Querido John

Querido John Nicholas Sparks




Resenhas - Querido John


1198 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Alves 04/11/2017

Querido john
Adorei o livro espetacular
comentários(0)comente



Marisa.Sabino 02/11/2017

Maravilhoso!!
Acredito que a melhor sensação que há é ver traços de sua vida em um livro. Foi isso que ocorreu comigo em Querido John. A cada página meu coração pulava e eu me via em Savannah. Fazia anos que eu não me apaixonava tanto por um livro. Nunca li Nicholas Sparks e hoje posso dizer que estou encantada com a escrita dele. Querido John me fez ver a verdadeira face do amor verdadeiro: querer o bem e a falicidade do outro, por mais que doa. Lindo demais!
comentários(0)comente



Diane Ramos 30/10/2017

QUERIDO JOHN (Nicholas Sparks)
A maioria de vocês devem saber que eu sou completamente apaixonada por Nicholas Sparks, né? Acho suas obras encantadoras, tocantes e muito emocionantes, tanto que sempre guardo algo de especial de suas obras, pois o autor sempre consegue me envolver, tirar meu chão e me surpreender como nenhum outro autor é capaz. Apesar de ser uma obra muito comentada, ainda não tinha lido Querido John, então quando a Editora Arqueiro a disponibilizou para solicitação fiquei muito feliz, ainda mais por ser uma edição comemorativa de dez anos de seu lançamento internacional.
O livro traz a história de John Tyree, um jovem que depois de passar toda a juventude em meio a bebedeiras e rebeldia resolve dar inicio a uma nova jornada em sua vida se alistando no Exército. Um ano depois, agora um novo homem, ele retorna a Carolina do Norte para passar um tempo com o pai e durante essa licença, numa tarde qualquer, ele conhece a garota de seus sonhos, aquela que é capaz de mudar toda a sua vida. Além de ser linda, Savannah é amigável, de sorriso fácil, um exemplo de boa conduta e altruísmo. Curiosamente, esse contraste de personalidade não impede que um sentimento arrebatador nasça entre os dois.
No entanto, John precisa voltar para a Alemanha a fim de concluir o serviço militar. Em nome do amor, Savannah decide esperar por ele, enquanto o jovem soldado promete que, após esse período, vai ficar para sempre ao lado da mulher que conquistou seu coração.
O que nenhum dos dois poderia esperar eram os atentados de 11 de Setembro. Enquanto John entra em combate no Iraque, Savannah precisa reunir forças para superar a dor da distância. Nesse cenário de saudade e incertezas, uma simples carta pode mudar a vida dos dois para sempre.

Querido John é narrado em primeira pessoa pelo protagonista John e assim podemos acompanhar todas as certezas e incertezas que ele enfrenta ao longo de sua vida. Como sempre a narrativa de Sparks é muito envolvente, doce, romântica e descritiva na medida certa, os detalhes impressos nos fazem sentir o que os personagens estão sentindo, o que torna a leitura mais instigante e aumenta ainda mais o desejo de querer chegar até o final. Sei que sou suspeita pra falar, mas, simplesmente amei essa leitura, devorei o livro em poucos dias. Nicholas em seus romances sempre trás uma historia que nos envolve de maneira emocionante, realista, impactante e nesse livro não foi diferente!
Os seus personagens são apaixonantes e nos amarra na historia, gostei bastante de John, ele é um rapaz que cometeu alguns erros ao longo de sua vida, mas ao passar pelo exército conseguiu lapidar sua personalidade e se tornou um homem incrível, capaz de se sacrificar por outras pessoas e com uma essência tão linda que não encontramos facilmente por aí. John, é claro, errou muito ao longo de sua vida, principalmente em relação a seu pai, mas, são justamente esses erros que o tornam real, humano e é impossível não sentir empatia por ele. Já, Savannah, não consegui me afeiçoar por ela, inicialmente até cheguei a gostar dela, mas, não consegui sustentar toda essa adoração até o final do livro, pois não gostei e nem consegui entender certas atitudes dela com John. Imagino que não deve ser nada fácil manter um relacionamento á distância, mas, ao meu ver Savannah deveria ser mais compreensível, afinal, nosso querido John não estava na Alemanha de férias, e sim, numa base do exército, arriscando sua vida pelo bem da nação e isso merece muita admiração. Enfim, vou levar um tempo para aceitar Savannah, por enquanto, tenho muita raiva acumulada ainda, mas, isso não diminui a beleza do amor verdadeiro contada através da história deles.
O livro é interessante e traz um olhar totalmente diferente sobre romances e amores. Algo que pode perdurar mesmo que estejam separados, ou não possam ficar juntos. Querido John é um livro que fala sobre o amor em sua forma mais pura e mais linda que se possa imaginar. Sparks mais uma vez deixou meu coração em caquinhos, mas, felizmente, tive o prazer de acompanhar, através de John, uma história sobre o amor verdadeiro, aquele chega quando você menos espera e é capaz de mudar uma vida inteira, aquele que não tem cobrança, não tem pressão... É tudo tão lindo que acredito que se existisse mais Johns por aí certamente viveríamos num mundo melhor.
Enfim, Querido John é um livro maravilhoso, que traz a mais bela mensagem sobre o amor. Nicholas Sparks escreve sobre relações emocionais de uma maneira tão pura, que por algumas horas me faz acreditar que seja possível... Recomendo o livro de olhos fechados pra quem adoro um bom e apaixonante romance.

site: http://coisasdediane.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Lídia Maria - Depois da Leitura 30/10/2017

[RESENHA]: Querido John - Nicholas Sparks
Hoje eu trouxe para vocês a resenha do livro Querido John do autor Nicholas Sparks, que veio como cortesia da editora Arqueiro. Antes do recebimento da cortesia eu não sabia que esse livro existia, algumas pessoas até me odeia por isso, rsrsrs. Todas as pessoas que comentei sobre o livro me disseram que eu ia chorar muito e achar a história linda. Eu já ouvi falar de outras obras do Nicholas Spark e todas as avaliações deles são ótimas. No final da leitura eu me convenci a assistir o filme, e não, eu não vou fazer comparação quanto ao livro e filme. Só fiquei curiosa e tive medo da versão que montei na minha mente do livro ser alterada por causa do filme, mas, eu preferi a minha versão mesmo.

John Tyree desde de jovem não tem facilidade de conviver ver com seu pai. Sua mão abandonou ele quando era criança. A falta de uma mãe, a juventude, dinheiro, o relacionamento difícil com o seu pai e a má influência na adolescência, foram os motivos para John ser um jovem rebelde. O único relacionamento sólido que John tinha com seu pai, era quando ele falava de moedas, mas com o tempo isso também foi destruído. Um dia essa fase passa e ele decide se alistar no exército para amadurecer. Maior de idade, ele estava tirando seu primeiro recesso do exercito e voltou para a sua terra natal Wilmington para a casa do seu Pai.

Uma mulher decidida, sabia, jovem e madura essa é Savannah. Ajuda a construir casas para abrigar pessoas carentes. E, está dedicando o verão com os amigos para trabalhar em uma nova casa. Savannah foi criada nas montanhas, e além do sotaque ela adora cavalgar no rancho dos seus pais. Atualmente ela convive com seu melhor amigo Tim, que tem um irmão autista. E, ela descobriu a melhor forma de lidar com a situação do irmão de Tim.

Em duas semanas John e Savannah vivenciaram o verdadeiro amor. Os dois compartilhavam tudo, do surf à cavalos e como ver a lua cheia de outra forma. E, Savannah conheceu o pai de John. Ela teve muitas oportunidades de estar com o pai de John e ela percebeu algo diferente no comportamento dele, logo, John não sabia até o momento em como lidar com seu pai, até Savannah abrir os seus olhos. Após um desentendimento superado com Savannah, John começou a compreender melhor seu pai, e voltou a falar de moedas com ele.

“Quando os seus lábios encontraram os meus, soube que poderia viver cem anos e visitar todos os países do mundo,mas nada ia comprar áquele momento único em que a beijei pela a primeira vez a garota dos meus sonhos e soube que o meu amor ia durar para sempre”.

Cartas foram a meio de comunicação entre John e Sawanna, durante um ano, faltava pouco tempo para John deixar o exército, mas aí veio o 11 de Setembro, cartas, mais cartas e alguns telefonemas, porém, as cartas foram diminuindo ao longo do tempo, até que por fim uma última carta chegou nas mão do John

Um romance verdadeiro. Uma leitura rápida e fácil. Jonh não se apaixonou por Sawanna pela beleza e sim, pelo coração dela. O autor soube cativar cada detalhe no livro. E, mostrou que nem sempre as coisas saem do jeito que a gente quer. Não sou insensível, mas eu não me emocionei tanto com a história, da forma que meus colegar falaram. Eu me sensibilizei muito pelo pai do John. Às vezes na correria do dia a dia, nós não percebemos problemas que estão diante dos nossos olhos. Não damos a atenção devida para nossos pais que tanto dedicaram a vida pelos filhos. Não julgo a Sawanna, somos humanos, sempre existe escolhas difíceis na nossa vida. Ambos sofreram muito.As atitudes e a maturidade de Sawanna de ajudar as pessoas, é o seu objetivo de vida. Em quanto ao John também não o culpo pelas suas escolhas. Refletir sobre o livro é a parte que eu mais gosto. Depois de ler a história, eu percebi que a vida passa rápido demais, tudo bem que trabalho oito horas por dia, mas agora, quando eu chegar em casa, quero poder conversar com a minha família e compartilhar um momento só nosso. Quero escrever mais cartas que e-mails. Aí eu paro e penso, será que tudo que eu li nesse livro poderia ocorrer o mundo em que vivo hoje? Pessoas que ajudam a outra sem pedir nada em troca? Oferecer ajuda para cuidar de pessoas especial, bondade, amor verdadeiro.

É isso gente, espero que tenham gostado.
Até mais!

site: http://www.entrepaginas.com.br/
comentários(0)comente



Marlene 09/10/2017

Bom, como esperava, Nicholas faz mais um casal com uma paixão repentina e esquisita. O livro me trouxe algumas reflexões, como o autismo e a Síndrome de Asperger, mas não é nada muito relevante comparado aos outros que já li dele.
Dry 11/10/2017minha estante
Olá, desculpa encomodar, me cadastrei agora, e não estou conseguindo ler, como faço?




Ananda 03/10/2017

Muito mais que uma história de amor!
Já tinha visto o filme inúmeras vezes, mas só agora me vi pegando o livro. E quando terminei fiquei me perguntando porque não tinha feito isso antes. Esse livro é maravilhoso, a narrativa é simples, envolvente e intensa tudo ao mesmo tempo.

Vai contar a história do jovem soldado John Tyree, que está de licença por algumas semanas na sua cidade natal, e um certo dia, após passar a tarde surfando na praia, ele se depara com duas moças e fica observando uma delas em particular. Quando um incidente com a bolsa dessa moça acontece e ele pula no mar para salvar a bolsa da garota, ele imediatamente sente que sua vida irá mudar por causa dela. A moça é Savannah Lynn Curtis, ela está passando o verão na praia junto com outros estudantes universitários para construir casas para pessoas que não tem condições financeiras. Savannah e John começam uma amizade imediata após ele ter resgatado a bolsa dela de um fim trágico (rs) e começam a se aproximar cada dia mais a medida que os dias vão passando.

Quando menos esperam, os dois já estão apaixonados e ligados. Acontece que John precisa voltar para o exército, sua licença está acabando, mas ele está relutante em deixar Savannah e ela também não quer que ele vá, mas então os dois combinam de se escreverem e ligarem um para o outro sempre que puderem para que o relacionamento não termine.

No meio disso tudo, temos também o pai de John, que é um senhor muito especial mas alguém com que John não se deu muito bem durante a vida. O pai de John só se interessa por moedas, ele é um colecionador de moedas raras e por causa dessa sua "obsessão" por moedas, ele e John acabam por se afastar. Mas Savannah o fez enxergar o quanto o seu pai era mais especial do que ele imaginava e os seus motivos para agir do jeito que age. E é então que John passa a ver o pai com outros olhos e o relacionamento dos dois muda para melhor.

Mas um acontecimento fatídico durante a estada de John no exército, põe em risco seu relacionamento com Savannah, e uma carta está prestes a mudar tudo.

O livro é narrado pelo John. Ele é um rapaz simples, super na dele, só fala quando tem certeza e às vezes nem fala. Ele teve sua fase rebelde na adolescência, e por causa disso resolveu entrar no exército. Mas é uma pessoa altruísta e generosa, foi um personagem muito interessante eu me apaixonei pelo John rs. O relacionamento dele com Savannah é o típico relacionamento que muitas pessoas desejam quando se é jovem, mas que tem tantos obstáculos no caminho que sentimos nosso coração um pouco triste durante a leitura porque queremos que dê certo mesmo com tantos empecilhos no caminho.

Savannah é uma garota que veio de família tradicional, ela é toda certinha e uma pessoa que eu chamaria de politicamente correta a maior parte do tempo. Mas não foi uma personagem que me conquistou, não gostei muito dela durante a leitura e me peguei me perguntando diversas vezes o que o John via tanto nela rs. Achei a personagem sem graça e cansativa, mas achei o romance dos dois bonito.

Porém o que mais me chamou atenção, o que mais gostei durante a leitura foi sem dúvida alguma o relacionamento de John com o pai dele, o pai de John é uma pessoa muito especial e a partir do momento que ele passa a enxergar isso, podemos conhecer mais a fundo o senhor Tyree, ele foi um bom pai e tentou se adaptar ao mundo de sua maneira. Acho que essa questão de pai e filho foi a melhor coisa do livro para mim.

A escrita do Nicholas é doce e conquista o leitor, entendo que muita gente não gosta, mas eu particularmente gosto, apesar de nem sempre haver finais felizes em seus livros mas sempre sinto meu coração quentinho após os términos dos mesmos. Eu recomendo muito esse livro, eu adorei de verdade, acho que terminou do jeito que era pra ser e adorei o John, é um personagem que certamente ficará marcado em meu coração.
Fabi 03/10/2017minha estante
lindo e lindo
mas Savannah é de matar kkkk


Ananda 03/10/2017minha estante
Odiei a Savannah kkkk sério, que garota mala!


Fabi 03/10/2017minha estante
mt mesmoooooo ódio eterno dela. mas sempre que dá eu vejo o filme, a cena de despedida deles é tãooooo tristinha. =(


Ananda 03/10/2017minha estante
Verdade, é triste mesmo, queria apenas que o final do livro fosse igual a do filme


Fabi 03/10/2017minha estante
Com certeza S2 S2 .Eu n sei se teria coragem d fazer o q John fez =/




Clarissa (@proximaprimavera) 02/10/2017

Em busca do amor verdadeiro!
Em Querido John, John Tyree, um jovem soltado do Exército americano, volta para casa em um período de recesso e conhece a misteriosa Savannah, uma estudante universitária tão bondosa e com a alma tão pura que só em estar perto dela, era renovador. John e Savannah aproveitam cada segundos juntos, mas, inevitavelmente, a despedida chegaria e foi mais difícil do que os dois pensaram. Após promessas de cartas e ligações, John volta para o campo já contando os dias para rever Savannah, mas o relacionamento à distância dos dois se mostra difícil e sofredor para os dois lados. Logo, John e Savannah tem que decidir o que é melhor para cada um e o que o amor significa, no final das contas.

Prometi pra mim mesma que não ia chorar. Na verdade, sempre prometo isso ao começar um livro do Nicholas Sparks. É como se eu quisesse desafia-lo nessa áurea dele de escrever romances que fazem qualquer jovem com coração e esperanças de romance chorar. Infelizmente, a oportunidade que parecia perfeita, foi por água abaixo. Pensei que não ia chorar já que sabia que não iria sofrer dessa vez e nem me emocionar com cenas românticas. Mas aí é que vem a parte mais interessantes do Nicholas Sparks! Ele pode não te fazer chorar de sofrimento ou de romance, mas sim de compaixão. Chorei de compaixão 3 vezes. Me teletransportei via página de livros e me coloquei no lugar de John, Savannah, Tim e seu irmão autista e me emocionei.
Cada palavra do Nicholas em forma de narração do John, é sabia. Depois de 5 anos, reler cenas que já tinha lido na pré adolescência foi renovador. Incrível como amaldiçoei Savannah pelo que disse varias vezes, e desta vez, compreendi cada palavra. No entanto, não consegui escolher um lado. John estava certo, mas Savannah também estava e, no final das contas, eu não conseguiria ver outro final além do escrito para o romance. Como o próprio John disse, ele descobriu o que é amor em sua forma mais bonita, que não é apenas estar com alguém porque ama e querer essa pessoa pro resto da vida, mas sim amar tanto alguém que a felicidade dela te faz feliz, não importa com quem esteja e nem onde.

RESENHA COMPLETA LÁ NO BLOG

site: http://www.proximaprimavera.com/2017/10/resenha-querido-john-nicholas-sparks.html#more
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Sylvia 26/09/2017

As histórias de amor desse livro te farão chorar!
Não há o que de falar sobre a óbvia habilidade de Sparks para escrever tocantes histórias de amor. Com Querido John não é diferente. Primeiro livro dele que li, antes de assistir ao filme.
Com uma narração leve e fluida, a leitura é fácil e nos envolve. Embora o foco seja na relação de Savannah e John, foi o relacionamento de John e seu pai que mais me tocou.
É um livro sobre o significado do amor verdadeiro, em todas as suas formas. O final me fez chorar por um bom tempo. Recomendo para um fim de semana de leitura leve.
Mila.Mesquita 26/09/2017minha estante
Mta gente reclama do spark por ele ser bem cliché. Mais eu gosto bastante. Eu adoro um romance, um cliché então fico feliz da vida. De preferência qdo leio algum livro bem tocante ou pesado sempre leio um romance depois. ; )


Sylvia 26/09/2017minha estante
Ele é, sim, clichê é muito bom no que faz. Quem não gosta de clichê que não leia. Faço como você: deixo para o momento após uma leitura mais densa, pesada. QueridoJohn me emociona até hj!


Flavia Mel 28/09/2017minha estante
Q fofo Bibs romântica. Eu, pra leitura leve, de fim de semana, leio poesia. Meu gênero favorito.


Sylvia 28/09/2017minha estante
Frá, cheguei a soluçar de chorar. Não tinha visto o filme que, claro, estragou o livro...rs


Sylvia 28/09/2017minha estante
Frá... acho a escrita do Sparks muito sensível. Gosto desses livros fofinhos depois de ler algum mais denso. Poesia nunca me arrisquei, mas gosto de contos. Ta na meta "até o fim da vida" uns contos de Machado e aqueles holandeses que te falei...rs


Flavia Mel 28/09/2017minha estante
Eu amo! De qlq forma, ler Mia é ler poesia em prosa rs


Flavia Mel 28/09/2017minha estante
Melhor livro de poesia (poemas, aliás) q li esse ano: morte e vida severina


Sylvia 28/09/2017minha estante
Hum... xo colocar no quero ler, pq né? To sentindo que vou pedir férias só pra ler #Aloka


Flavia Mel 28/09/2017minha estante
Kkkkkk outro dia pedi troca de plantão pra terminar gdes sertões. Mim terna


Mila.Mesquita 28/09/2017minha estante
#aloka... ri aqui. Kkkkk
Não conheço nada desse cara mia.
Vou procurar.


Sylvia 28/09/2017minha estante
Mila milanesa, leia "Um Rio chamado tempo, uma casa chamada terra".


Mila.Mesquita 28/09/2017minha estante
Vlw a dica. ; )


Flavia Mel 28/09/2017minha estante
leiam qlq coisa de mia, mas lo leiam. rsrsrs


Flavia Mel 28/09/2017minha estante
leiam qlq coisa de mia, mas o leiam rsrs


Mila.Mesquita 28/09/2017minha estante
Estava lendo resenhas de livros dele e até vídeos em YouTube e antes de nascer o mundo e terra sonâmbulo foram os que mais me chamaram a atenção.
Mais nossa tem mtos livros publicados e nunca tinha escutado falar. Rsrs...


Flavia Mel 28/09/2017minha estante
mila gosto de td q ele escreveu, mas o q bibs mencionou, é, na minha opinião, uma das melhores opções pra iniciar a leitura de mia. é mais fluído, sb? mas enfim. é mto pessoal tb. eu li td dele publicado no brasil. não contente, agora tô lendo tudo o que ele gosta. é de longe meu autor favorito.


Mila.Mesquita 29/09/2017minha estante
Uauuuu Flávia.
Fã mesmo do cara.
Vou atrás urgente então. Preciso conhecer.
; )


Flavia Mel 29/09/2017minha estante
assim, não te garanto que vais gostar, mila, pq segundo o dr. skoob, a compatibilidade do nosso gosto é baixa rs, mas não há pq não tentar, né? boas leituras!


Mila.Mesquita 29/09/2017minha estante
Flavia confesso q prefiro romances bobinhos e clichés.
Mais super leio de TUDO.
TUDO MESMO.
Para mim o livro tem q ser bom.
Então não custa nada conhecer outro autor né. Rs


Sylvia 29/09/2017minha estante
Mila, ler é um amadurecimento, né? eu, particularmente, que tenho a leitura como um hobby e também uma válvula de escape, acabo por ler de romance policial à clichês best-sellers. Com o tempo, a vida vai se encarregando de colocar gratas surpresas em nosso caminho literário e vamos ampliando as perspectivas. Pra mim, um gosto não substitui outro: apenas ganhamos mais possibilidades. Ler é infinito.




Manu 18/09/2017

Abordagem simples e impar sobre o amor
O livro trata com muita delicadeza de várias situações que ocorrem no decorrer da leitura. Uma leitura fácil que prende do começo ao fim e que consegue falar de forma impar o significado do que é o amor!!!
comentários(0)comente



Miss_Muniz 18/09/2017

Melhor livro de Romance
❤❤❤Quando minha colega de escola me emprestou este livro simplesmente achei que fosse só mais um romance, com um lindo final feliz mais a cada capitulo lido fui vendo que não era bem assim e fui ficando cada vez mais interessada em ver o final, tanto porque li ele em apenas três dias, foi um longo prazo para mim pois leio livros em menos de dois dias mais em fim tinha a escola então demorei para terminá-lo mais amei o final apesar de não ser o que eu esperava.
O escritor Nicholas Sparks se tornou um dos meus escritores favoritos por escrever romances com finais diferentes dos outros, este livro infelizmente não o tenho desde quando o li que foi em volta do ano de 2013, venho a procura dele pois tenho enorme vontade de reler esta historia que me intrigou muito, e por falar nisso esta capa achei super perfeita, pois o livro que li a capa era referente ao filme que não tem nada a ver com a historia.
Querido John ainda é um dos meus romances favoritos que já li ate agora.😍😘❤
comentários(0)comente



Andressa.Segato 27/08/2017

Recomendo!
Simplismente amei! Uma história linda de um amor maduro. Um pouco previsível mas não deixou de ser maravilhoso ler. Minha primeira leitura de Nicholas Sparks e com certeza lerei outros, valeu muito a pena!
comentários(0)comente



Cesar vieira 13/08/2017

Apaixonante
Eu já reli esse livro umas 9 vezes ele é muito viciante muito apaixonante ! Super recomendo!
comentários(0)comente



Biblioteca Mágica 08/08/2017

Querido Jhon
Li depois de ver algumas cenas do filme.

Após um amor de verão, Savannah e Jhon Tyree lutam contra as milhas de distância que os separam.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



1198 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |