Escapismo

Escapismo Rafaela Rocha




Resenhas - Escapismo - Pedaços de um Universo Particular


8 encontrados | exibindo 1 a 8


Gisele Carmona 04/02/2012

Simplesmente incrível!
Tinha lido várias resenhas sobre o livro e estava roendo as minhas unhas de curiosidade!
Graças a Deus o livro da Rafaela não decepcionou a minha expectativa.
Escapismo é uma linda obra, cheia de sentimentos reais, palpáveis.
O texto é formado por contos que, embora independentes, de alguma forma se ligam.
São estes:
Presente noturno: Levi e Lórien, casal de vampiros donos de sentimentos humanos, encontram um bebê humano em uma noite fria. Rafaela usou esse conto como ponto de partida e me fez adorar a Lórien por sua doçura discreta.
Por Eternia: Meu preferido! Uma mistura gigante de sentimentos! Eu consegui me colocar no lugar de Atela e sentir todas as emoções que angustiavam o seu coração durante a leitura.
Incondicional: Novamente temos Lórien e seu amor profundo pela filha adotiva.
Pela Paixão. Pelo Sangue: Aqui temos uma mistura de mitologia, vampiros e relações homossexuais. Criativo e original.
Venha. Envolva-me. Entregue-se: Ainda dentro do universo dos deuses-vampiros, Athena se mostra uma mulher tão sensual quanto inteligente e coloca Caronte em dúvidas sobre seus sentimentos.
Em teus braços: Caronte se mostra extremamente enciumado por Hades ter trazido um belo rapaz humano.
Rafaela escreve muito bem e merece, com certeza, parabéns pela obra!
comentários(0)comente



Thiago C. Santa 02/01/2012

Resenha Escapismo
Minhas primeiras considerações em relação ao livro Escapismo; quando comecei a Lê-lo e que me chamou muita a minha atenção: é a escrita o livro é muito bem editado; muito bem escrito, as palavras parecem que foram escolhidas a dedo e isso me chama muita atenção quando me deparo com uma leitura nova.
O livro é escrito em forma de contos ou crônicas e sua leitura é totalmente agradável. O gênero literatura fantástica em qual o livro gira em torno é uma das minhas preferidas e sou um pouco suspeito para falar de livros deste gênero, apesar de “torcer” um pouco o nariz para literaturas “vampirescas” como Crepúsculo, etc. Não me entendam mal: não sou contra, mas acho que com todo o sucesso do filme, etc. Este tipo de assunto se tornou um pouco “moda”: se assim posso dizer. Mas no livro “Escapismo” eu gostei e indico o livro para todos que gostem deste gênero. A autora também trabalha com deuses e outros seres. E isto, a meu ver, é mais um ponto positivo para a autora, pois sou apaixonado por mitologias.
Romance, impasses e assuntos como homossexualidade dão um tom apimentado para a estória. A autora foi muito corajosa nesta parte, pois o assunto homossexualidade traz e trará sempre opiniões diferentes.
Resumidamente: gostei e indico o livro à todos. Uma boa pedida para quem gosta deste tipo de gênero literário.
comentários(0)comente



Sergio Carmach 19/12/2011

Escapismo utiliza alguns elementos já bastante explorados nos últimos anos pelo mercado literário, como vampiros e reinos mágicos. Mas termina aí a semelhança com qualquer outro livro que se possa ter em mãos. Escapismo é realmente criativo e diferente. Diferente na abordagem, na ousadia, na beleza do texto... Dividido em seis contos (veja mais abaixo um breve resumo de cada um), traz duas estórias diferentes.

Interessante notar que Rafaela explora a dualidade humana no livro, dando à primeira estória uma conotação mais espiritual, enquanto imprime à segunda um forte apelo carnal. Nesse último aspecto, também cabe destacar que Escapismo trata com maravilhosa naturalidade conceitos tidos como tabus (homossexualidade, a possibilidade de se amar duas pessoas ao mesmo tempo).

Percebe-se o desvelo da autora na escrita. As frases são bonitas e bem construídas; a linguagem é delicada. Enfim, nota-se que existe uma clara preocupação com a estética textual. Só incomoda o uso incorreto e constante do “quê”, quando deveria ser usado “que”, sem acento. Mas isso é mero detalhe de revisão, ao qual não deve ser dada maior atenção.

Antes de destacar cada conto, uma última observação: o título do livro faz referência a uma música da banda Nightwish (Escapist) e diz respeito à sensação da autora ao escrever suas estórias, e não a estas em si.

Primeira estória:

Presente Noturno – nesse primeiro conto, o que mais chama a atenção é uma questão filosófica: seria melhor viver uma imensa e efêmera alegria, sabendo que um dia sua perda trará um sofrimento sufocante, ou abdicar dessa alegria e viver em uma eterna tranquilidade de emoções, sem sofrimentos, mas também sem venturas? É... Difícil escolha... Em Presente Noturno, vemos o dilema de um casal de vampiros nessa situação, pois, na condição de imortais, cogitam adotar um bebê perdido, uma menina mortal que, claro, irá envelhecer e morrer.

Por Eternia – Atelas, o bebê do primeiro conto, tornou-se uma mulher. E em Eternia, uma terra de magias, chega a sua vez de fazer uma difícil escolha: para manter a paz no reino, valeria a pena submeter-se à vontade do malévolo mago Rast, ou seja, abdicar de seu amado e, além disso, passar por cima de seus valores? Atelas deve tomar uma decisão. E somente o íntimo de cada leitor poderá dizer se o saldo dessa escolha foi positivo ou não. Por Eternia é um belo conto, no qual letras de músicas ajudam a dar um maior clima à trama.

Incondicional – Rafaela se utiliza de conceitos espíritas (reencarnação, novas vidas em outros mundos) para narrar a possibilidade de reencontros impossíveis. É um conto muito bom, que deixa ao leitor a tarefa de imaginar o final. Mas um detalhe da trama incomoda bastante: Rast se arrepende e renasce para se redimir, mas, ao lembrar-se de sua vida passada, é tomado por uma fúria vingativa. Bem... Se houve arrependimento, a ira realmente não faz o menor sentido. De qualquer modo, a mensagem implícita na estória é genial: é válido aceitar condições para se ter um amor sem condições, um amor incondicional. Brilhante!

Segunda estória:

Pela paixão. Pelo Sangue – a autora se utiliza de personagens da mitologia grega para criar uma trama impensável e repleta de criatividade, na qual se vê um triângulo amoroso envolvendo deuses homessexuais vampiros. Nesse conto, novamente entremeando seu texto com letras de música, Rafaela é muito competente ao imprimir naturalidade e magia ao universo gay, demonstrando talento e sensibilidade admiráveis.

Venha. Envolva-me. Entregue-se – no penúltimo conto do livro, um servo homossexual do deus Hades vê-se encantado por Athena. E o leitor é levado a belas reflexões. Afinal, o que é o amor? Onde ele realmente reside?

Em teus braços – o servo de Hades vivencia o ciúme quando percebe que pode ser substituído por outro.

Resumindo, pode-se dizer que Escapismo é um pequeno grande livro. Em poucas páginas, é possível ver o grande talento de uma nova autora nacional. Altamente recomendado!

http://sergiocarmach.blogspot.com/2011/12/resenha-escapismo.html
comentários(0)comente



Valentine Ciran 05/12/2011

Escapismo
O livro Escapismo, escrito pela autora brasileira Rafaela Rocha é composto de 6 contos. Os três primeiros são bem interessantes, gostei bastante. O primeiro fala de um casal de vampiros que viviam em uma terra chamada Eternia. Levi e Lórien eram os personagens. Eles estavam andando em uma floresta quando Lórien se deparou com um bebê chorando. Ela se encantou com a criança, porém foi advertida pelo companheiro Levi, que era seu amante, que não deveriam pegar a criança, pois ela era mortal e eles não. No entanto o amor falou mais forte nesse momento (achei muito bonita a atitude da vampira Lórien).
O segundo conto já mostra a pequena criança, uma menina, já crescida e uma guerreria, que amava Glauir mais que tudo, havia sido nomeada para ser uma das representantes que defenderia Eternia dos exércitos de Hast, um mago que havia se apaixonado por ela. Como a bela jovem Atelas se recusou a casar-se com ele porque amava Glauir, ele irou-se e resolveu fazer guerra ao povo de Eternia. Muitas coisas legais e tristes acontecem nesse conto, que também gostei bastante (gosto de histórias de guerreiros e magos - ficou show de bola).
O terceiro conto aparece novamente a personagem Lórien, a vampira que adotou a menina, que desejava novamente vê-la a todo custo, mesmo que para isso tivesse que ir para um outro mundo e ainda esperar muitos anos.
A quarta história conta sobre dois deuses da mitologia grega Hades e Apolo e sobre o escravo Markus e um romance entre eles.
As três primeiras histórias foram muito legais, gostei bastante mesmo, principalmente da linguagem poética usada e tudo mais, (show de bola). No entanto as histórias que se seguiram não conseguiram capturar minha atenção. Gosto muito de histórias de deuses da mitologia e tudo mais (leio tudo sobre deuses, escrevo sobre deuses e estudo sobre eles - eles são fonte para muitos dos meus livros) mas do jeito que foi colocado, sobre um relacionamento homesexual entre eles e o escravo e que eles eram na verdade vampiros foi que não me agradou muito, para falar a verdade me deixou um pouco incomodada, mas isso é minha opinião, pois pode ser que para uns algo é muito legal e para outros não.
No todo o livro pode ser interessante, dependendo do ponto de vista de cada um, é escrito com bastante detalhes e uma linguagem legal. Como ele tem apenas 89 páginas é fácil de ler (dá pra ler em um dia). Enfim, leiam o livro e tirem suas próprias conclusões.
comentários(0)comente



Cat 02/12/2011

Incrível!
Se você é fã de literatura fantástica, deve ler este livro. Encontrei nele um pouco das minhas autoras favoritas: J. K. Rowling e Anne Rice. E devo confessar, desde que a série Harry Potter acabou, eu não encontro um livro de literatura fantástica que preste. Estou lendo as séries Percy Jackson e os Olímpianos e Vampire Academy. Elas são boas, mas não conseguem despertar minha curiosidade e ansiedade.
Escapismo é a prova que literatura fantástica ainda tem salvação. Mas infelizmente as editoras deixam livros como este escaparem de suas mãos.

Agora vou falar um pouquinho de cada conto, sim só um pouco, não quero estragar a surpresa.

Presente Noturno: No conto vemos a história de dois vampiros: Levi e Lórien. Uma história comovente, que mostra vampiros com sentimentos. Um aviso para todos aqueles leitores, que partem da premissa "Vampiros de verdade são aqueles que bebem sangue humano", devem ler este conto com atenção. Não é porque o vampiro bebe sangue de coelhinhos que ele é menos vampiro. Tudo depende de como o autor propõe a ideia. Coisa que a Rafaela faz muito bem.

Por Eternia: Dos seis contos é o meu favorito. Ele trouxe lembranças da época em que eu viajava pelo mundo de Hogwarts. No conto a personagem principal Atelas está se preparando para uma batalha épica, onde poderá ocorrar várias mortes.

Incondicional: Este conto tem um toque de As Crônicas de Nárnia. Fala de dois mundos paralelos, ocultos pela magia.
Outro tema encontrado no conto é Reencarnação. Não sei se a autora é espirita, mas a forma como ela aborda o tema, parece que ela entende da coisa. Ou pesquisou muito sobre o assunto.

Pela Paixão. Pelo Sangue: Ele surpreende pela criatividade. Transformar os deuses gregos em vampiros foi genial. Novamente parabenizo a autora pela pesquisa. Pois enquanto eu escrevia meus livros fiz várias pesquisas sobre mitologia grega envolvendo vampiros, e Hades, o senhor dos mortos, um vampiro. Incrível!
No conto também vemos um triângulo amoroso entre Hades, Apollo e Caronte.

Venha. Envolva-me. Entregue-se: Neste conto vemos Caronte em dúvida sobre sua escolha. Ele começa a ter sentimentos por Atena e vice-versa.

Em Teus Braços: Novamente vemos Caronte, mas agora ele está enlouquecido com a ideia de ser trocado, já que Hades trouxe um belo rapaz humano para casa.

Outra coisa que me deixou fascinada pelo livro foram os trechos de músicas da banda Nightwish, que é uma das minhas favoritas.

http://www.catalinaterrassa.blogspot.com/2011/11/resenha-escapismo.html
comentários(0)comente



Josy-chan 22/07/2011

Livro do ano!
Literatura é algo de gosto... Às vezes o que serve pra você, não serve pra mim... e vice-e-versa...

Quando minha mãe ligou para meu trabalho avisando que o correio havia entregado um livro chamado “Escapismo” fiquei muito animada. Eu já havia ouvido maravilhas do livro, inclusive de uma amiga minha, a escritora Luciane Rangel, que havia adorado a história.

Então, cheguei em casa, jantei, e fui pro quarto disposta a adentrar o mundo que Rafaela Rocha chama de “seu universo particular”.

A Luciane, em sua resenha, havia salientado o quanto gostara das histórias iniciais, de Atela e sua mãe Lórien, então fui crente e firme de que iria amar essas duas primeiras histórias. Aqui entra algo muito interessante, o que serve pra um leitor, não serve pra outro.

Com a mais franca sinceridade, não as achei tão maravilhosas quanto citou Lucy. Rafaela é uma excelente escritora, me lembrou muito Tolkien em suas cenas de batalha, mas não havia algo lá que pudesse me fazer ficar completamente focada, sem fôlego ou pasma. Era apenas uma história agradável, de personagens agradáveis e coerentes. Para ler essas 38 páginas iniciais eu demorei cerca de uma hora, pois dividia a atenção com o Twitter e o msn.

Mas, a partir da página 39 tudo muda.

A cena, em especial se volta para os deuses Atena, Hades e Apolo. E, além desses, surge o DELICIOSOOOO Markus.

LEIA MAIS: http://fic-lovers.blogspot.com/2011/07/resenha-escapismo-pedacos-de-um.html
comentários(0)comente



Suellen-san 16/06/2011

Magnífico
Resenha 1

Simplesmente uma história, ou melhor, contos magníficos que leva o leitor a um mundo onde sua imaginação abre. Sinceramente eu não dava nada pela capa, mas pensando bem não se pode julgar um livro pela capa e ela, a escritora simplesmente me conquistou tanto que li em uma semana e ao chagar no final me perguntei: Já?

A leitura é tão agradável que num minuto você já terminou. Você se envolve com os personagens e sem contar que os personagens são maravilhosos. Só lendo para sentir. Recomendo.

Resenha 2

Se eu fosse comprar o livro, sinceramente, eu não compraria e o motivo não seria a maravilhosa capa que ilustra bem o universo da autora ou o resumo na capa final, mas por deduzir que o livro falasse de algo bem humano e cheio daquelas frescuras sentimentais. Resumindo o velho romance água com açúcar. Não que eu deteste o romance, mas prefiro os gêneros: as ações e os mistérios. Contudo Escapismo leva o leitor a um mundo mágico onde é possível amar sobre todas as formas o ser humano. O livro tem seis capítulos maravilhosos.

Os três primeiros capítulos: Presente noturno, Por Eternia e Incondicional conta a história do casal de vampiros Levi e Lórien que são amaldiçoados pelo destino a beber sangue eternamente até que aparece na vida deles Atelas uma criança humana recém nascida que mudará a vida do casal e os habitantes de Eternia.

Nesses capítulos você ira conhecer o representante de Eternia o anjo Tenebroso. O amor obsessivo de Rast por Atelas que eclode uma guerra em Eternia. Glauir o verdadeiro amor de Atelas que deu a vida por sua amada. Os irmãos de armas que morreram defendendo Eternia. A perda de Lórien... Eu até poderia passar mais informações, mas acho melhor vocês conferirem.

Os três últimos capítulos: Pela paixão. Pelo sangue, Venha. Envolva-me. Entregue-se e Em teus braços conta outra história dessa vez o personagem principal é Markus um menino que nasceu para servir, ou seja, nasceu, viveu e morreria para ser escravo sexual de um homem mais velho que o comprou de sua mãe. Sim. É homossexualidade o tema dos últimos contos.

Voltando... Markus ia ter uma vida de sofrimento até aparecer no seu caminho um “anjo” que o comprou para satisfazer seus caprichos. Esse anjo é nada mais nada menos do que o Deus vampiro da morte Hades... Hades? Sim. Rafaela adora mitologia grega e usou e abusou dos Deuses nessa parte do conto... Os outros personagens desse universo são Apolo, o amante de Hades que por algum motivo ainda não revelado traiu os outros vampiros, Atena a jovem vampira apaixonada por Caronte. Caronte é o nome que Hades deu ao mais novo imortal que é Markus após o transformá-lo em vampiro.

Este vive um amor platônico por Hades que só deseja Apolo. Caso você não tenha entendido Hades ama Apolo que o traiu, espero que Rafaela revele o motivo no próximo livro da traição de Apolo, Caronte ama Hades só que não é correspondido, Atena ama Caronte que só pensa em Hades. Simplificando um ama o outro que não o ama. É uma confusão de sentimentos, principalmente, na mente de Markus que é homossexual, pois ele viveu mais com homens que com mulher, e não consegue se vê com uma mulher, Atena.

Não entendeu ainda? Leia e entenda. Bem acho que é só. Recomendo a leitura, pois o livro é fino, ou seja, com poucas páginas e que prende a atenção do leitor, olha que li duas vezes e amei. Abram os olhos e viagem com a autora.
Rafa 21/04/2011minha estante
Obrigada pela resenha Su!!

Beijos estalados!!!


Suellen-san 21/04/2011minha estante
Rafa o que escrevi não chega nem perto do que senti ao ler o seu livro.

Beijos!


Josy-chan 13/05/2011minha estante
meu deus, eu queroooo


Suellen-san 13/05/2011minha estante
Josy você vai amar e nem queira saber o que vai encontrar. Recomendo! =D




Luciane Rangel 28/05/2011

Como a própria sinopse diz, em Escapismo encontramos seis contos. Neles, a autora nos mostra seus universos criativos e cativantes. O interessante é que esses contos constituem duas histórias distintas. Dois mundos que nos são apresentados em fragmentos cronologicamente diversos.

O primeiro é o mundo de Eternia, com seus Representantes dotados de magias elementais, magos e vampiros. São três contos, que se iniciam com um casal de vampiros que encontra um bebê e decide criá-lo como se fosse seu. Confesso que este foi meu conto preferido, pela delicadeza do enredo e da narrativa. Na sequência, o segundo nos transporta alguns anos adiante, quando vemos esse bebê – já uma mulher adulta – lutando por sua terra e seu povo. No seguinte, vemos novamente Lórien (a vampira do primeiro conto) e seu sofrimento pela perda daquela que criara e amara como filha.

Nos últimos três contos, mergulhamos num universo de deuses-vampiros, um verdadeiro encanto para os fãs dos dois temas. Confesso que nunca curti histórias vampirescas (por isso mesmo, acreditem quando digo que esse livro é bom, porque eu gostei muito, mesmo sendo um tema do qual eu não sou fã), mas sempre tive adoração por mitologia Grega e, por conta disso, me encantei por Hades, Apolo e Athena em suas versões sugadoras de sangue. Nessa parte do livro, conhecemos Markus, um escravo por quem Hades se encantou por usa beleza física, e ao qual comprou de um mercador e transformou em imortal. Uma sequência recheada por muita paixão e cenas calientes (Comentário pessoal: ui! >D rs)

Enfim, não me estendi muito para não correr o risco de cometer o pecado mortal dos spoilers, mas é um livro que vale muito a pena ser lido. Rafaela Rocha tem uma grande capacidade de nos transportar para os fantásticos mundos descritos em suas histórias, e nos cativar com seus personagens. Por ser um livro curtinho (87 páginas), dá pra ser devorado em poucas horas.

Parabéns pra Rafa pelo livro delicioso. E aguardo pelas continuações desses universos, aos quais agradeço por você ter compartilhado conosco.

Resenha postada em: http://livro-guardians.blogspot.com/2011/03/resenha-escapismo.html
comentários(0)comente



8 encontrados | exibindo 1 a 8