Aurora Burning

Aurora Burning Jay Kristoff
Amie Kaufman




Resenhas - Untitled


7 encontrados | exibindo 1 a 7


ireliber 05/08/2020

Eles não erram e, se erram, é tentando acertar...
Aurora Burning é o segundo livro de Aurora Cycle, uma trilogia que acompanha um Squad de recém formados na Academia enquanto eles se metem em problemas no espaço e lutam pra salvar o universo.

É difícil encontrar um livro em que você se apaixona por todos os personagens, sente com eles, e acompanha seu desenvolvimento com tanto afinco.

Esse livro é informação nova e coisas acontecendo da primeira a última página. A história não para, algo sempre está em jogo e você não fica entediado. Pelo contrário, alguns momento parace impossível pausar a leitura, pois você só sente a necessidade de saber O QUE VAI ACONTECER AGORA?

Tem humor, ação, bons plots(por mais que alguns sejam previsíveis). A forma que encontraram de contar a história do squad 312, com os diferentes povs, é sensacional.

E o final... Impossível não querer a continuação pronta na mesma hora. Não consigo achar algum motivo que desmotive a leitura de alguém. Não há possibilidade arrependimento.

LEIAM AURORA CYCLE
comentários(0)comente



Vic 30/07/2020

Perfeito
Eu não tenho palavras pra descrever o que foi a leitura desse livro. Brazil I'm devastated.
comentários(0)comente



Guedes 24/06/2020

Quanta coisa acontecendo
Esse livro não para em nenhum instante, sempre tem algo empolgante acontecendo e você se vê entretido com todas elas.
Os personagens continuam muito bem construídos e até mesmo os novos apresentados lhe dão um senso de alma própria.
O autor consegue em cada ponto de vista colocar a alma do personagem, seja por apelidos próprios ou tiradas engraçadas.
Nem tudo são flores pois algumas escolhas do autor se tornaram meio óbvias para mim, me vi adivinhando muita coisa e gosto de ser surpreendido , mas mesmo assim a leitura me pegou de jeito.
Queria ter visto mais do vilão principal , mas o que nos foi apresentado foi muito legal.
Espero ansioso pelo próximo volume.
comentários(0)comente



Biiahsf_ 19/06/2020

E sigo apaixonada pelo squad 312
Essa leitura foi simplesmente sensacional. O crescimento e desenvolvimento pessoal de cada um dos personagens nesse segundo livro é muito claro, e ver cada um deles desabrochando e se abrindo mais aos companheiros de squad, até que eles se tornem uma verdadeira família, foi uma coisa linda de se ver. Amei saber mais sobre o passado da Zila e do Kal, foi ótimo ver a Aurora finalmente protagonizando um pouco mais do livro e entendendo verdadeiramente seus poderes e a extensão dos mesmos. O Fin segue sendo meu personagem favorito e eu sou apaixonada pela inteligência e sarcasmo dele. O livro terminou com um cliffhanger enorme, e eu dei um berro legítimo quando percebi que o terceiro livro ainda não saiu. Agora só me resta sentar e esperar pela continuação das aventuras do melhor squad da galáxia.

?Love is purpose, be?shmai. Love is what drive us to great deeds, and greater sacrifices. Without love, what is left??
comentários(0)comente



Luiza Helena (@balaiodebabados) 08/06/2020

Originalmente postada em https://www.balaiodebabados.com.br/
Aurora Burning era uma das minhas continuações mais esperadas desse ano. Com perguntas respondidas, revelações e um final bombástico, esse livro já entrou na lista de melhores continuações do ano.

O livro começa um pouco depois dos acontecimentos de Aurora Rising. Depois de conhecer a verdadeira ameaça a Aurora e sofrerem uma baita perda, nosso squad 312 é a única salvação de toda a galáxia. Mas claro que eles vão ter que passar por alguns pequenos obstáculos, como serem perseguidos por uma psicopata assassina, uma máfia de gremps e, por último mas não menos importante, praticamente pela maior autoridade da galáxia que foi infiltrada por um ser simbiótico que pretende "unir" todo mundo.

Fazia muito tempo que não lia uma continuação tão emocionante. Amie e Jay conseguiram avançar não somente na história, mas no crescimento dos seus personagens. A cada vira de página, era uma informação nova e seguidas de várias outras perguntas que só atiçavam a minha vontade de continuar a leitura até terminar.

Sabemos um pouco mais sobre o papel de Auri em derrotar a grande ameaça, como ela se relaciona com um outro povo que já havia derrotado anteriormente essa ameaça. E, apesar de parecer mais um entre as milhares ameaças para as forças da Aurora Legion, sabemos mais sobre o Starslayer e como ele se relaciona com tudo isso.

O livro possui ação do início ao fim. Esse quesito é 10/10 nas narrações dos dois autores. As cenas são bem descritas e eletrizantes, de deixar o coração na mão. Quem acompanhou meus surtos nos stories do instagram sabe que o Squad 312 é um eterno "a gente vai viver/a gente vai morrer".

Sobre os personagens, cada um teve seu momento de brilhar e crescimento. Se o livro anterior foi focado em Aurora, nesse livro sabemos mais sobre o passado dos outros personagens. Algumas são revelações de cair o queixo, outras de deixar o coração partido, mas todas servem para entendermos melhor como elas moldaram a personalidade de cada um.

Destaque para Zila que, até o livro anterior, era uma grande incógnita tanto para mim quanto para todo o Squad. Ela surpreende em momentos de tensão, quase sempre com uma solução mirabolante. Finian segue sendo um dos meus personagens favoritos. Com seus comentários sempre ácidos quase sempre de uma forma meio alívio cômico, ele também tem um baita amadurecimento e crescimento no livro, principalmente na questão da sua insegurança e medo de abandono.

Scar e Tyler também me surpreenderam bastante. Sempre admirei bastante Tyler e seu senso de liderança, disposto a se sacrificar por seu squad e tento manter a moral do grupo, mesmo quando não sabe o que está fazendo. Por culpa do destino, Scar teve que assumir o lugar de Tyler e, apesar de sempre apresentar uma fachada de pessoa que só se importa com namorados e roupa, a Face do grupo soube muito bem preencher o lugar do irmão.

Creio que Kal foi o único personagem que se manteve constante, principalmente em relação a Auri. Desde o livro anterior, vemos como o Syldrathi luta com um "inimigo interior" ao mesmo tempo que tenta que isso não interfira em sua ligação com Auri. Já nossa garota fora do tempo finalmente aceita seu papel nessa confusão toda e, ao contrário do que lhe foi ensinado durante um treinamento, ela sabe que não precisa sacrificar tudo para salvar a galáxia.

De alguns personagens novos dou destaque a Saedii, irmã de Kal. De início eu só queria saber de arrastar a fuça dessa Warbreed no asfalto quente, mas lá pelo final ela acabou conquistando um pouco da minha simpatia. Ela se vê envolvida em uma situação tensa ao lado de nosso Alpha, o que gerou conversas interessantes sobre a visão de cada um em relação à animosidade entre os Unbroken e Aurora Legion.

O livro é divido em quatro partes, cada uma mais eletrizante que a outra. Ao final da parte 2 me senti lendo Cress novamente, com um sentimento de desespero maior do que o normal por esse squad. Mas são nas partes 3 e 4 que você não consegue mais largar o livro. Passei o livro todo fazendo teorias e algumas se confirmaram, o que fez com que o momento da revelação tivesse um maior impacto na minha pessoa.

Infelizmente tudo que é bom dura pouco e aqui, o final de Aurora Burning além de ser um baita gancho, me deixou seriamente preocupada com a vida desse squad de desajustados que não poderiam se encaixar melhor entre si. Agora me resta sobreviver até o ano que vem, pensando e amargurando esse final que realmente me deixou no chão.

A trilogia teve seus direitos de publicação aqui no Brasil comprados pela Rocco. Antes da pandemia a previsão era que Aurora Rising saísse agora no primeiro semestre, porém vamos torcer para que saia pelo menos no próximo.

site: https://www.balaiodebabados.com.br/2020/06/resenha-529-aurora-burning.html
comentários(0)comente



Giovana | Blog Dei um Jeito 30/05/2020

Necessito o terceiro livro na minha mesa agora!
A primeira parte do livro tem tom mais leve e divertido, com todos os personagens oferecendo algum tipo de fanservice, o da Zila e seus brincos me fez colocar o Jay Kristoff e a Amie Kaufman na lista de autores ridículos!! A questão das roupas justas é um fanservice muito bem-vindo, mas não é tão engraçado quanto os brincos. Mas uma coisa que permeia todo o livro é a ação e o uso das habilidades adquiridas na Aurora Academy.

Aurora Burning explica bem sobre o Esh'varen e mais sobre quem é a maior ameaça humana do rolê, o que já me deixa bem satisfeita em livros do meio de uma trilogia, mas o desenvolvimento do passado da Zila e umas informações sobre o Tyler e Kai agregaram demais o livro e estou em choque sobre as informações dos dois últimos, enquanto com a Zila eu só espero que ela tenha uns 5 minutos de paz, uma coleção de brincos e várias amizades.

A Saedii é um acréscimo maravilhoso à série, pois além de ser uma contrapartida em relação ao Kal - mesma criação e origem, porém vê o mundo com outros olhos -, é uma personagem que se conhece muito bem, ela sabe que é bonita, perspicaz e uma grande lutadora, e vai usar tudo o que tem a seu favor, de brinde as cenas dela com o Tyler são TUDO, na hora que ela estava disposta a contar uns segredinhos eu devorava os capítulos dos outros pontos de vista para chegar no do Tyler e ver ela em ação.

Fãs de ficção científica podem fazer a festa por aqui, pois até viagem no tempo acho que está rolando, e os atentos aos detalhes mais científicos da coisa, falaram sobre a gravidade artificial das naves!! Que dá direito a uma cena muito boa com uma certa duplinha inesperada.

Queria dizer que o único crime do livro é a ausência do apelido "Legolas", mas o final do livro chega a ser criminoso, é um cliffhanger enorme e envolve todo o Squad 312 e a espera é de um ano para o próximo, então simplesmente eu estou braba. Porém, Aurora Burning consolidou essa trilogia como uma das queridinhas, e preenche o espaço no coração de quem sente falta de squads dos livros que de tão diferentes entre si eles se completam, como Six of Crows e as Crônicas Lunares.

site: https://deiumjeito.blogspot.com/2020/05/review-aurora-burning-amie-kaufman-jay.html
comentários(0)comente



Sarah | @only_a_snowflake 10/05/2020

TRAGAM A MÁSCARA DE OXIGÊNIO, POR FAVOR! | SEM spoilers
Óbvio que o Kal tinha que estar na capa. ÓBVIO, afinal, boa parte de Aurora Burning é sobre nosso menino Syldrathi. É tanta coisa dando errado, tantos planos indo pelo cano que a gente custa a acreditar que em alguma hora algo vai dar certo. Enfim, em Aurora Burning, nosso querido squad 312 está em Emerald City, tentando se aproximar de seu objetivo, porém a quantidade de desgraça que começa a acontecer faz tudo ir por ladeira abaixo.

- Aurora: Juro que ainda não entendi porque ela foi escolhida. Auri tem um crescimento e amadurecimento bem bacana nesse livro, porém estou um pouco preocupada com a maneira que ela está lidando com toda essa loucura.

- Kal: Então, né... Menino Kal passa por perregues atrás de perrengues. Em Aurora Burning conhecemos um pouco mais sobre os Syldrathi e a família do Kal. E é aí que mora o problema kkkkkkk Cristina Rocha ficaria infartada se o Kal fosse pro Casos de Família. Achei sincero o romance dele com a Auri.

- Zila: Se era pra brilhar, pode ter certeza que brilhou.

- Finian: Melhor personagem da trilogia, fácil. Até o Finian amadureceu nesse livro, coisa rara. O sujeito é um gênio, ninguém pode negar.

- Scar: A que menos simpatizo do squad. Foi ok.

- Tyler: Meu querido, o que foi esse desenvolvimento de personagem! Subiu horrores no meu conceito. Só espero que não forcem um romance entre ele e aquela CERTA pessoa detestável.


Aurora Burning é de tirar o fôlego, principalmente a primeira metade do livro. Temos revelações BOMBÁSTICAS sobre algumas coisas muito importantes. Em alguns poucos momentos discordei do andamento da história, mas tudo bem. O final... bem, é aquele final bem à lá Jay Kristoff que nos deixa no desespero completo. Tomara que essa trilogia feche com chave de ouro.

"Love is what drives us to great deeds, and greater sacrifices. Without love, what is left?"




BGM: Binary Star (Hiroyuki Sawano)
//For the candles in the darkness
Burning up the sorrow
There's no end to sadness
We didn't learn
For the broken-hearted people
Diamonds now surround us
So out of our mind
Leave the past behind//
comentários(0)comente



7 encontrados | exibindo 1 a 7