismo. Talvez conhecemos mais uma pessoa não estando com ela o tempo todo...
Amei a leitura.
🤓🤓🤓🤓📚💕 @diliterando @intrinseca
#diliterando #leituradadi #bookslover #bookstagram #instabook #tetopara2 #resenhadelivro #resenhadebook

site: https://www.instagram.com/diliterando/?hl=pt-br


Mony 27/02/2020

Sabe aquele livro leve, que deixa algo quentinho dentro do peito? Ele nos proporciona momentos engraçados e também de raiva.. aborda o tema abuso emocional até o quanto o amor pode curar. Dá vontade de entrar na história e viver lá.


Nay 25/09/2019

Necessário Paciência
Necessário bastante paciencia na primeira metade do livro. A leitura é meio morna e arrastada e as personagens não me agradaram inicialmente.

A principio - pela forma que a autora aborda e nos apresenta o casal protagonista - achei tanto Tiff quanto Leon um tanto patéticos.

A Tiff foi demonstrada como uma cabeça de vento e até um pouco interesseira uma vez que a única coisa que tinha a dizer sobre seu ex namorado era os benefícios das viagens caras que eles faziam. Lá na frente vamos perceber que foi uma forma que a autora demonstrou como a personagem não conseguia de fato encarar a realidade daquele relacionamento tão tóxico. Pra nos que estamos acompanhando a situação de fora, fica nitido o quanto Justin (ex de Tiff) é um babaca arrogante e manipulador, mas a medida que a propria vai desvendando por si só como ele foi de fato ruim para ela, é tão doloroso e incomodo., ir descobrindo aos poucos como ele realmente minou sua confiança e a manteve cativa do seu poder por tanto tempo. Tiff teve que aprender na base do D.I.Y (faça voce mesmo) assim como nos livros em que ela trabalhava. Seus amigos sabiam que nao existia outra forma a nao ser que ela descobrisse por si mesma sobre a verdadeira face do seu relacionamento.

Até o momento nao consegui entender o pq dos capítulos de Leon terem sido escritos da forma que foi? Não sei se era um problema na edição que eu estava lendo ou se foi escolha da autora descrever dessa forma.
Parece que estamos lendo um roteiro de teatro/novela onde as falas das personagens estao sempre demarcadas do tipo:

"Fulano meio irritado diz: blablabla'..... "pausa"...
"Fulano nº2 responde:blablabla".....

Realmente nao captei o pq dessa forma de narrativa.
Em principio achei que isso pudesse ser por causa do proprio Leon e alguma coisa com sua personalidade. Durante toda a leitura todo mundo fica repetindo sobre sua "inaptidão" social, como ele é um cara mais introvertido, e isso e aquilo... então pensei que isso faria diferença pra narrativa, mas nao fez nenhuma. Leon não tem nenhuma questão fisica ou psicológica que o faz ser mais contido, simplesmente é o jeito dele. Um cara mais caladão que gosta de poucas pessoas. Pronto. Já que não faz diferença pra o total do livro, pra que ficar batendo nessa tecla????

Como eu disse foi um inicio bem ruim e quase me fez desistir, mas da segunda metade para o fim senti um crescimento do enredo e mais cores para o livro. Não tem nada de muito novo na trama, mas ainda sim ganhou minha simpatia.

É um livro simples, com partes engraçadas outras meio nada a ver mas é bom. Só é preciso um pouco de boa vontade pra escapar da chatice inicial.


Fabi 12/10/2019

BOM DE PASSAR O TEMPO
É muito difícil encontrarmos livros com sinopses diferentes hoje em dia. E quando nos deparamos com uma que nos traz uma história bem inusitada, ficamos curiosos para ler, claro. Este livro foi bem assim. Duas pessoas que dividem a mesma cama, mas sem se conhecerem.
Quando foi anunciado o lançamento deste livro, eu fiquei bem empolgada. Contudo, minha empolgação foi decaindo, conforme eu via os leitores o avaliando com nota baixa e dizendo que custou muito para terminar. Assim, fui adiando a leitura e deixando para ler mais para frente. Na verdade, quase que exclui esse livro da minha lista. Mas como sou curiosa, resolvi pegar e ler.
Comecei com as expectativas baixas e elas não aumentaram com o passar das páginas. O começo é bem lento e o que ajudou a dar uma força de vontade de ler, foram os bilhetes. Eu não via a hora do casal se encontrar e parar com a besteira de continuar sem se conhecer. Não sei quanto a vocês, mas este livro me lembrou vagamente Anexos- Rainbow Rowell, pelo fato do casal não se conhecer e já começar a gostar do outro.
A autora soube tratar de forma delicada um assunto bem atual: relacionamento abusivo. Tiffy como tantas mulheres, sofre nas mãos de um homem que a maltrata e a faz sofrer. Sorte que ela não ficará nesse relacionamento por tanto tempo. Mas como ela foi burra por aguentar certas coisas, hein?
Leon é um cara fofo e por vezes meio lento. Seu jeitinho de não saber lidar com Tiffy, acabou dificultando de eles ficarem juntos logo. Ô cara devagar, não vê que a garota tá na sua? Precisa o irmão mais novo e o senhor do hospital abrir os olhos dele?
No geral, é um livro bom de passar o tempo. Nada marcante e que não dá vontade de ler uma segunda vez não.


Gabi 27/10/2019

Que delícia de livro!!!
Depois de tantas leituras pesadas quis pegar um mais levinho.

Que surpresa agradável!!!

Leitura rapidinha, fluída e muito gostosa.

Tiffy e Leon se conhecem através de bilhetes deixados um para o outro pelo apartamento. Um jeito peculiar de conhecer alguém, mas que deu super certo para eles.

Uma comédia romântica que vale a pena ser lida!


Marque a Página 03/11/2019

*suspiro*

Tiffy e Leon estão em fases pouco fáceis de suas vidas. Ela, uma editora de livros DIY, ainda está de coração partido pelo término com um namorado de caráter duvidável, com quem morava e agora precisa se mudar; ele vive em uma luta diária para conciliar a namorada ciumenta, o trabalho como enfermeiro de cuidados paliativos e o irmão metido em uma enrascada. Como Leon passa a noite toda trabalhando e o dia todo em casa, decide alugar seu apartamento durante o dia e aos fins de semana (que passa na casa da namorada) a fim de conseguir o dinheiro de que precisa para ajudar o irmão com um problema bem sério. É assim que os caminhos de Tiffy e Leon se encontram — ou, melhor dizendo, não se encontram.

Eles começam a se relacionar de forma inusitada — através de post-its deixados pelo apartamento. De início, são apenas recados inofensivos — tem comida na geladeira, se você quiser —, mas logo os post-its passam a servir como o único meio de comunicação de dois amigos próximos, e contam histórias cada vez mais íntimas que instigam uma relação mais intensa. Leon e Tiffy se tornam grandes amigos sem nunca terem se visto de verdade, e começam a perceber que podem ser mais do que apenas colegas de apartamento.

“O amor transforma todos nós em idiotas.”

Ai, gente...Teto Para Dois ainda me arranca suspiros. Leon e Tiffy são personagens maravilhosos, imperfeitos e complexos, mas me deixou muito feliz o modo como a autora também investiu nos personagens secundários. Mo, Gerty e Rachel, amigos de Tiffy, são as amizades que todo mundo adoraria ter e trazem perspectivas muito interessantes para a narrativa. Têm também Richie, o irmão mais novo de Leon, que tem um subplot — uma trama secundária — muito bem desenvolvida, que nos deixa curiosos o suficiente para torcer por ele. Há também o Sr. Prior e Holly, pacientes do Leon através dos quais o leitor consegue conhecer melhor que tipo de pessoa ele é — um doce.

Mas o motivo para o parabéns de pé é o modo como foi apresentado o tema de abuso emocional e relacionamentos tóxicos aqui. Com uma perspectiva extremamente inteligente, que consegue te colocar no lugar da Tiffy em diversos momentos frustrantes, a autora consegue transmitir com maestria não só toda a angústia de uma vítima, mas também como esse tipo de coisa afeta as pessoas ao seu redor, seus amigos e familiares. Simplesmente magnífico.

Beth O’Leary constrói uma narrativa maravilhosa de ler a partir de uma trama única e genial com tudo para dar certo. E dá. Teto Para Dois é como uma caneca de chocolate quente em uma manhã de inverno, um abraço apertado de uma pessoa querida. É um romance nada clichê que ainda assim te faz ficar suspirando, com o coração quentinho, feliz por ter concluído a leitura e ao mesmo tempo desejando ter lido mais devagar para apreciar melhor.

site: https://www.marqueapagina.com.br/post/resenha-teto-para-dois-beth-o-leary


Vann 18/11/2019

Então...
Eu estava louca pra ler este livro. Sinceramente, pensei que ele fosse melhor. Uma pena.


Sandra 01/12/2019

Sei que o livro trata de uma questão atualíssima... mas, achei a narrativa muito chata e morna. Não consegui me conectar o livro inteiro... acho que esperava muito mais do tanto que o povo falou e fiquei bem desapontada ao ponto de ter que forçar a leitura para poder terminar.


300 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |