1984

1984 George Orwell




Resenhas - 1984


4232 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Gustavo Rodrigues 23/09/2020

Leitura reflexiva
1984 é uma distopia de altíssima qualidade, que retrata fielmente como um regime autoritário pode ceifar a liberdade, e até mesmo a vida, da população que está submissa a ele. No livro é mostrado um mundo que, no ano de 1984, é dividido em 3 potências (Oceania, Eurásia e Lestásia), que vivem em constante guerra. Os personagens principais moram na Oceania, que é comandada pelo Grande Irmão e seu Partido, e vivem à mercê das regras impostas pelo regime: sem liberdade para se comunicar, andar, comer, beber, e até mesmo pensar.

É uma leitura relativamente densa, por tratar de um assunto tão delicado, mas ao mesmo tempo aborda o tema de forma muito lúcida e transparente. Mostra claramente todas as privações que as pessoas são submetidas, sejam elas trabalhadoras do Partido ou proletas (que são os ?escanteados?).

Para ter o controle da população, o Partido não mede esforços e faz uso de manipulação de notícias, tortura, trapaças, e tudo mais que possa ser feito para assegurar que o povo permaneça submisso.

Em suma, 1984 é uma leitura bastante atual, e até pode-se encontrar semelhanças entre os métodos usados pelo Partido com alguns governos que comandam nações nos dias atuais.
Helena 23/09/2020minha estante
Assustadoras semelhanças com o atual. Sempre me aterrorizei com o tal "Ministério da Verdade".


Janaina.Vidal 23/09/2020minha estante
Que resenha perfeita ????


Vanessa 01/10/2020minha estante
Adorei a Resenha ??


Karol 01/10/2020minha estante
Um dos meus livros preferidos!


Karol 01/10/2020minha estante
Para contribuir: os proletas são os marginalizados, estão à margem da população centralizada. Sobrevivem à sombra daqueles que moram debaixo do sol...


Amme 06/02/2021minha estante
Resenha incrível!


anne 22/02/2021minha estante
Ótimo resumo, ajudou bastante pois tenho que ler 1984 e não estava entendendo muito bem.


Gustavo Lópes 30/04/2021minha estante
E eu que descobri que o Nome dele não e George Orwell.


Cris 11/05/2021minha estante
Li há alguns anos atrás, e acabei de dar de presente, uma leitura que vale a pena


Jô88 09/06/2021minha estante
Cada leitura que faço desse escritor é impressionante como era muito a frente do seu tempo e como é uma leitura muito atual.


Juh 25/07/2021minha estante
Ninguém hoje conseguiria descrever a atualidade como este livro descreve. Podemos lançar edições com o título 2021?




Beatriz 22/08/2019

Duro
Acabei de terminar a leitura e nunca me senti assim antes.
Apesar de ser um livro expecional com muitos ensinamentos e que me fez marcar o livro todo por possuir conhecimentos que me fizeram refletir muito.

Por outro lado ele foi muito difícil de ler, o ritmo chegou a ser insuportável onde nada acontecia seguido por longas e tediosas explicações e capítulos de muitas páginas sem respiro.

Ele é bom e todo mundo deve ler e refletir e diacutir o grande irmão e as ideias socing. Mas não tem como eu amar esse livro.
Não me importei nem me cativei com nenhum personagem. O que é compreensível pois não é em total o foco do livro. Entretanto na minha leitura de Revolução dos Bichos eu quase chorei e até hoje fico triste por um personagem em especial.

Mas Orwell é um autor incrível e nesse livro me fez pensar e chegar em conclusões incríveis, é um livro para não deixar parado, para ser refletido e discutido. Apesar de penoso eu estou muito feliz de ter lido ele para o clube do livro.


Guerra é paz
Liberdade é escravidão
Ignorância é poder
Bruna.Mariano 22/08/2019minha estante
Ao lembrar da minha leitura desse livro soh consigo pensar qdo acabei ele, fechei, e de queixo caido pensei "meu deus, 2+2 eh igual a 5". Parece besta mas eu fiquei mto impactada! Dps de tudo aquilo! Pq nao seria 5?


pontosliterarios 09/01/2021minha estante
É exatamente assim que eu me senti.




Henrique 04/02/2010

1984 - O livro onde a história parou
Winston chega no bairro dos proles. Seu objetivo? Achar alguém tão velho que consiga se lembrar como era antes do Partido, como eram as coisas antes, ele quer saber como era o passado. Por que ele quer isso? Porque não acredita no presente. Winston se decepciona, afinal, o Partido apagou o passado

E esse pensamento define bem 1984, obra-prima de George Orwell que serve para avisar às gerações seguintes o perigo do totalitarismo. Mais que isso, ele serve para ensinar a todos a importância do raciocínio histórico. E faz isso de maneira espetacular justamente por ser o livro onde a história da humanidade parou. Onde o homem não produz mais cultura, onde a individualidade foi de tal forma reprimida que não existe como inventar coisas novas. O mundo de 1984 está eternamente preso em 1984.

Poucos livros que eu tenha lido contém uma quantidade tão grande de idéias das quais eu peguei para levar comigo no dia a dia. Orwell é especialmente habilidoso em abrir a mente para a ameaça do mau uso da linguagem quando usada para manipular um povo, para diminuir sua capacidade de interpretação da realidade e de se tornar menos critico de seu cotidiano. Além disso, cria novas palavras que representam conceitos criados especificamente para assassinar o livre pensamento, para subjugar.

Seus personagens são até hoje apreciados e dezenas de símbolos presente no livro tornaram-se referenciados em dezenas de obras posteriores. Maior exemplo disso é o ditador da Oceania, que atende pelo nome de Grande Irmão - nunca visto, nunca ouvido, nunca contestado abertamente -, sua figura está lá apenas para ser amada e referenciada, ela que deixa verossímil as declarações ilógicas do Partido, ela é a "corporificação" do mesmo. E ainda existe Goldstein, que é a antítese do Grande Irmão, mas ainda sim é apenas mais uma ferramenta do Partido. Goldstein existe para ser odiado, para ser abertamente odiado. Assim, as pessoas em 1984 tem o que precisam: um mentor, forte, inteligente, como um pai, protetor, que os ama; e um traidor para dirigir seu ódio.

1984 é um livro perturbador. Tanto por ser distópico, como por possuir uma premissa ligeiramente kafkana. O arco da história serve para provar um ponto, não para resolver o conflito. Cada elemento colocado lá é um aviso: a sala 101, o duplipensar, o amor ao poder, a busca pelo passado e o sexo em forma de protesto. Orwell é mestre em surpreender, mas em 1984 ele também é mestre em perturbar.

O stalinismo pode ter acabado, mas o livro ainda serve para apresentar às novas gerações o perigo do totalitarismo, dos super-poderosos, do povo eternamente passivo e da manipulação histórica.

Ps.: Sabe, eu fico pensando, será que a teletela sempre esteve lá?
Jenifer 13/04/2015minha estante
Resenha maravilhosa!


Nega Samurai 10/10/2017minha estante
Ótima resenha sobre o livro, não é preciso acrescentar palavra alguma.
Gostaria muito que esse tivesse sido um livro que as escolas indicassem a leitura, mas acho que não é todo jovem entre 14 e 17 anos que está pronto para, talvez, a linguagem usada, pois, sempre querem e procuram por algo mais informal e fácil de ler. Digo isso por experiência própria, só vim a descobrir autores como George Orwell após os 18 anos.


Elisa 28/06/2019minha estante
Um livro MARAVILHOSO, o final dele ficará marcado para sempre. Concordo, que o livro faz refletir, trás tudo o que necessitamos perceber quando estamos sendo subjugados, quando nosso individualismo está sendo ameaçado e é isso que mais é imposto aos leitores, esse entendimento de que a individualidade causa um grande choque de pensamentos e culturas, mas é justamente ele quem nos faz crescer, quem nos distingui dos outros. Apesar de ser um livro incrível, confesso, é também perturbador.
Resenha maravilhosa, parabéns!


Johnny 05/02/2020minha estante
Parabéns pela resenha! Escreveu de modo bem objetivo e intrigante. Se me permite irei usá-la para converter mais pessoas a ler esse obra prima de George Orwell


Beta 17/02/2020minha estante
Ótima resenha! Eu acredito que a teletela sempre esteve lá.


Hugo 08/04/2020minha estante
Que resenha! ????????


Gabriel Seizen 11/04/2020minha estante
Gostei da resenha


Milly 09/05/2020minha estante
Que resenha excelente. Já incluí o livro na lista de leitura. Gratidão pelo comentário tão direcionador.


Helo Machado 11/05/2020minha estante
Perturbador tb foi a palavra que escolhi para definir o livro.
E me perguntei: quanto temos de Winston? E de proletas?
Parabéns pela resenha!


Daniel.Leda 30/05/2020minha estante
Resenha magistral. Parabéns!


Anna 10/07/2020minha estante
Que resenha excelente!!


anarutyp 27/08/2020minha estante
Estou lendo agora esse livro fascinante. Sua Resenha é ótima!




TheBoy 08/11/2020

Livro mais perfeito que eu já li, e agonizante por sinal
Uau esse livro é assustador de bão! É um livro realmente assustador, bem mais assustador do que vários que se definem como livros de horror, de terror, de dar medo.
Distopia é o oposto de uma utopia, é o oposto de uma sociedade perfeita, onde se chegou na paz mundial e os problemas resolvidos. Mano vc n tá entendendo né, A SOCIEDADE DESSE LIVRO É O PRÓPRIO INFERNO NA TERRA! O autor conseguiu me dar medo desse futuro próximo, tudo na sociedade podre, nojenta, péssima que meu crush da vida passada George Orwell criou é escrito da melhor forma, com o melhor sendo ironia mesmo rapaz. Esse livro faz vcc sentir sujo com o principal, poxa passei o livro todo querendo dar um abraço, um beijo, um cheiro gostoso no principal e teve alguns momentos q eu me senti acabado junto com ele, enquanto escrevia em seu diario o q sentia (escondido dos maluco q controlam por câmeras instaladas em td TV o q td cidadão faz). Os cidada~os são racionados a odiar outras civilizações q até parece n existirem de vd e sempre tem um inimigo malvado, q faz o governo do livro, regido pelo Big Brother (q é um mistério mt bem feito dentro do livro) parecer os salvadores da porcaria td pros povo q vendem a ideia de estarem os protegendo. Sabe aquele tal politico q se elegeu na base do odio contra minorias e ameaça comunista, ideologia de genero, kit gay (q é fake news) e tantas outras coisas, tds baseadas no ódio? Pois é n ta tão longe da nossa realidade. O governo do livro se aplica a qualquer realidade na minha opinião, dentro do capitalismo, comunismo, monarcia, até mesmo o feudalismo (o q é meio bizarro de se pensar). Vi gente comparando com a espionagem imperialista feita pelos Estados Unidos e eu concordo também, na real véi da pra aplica em mt realidade. O nível é tão bizarro q até as crianças são doutrinadas com raiva de seus possiveis pais traidores e acredito q mt traição não deve ocorrer de vd.
Sim passei o livro td querendo dar um cheiro no Winston e dizer q td ia ficar bem, felizmente apareceu uma personagem feminina, forte e decidida, q fez isso por mim. O ato de copular sem finalidade de gerar um filho é um crime nessa sociedade horrivel (sim ate isso mano dá nem pra biroscar pro Big Brother, gordao maldito). So q ele sente desejo pela Julia, sua colega de trabalho e ela tb possui ideias revolucionarias q são proibidas, a sim o ato de pensar e proibido e a lingua q eles falam foi reduzida pra fazer eles terem dificuldade de expressar seus sentimentos através de palavras. Ouvi falar mais uma coisa, q a esposa do George foi inspiração pra Julia, n é atoa q ele caprichou na personagem pq eu vejo algumas personagens femininas em ficção cientifica antiga, em livros de terror antigos e elas são bem fracas, sem desejo e personalidade se comparar com o hominho da trama.
O'Brien tb tem uma tensão sexual com o o protagonista, talvez pq o sexo é proibido se n for pra gerar filhos e eu senti uma pegada de irmandade entre eles, mesmo com a paranoia forte contra todos, contra ele, a Julia e o proprio Winston pois td é no ponto de vista dele. O'Brien é outro personagem q ganha mt destaque perto do final (quem leu sabe os motivos disso) e brilha tanto qt a Julia e o Winston. Acho q esse trio são os grandes personagens do livro, de resto q eu me lembro, o autor se preocupou com focar na narrativa medonha, nos revelando cada dia exaustivo de cada cidadão. Big Brother e Goldstein são citados constantemente mas são ambos mistérios então nem posso falar mt deles, cabe ao leitor encontrar umas coisas na história dai.
Mais uma sacada genial é os ministérios. Temos dado mais olhada aprofundada aqui no Brasil pra ver como esses ministérios tem impacto no q ocorre dentro da politica, n só responsabilizando o grande líder, o presidente da república. Os ministros podem ser monstros, tão preconceituosos quanto e aq as coisas conseguem ser dez vezes pior nesses poderes concentrados. Os ministérios são invertidos em seus ideais. Por exemplo o Ministério da Paz é responsavel pela GUERRA ???? zoado mas é isso, assim como o Ministério da Verdade é responsavel por falsificar documentos e causar a parte mais importante pra td o governo do Big Brother, q é modificar o passado.
"Quem controla o passado, controla o presente. Quem controla o presente, controla o futuro" essa é a grande sacada do livro e q tem uma pegada filosofia forte, uma pegada de ética e moral, q gosto mt de estudar e fiquei fascinado pelo q o George Orwell fez aq.
As classes sociais são separadas nos "Poderosos, Medios e Baixos" e os poderosos regem o 1% da população q controla o mundo, assim como os medios são uma porcentagem um tanto maior q controla a propaganda q vai pros baixos q são quase 90% da população. ALGUMA SEMELHANÇA COM A REALIDADE? Nenhuma né magina.

Mano vai ler esse livro mano, vc ta fazendo oq q n leu ainda, pq eu me tornei outra pessoa lendo ele, acho q meu cerebro deu uma aumentada hehehe to falando sério, daqui uns anos vão dizer q quem fez o livro foi um alienígena... a se bem q ele n foi escrito por latinos então td bem (sim eu fiz essa piada ruim).
Lembrem pessoal, qualquer forma de totalitarismo, de fascismo, deve ser lutada contra. As vezes nos estamos vivendo uma mentira, uma falsa democracia e n percebemos. Temos q ficar de olho e somos avantajado somente de lermos livros, de nos darmos chance de lermos. Um beijo na boca de td mundo q já leu 1984 e ainda vai ler!
Pedro Luiz Viegas 08/11/2020minha estante
Não é à toa que se tornou um clássico. Um livro obrigatório!


Praxedes 09/11/2020minha estante
Esse livro é perfeito demaisss


Lelouch 09/11/2020minha estante
Um dos meus livros favoritos. Queria que Orwell estivesse vivo pra tirar minhas dúvidas. Que gênio da literatura mano.


TheBoy 09/11/2020minha estante
obra perfeita do ser humano
é daqueles livros obrigatórios pra ler antes de morrer


Juh Saint 10/11/2020minha estante
MEU DEUS vc elogiando um livro




Book.ster por Pedro Pacifico 01/03/2020

1984, George Orwell - Nota 10/10
Um romance atemporal! Nele, Orwell criou uma sociedade distópica, em que tudo é controlado e todos são manipulados pelo Grande Irmão, personificação de um poder autoritário. Nessa sociedade, os indivíduos vivem sozinhos, não constroem laços com seus pares, apesar de fazerem tudo coletivamente. Os registros do passado são constantemente alterados pelo Ministério da "Verdade", onde trabalha Winston, o protagonista do livro. O governo proíbe até mesmo o pensamento opositor. A obra nos faz refletir muito, principalmente considerando os dias atuais, em que também nos sentimos vigiados e controlados o tempo todo. Leitura obrigatória!

site: https://www.instagram.com/book.ster
comentários(0)comente



Lara.Bia 19/05/2020

Até q ponto somos protagonistas da história do nosso tempo?
A busca nessa sociedade do livro é um homem-matemático, quase robô, sem sentimentos, que deve colocar todos os seus anseios e sua vida à disposição de um bem maior: o partido e seus ideais; ignorando seus desejos primitivos.
Os pontos mais marcantes da trama, certamente, são seu teor político muito bem construído, principalmente por sua semelhança com o mundo atual e sua atemporalidade de modo geral. É impossível ler e não se deparar pensando no atual governo em que vivemos, não somente aqui no Brasil, mas do mundo em si. Será mesmo que não estamos vivendo em "1984"?
Leitura e . 19/05/2020minha estante
Oii.. boa tarde, tudo bem? Gostaria de te convidar para seguir meu instagram literário e me acompanhar em minhas leituras... já somos quase 1000, poderia me ajudar a chegar nesse número? Obrigado ?

@leituraeponto


@tiene_bass 24/05/2020minha estante
GOSTOU ? Tô querendo comprar


Lara.Bia 24/05/2020minha estante
Eu gostei bastante, recomendo


Carlos 27/05/2020minha estante
Amo esse livro.




Nic @cortedelivros 31/05/2020

acabou comigo
Minhas emoções foram destroçadas por esse livro. Não vou escrever muito pq realmente não consigo, demorei 2 meses depois de ter finalizado a leitura pra conseguir desembuchar alguma e só de lembrar de certas cenas fico triste e querendo chorar kk bizarro.

Achei 1984 um livro bem difícil e lento, o que não é sinônimo de ruim.. é apenas um tipo de leitura que exige mais atenção pois são muitos detalhes, muitas informações e poucos diálogos pq o protagonista Winston vive em um ambiente extremamente opressor. Fiquei completamento abismada com as coisas que o Partido fazia, o jeito que eles conseguiam controlar a população, a finalidade de cada ministério, como eles lidavam com as relações íntimas (tipo.. WTF????).. mas dentre todas as ações do Partido a que achei mais doida foi a Novafala e como eles faziam das crianças verdadeiros fiscais do sistema a ponto de os próprios pais sentirem medo.

Em nenhum momento eu consegui me sentir tranquila, fiquei muito tensa, temi pela segurança do Winston em cada página! Eu tive tantas esperanças de tudo ia dar certo, quem leu vai me entender. Eu tinha esperanças e fiquei tão triste e chocada com o que aconteceu no final que chorei muito.

Esse livro é genial demais, sério.. nunca li nada parecido com isso. Não posso falar muito sobre a trama pq não quero estregar a experiência de ninguém, pq quando comecei a ler só sabia a sinopse, logo, até se eu citar nome de certos personagens aqui posso estar dando spoilers. Espero que mesmo se vc achar chato não o abandone, continua com calma e não se obrigue a ler rápido. É um livro necessário.
comentários(0)comente



Pedro Luiz Viegas 17/04/2021

Distopia coletivista
1984 é um modelo perfeito de como acabam as utopias coletivistas: em distopias onde é cada um por si. Sob o controle absoluto do Estado, os cidadãos não têm a mínima intimidade e seus direitos mais básicos são negados. Até mesmo suas expressões faciais são fiscalizadas através das onipresentes teletelas.
A trama consiste na rotina da vida do protagonista que num certo momento burla a vigilância sobre ele e passa a viver uma vida clandestina até que uma surpresa acontece e o leitor tem de suportar um dos desfechos mais revoltantes da literatura.
Na obra o leitor é propositalmente exposto a contrassensos como o Ministério do Amor e o Ministério da Verdade, para citar dois. A ambiguidade é a tônica no Estado do Grande Irmão, em cujo idioma oficial, a novilíngua, muitas palavras foram abolidas. É o povo submisso à razão de ser do Estado: uma busca de poder pelo poder, sem qualquer ideal verdadeiro.
Drica 19/04/2021minha estante
Excelente resenha! Parabéns! Excelente resenha! ?


Drica 19/04/2021minha estante
Desculpe a repetição da mesma frase! Um erro do telefone ao digitar.


Pedro Luiz Viegas 19/04/2021minha estante
Obrigado, Drica!


Drica 19/04/2021minha estante
Por nada! Um abraço!


Drica 19/04/2021minha estante
Esta é a nossa realidade de hoje, e um pouco mais.


Drica 03/08/2021minha estante
Hola! Já li este livro tbm. Muito bom. Gosto muito das obras de Jorge Orwell. Boa semana para vc! Um abraço!




Tuts 05/04/2021

Tá mais pra 2021 do que 1984
Esse é,talvez, um dos livros que mais previram a nossa realidade atual. Numa trama distópica comandada pelo Partido,Orwell nos ambienta num futuro terrível,com exrema supressão dos direitos individuais e civis.

Todos os elementos inseridos são muito aprofundados pelo autor,e a riqueza de detalhes fazem parecer uma obra muito verossímel. Vou comentar sobre cada um deles,indivudalmente,os que mais me chamaram atenção.

1-Teletela
-> As teletelas estão presentes ao longo do romance,são literalmente telas que monitoram tudo e absolutamente tudo que os personagens fazem. Inclusive esse aspecto do livro inspirou o reality "Big Brother" que significa "Grande Irmão" ,que será o próximo tópico.

2-Grande Irmão
->O GRANDE IRMÃO é uma espécie de entidade entre os membros do Partido,e todas pessoas devem venerá-lo,e se não o fizerem,o Partido irá vaporizar essas pessoas. Mas o que seria vaporizar?

3-Vaporização
->No romance, vaporizar alguém não é apenas matar e sumir com a pessoa. É matar a pessoa e apagar todos os registros dela,como se ela nunca tivesse existido. E quem alegar que fulano ou sicrano existiu,será vaporizado também.

4-Polícia das Ideias
->Se hoje se reclama da polícia que age violentamente com suspeitas rasas e incoerentes,muitas vezes baseadas em preconceitos,imagina uma polícia para vigiar o que a pessoa pode pensar? A Polícia das Ideias está a serviço do Partido,vigiando todos os indivíduos,e se houver suspeita que algum indivíduo se opõe ao Partido,bem,vocês já sabem.

5-Valores invertidos
->Aqui tudo que conhecemos como valores se invertem. O Ministério do Amor pratica a tortura e serve de cárcere. O Ministério da Paz é o responsável pela Guerra e O Ministério da Pujança trata da escassez de alimentos. e O Ministério da Verdade linka com o próximo tópico : a manipulação da verdade e a reescrição da história.

GUERRA É PAZ
LIBERDADE É ESCRAVIDÃO
IGNORÂNCIA É FORÇA

"É claro que dois com dois são o quatro,mas se o Partido disser que são três,então serão três."

6-(TALVEZ O MAIS IMPORTANTE) Manipulação da Verdade,da História e dos Fatos.

->O nosso protagonista,Winston,trabalha no Ministério da Verdade,no setor de reescrição da história. O Ministério da Verdade é responsável por fraudar os dados e os registros,para manipular a verdade a favor de sua soberania política.Da mesma forma que as fake news atuais.

7-Novilíngue\Novafala
->Aqui nesse universo da Oceania,é estabelecida uma nova fala(new language),que visa diminuir as formas que os indivíduos podem se expressar,restringir até as maneiras de expressão. É denso,é pesado e até nisso o Partido se ocupa pra manipular todas as pessoas

8-Os 2 minutos de ódio
->Por fim,o momento do dia em que todos se reuniam e chamavam dos piores nomes os seus inimigos,o momento em que toda a raiva era despejada em torno de uma única pessoa. Orwell previa a cultura do cancelamento.

Existem muitos outros elementos nessa história,mas agora finalizo. O Winston é um personagem muito bem desenvolvido,ele é incrível. A história não tem furos,é perfeita. E mais assustadora que qualquer livro de terror que você já tenha visto.

Por fim,para finalizar esse "tcc" sobre 1984,deixo o link da minha amiga Leticia,que fez um vídeo sensacional sobre 1984.Vejam, e aproveitem para se inscrever no canal dela,que é maravilhoso assim como ela. Espero que tenham gostado da resenha.

Link : https://www.youtube.com/watch?v=-IGeGXLz4oQ

site: https://www.youtube.com/watch?v=-IGeGXLz4oQ
Mila 05/04/2021minha estante
Toop


Gabriel 05/04/2021minha estante
Orwell viajou no tempo e se inspirou no Brasil 2018-2021 para criar a realidade desse livro, certeza.


Tuts 05/04/2021minha estante
Sim,Gabriel concordo rsrsrs




Mari 02/07/2021

1984 ou 2021?
Eu na minha ignorância sabia que o livro era velho, mas não imagina que ele era de 1949. Apesar de antigo super atual. Gostei muito da leitura e das reflexões geradas.
Rafa 02/07/2021minha estante
Será que George Orwell preveu o futuro ou estamos constantemente repetindo o passado?




gabirellis 13/05/2021

Ótimo livro, fiquei com depressão
O que foi isso?
Novamente esbarrei em um ?clássico? clássico: atemporal é maravilhoso. Não é à toa que Orwell levou anos pra escrever esse livro, poucas pessoas tem o dom de ver o mundo de forma tão sagaz, e menos ainda conseguem passar isso de forma tão brilhante utilizando palavras.
Definitivamente um dos favoritos!
Ana Ana 13/05/2021minha estante
nossa deu vontade de lee


Luísa Ro :)))) 13/05/2021minha estante
"ótimo livro, fiquei com depressão" aqui está um exemplo de que nós leitores amamos sofrer. ?




@milvidasmilmundos 15/01/2021

De explodir a cabeça
Para um livro tão ?velho?, ele apresenta um tema extremamente atual!
Uma leitura rápida e que te deixa com mto para pensar!
comentários(0)comente



Paula 24/07/2021

Pesado!
Atual, tenso, necessário. Eu li este livro em 1984, na minha adolescência. Reli agora e percebi toda a opressão e o medo. Não me lembro de ter sentido tudo isso antes. Acho que adolescentes são mais impermeáveis.
Kieffer 24/07/2021minha estante
Nossa, que curioso ter lido justo em 1984. Como foi a experiência na época? Sentiu medo do futuro?


Paula 24/07/2021minha estante
Pois é! Eu fico impressionada porque eu era adolescente na época e vi este livro com muito mais tranquilidade do que eu vejo hoje. Acho que, por ser muito jovem, eu não sentia esse medo. A gente tem aquela sensação de imortalidade, né? Eu lembro de ter escolhido ler naquele ano por causa do título mesmo. Rsrs




@aprendilendo_ 27/05/2020

“Guerra é Paz; Liberdade é Escravidão; Ignorância é Força”
... A dureza da obra, entretanto, é apenas um solavanco para a crítica tão bem produzida pelo escritor, adepto assumido do viés Comunista, Orwell viu parte de sua classe política evaporar em meio a tantos relativismos morais empenhados pelos próprios a fim de simplesmente ganhar poder e se transformar em monstros como a união soviética de Stalin.

Nesse sentido, a escrita acerta duas vezes, uma ao criar uma história curiosa e arrebatadora e outra em desempenhar tão belo papel como análise fria e discordante dos totalitarismos do século XX, seja ele o comunismo, seja ele o nazismo. 1984 É uma obra excelente e necessária para aqueles os quais pretendem somar um pouco no seu conhecimento cultural, talvez não seja um livro para todos, mas com certeza é aquele cujo gosto amargo é um dos mais pertinentes para os dias de hoje.

Para mais comentários sobre o livro, acompanhe no link abaixo.
Aprendilendo.com.br

site: https://www.aprendilendo.com.br/post/guerra-%C3%A9-paz-liberdade-%C3%A9-escravid%C3%A3o-ignor%C3%A2ncia-%C3%A9-for%C3%A7a
comentários(0)comente



4232 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR