Teto Para Dois

Teto Para Dois Beth O'Leary




Resenhas - Teto Para Dois


77 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Luanna 21/09/2019

Você não vai se arrepender
Preciso começar dizendo q eu amo livros românticos, sejam YA, chick lit, new adult. Há alguns meses vinha procurando por um livro daqueles que te dão um quentinho no coração, fazem rir e perder a noite prometendo q vai ler só mais aquela página. Não estava dando sorte na minha busca. Acabava lendo livros forçados em que de repente o casal tem certeza que aqla pessoa é tão perfeita q só pode ter caido do céu, diálogos mornos e sem sal, exagero de cenas hot mal escritas e desnecessárias a história. Já estava começando a achar que eu não gostava mais desse tipo de livro, estava impaciente com tdos aqueles personagens sem graça.
Até que vi a sinopse e a capa desse livro e minha intuição literária sabia que eu ia me apaixonar. Não via a hora de ler e nossa, percebi q continuo amando livros de romance com alguns clichês e mto amor, só m faltava encontrar um livro q valesse a pena a leitura e Teto pra dois vale a pena demais. Você não vai se arrepender!!
A história de Tiffy e Leon é maravilhosa e os amigos, família e situações que os acompanham são demais. Além de entregar um romance bem construido, que não aparece do nada, a autora fala de um tema importante e necessário: relacionamento abusivo. Ela conseguiu discutir o assunto sem ser superficial e ao mesmo tempo sem perder a leveza do livro.
Por fim, preciso dizer q amo qndo a história conta com diálogos por carta, e-mail, post it e eu amei ver a comunicação de Tiffy e Leon se desenrolar tbm por esses meios.
Espero continuar a esbarrar com livros como esse q m faz acreditar q os livros de romance podem sim ser bem escritos e ter uma história de vdde.
Renata Kinjo 22/09/2019minha estante
ai, nossa, sim sim sim! eu também tava nessa mesma busca literária e também estava sofrendo a mesma frustração de só encontrar livro meia boca.

mas esse é tão gostosinho e delicinha e amorzinho! só posso concordar 100% com o que você disse. ??


Luanna 22/09/2019minha estante
Haha é mt delicinha msm!! Q a gnt encontre mais livros delicinhas assim ?


Renata Kinjo 22/09/2019minha estante
hahahaha sim, por favor!


Lia 09/10/2019minha estante
Oi Renata. Iniciei hoje a leitura deste livro. De forma despretensiosa, também em busca de um romance "mais quentinho" no sentido de sensibilidade. Sua resenha me animou mais ainda com a leitura. Gratidão.


Silvana 29/10/2019minha estante
Luana, você disse tudo. Exatamente o que aconteceu comigo.




Vanessa 30/10/2019

A gente precisa de mais livros como esse!
Num primeiro momento, o que me chamou a atenção na história foi a possiblidade de um romance entre dois completos desconhecidos que dividiriam um apartamento. Me fez pensar nas leituras gostosinhas que costumamos encontrar por aí em fanfics. Achei maravilhosa a ideia de cada um ocupar o espaço num período do dia e passarem meses sem se conhecer de verdade, só se comunicando através de post-its. Em tempos de redes sociais e tantos grupos de whatsapp, chega a ser fofo imaginar que ainda existam pessoas que se comuniquem dessa forma.

O Leon precisava de dinheiro para ajudar o irmão, então resolveu sublocar o apartamento para alguém que o ocuparia no período noturno. Ele trabalhava à noite e dormia de dia, portanto a ideia era nunca precisar nem encontrar com a pessoa.

A Tiffy precisava de um lugar para ficar, pois havia rompido um relacionamento recentemente e não tinha para onde ir. Como trabalhava durante o dia, não viu problemas em aceitar a oferta de Leon.

Ele tem uma namorada. Ela ainda está se recuperando de uma separação. O interesse entre eles não é imediato, o que torna a história muito mais empolgante. Eles vão se conhecendo aos poucos, mesmo sem nunca terem se visto. Pequenas coisas vão revelando suas personalidades, como a posição da xícara de café, as roupas no varal, a sacola de cachecóis, os bolos que ela faz quando está triste... E assim eles conseguem descobrir um pouco da personalidade um do outro nesses pequenos detalhes, principalmente na forma como escrevem seus bilhetes. A Tiffy é sempre engraçada e tagarela, deixa bilhetes enormes. O Leon já é mais tímido, responde com poucas frases, mas é sempre muito gentil com ela.

E nesse momento, em que você está morrendo de amores por eles e torcendo para que se encontrem e fiquem juntos, eis que surge algo muito importante na história. A Tiffy, apesar de ser toda alegre e extrovertida, enfrenta problemas sérios com seu ex-namorado, Justin. A autora utilizou disso para falar sobre gaslighting, que é um abuso psicológico, no qual informações são distorcidas ou omitidas para favorecer o abusador, ou simplesmente inventadas com a intenção de fazer a vítima duvidar de si mesma. A Tiffy começa a pensar em quantas vezes cedeu ao que ele queria, apenas porque acreditava que queria também. Ela percebe que precisa de terapia, porque não está bem. Não está conseguindo seguir em frente, mesmo que não tenha mais o menor interesse nele.

E é muito difícil seguir em frente com ele a stalkeando, aparecendo em lugares fingindo que não saberia que iria encontrá-la, tentando forçá-la a voltar pra ele.

A Tiffy tem amigos maravilhosos, que a entendem e a apoiam demais. Mas, mesmo assim, só isso não é suficiente. Ela precisa mesmo buscar ajuda, pois não é algo fácil de deixar para trás. A forma que Leon lida com tudo isso também é muito importante.

Acho que é um livro que, assim como eu, muita gente vai ler buscando apenas diversão e vai acabar encontrando algo muito mais profundo. Talvez em algum momento da sua vida você ou algum(a) amig(a) sua passe por situações parecidas, e esses personagens podem te ajudar de alguma forma.

Gostei bastante e recomendo a leitura!
comentários(0)comente



Niájera 14/10/2019

Fofinho e previsível
O começo requer muuuuuita paciência e de repente as coisas começam acontecer, no entanto tudo 1000% previsível. Em Teto para dois temos a fórmula: Editora grande por trás +investimento pesado em marketing+booktubers pagos para falar bem=Hype de sucesso.
Não é o que o livro seja ruim, não mesmo, mas se não fosse todo marketing por trás teríamos aqui mais um livro com uma história fofinha como tantos outros.
Nay 14/10/2019minha estante
Concordo 1000% com voce. Muito hype pra pouco livro. Nao é ruim, so nao e essa coca cola toda


Quel 14/10/2019minha estante
Exatamente, esse livro não tudo isso.


Niájera 14/10/2019minha estante
Pois é né gente? Vendem como um livro que vai marcar uma vida, daí a gente lê e tipo... ? isso?... Iguais a você eu já li vários e sem esse estardalhaço todo.. Mas é a tal fórmula que eu falei e a gente acaba pagando pra ver, uma pena saber que tem muito livro bom perdido por aí e a gente não sabe porque não tem marketing.


Gente que Ama Livros 14/10/2019minha estante
E bem isso mesmo, é triste que você lê livros tão bons que infelizmente não tem uma alma penada falando sobre ele e as vezes livros medianos ou até mesmo medíocre com vários booktubers fazendo a maior propaganda e na hora que vamos ler é uma bela porcaria. ? uma triste realidade.


Niájera 14/10/2019minha estante
Exatamente isso!


Fernanda R 24/10/2019minha estante
Eu ainda não li, e tô lendo as resenhas. Acima falou que é maravilhoso, e vc já disse que n é isso tudo! hahaha Fiquei confusa! :) Mas sobre o resto do seu comentário, sobre o livro estar em evidência e tal... Tinha época em que eu ia no mais vendido etc, até me decepcionar com 50 tons. Hoje em dia eu nem olho muito as novidades. Nos enganam muito! Nunca li A culpa é das estrelas, Jogos Vorazes, O tartaruga n sei o q, e tô de boa. Concordo muito com vc. Tudo marketing.




Camila 30/10/2019

Queria NÃO ter lido TÃO rápido.
Que leitura gostosa! Andava me irritando muito com romances (os que andei lendo) e esse livro veio numa hora boa. As piadas funcionam, as referências sobre filmes, séries queridas também me pegaram de surpresa e são bem colocadinhas e legais. Os personagens secundários são muito bem construídos, e enriqueceram demais a narrativa maravilhosa.
Amei, merece o hype que está tendo.
Adoro quando os autores nos agradecimentos lembram de nós, e nos valorizam por termos comprado e lido seu livro. Beth O'leary tu é demais.
comentários(0)comente



Bia 10/10/2019

AMEI
Confesso que estava MUITO ansiosa para ler esse livro. Assim que encontrei ele online, tive um mini ataque cardíaco e comecei a ler no mesmo instante, e no final da tarde, já havia terminado. Esse é um daqueles livros em que você se enxerga nos pensamentos, ações e inseguranças de ambos os personagens principais. Eu amei esse livro com todas as minhas forças. Pelo fato de o romance ser muito bem desenvolvido, que nos faz torcer para dois mesmo antes de eles terem se encontrado pela primeira vez, e que traz assuntos extremamente delicados sendo abordados de uma forma MUITO responsável e verdadeira.
comentários(0)comente



Silvana 29/10/2019

Muito bom do começo ao fim
Adorei o livro: argumento criativo, bem escrito, personagens realísticos, a leitura é leve e fácil e trata de assuntos importantes como confiança, companheirismo, preconceito e esperança alem de um tema esquecido nos romances ficcionais mas, importantíssimo de ser abordado - o relacionamento abusivo, a cegueira e a fragilidade emocional decorrentes. E um final extremamente romântico, tudo haver com o personagem. Lindo!
comentários(0)comente



Jessica Oliveira 04/10/2019

Resenha para o blog Books and Movies
Tiffy e Leon dividem um apartamento.
Tiffy e Leon compartilham uma cama.
Tiffy e Leon nunca se conheceram.

Acredito que as frases acima resumem muito bem a dinâmica de Teto para Dois, de Beth O'Leary. Tiffy é uma assistente editorial que recebe uma ninharia pelo seu trabalho, se isso não fosse bastante, ela agora está sem um teto para morar. Isso porque ela mora com seu namorado, agora ex, que resolveu trocá-la por outra mulher. Sem ter dinheiro e com seu tempo esgotando para sair do apartamento atual, Tiffy acaba aceitando uma proposta um tanto estranha. Dividir um apartamento, ou melhor, uma cama com um desconhecido. Não importa que a proposta inclua os dois dividir a cama em momentos diferentes, seus amigos acham que ela está louca.

Leon precisa muito de dinheiro. Sem ter a quem recorrer, ele tem a ideia de sublocar seu apartamento. A ideia a princípio é estranha, mas não resta outra saída para Leon. Trabalhando no turno da noite como enfermeiro e passando os finais de semana na casa de sua namorada, o seu apartamento fica livre das 6 da tarde às 9 da manhã de segunda a sexta. Por mais que sua namorada diga que é uma sandice, Leon não acha. Mesmo que ele e sua colega de quarto nunca se vejam, afinal essa é a regra de Kay, sua namorada, tudo será resolvido com ela, Leon não irá conhecer a mulher com quem dividirá a cama. NUNCA.

Após Tiffy deixar um bilhete em um post-it próximo a um bolo de aveia, os dois iniciam um tipo de conversa em pequenas notas fixadas em diversas parte da casa. O que era para ser apenas uma forma de avisar que tem strogonoff com cogumelos na geladeira, acaba se tornando a forma que eles encontraram para dividir as experiências do dia-a-dia. Eles acabam nem percebendo, mas a cada dia que passa anseiam cada vez pelas pequenas notas espalhadas pela casa.

Beth O'Leary alterna entre a perspectiva de Leon e Tiffy e usa diferentes estilos de escrita com grande efeito - enfatiza suas personalidades contrastantes, dando vida ao humor e peculiaridades individuais, e também permite que suas próprias histórias de fundo entrem naturalmente em cena. Além disso, o livro acaba se tornando algo a não ser deixado de lado, a cada capítulo o leitor acaba cada vez mais preso no enredo. É impossível não ficar curioso em saber se os dois, em algum momento, vão acabar se encontrando.

O arco da trama em torno do antigo relacionamento de Tiffy é interessante e mergulha em algo um pouco mais sombrio do que o esperado para um livro desse gênero . Inicialmente fiquei preocupada com o fato da autora usar esse tópico apenas como um pano de fundo, e não algo a ser explorado, e para minha grata surpresa, Beth O'Leary consegue explorar muito bem a questão do gaslighting.

Tiffy e Leon são personagens que me conquistaram desde o primeiro momento. Quem acompanha os romances contemporâneos sabe que os mocinhos tendem a ser milionários, playboys e um pouco babacas. Leon é completamente ao contrário. Ele é fofo, humilde e extremamente compreensivo. Já Tiffy é uma força da natureza, por onde ela passa nada fica igual. Talvez isso seja resultado do seu cabelo ruivo, quem sabe.

O que posso dizer realmente é que esse é um livro muito inteligente, com uma narrativa viciante e com personagens maravilhosos. Esse é um daqueles livros que tem tudo para ser previsível, mas não é. Recomendo fortemente a leitura, tenho certeza que não irão se arrepender.

site: http://www.booksandmovies.com.br/2019/09/teto-para-dois-beth-oleary.html
Caah 05/10/2019minha estante
Não conhecia esse termo gaslighting, achei muito interessante; porque a maioria dos livros abordam o abuso físico; mas o abuso psicológico raramente é retratado. Acho muito enriquecedor ter esse tema no livro, principalmente porque isso não está presente somente nos relacionamentos amorosos, mas também entre amizades, chefe-empregado, familiares, etc...Estou cada vez mais com vontade de ler esse livro.




Erina.Soares 30/10/2019

Muito bom
Tiffy e leon dividem uma casa e nunca se encontraram, mas isso nao quer dizer nada quando o destino te coloca no caminho certo.
comentários(0)comente



Erica.Martins 16/09/2019

Um romance bem sessão da tarde!
Honestamente eu achei esse romance bem chato, tenho receio até de resenhar e desestimular a galera, mas vamos lá...basicamente é um casal de estranhos que mediante problemas financeiros resolver compartilhar o mesmo apê, Leon trabalha de noite, Tiffy trabalha de dia, ou seja, eles nunca vão se ver, pelo menos essa era a ideia até a autora forçar a barra e criar situações convenientes e beeeeem clichê.

A principio a premissa foi ótima, mas tem uns dramas bem forçados na história, o livro aborda temas atuais como relacionamento abusivo, porem a paixão de Tiffy pelo ex-boy lixo dela foi tão sem sentido, o cara não tinha nada de bom, NADA!

Aí vamos para o drama do irmão de Leon que segundo ele foi condenado injustamente a prisão e coincidentemente uma das melhores amiga de Tiffy é advogada “topzera” e detalhe Tiffy fala uma única vez por telefone com o cara e acredita cegamente na inocência dele (???)

Pra mim o que salvou a leitura foram a troca de bilhetinhos porque o começo foi bem arrastado, na verdade o livro oscila bastante o ritmo, ora a leitura flui e ora ela empaca.

Se você procura algo leve, fofo e sem muita profundidade, talvez o livro funcione pra você, eu curto romances mais emocionantes e problemáticos ou aqueles clichês de banca rs... o livro teve momentos descontraídos pra fazer o leitor rir mas nem vi graça também, acho que meu coração tá meio peludo rs... pra mim não foi nenhum romance memorável e arrebatador.
Viv 16/09/2019minha estante
To meio que achando a mesma coisa...

Você leu em português, certo? O ponto de vista do Leon foi traduzido faltando palavras (como é escrito no original em inglês)? Achei bem chato isso.


Erica.Martins 16/09/2019minha estante
Os capitulos narrados pelo Leon são estranhos mesmo, acho que o tipo de escrita foi proposital mas não curti


Taz 18/10/2019minha estante
Eu comecei a ler hj e ta dificil continuar... 15% e ja estou louca com tanta lentidão... ai Jsus!!! :) acho qie vai ficar na estante


Erica.Martins 18/10/2019minha estante
Taz esse romance tem muita hype em cima, achei fraquíssimo e bobo!


Taz 18/10/2019minha estante
Bom saber, Erica... obrigada. Vou deixar de molho... kkkk


Milla 08/11/2019minha estante
Não entendi o porque o povo está amando esse livro. Tem filme da sessão da tarde que é melhor. O livro tinha tudo pra dar certo, mas achei tudo mal feito e corrido, e eu não SUPORTEI os capítulos do Leon, porque inferno foi escrito daquele jeito? Broxante demais, acho que se a escrita estivesse melhor gostaria mais do livro.




Sofia 09/10/2019

Gaslighting
Um romance sobre um assunto real e doloroso: o assédio emocional.
Acompanhar o desligamento da Tiffy de seu relacionamento anterior, seu crescimento, suas dúvidas, medos, angústias, desejos, esperanças e alegrias foi muito bom.
Pra mim, a autora tratou com pinceladas sutis, mas definidas, uma relação abusiva.
Gostei muito de conhecer a Tiffy e o Leon.
comentários(0)comente



Nay 25/09/2019

Necessário Paciência
Necessário bastante paciencia na primeira metade do livro. A leitura é meio morna e arrastada e as personagens não me agradaram inicialmente.

A principio - pela forma que a autora aborda e nos apresenta o casal protagonista - achei tanto Tiff quanto Leon um tanto patéticos.

A Tiff foi demonstrada como uma cabeça de vento e até um pouco interesseira uma vez que a única coisa que tinha a dizer sobre seu ex namorado era os benefícios das viagens caras que eles faziam. Lá na frente vamos perceber que foi uma forma que a autora demonstrou como a personagem não conseguia de fato encarar a realidade daquele relacionamento tão tóxico. Pra nos que estamos acompanhando a situação de fora, fica nitido o quanto Justin (ex de Tiff) é um babaca arrogante e manipulador, mas a medida que a propria vai desvendando por si só como ele foi de fato ruim para ela, é tão doloroso e incomodo., ir descobrindo aos poucos como ele realmente minou sua confiança e a manteve cativa do seu poder por tanto tempo. Tiff teve que aprender na base do D.I.Y (faça voce mesmo) assim como nos livros em que ela trabalhava. Seus amigos sabiam que nao existia outra forma a nao ser que ela descobrisse por si mesma sobre a verdadeira face do seu relacionamento.

Até o momento nao consegui entender o pq dos capítulos de Leon terem sido escritos da forma que foi? Não sei se era um problema na edição que eu estava lendo ou se foi escolha da autora descrever dessa forma.
Parece que estamos lendo um roteiro de teatro/novela onde as falas das personagens estao sempre demarcadas do tipo:

"Fulano meio irritado diz: blablabla'..... "pausa"...
"Fulano nº2 responde:blablabla".....

Realmente nao captei o pq dessa forma de narrativa.
Em principio achei que isso pudesse ser por causa do proprio Leon e alguma coisa com sua personalidade. Durante toda a leitura todo mundo fica repetindo sobre sua "inaptidão" social, como ele é um cara mais introvertido, e isso e aquilo... então pensei que isso faria diferença pra narrativa, mas nao fez nenhuma. Leon não tem nenhuma questão fisica ou psicológica que o faz ser mais contido, simplesmente é o jeito dele. Um cara mais caladão que gosta de poucas pessoas. Pronto. Já que não faz diferença pra o total do livro, pra que ficar batendo nessa tecla????

Como eu disse foi um inicio bem ruim e quase me fez desistir, mas da segunda metade para o fim senti um crescimento do enredo e mais cores para o livro. Não tem nada de muito novo na trama, mas ainda sim ganhou minha simpatia.

É um livro simples, com partes engraçadas outras meio nada a ver mas é bom. Só é preciso um pouco de boa vontade pra escapar da chatice inicial.
Bruna.Melo 15/10/2019minha estante
Tbm achei a narrativa da parte do Leon bem estranha.. Tanto q nos primeiros capítulos até pensei em desistir, mas, felizmente, a história me prendeu.


Nay 15/10/2019minha estante
Depois melhora mesmo. Nao e tudo isso que foi falado mas e bom!




Patty 30/10/2019

Teto para dois
Fazia tempo que eu não lia um livro tão amorzinho! Com personagens cativantes e um enredo muito bem feito, "Teto para dois" consegue acertar na dose da comédia romântica e ainda tratar de um assunto bem sério: gaslighting. Outro ponto muito legal e que eu amo é revezar o ponto de vista dos protagonistas. Então num capítulo é a Tiffy narrando e no outro é o Leon.
A Tiffy é uma editora que ama seu trabalho, apesar do salário ser bem baixo. Ela morava no apartamento do ex-namorado, o Justin, mas agora que terminaram, precisa de um lugar urgente para morar, e o maior pré-requisito é o valor do aluguel ser baixo. Assim, sob a supervisão dos melhores amigos do mundo, Mo e Gerty, ela escolhe a melhor das duas opções que encontrou: dividir o apartamento, e a cama!, com um enfermeiro.
Leon é o enfermeiro que colocou o anúncio do aluguel. O horário de trabalho dele é noturno, então durante a semana eles não se encontrariam. E no anúncio ele coloca que também não se encontrariam no fim de semana. O que é maravilhoso, já que ele tem uma namorada um tanto ciumenta. E é essa mesma namorada que faz todo o contato com a Tiffy, desde apresentar o apartamento até qualquer outro assunto relacionado ao mesmo.
Mas é aí que entra duas coisas que amo tanto quanto livros: papel e caneta! Com pequenos bilhetes, Tiffy e Leon começam a se comunicar, se conhecer e a criar uma amizade mesmo sem se encontrar pessoalmente.
Ambos tem muita história: a Tiffy com os problemas envolvendo o ex, seu crescimento profissional e pessoal também; e o Leon com seus pacientes encantadores, a namorada e o problema com o irmão.
É claro que chega o momento que eles se encontram pessoalmente e começam a se envolver, mas a história é muito mais que isso!
"Teto para dois" é um livro leve e divertido, mesmo quando aborda o tema do gaslighting. Vale muito a pena ler!
comentários(0)comente



Mari - Blog Diversamente 03/11/2019

pode ser Teto para Três?
Teto Para Dois contará a história da Tiffany Moore, uma assistente editorial responsável por livros DIY (Do It Yourself – ou Faça Você Mesmo) que terminou um relacionamento de anos e muito, muito complicado. Então agora junto com seus melhores amigos, Gerty e Mo, ela sai em busca daquele em que será seu lar por algum tempo. Tudo em nome da sua liberdade do boy lixo, Justin.

Na outra ponta, ou seria lado?, temos Leon Twomey, um enfermeiro de cuidados paliativos que precisa de alguém para ajudar no custeio do seu apartamento, porque com um irmão preso e cansado de pedir dinheiro para sua namorada, as contas estão ficando realmente pesadas. trabalhando enquanto os outros dormem e estando em casa enquanto os outros trabalham é que surge a ideia que mudará sua vida: dividir o apartamento e a cama, com uma pessoa. O detalhe? Eles nunca se encontram e o valor? Maravilhoso!

Então sim, Tiffy quando vê esse anuncio fica superfeliz e trata logo de cuidar dos pormenores com Kay, namorada do Leon. E com tudo acertado, a rotina de Tiffy e Leon demora a se ajustar, mas feito isso, é de aquecer o coração.

Tiffy chega na casa de Leon por seis meses trazendo seus livros DIY, suas almofadas coloridas e um pufe ridiculamente confortável. Traz para o apartamento, e para a vida de Leon, vida e muitas doses de palavras extras. Inicialmente, somente em post-its trocados por todos os cantos da casa, até mesmo na lixeira.

Juntos, ainda que nunca mesmo lugar no mesmo horário, Tiffy e Leon ensinarão muito um ao outro e viverão aventuras e situações que arrancam risadas de quem acompanha.

Mas a história não é somente isso, a outra abordou de forma muito bonita, ainda que o assunto não seja nada bonito, como é difícil se livrar de um relacionamento abusivo emocional e como a libertação desses momentos é difícil, mas igualmente, ou maior, prazerosa.

Nos levando em um passeio ao Cruzeiro, à praia, à um super lançamento de livro e aos momentos simplórios, mas satisfatórios que ficar em nosso cantinho proporciona, Teto Para Dois traz uma grande história em suas páginas e não somente história de amor, isso também, mas traz uma história de autodescoberta, de liberdade e do poder que amizades verdadeiras são capazes de conter. É mesmo uma história que eu releria outras 5 vezes e todas vezes que falar dela, colocarei um sorriso no rosto, porque tudo nessa história é bonito. A força da mulher é linda! A força de um casal então, mil vezes mais.


site: http://blogdiversamente.blogspot.com/
comentários(0)comente



Deh 09/11/2019

Aquele clichê que te deixa de coração quentinho!
Será que é possível dividir um apartamento e a mesma cama com alguém sem conhecer?

Tiffy trabalha com assistente em uma editora de livros, apesar do seu estilo um pouco excêntrico ela é aquele tipo de pessoa que conquista todos a sua volta. Após um termino de namoro complicado, Tiffy precisa encontrar um lugar barato para morar em. Desesperada para retomar a sua vida e com pouco dinheiro ela acaba aceitando uma proposta inusitada. Dividir um apartamento e a mesma cama com um cara que nunca viu.
Já do outro lado se encontra um homem bondoso, tímido e gentil. Leon é enfermeiro e ama o que faz. Para juntar dinheiro e resolver alguns problemas familiares, Leon resolve alugar seu apartamento na parte da noite já que ele trabalha no período noturno e nos finais de semana fica na casa da namorada.
Sem se conhecer Leon e Tiffy fecham um contrato de sublocação de 6 meses. Mesmo sem se verem, Tiffy e Leon começam a trocar bilhetes e assim vai surgindo uma amizade entre eles. Leon luta para ajudar seu irmão mais novo e Tiffy luta para superar os traumas do seu ultimo relacionamento. Essa amizade de troca de bilhetes vai se tornar algo a mais e ajudar um a outro a lutar e superar seus traumas. Tanto Leon quanto Tiffy se tornam pessoas melhores um ao lado do outro.
“Ser legal é uma coisa boa. A gente pode ser forte e legal. Não precisa ser uma coisa de cada vez.”
“A vida costuma ser simples, mas a gente não nota até que ela se torna absurdamente complicada.”
“Você é minha casa. A cama, o apartamento... só se tornou minha casa quando você apareceu, Tiffy.”
Esse livro aborda vários assuntos importantes como relacionamentos abusivos, porém a autora conseguiu trazer isso para o livro de uma forma bem leve.
Um livro INCRÍVEL! Aquele romance bem clichê para deixar todo mundo com o coração bem quentinho.
comentários(0)comente



Denise 07/10/2019

Muito fofinhoo
Um dos livros mais fofos que eu li recentemente. Me fez lembrar um pouco dos livros da Rainbow Rowell. O Leon é maravilho e já tá na minha lista de personagens favoritos ??
comentários(0)comente



77 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6