Corajosa sim, perfeita não

Corajosa sim, perfeita não Reshma Saujani




Resenhas - Corajosa sim, perfeita não


31 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Coisas de Mineira 10/10/2019

A indicação de hoje é de um gênero de literário que eu não tenho muito costume de ler, e para ser sincera, tinha até um pouco de “preconceito” com ele. Apesar disso. “Corajosa sim, Perfeita não” é um livro que eu preciso indicar para todos lerem, principalmente as mulheres.

O livro, escrito por Reshma Saujani, fala sobre como as mulheres são criadas desde pequenas para serem perfeitas e, como isso afeta a vida adultas delas, fazendo com que o fracasso seja algo temido. Em “Corajosa sim, perfeita não” Reshma incentiva quebrar esse conceito de perfeição em prol da coragem, incentivando as mulheres, jovens e crianças a serem corajosas e não desistirem de algo por medo de fracassar.

Não sou muito fã de autoajuda, nunca tive muita paciência para esses livros, mas respeito quem gosta. Mas “Corajosa sim, perfeita não” me chamou a atenção, em um primeiro momento, pelo título. Quem não quer ser corajosa na vida? Quem não quer ser perfeita na vida? Porque um título que fala sim para um, e não para outro?

Depois, quando fui ler a sinopse, comecei a entender do que o livro se tratava. Não é questão de ser perfeita, e sim, de como fomos criadas para ser (vou falar disso mais para frente).

“Pesquisas mostram que as brincadeiras que escolhemos para meninos e meninas podem ter um efeito duradouro na visão que terão de suas próprias capacidades, até naquilo que acreditam que saberão fazer na vida profissional adulta.”

Então, não vou dizer que essa foi uma leitura fácil e leve, porque não foi. Pensei que ia terminar o livro mais rápido do que realmente terminei. Talvez tenha sido por causa do gênero, talvez tenha sido por causa da rotina agitada. Mas isso não tira a questão de que esse é um livro que precisa ser lido por TODOS, principalmente as mulheres (deveria ser leitura obrigatória).

Já na primeira página, temos um sumário que deixa bem claro o que vamos encontrar na publicação. Ela é dividida em três partes: a primeira, intitulada “como as meninas são treinadas para a perfeição”, é para falar sobre a perfeição e sobre a questão cultural que rodeia essa palavra. Muito além da infância, essa parte também fala sobre os sentimentos que ficam com aquelas crianças, quando elas crescem.

A segunda parte tem o título de “a coragem é a nova moda”. Nela a autora traz um pouco sobre o que é essa coragem que ela tanto fala e incentiva que as mulheres tenham. Além do “o que”, ela também traz o porquê de mudar e ser corajosa.

A terceira e última parte, “diga adeus à garota perfeita: a trajetória para se tornar corajosa”, é onde Reshma traz alguns conselhos e dicas de como podemos exercitar e fortalecer o nosso músculo da coragem. Bem no final do livro, depois dos agradecimentos e das notas, existem algumas perguntas para discussão.

“Quietinha. Recatada. Modesta. Solícita. Amável. Fácil de lidar. Dá para entender como todas essas qualidades nos valeram muitos elogios na infância, mas necessariamente não nos ajudam em nada como adultas.”

Eu adorei a ideia e as perguntas que estão lá. Acho válido sim, usá-lo como um livro para ler em conjunto e no final, utilizá-las para uma conversa franca e enriquecedora. Peço até que me digam, caso alguém faça algo nesse estilo.

Em quase 200 páginas, vemos Reshma dizendo como as crianças são criadas: as meninas, para serem perfeitas, andarem bonitas e sendo consoladas todas as vezes que fracassavam em algo; em contrapartida, os meninos são incentivados a desbravar e fazer coisas arriscadas (andar de skate, jogar futebol, brincar na rua) e quando fracassavam em algo, as palavras duras os fazem tentar novamente.

Ela ainda mostra quais são as consequências dessa criação e como devemos trabalhar para mudar esse cenário todo. Com exemplos de sua própria vida, da vida de pessoas próximas e até mesmo de estudos que ela fez para poder escrever o livro, ao passar das páginas, eu via muitas atitudes minhas ou de pessoas próximas a mim.

Acho que o que me fez gostar tanto da leitura, apesar de ter sido um livro difícil de ler, foi o fato de eu ter conseguido me identificar nas palavras da autora. O quanto o que ela escreveu é real e fez sentido para mim.

“Coragem nem sempre é fazer aquilo que é maior, mais ousado, mais assustador. Às vezes ter coragem é permitir-se ser honesta consigo mesma e não fazer aquilo que esperam de você.”

Reshma Saujani é fundadora e CEO da “Girls Who Code”, uma organização internacional e sem fins lucrativos que trabalha para diminuir a diferença de gênero na tecnologia. Ao ler isso, qualquer um pensaria que Reshma é formada em alguma área da tecnologia. Mas não, a autora é advogada e ativista nos Estados Unidos, além de ter entrado, em 2010, na cena política.

Durante a leitura, Reshma explica que entrar no mundo da tecnologia foi uma das atitudes corajosas que tomou. Ela também explica o porquê de ter fundado a organização. Voltando a falar sobre a autora, em seu site descobri que ela tem outros dois livros também voltados para o empoderamento feminino.

Reshma tem uma palestra no TED que foi assistida por mais de 4 milhões de pessoas, intitulada “Ensine coragem às meninas, não perfeição”. O vídeo vale muito a pena ser assistido e, eu acredito que ilustra muito o que é essa leitura. Para quem quiser assistir, é só dar o play no vídeo:

Por: Ana Elisa Monteiro
Site: www.coisasdemineira.com/corajosa-sim-perfeita-nao-reshma-saujani/
comentários(0)comente



Mylena @gataleitora 26/11/2019

“ A crença de que os garotos são fortes e resilientes, enquanto as meninas são vulneráveis e precisam de proteção, é ao mesmo tempo profundamente arraigada e disseminada.”

Eu vi este livro e fiquei logo curiosa para conhecer sua mensagem pois achei interessante a ONG criada pela escritora, Girls Who Code, que ajuda meninas a desenvolver seus talentos na área de informática.
O livro é basicamente a transcrição da palestra TED de Reshma Saujani, uma ativista política e assistente de Hillary Clinton que depois de muito penar neste universo da perfeição percebeu que precisava se arriscar mais a errar e ser mais corajosa além de animar outras mulheres a fazer o mesmo.
“ O problema é que tanto esforço para agradar todo mundo faz, muitas vezes, com que você goste menos de si mesma.”
O livro é dividido em três partes com mensagens um poucos repetitivas mas creio que para dar esse reforço de que nós mulheres precisamos nos arriscar mais na vida.
Na primeira parte ,ela apresenta de onde surgiu esta sua teoria de que mulheres não são criadas para ser corajosas. Ela conta sua experiência diante de um grande fracasso e mostra outros casos concretos de mulheres que se deixam levar pelas exigências da sociedade e fazem de tudo para ser Perfeitas nas atividades que fazem, não admitindo erros ou fracassos. Mostra alguns dados e fala de algumas pesquisas. Mostra também como algumas mulheres que já tentaram brigar por suas ideias acabaram por desistir e preferir continua em suas zonas de conforto.
“ Tenho a impressão de que tudo o que eu disser vai virar uma tempestade em copo d’água, e aí todo mundo vai se meter e me atacar ao mesmo tempo. Então ne me dou a esse trabalho.”
Na segunda parte, ela fala sobre a coragem e usa como exemplo aqueles escândalos de assédio sexual que explodiram em 2017 em Hollywood onde muitas mulheres dessa grande indústria resolveram denunciar anos de abusos. Fala sobre a coragem de enfrentar a traição, os cuidados dos filhos , namoros após divórcios.
“ Pois bem: assim como não precisamos ser como homens para sermos corajosas, definitivamente não precisamos ser como homens para ser bem-sucedidas.”
Na terceira parte, ela apresenta ideias de como abandonar esta mentalidade da Perfeição e como se arriscar nas escolhas. No final, o livro traz notas sobre citações utilizadas e muitas perguntas para mediar boas discussões.
Eu gostei bastante das ideias da escritora apesar de que na minha experiência, percebi que tanto meninos como meninas podem ser criados para perfeição ou para ser corajosos tudo depende do ambiente familiar. Percebi também, com grande alegria, diante dos fatos e opiniões apresentados no livro que criei minhas filhas para ser corajosas e não ter medo do fracasso nem das críticas nem de se machucar. A vida já é complicada o suficiente para ainda acrescentarmos mais fatores de tensão na vida de nossos filhos.
Como estudei na área de saúde sei bem a diferença entre homens e mulheres biologicamente falando e creio que mesmo com essas diferenças somos todos capazes de grandes feitos bastando encontrar nosso talento e não ter medo de usá-lo. Eu como, boa medrosa que sou, sei bem que o medo não leva a lugar algum e que um bom mentor é capaz de fazer nossa vida deslanchar.
4/5 estrelas



site: http://www.minhavelhaestante.com.br
comentários(0)comente



Wilderlane Oliveira 30/11/2019

Precisamos de mais livros como esse... As questões de gênero são tão naturalizadas de forma que precisamos de grandes esforços para romper certos paradigmas. Desde a gestação disseminamos as diferenciações e o sentimento de culpa acaba acompanhando as meninas que não se sentem confortável com certos padrões a ela cobrados.
comentários(0)comente



Camila | Book Obsession 28/01/2020

Corajosa sim, perfeita não, é um livro poderoso, cheio de embasamento científico, teórico, experiências pessoais e de profissionais de diversas áreas.
Desafio você a ler e não identificar algum ponto descrito que tenha feito ou muitas vezes se martirizado ao longo da sua vida.
Não se deixe enganar pelo título, pois apesar de ser uma leitura que ao primeiro olhar possa estar direcionada ao público feminino, os homens podem muito bem se identificar, afinal ninguém deve ser criado para ser perfeito e viver escravos dessa perfeição. Devemos ousar, fazer ao menos alguma coisa para sair da zona de conforto, sem aquela frase de ‘eu não consigo’, precisamos aprender a ponderar as nossas cobranças.
Foi uma leitura extremamente fluida e prazerosa. O leitor sente como se estivesse em um grande bate-papo com a autora. As experiências e casos relatados estão por todo o livro, mas também há tópicos que podemos exercitar em nosso dia a dia, citações empoderadas que você sentirá vontade marcar muitas delas e que sem dúvidas nos coloca para refletir. Adorei que ao final do livro, a autora trouxe uma série de perguntas interessantes para respondermos sobre toda a experiência com essa leitura transformadora.


Resenha completa no blog.

site: https://www.bookobsessionblog.com/2020/01/resenha-corajosa-sim-perfeita-nao.html
comentários(0)comente



andrealog 15/02/2020

Libertadora
O texto nos mostra que é importante quebrar os modelos impostos e que nem sempre identificamos de tão arraigado no inconsciente que estão
comentários(0)comente



Paschoalino 07/05/2020

Livro libertador
O livro não possui só conselhos, possui fatos e apontamentos extremamente importantes sobre as diferenças nas criações de mulheres e homens, o quanto nós mulheres somos programadas e destinadas a perfeição, e a autora pontua argumentos de como desconstruir crenças limitantes e como seguir com coragem, ousadia e sem culpas de usar o não. Recomendo muito esse livro, principalmente quem procura por desconstrução e empoderamento feminino.
comentários(0)comente



Estelia 31/05/2020

Pefeccionismo não é uma qualidade
Sou perfeccionista, e não gosto disso. A verdade é que sofro muito por todos os detalhes que devem estar devidamente alinhados. E ler esse livro mostra como tudo a nossa volta contribui para enraizar esse hábito ainda mais nas mulheres. Detalhes, que para muitos serão mimimi, para outros drama, e outros ainda vão dizer que não existem. Uma chance de aprender que mais vale a coragem do que a perfeicão.
comentários(0)comente



Pri 10/06/2020

Recomendo!
Tema super importante. Livro relevante para quem está começando a entender como a questão de gênero perpassa a nossa percepção de mundo enquanto mulheres. É um livro superficial sobre o assunto para quem estuda o tema, o que acaba por tornar cansativo para quem já está se aprofundando no assunto. De todo a leitura é importante para que a gente perceba o clichê de " o quanto poderíamos chegar mais longe se não fosse o nosso medo de tentar."
comentários(0)comente



Iara 08/07/2020

Corajosa
Lendo o livro, fiz uma reflexão por várias situações que tive na vida. Impressionante perceber o quanto somos obrigadas a ser perfeitas e nos culpamos sem saber o porquê.
comentários(0)comente



Melissa.Martins 26/07/2020

Adorei, conselhos que vou levar pra vida, acho que toda mulher deveria ler
comentários(0)comente



demachadobe 07/08/2020

?
Um grande incentivo ao exercício de autoconhecimento e amor próprio!
comentários(0)comente



@gabgarcez 01/09/2020

Mulheres, leiam este livro.
Eu já admirava a Reshma antes de ler esse livro, acompanho o trabalho da Girls Who Code há algum tempo. Mas o livro me aproximou dela e me fez refletir sobre diversas coisas que acontecem na nossa vida e a gente acaba deixando passar e não racionaliza muito. Acredito que nós mulheres, muitas vezes, somos condicionadas a tentarmos ser perfeitas, mas isso é uma grande ilusão que nos impede de tentar mais (e consequentemente a conseguir mais).
comentários(0)comente



Letícia 03/09/2020

Uma leitura inspiradora e necessária para todas as meninas e mulheres. A gente tem essa tendencia em tentar ser perfeita em tudo, se culpar pelos os mínimos erros, se desculpar por tudo e depois se desculpar por se desculpar.

Esse livro me inspirou muito. Me inspirou a parar de me julgar tanto, em ser tão crítica comigo mesma e me deu dica de como ser corajosa, como embrulhar a perfeição e joga-la no lixo e como crescer com cada fracasso.

Durante a leitua, me lembrei de quando eu era criança, brincando com meus dois primos favoritos, eles meninos, nunca eram criticados por um joelho ralado, eu, uma vez, com tanto medo de falar que tinha me machucado numa brincadeira, escondi o machucado dos meus pais, até onde eu consegui. Hoje penso que horror essa situação. Eu estava me divertindo, uma criança, mas já ali, eu me julgava por não ter sido perfeita, por que fui me machucar? Eu me questionava, ao invés de que bom que cai e agora estou de pé. Como eu caia muito, meus joelhos até hoje tem registros, eu aprendi a cair, caia e não me machuva muito, nunca quebrei nenhuma parte do corpo.

Ler esse livro me lembrou que eu preciso só ser quem eu sou, nada perfeita, muito corajosa, corajosa o suficiente para cair e se levantar e tentar de novo. Sejamos corajosas!
comentários(0)comente



Helena 16/09/2020

Perfeição não existe.
Desde cedo mulheres são educadas para serem perfeitas. Mas e se fôssemos mais do que a Barbie que consegue ter 900 profissões e ainda ser linda, simpática e rica? Esse livro tira um peso gigantesco que é cobrado todos os dias de mulheres e meninas, que são criadas para a perfeição desestimulante da "tentativa e erro" que é imposta aos meninos. Além disso, tem uma linguagem fácil de ler e é escrito por uma autora indo-asiática que retrata a necessidade da representatividade das minorias em espaços de maior relevância.
comentários(0)comente



Vick 06/10/2020

"Em um mundo de princesas, seja um cachorro quente!"
Posso dizer com toda certeza que esse livro foi um dos melhores que li durante todo esse ano.

Encontramos lições valiosas e necessárias pra nós mulheres que vivemos em um mundo tão complicado e extremante machista, durante toda a leitura me senti identificada em diversas situações e me deu um gás a mais pra me tornar uma pessoa ainda melhor e ser um exemplo para as outras garotas que convivem comigo ou simplesmente lêem minhas resenhas.

Recomendo a todos a leitura desse livro incrível e agradeço pela milésima vez a pessoa me presentou e que me estimulou a seguir em frente e ser a cada dia mais empoderada e ter a certeza que sou capaz de conquistar todos os meus objetivos sem perder a minha essência!
comentários(0)comente



31 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3