Os Robôs da Alvorada

Os Robôs da Alvorada Isaac Asimov




Resenhas - Os Robôs do Amanhecer


51 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Caio Timbó 24/02/2021

Um fim para uma introdução
Gostei de como ele utilizou esse romance para servir de ponto de partida de alguns conceitos utilizados em outros livros dele.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Wagner 02/02/2021

Por Josafá
Desnecessariamente longo e por vezes repetitivo, Parceiro Elijah volta a campo dessa vez colocando o futuro da Terra em jogo

Assim como o antecessor, temos uma mescla muito boa de ficção científica e suspense policial, com uma linha investigativa muito bem delineada. O problema era o que não dizia respeito a isso (exceto dos traumas do protagonista), estendendo explicações já dadas e devaneios sem necessidade.

Uma revelação final muito impactante, mas tive certos poréns com ela.
Mas não esperava.

Aos leitores de Fundação, muito provavelmente ficarão felizes com as ligações entre os dois livros, mesmo que sejam espaçados por um longo período de tempo.
comentários(0)comente



Matheus 01/02/2021

Uma incrível ficção
Em linhas gerais é possível ver a tentativa do Asimov de fazer um romance, como desde o início ele pretendia. Porém, ele deu um toque especial a ele. E as questões abordadas no livro junto com a conexão com os próximos livros nesse incrível universo criado pelo autor é simplesmente apaixonante. Genial.
comentários(0)comente



Lucas.Macedo 29/01/2021

Lógica
O mistério e a resolução seguem a receita clássica do Asimov, que parte ele usou nos outros da série de Robôs e parte nos livros de Fundação, então, talvez o enredo em si não seja nada tão extraordinário

Por outro lado, o mundo que ele concebe é *sempre* extraordinário, o modo em que tudo é muito lógico e racional é extremamente atraente e, principalmente, esse livro tem a missão de começar a amarrar a história da Terra, desde Eu, Robô, até Fundação e o Império Galáctico.

Mistérios envolvendo as três leis da robótica são sempre quebra-cabeças de lógica, e esse é o ponto forte da série e de qualquer outro conto de Robôs que o Asimov escreveu
comentários(0)comente



Romulo 28/01/2021

Excelente!
Dos três primeiros livros, achei o melhor. Discussões mais aprofundadas, muitos detalhes de Aurora e um final eletrizante!
Baley é o cara!
Agora esperar a Editora Aleph lançar o quarto e último volume!
comentários(0)comente



Fêe 22/01/2021

Mais uma vez acompanhamos Elijah Baley e Daneel Olivaw em uma investigação, desta vez no planeta Aurora. Este terceiro livro tem um ótimo ritmo de leitura e, assim como os anteriores, a história nos prende e nos faz querer terminar logo para chegar ao fim do mistério. O final é surpreendente, e vai muito além do que eu imaginava. É brilhante como Asimov entrelaça a série dos robôs com Fundação. Que livro bom! Já se tornou um dos meus favoritos.
comentários(0)comente



Laísa 18/01/2021

O livro tem um começo difícil e personagens que chegam a te tirar do sério de tão irritantes, mas no fundo até mesmo a prepotência dos personagens é algo muito bem pensado por Asimov. É mais uma vez um livro com muitas camadas, assim como os anteriores da série, porém o autor eleva a complexidade do crime e dos problemas políticos a um nível absurdo, sendo recheado de momentos em que quando você acha que entendeu algo, o autor faz uma volta e te mostra que na verdade não entendeu nada hahah. Enfim, não chega a ser meu favorito da série robôs mas ainda sim é um dos melhores livros que já li.
PS.: o final pelo amor de deus por mais que eu esperasse um envolvimento daquela personagem JAMAIS passou algo como aquilo pela minha cabeça, o Bom Doutor realmente era um escritor impecável.
comentários(0)comente



João Victor 12/01/2021

Entrou pros favoritos da vida!
Terminar essa "trilogia" foi, sem sombra de dúvidas, uma experiência que vai me marcar pro resto da vida. Acompanhar todo o crescimento e evolução de Elijah Biley em relação a suas opiniões e seus relacionamentos, principalmente com Daneel, é algo muuuuuito bom de acompanhar. O jeito que Asimov mostra como o ambiente possui uma influência enorme sobre o indivíduo, desde hábitos simples aos mais complexos, foi o que mais me surpreendeu em toda a história e está muito presente nesse livro tbm. Me emocionei bastante com o "final" e espero muito que a Aleph publique Robôs e o Império logo.
comentários(0)comente



Marcio 09/01/2021

A terra é o verdadeiro Mundo da Alvorada
Mas uma vez, ou seja pela terceira vez pois o livro é o terceiro da série dos robôs, e não perdeu em nada para os volumes anteriores, não perdeu o ritmo e nem a linha. O legal nesse número Isaac faz link claros e outros sutis nos seus trabalhos anteriores e também prepara alguns pontos para série fundação. A história em si um romance policial continua como os anteriores surpreendendo a cada página santo reviravoltas na história e na nossa mente.
comentários(0)comente



Cesar 04/01/2021

Suspense do início ao fim
Já seria difícil desvendar um caso tão misterioso em sua terra natal. Imagine num mundo totalmente desconhecido? Essa é a missão do detetive Elijah Baley neste terceiro livro da série robôs de Asimov. Difícil imaginar um final tão criativo... Fica a dica para esta excelente leitura!
comentários(0)comente



Jane 19/12/2020

Terminei este livro já tem um tempinho, mas não poderia deixar de comentar sobre ele sendo que falei dos outros, principalmente porque esse me proporcionou uma experiência e tanto.

A trama segue a mesma linha do volume anterior: um crime impossível ocorre em um outro planeta e somente o detetive terráqueo Elijah Baley poderia resolver tal situação. Desta vez quem pede ajuda é o Han Fastolfe, um dos responsáveis pelo projeto dos robôs humaniformes que conhecemos em As Cavernas de Aço, e que também é considerado o mais genial entre os roboticistas. Mas ao aceitar este pedido ele deverá agir em Aurora, vulgo o mais poderoso planeta dos siderais, não só para solucionar o caso, como também garantir que os interesses da Terra sejam mantidos.

Apesar de ter mais de 500 páginas, a leitura é muito envolvente e é difícil deixá-la depois que você embarca de cabeça no ritmo da história. Tem seus pontos baixos, como todo o melodrama do Elijah Baley sobre os privativos de Aurora e suas comparações intermináveis quanto aos banheiros dos Planetas Exteriores com a Terra (tenho a teoria de que o Asimov quis encher linguiça usando o mesmo alívio cômico). Mas se você conseguir passar por essa pequena obsessão do protagonista, poderá apreciar uma história de assassinato, que aliás eu acredito que seja o primeiro “roboticídio” investigado na ficção científica, e que tem uma verdade capaz de definir o próprio futuro dos terráqueos.

A resolução do caso é ainda mais interessante e bem mais planejada do que a anterior, o que mostra que Asimov foi evoluindo conforme os anos que se passaram até ele decidir começar esse volume. A forma como ele trabalhou e brincou com as sutilizas das Três Leis da Robótica foi perfeita. Também tem um melhor desenvolvimento tanto do Elijah Baley como do seu relacionamento com o robô Daneel e a volta de uma personagem que eu achava beem chata, mas que aqui até que ficou melhorzinha. Contudo, de longe o personagem que mais me encantou foi o robôzinho não-humaniforme chamado Giskard Reventlov. Estou ansiosa para saber ver mais coisas dele.

E o final é coisa de louco! Conseguiu ser tudo ao mesmo tempo: surpreende, épico e uma homenagem brilhante ao início da saga dos Robôs. Impossível terminar de ler sem ficar com expectativas para o que vem a seguir. Vale a pena demais continuar acompanhando essa trama.

- Obs: o bacana do Asimov é que sempre dá pra ler tudo independente, mas se quiser uma leitura mais completa eu recomendo que leia antes de iniciar esse livro, além dos volumes anteriores, o conto Mirror Image. Recomendo também que leia Eu, Robô e mesmo O Homem Bicentenário pra tornar a experiência mais rica.
comentários(0)comente



Cael 19/11/2020

Demonstrando uma profunda compreensão do ser humano, Isaac Asimov nos surpreende com mais um livro recheado de questionamentos, reflexões e críticas, tudo sem perder a excelente narrativa e seus personagens cheios de carisma, em especial os robôs. Falar mais do que isso já é dar spoiler e nada se compara com a emoção do leitor em descobrir as coisas por si mesmo em uma história de Asimov! Tenham uma excelente leitura!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luiz.Machado 15/11/2020

Mais uma obra surpreendente do Asimov, com uma verdadeira investigação policial, e além disso, mais informações sobre o universo que deu origem a saga da Fundação.
comentários(0)comente



51 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4