O Clube Dos Youtubers

O Clube Dos Youtubers Filipe Vilicic




Resenhas - O Clube Dos Youtubers


2 encontrados | exibindo 1 a 2


Gramatura Alta 10/09/2019

https://gramaturaalta.com.br/2019/09/10/o-clube-dos-youtubers/
Nos últimos dez anos, surgiu um novo tipo de “celebridade”, os youtubers. Nascidos pelo avanço da Internet, das mídias sociais, da inclusão digital, bastava alguém ter uma câmera, ou um celular com câmera, uma boa ideia, ser criativo, engraçado ou conseguir passar algo que fosse interessante, que a pessoa conseguia centenas, milhares de visualizações nos vídeos postados no Youtube. Foi assim que nasceram, os agora ídolos, Felipe Neto, Kéfera, Whindersson, Júlio Cocielo, entre muitos outros.


Com o tempo, essa nova profissão ficou mais competitiva, mais bem trabalhada, principalmente pelo ganho financeiro que ela agora distribui, e hoje em dia, não basta mais ter uma câmera e uma ideia, é necessário um investimento mínimo para conseguir algo de relevante, além, é claro, de um conteúdo que agregue, seja qual for o gênero ou a área. E a obra de Filipe Vilicic, O CLUBE DOS YOUTUBERS, tenta trazer para o leitor um pouco dos bastidores do início da carreira de alguns dos mais seguidos youtubers brasileiros.

O Filipe é jornalista, escritor e editor de Tecnologia, Ciência e Ambiente da revista e do site da Veja, no qual também mantém o blog “A Origem dos Bytes”, que ultrapassa centenas de milhares de acessos mensais. Ele acompanha, de muito perto, o mundo dos youtubers e de uma classe intimamente ligada, a dos influenciadores digitais, que se expande para outras mídias sociais. Nos últimos quatro anos, ele entrevistou alguns deles e reuniu material suficiente para a publicação deste, que é seu terceiro livro.

O livro é dividido em quatro partes, sendo a primeira nomeada de “Tutorial”, onde Filipe descreve os bastidores de uma das maiores festas dadas pelo Youtube para seus famosos da Internet, em 2016, na cidade de São Paulo. Dos presentes, mais de 120 eram youtubers. Entre a narrativa do que aconteceu nessa festa, Filipe apresenta informações do quanto cada um era conhecido na época, com informações de números de seguidores, e logo depois uma atualização dos dados atuais. Foi nessa festa que surgiram vários boatos, lendas urbanas, sobre muitos deles, como a Maddu Magalhães, ex-namorada do Felipe Neto, Mandy Candy, Felipe Castanhari, integrantes da Porta dos Fundos, entre vários outros.

Na sequência, vem a parte intitulada “Viralizou”, onde conhecemos detalhes do surgimento do Porta dos Fundos, com destaque para Antonio Tabet e seu Kibe Louco e o quanto o site foi importante para a criação do canal. Também relata a ascenção de Natalia Kreuser, Lully, Felipe Castanhari e o canal Nostalgia, além de fazer um apanhado do quanto foram, e ainda são, importantes os canais de games, muito discriminados, mas que detêm grande parte dos acessos do Youtube, bem como as receitas de propagandas, principalmente dos grandes estúdios de games.

Ainda nessa segunda parte, Filipe trata de duas vertentes de conteúdo: os canais considerados de má influência aos jovens, por causa dos temas, do vocabulário e do comportamento mais agressivo, ao menos aos olhos dos pais, como Cauê Moura, Léo Stronda, Fábrica de Monstros, Canal Canalha e outros. Em paralelo a esses, Filipe apresenta os canais Matemática Rio e Física Total, com conteúdo didático e educativo.

A terceira parte, “Como ser um…youtuber”, reúne o pessoal do canal Pipocando, Maddu Magalhães e Maicon Santini para tratar de como venceram o preconceito da família, quando decidiram enveredar pelo caminho de youtubers, com destaque para o Pipocando, cujos pais dos garotos eram totalmente descrentes do que eles pretendiam fazer, ainda mais com um conteúdo sobre cinema. Filipe também aborda nesta parte, o sucesso estrondoso do Galinha Pintadinha, e o surgimento das escolas de youtubers, comunidades e empresas que auxiliam na formação e no crescimento de canais.
Por fim, “Amor e ódio” é a quarta e última parte do livro, e ela fica totalmente dedicada ao hoje considerado o maior e mais influente youtuber do Brasil, Felipe Neto. Em uma entrevista, Felipe Neto conta como começou seu canal, como ele cresceu, as empresas que abriu, seu afastamento dos vídeos para se dedicar ao empresariado, o motivo de tantos o odiarem devido a seu discurso agressivo, como foi e porque foi sua briga com Castanhari, Porta dos Fundos e Jovem Nerd, além de como é sua fase atual, onde não tem mais desafetos ou polêmicas, e é dono de um dos conteúdos mais engraçados e inofensivos do Youtube. Uma trajetória de superação em termos de personalidade e confiabilidade, que demonstra como as pessoas podem, sim, mudar, melhorar, rever conceitos, agregar algo de bom e instrutivo, sem perder a graça e a personalidade.

O CLUBE DOS YOUTUBERS é um livro interessante, curioso, principalmente para quem assiste vídeos no Youtube e segue alguns dos canais que são mencionados na obra. Nota-se um cuidado do autor em não tomar partido ou tecer comentários, ele se mantém neutro e se resume a repassar as informações que recebeu, o que transmite ao leitor uma grande confiabilidade. Entretanto, essa imparcialidade acaba por ter um lado negativo, uma vez que percebe-se que assuntos são deixados de lado ou pouco aprofundados, apenas por causa da polêmica ou para não expor alguma situação. Quanto à edição, ela está simples, mas caprichada, principalmente no miolo, com destaques feitos em letras vermelhas, que deram um charme bonito ao conjunto.

site: https://gramaturaalta.com.br/2019/09/10/o-clube-dos-youtubers/
comentários(0)comente



Juninho 07/12/2019

Internet
O livro conta antigas e novas histórias sobre os Youtubers e como sair bem na plataforma do YouTube
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2