Teto Para Dois

Teto Para Dois Beth O'Leary




Resenhas - Teto Para Dois


2559 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


May 15/02/2020

Teto para dois é aquele romance clichê que parece ser igual aos outros, porém ele é surpreendente e faz com que o leitor se apaixone pela história principal e pelas situações secundárias.
Abaixo, listei cinco motivos para ler esse livro:

1. A simplicidade do amor
A forma simples sobre como o amor possa surgir em meios aos bilhetes deixados pelos protagonistas, que só se conhecem pessoalmente na metade do livro, mostra que não precisamos de muitos encontros para conhecer e se apaixonar por alguém;

2. A forma que a autora tratou relacionamentos abusivos.
Pode ser até um spoiler, mas preciso ressaltar a forma leve que a autora tratou um assunto tão pesado e tão decorrente na sociedade. Ela mostrou que relacionamento abusivo não está só na agressão física, está na manipulação emocional, dependência psicológica e ela mostrou como a vítima age no início, no meio e no final desse tipo de relacionamento. E pior, mostra a forma destrutiva na qual a vítima se encontra depois que percebe que passou por um relacionamento assim;

3. O ponto de vista dos protagonistas.
A autora intercalou os capítulos na visão do Leon e da Tiffy. Mostrando os pontos de vista e a vida de cada um a partir da rotina de ambos. É delicioso ver o estilo ousado da Tiffy, ou como o Leon se dedica aos seus pacientes e a sua família. E principalmente, o livro mostra o que ambos vão sentindo no decorrer da convivência que eles possuem;

4. A forma de interação que eles adotaram para se comunicar um com o outro.
Eles deixam bilhetes pela casa e assim vão se conhecendo. É muito linda a forma que eles vão se conhecendo e se tornando amigos. Numa sociedade que está conectada com meio tecnológicos para se comunicar, eles fogem desse padrão e se comunicam através de bilhetes que são espalhados pela casa.

5. Os personagens secundários são bem estruturados e tem participação importante na história. Nenhum deles está na história só para preencher páginas, eles têm uma participação fundamental para o decorrer da história e para a aproximação dos protagonistas.

Esse é um livro aconchegante, que traz uma paz no coração. Ele é um amorzinho e é bem gostoso de se ler. Ele ganhou meu coração, me senti envolvida e abraçada por esse livro maravilhoso.
Babs 27/02/2020minha estante
Achei um livro com uma leitura extremante fluída, bem cativante e envolvente. Sabe aquele romance ?clichê? que faz a gente sentir aquela sensação gostosa na barriga? Então, eu super senti lendo isso lendo esse livro! Um livro super fofo, apesar de abordar sobre relacionamento abusivo e alguns traumas, ele vai abordá-los de uma forma que não é pesada, tensa. A autora abordou esses temas mais difíceis de uma forma bem responsável. O casal é uma graça, tem personagens cativantes e engraçados e a gente acaba se apegando a eles. Super recomendo!
(Ganhou ainda mais pontos comigo por ter me tirado da ressaca literária haha!)


Edivania.Alves 27/02/2020minha estante
Como faço pra ler clico no livro mas não abre os capítulos


Dinha 05/05/2020minha estante
Delicinha de livro, Tiffy é muito fofa...


Maria 07/05/2020minha estante
Que perfeição, quero ler essa obra pra ontem.


Vivian.Fouchy 10/05/2020minha estante
Jesus, esse livro é muito maravilhoso! Ameiii


May 08/06/2020minha estante
Confesso que romances não são o meu gênero favoritos, mas os livros abaixo eles me conquistaram e são muito cativantes.
° Eleanor & Park
° O Projeto Rosie
° Anexos
° Amor & Gelato
° Onde mora o amor
° Geekrela
° A procura de alguém


Lii 10/06/2020minha estante
Livro muito bom. Vale a pena a leitura.


Elisabet 29/07/2020minha estante
Estava bem ansiosa para ler e adorei! Adorei o fato de trazer um pouco sobre relacionamento abusivo e principalmente pela protagonista conseguir identificar e lutar por ela.


09/08/2020minha estante
Simplesmente incrível!!!


Lu 11/08/2020minha estante
Como faço pra ler um livro


Priscila Dias 19/08/2020minha estante
Louca pra ler


PriBalves 21/08/2020minha estante
Eu achei o livro fofo mas gostaria de fazer um comentário aleatório sobre a história: dividir o apartamento de apenas um quarto (mesmo que em horários alternados) com um estranho? Eca! Tem que ser muito desencanada com higiene mesmo hahaha


Gabi 25/08/2020minha estante
Livro muito bom, adorei!!




Leitor Nerd 29/04/2020

Altamente recomendado
Essa história já me fisgou pela sinopse: duas pessoas compartilham não só um apartamento, mas também a cama, sendo que elas nunca se vêem. Eu já sabia que o livro era bom, pois vi várias resenhas e recomendações dos meus amigos bookstagrammers, mas não imaginei que fosse TÃO BOM.

Beth O'Learly fez o que eu gostaria que muitos outros autores fizessem: escreveu um livro de estréia peculiar, único e com uma trama muito envolvente. Se tu gosta de romance e ainda não leu esse livro, tá esperando o quê, minha filha?

Esse é o tipo de romance que eu gosto de ler. Algo fofo e bonito, mas não tanto. Que tem algo sombrio e pesado, personagens complexos lidando com seus próprios demônios e lutas. Vai ser difícil de esquecer esse livro por causa dos vibrantes, fabulosos e ilustres personagens.

Um romance contemporâneo verdadeiramente refrescante e comovente. É tudo muito bem trabalhado, e é isso que faz a história parecer tão real. Eu amei como os protagonistas formaram um laço afetivo através de bilhetes calorosos em post-its.

O'Leary escreveu um romance cativante e brilhante, especialmente pelos personagens coadjuvantes. Foi uma leitura atraente e divertida, ao mesmo tempo em que toca nas questões mais sérias de abuso e falhas da justiça. Um dos poucos livros favoritos de 2019 e eu tenho orgulho de falar isso.


site: https://www.instagram.com/marksreading
@kahyohanna 09/05/2020minha estante
Totalmente influenciada por esse resenha, e que bom... porque eu AMEIA DEMAIS! Devorei o livro em 2 dias ?


Leitor Nerd 09/05/2020minha estante
AAAAAAAH fico tão feliz em saber disso \o/




Queria Estar Lendo 28/07/2020

Resenha: Teto para Dois
Teto para dois é uma comédia romântica recente lançada pela Editora Intrínseca. Escrita por Beth O'Leary, a história fala sobre encontros inesperados e abre espaço para discussões sobre relacionamentos abusivos e crescimento pessoal.

Na trama, Tiffy precisa de um novo apartamento - o namorado terminou com ela abruptamente, mais uma vez, e aparentemente em definitivo. Eis que ela encontra o anúncio de locação de um apartamento bastante peculiar: a locação é da cama, na verdade. O dono do lugar, Leon, precisa de dinheiro, e está alugando um lado para alguém dormir durante a noite - já que ele trabalha nesse horário - a fim de juntar a grana.

Tiffy aceita, e é a partir daí que uma relação inesperada surge. Através de post its e então encontros pra lá de engraçados, Leon e Tiffy se aproximam e encontram um no outro um companheirismo maravilhoso. Tudo isso enquanto Leon lida com assuntos pessoais relacionados à prisão do irmão e Tiffy, com o ex-namorado que não parece querer deixá-la em paz.

"- Às vezes, a felicidade simplesmente acontece."

Teto para dois foi uma surpresa muito agradável; eu esperava uma romcom e encontrei isso, mas também uma história sensível sobre amizade, amor e se livrar de amarras abusivas.

O livro é rápido e muito gostosinho de ler. Tem aquele tipo de narrativa que te fisga logo no começo. As partes da Tiffy são cheias de energia, cores e um bom humor exaltado. Ela é toda animada por natureza, com seu emprego no editorial. Tem um um coração de ouro e uma presença incrível - mas também é uma garota amedrontada conforme entende a profundidade do abuso que seu ex, Justin, deixou sobre ela.

O modo como a história aborda as consequências e os gatilhos e o quanto isso afeta o dia a dia da Tiffy, começando com sutileza para então falar abertamente do que uma vítima experimenta ao ser abandonada e então perseguida, tudo isso é muito consciente. Nesses momentos, é impossível não ficar mal e apreensiva, roendo as unhas em expectativa a respeito do futuro da Tiffy. Ver como o Justin mexeu com seu psicológico, como a fez desacreditar em si mesma, como a machucou emocionalmente, é de ferver o sangue - e é um cenário bastante comum da nossa realidade, por isso é tão importante falar a respeito.

"- Quero consertar o que quer que meu ex-namorado tenha feito comigo."

Em momento algum o livro coloca a culpa sobre Tiffy ou sobre suas escolhas. É sempre sobre como a manipulação, o medo e a dependência alteram a personalidade e a vida das vítimas desse tipo de relação. E como sair dessa situação é difícil e leva tempo.

Além disso, claro, também tem a relação dela com o Leon - e o fato de os post its começarem inocentemente, só uma forma de comunicação a respeito de coisas sobre o apartamento (por causa dos horários diferentes e o fato de eles nunca se verem), até evoluir para conversas fofas e trocas de experiências e então o melhor primeiro encontro que eu já li num ship.

Leon é um daqueles mocinhos que dá vontade de colocar num potinho. Ele é doce, gentil e compreensivo. É introvertido - eu me identifiquei tanto com TUDO a respeito dele por isso! - e por isso viver num mundo onde falar e se expressar é necessário sempre mexe com ele. Foi muito legal acompanhar seu desenvolvimento e como, lentamente, ele se permitiu abrir algumas exceções sobre a rotina e os medos e o conforto para perceber que não precisa ter o controle o tempo todo.

"Ela sorri para mim, e sinto um aperto no peito. Difícil descrever. Como se um cadeado se fechasse."

Esse embate do introvertido x a exaltada que forma o ship deu uma dinâmica maravilhosa. Eles são amorezinhos o tempo todo, mesmo quando ainda estão na fase da amizade. Há companheirismo e lealdade e sorrisos especiais um para o outro. Eu amei ver a evolução do relacionamento deles e como eles se encontraram um no outro, sem nunca perder as individualidades.

Os coadjuvantes dividem momentos interessantes com os dois - os melhores amigos de Tiffy, Mo e Gerty e Rachel, e o irmão de Leon, Richie, são as peças chave para a história andar. Ainda que precise dos protagonistas, é sempre legal ver que os secundários existem para além da história do casal.

Teto para dois foi uma experiência fofa, apaixonante e de deixar um calorzinho no peito com seu desenvolvimento maduro e incrível. Um livro que eu indico para todo mundo que ama uma boa comédia romântica, mas também gosta de se emocionar com dramas familiares e amadurecimento.

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2020/07/resenha-teto-para-dois.html
comentários(0)comente



Nathali 31/05/2020

Além de ser um clichê muito fofo e super divertido, o livro aborda assuntos muito importantes como gaslighting, relacionamentos toxicos e abusivos. Foi uma das minhas melhores leituras esse ano. Eu amei!
comentários(0)comente



Readhim 09/09/2020

Bom
Início: 3
Enredo: 4
Personagens: 5
Escrita: 3
Conclusão: 4

Notas finais: bem, a escrita da autora é bem simples (até demais) e o desenvolvimento é bem conveniente. É, porém, uma história que me cativou e teve um final felizinho.
comentários(0)comente



Aelita Lear 22/02/2020

Um amorzinho
Teto para dois é um livro absurdamente inteligente, sem deixar de ser muito fofo! Um romance adorável, sem ser meloso. Vc vai se apaixonar pelo casal principal e todos os outros personagens secundários. Particularmente, amei o Ritchey! A história dele é incrível!
Daniela Teixeira 22/02/2020minha estante
Uma delícia esse livro @


Daniela Teixeira 22/02/2020minha estante
Uma delícia esse livro!


Aelita Lear 26/02/2020minha estante
Também amei!!!




Thaís Berganton 24/08/2020

Post-it
Tiffy e Leon dividem uma cama em horários diferentes até que os post-its aproximam os dois! Um romance viciante, daqueles que não dá vontade de parar e quanto você vê já está na metade!

O tema relacionamento abusivo é abordado ao decorrer do livro de forma delicada, Tiffy descobre com o leitor o quanto seu ex namorado é tóxico, identifica as características controladoras e o melhor de tudo: é forte!!! Ela supera o trauma até estar pronta para viver um amor saudável e verdadeiro!!

Eu simplesmente amei! O livro que eu precisava neste momento!!
Laura.Bianchini 24/08/2020minha estante
Todo mundo que eu vejo fala super bem desse livro! minha vontade de ler só aumenta.


Thaís Berganton 24/08/2020minha estante
É muuuito fofo! Quando comprei não estava esperando tanto, mas me surpreendeu ?


Jaque 25/08/2020minha estante
Minha vontade ler só aumenta.


antonia 28/08/2020minha estante
Esse livro é maravilhoso




André Lisboa 10/02/2020

Reflexões Sobre Romance New Adult
[ALERTA, RESENHA “GRANDE”]

Os romances do gênero New Adult vem ganhando muito destaque nos últimos anos, especialmente aqueles que conseguem mesclar a linguagem comum ao gênero com a abordagem de temáticas fundamentais, problemas que precisam ser abordados e enfrentados. Esse gênero parece aquele em que as histórias têm sempre a despretensão, mas que no decorrer da leitura acaba nos envolvendo, e nas entrelinhas (ou não), nos levando também a reflexões mais profundas.

Para quem não tem familiaridade, o gênero New Adult é aquele onde a narrativa está voltada para problemas de jovens entre dos 20 aos 30 anos de idade, e que envolvem um romance envolto em enredos que levam, de forma autorreflexiva, a discussões contemporâneas importantíssimas, ou não. Histórias com características narrativas simples, linguagem acessível, referências da cultura pop/mainstream, romance, envolvimento emocional, sexo, e entretenimento “jovem” dos mais variados.

Narrado em 1° pessoas através dos dois personagens principais, esse livro conta a história de amor da editora Tiffy Moore e do enfermeiro Leon Twomley, que dividem um apartamento em Londres (inclusive a mesma cama) em horários diferentes, já que Leon trabalha a noite e ela de dia. Como nunca se conheceram pessoalmente, mesmo morando na mesma casa, Leon e Tiffy passam a trocar bilhetes e pos-its colados por todo apartamento criando assim uma rede, um laço que os leva a “teia da atração mútua”. Leon, como dono do apartamento, pretende usar o dinheiro do aluguel de Tiffy para pagar o advogado do irmão que está preso injustamente, para fazer reverter a prisão deste. Já Tiffy pretende morar num apartamento barato, com o intuito de economizar para recuperar o dinheiro uma dívida que pagou a Justin, o ex-namorado abusivo dela, que cobrou o tempo de estadia dela no apartamento dele.

Voltando-me mais para a análise da narrativa, compreendo o valor da abordagem acerca das relações emocionalmente abusivas, o machismo sofrido pela Tiffy e o medo de amar novamente quando se encontra alguém verdadeiramente “bom” para amar. Tiffy sentiu-se acuada, com medo do amor que sentia por Leon, este por sua vez foi compreensivo, dando o espaço e aprendendo aos poucos ajudá-la a superar o trauma da perseguição de um ex-namorado abusivo.

Durante a leitura fui envolvido pelos momentos dos dois. Leon, um homem justo, foi aos poucos gerando empatia em mim, assim como a Tiffy. A injustiça, toda a narrativa do abuso emocional, o medo de Tiffy do ex, o receio de Leon em demonstrar o amor que sentia por Tiffy, tudo foi me envolvendo ao ponto de me deixar todo nervoso, entre a injustiça, a raiva e a impaciência (risos). O começo do livro foi “um tanto demorado” pra engrenar, mas a leitura fácil e gostosa amenizou esse “arrasto” inicial do enredo. Outro ponto está no final, que em minha opinião, ficou meio um clima de novela que “acabou antes de realmente acabar”, onde todos vivem “felizes para sempre”. Tudo resolvido e ficou um pequeno vácuo, muito embora só fossem poucas páginas. No final fica-se com uma ótima impressão do livro. Abordagem interessante, a linguagem fácil, uma narrativa gostosa de ler
comentários(0)comente



clara bia 13/09/2020

tava meio desanimada pra ler, mas esse livro me deu um gás enorme. além do romance ser muito fofo, a forma em que é abordado a descoberta da personagem de reconhecer que teve um relacionamento abusivo é muito bem feita. os personagens secundários são extremamente bem construídos, você consegue se apegar até a eles. amei dms, a autora ganhou meu coração.
Bigu 13/09/2020minha estante
Adorei a resenha!


Bigu 13/09/2020minha estante
Me deu vontade até de ler




Limvitor 07/09/2020

Bom
O livro e muito bem escrito e tem um ótimo final, fiquei com o bom sentimento de tudo ser bem amarrado e bem finalizado porém para mim o casal não é muito apelativo no começo só comecei a me apaixonar por Tiffy e Leon partir dos 40%. Amo como os personagens foram construídos as características deles os tornam mais reais, a busca pelo JW e muito interessante e gostaria que tivesse sido mais bem explorada.
comentários(0)comente



Danny 27/09/2020

Um ótimo romance contemporaneo. Fofo e divertido, vai te fazer suspirar pela Tiff e pelo.
Tiff e Leon vão dividir um apartamento e a mesma cama, mas eles nunca se viram e se conhecem através de bilhetes de post it deixados pela casa. Apesar de não se conhecerem pessoalmente, parece que eles se conhecem desde sempre. Tiff está tentando superar um relacionamento abusivo e ela vai descobrindo e se libertando no decorrer da história e o Leon está sofrendo com a incompetência do sistema judicial. Tiff e Leon são completamente diferentes, mas é justamente essa diferença que faz surgir uma amizade inesperada e um casal perfeito que se equilibram e se apoiam um no outro.
Com personagens secundários divertidos e um pouco inspirado no livro ‘’como eu era antes de você’’, que é citado no livro e a Tiff lembra muito a Lou.
comentários(0)comente



MillaJauregui 31/05/2020

Perfeito
Já faz tempo que eu não leio um romance clichê que me faria querer chorar; esse livro é muito bom, agora eu entendo porque tem tanta gente lendo, é incrível. Estou sem palavras.
comentários(0)comente



Dani 19/06/2020

"Sempre vale a pena atravessar portas"
Aaaah genteee eu amei! Uma delícia de ler, um romance bem diferente do que tem por aí! A história é incrível!
comentários(0)comente



Juliette 12/05/2020

"Sempre vale a pena atravessar as portas."
A sinopse foi o que me fez interessar por esse livro, e não imaginei que fosse me surpreender tanto ao ponto de gostar MUITO dele! Todo mundo comentando super bem desse livro e não foi à toa. É uma leitura muito gostosa!

O livro nos conta a história de Tiffy e Leon, sobre como duas pessoas completamente diferentes e sem se conhecerem acabam dividindo um apartamento, - e até a mesma cama -, e que encontram uma maneira de se comunicar de uma forma bem peculiar.

"É preciso dizer uma coisa sobre o desespero: ele deixa a cabeça da gente muito mais aberta."

É uma história que muita gente pode se identificar com os protagonistas. Lógico, que a parte de dividir um apartamento com alguém que você não conhece e que tem como acordo não se esbarrarem pelo mesmo, além de dividir a cama, não é tão verossíml, mas o livro aborda algumas questões que não passam longe da realidade.

A autora trouxe questões importantes e sériias, as quais ela conseguiu tratar com leveza, sem tirar a seriedade e a sua importância, mas tratando de uma forma muito delicada e leve, trazendo uma riqueza maior para a história e para a experiência de leitura.

É um livro que fala de relacionamento abusivo, sobre abuso psicológico, principalmente. Ele mostra que estar em um relacionamento abusivo não envolve necessariamente agressão física. Acompanhamos a personagem lidando com os seus problemas e traumas, enfrentando as lembranças de coisas ruins que ela passou com o ex-namorado e que antes não conseguia enxergar o que realmente estava acontecendo na vida dela. Inclusive, isso é um gatilho para pessoas que sofreram abuso psicológico em um relacionamento. Mas vale reforçar, que a autora tratou isso de maneira leve sem pesar demais no drama, permitindo que o leitor se envolva com a trama e sinta empatia pela personagem. Ela soube dosar as partes engraçadas, românticas e dramáticas.

"Bam, bam, bam. Justin babaca, idiota.[...]"

A história é narrada tanto pela Tiffy como pelo Leon, e eu adoro narrativas alternadas, por elas mostrarem como os personagens pensam de formas bem distintas, moldam as suas características, além de fazer o leitor se sentir mais próximo deles. Aliás, os personagens secundários são fundamentais nessa história, principalmente os amigos da Tiffy, que nos mostram como é importante a compreensão e a ajuda das pessoas ao seu redor. A autora acertou muito na construção dos protagonistas, a Tiffy com o seu jeito engraçado e extrovertido, e o Leon mais calado e protetor. Cada um com os seus problemas para enfrentar e resolver.

"Sempre vale a pena atravessar as portas."

É uma história ótima para sair de uma ressaca! Os capítulos são curtos, a narrativa é rápida e muito fluida. Não tem como você não se envolver com os personagens e não terminar o livro querendo mais! Pelo menos, eu me senti assim.

Afff!!! FICOU GRANDE DEMAIS!!!

^^
Bruna Varela 12/05/2020minha estante
Aaaawn esse livro ganhou o meu coração. Quero ler tudo o que essa autora publicar


Bruna Varela 12/05/2020minha estante
A rede de apoio da Tiffy é tudo mdssss como ela tem amigos incríveis, cada um ao seu jeitinho


Vitória Evelyn 13/05/2020minha estante
Eu amei esse livro, com certeza um dos meus preferidos. A Tiffy é aquela personagem que dá vontade de ser amiga dela hahahah


Juliette 13/05/2020minha estante
Bruna e Vitória, a frase 'quentinho no coração' cabe perfeitamente pra esse livro.
Os amigos da Tiffy foram super importantes. É fundamental ter apoio.
Realmente dá vontade de ser amiga deles, da Tiffy e do Leon (fofo).


Bruna Varela 13/05/2020minha estante
Nossa faz todo sentido mesmo


Carolina.Teixeira 21/05/2020minha estante
Ahhhhhh que bom que você gostou!!!! Falei que era demais ????


Juliette 22/05/2020minha estante
Sim, Carolina ele é demais! ? Foi uma leutura perfeita!


Katia 05/07/2020minha estante
Adorei a resenha, vou começar a ler ele hoje


Juliette 05/07/2020minha estante
Obg, Katia! :)
Recomendo esse livro de olhos fechados!
Tomara que vc se sinta tocada por essa história como eu fui!
Boa leitura! ;)




Laila 28/06/2020

Bom, gostei do livro. Achei a leitura bem fluída e tranquila, bem como a história. Aquele típico romance que sabemos que os dois vão se apaixonar a qualquer momento e ficarem juntos e felizes ( nada novo sobre o sol). Eu, particularmente, gosto deste tipo de leitura que a história me prende e que não me faz pensar tanto, especialmente após leituras densas. Mas não achei a história incrível.
comentários(0)comente



2559 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |