Virgínia Berlim

Virgínia Berlim Biajoni


Compartilhe


Resenhas - Virgínia Berlim


2 encontrados | exibindo 1 a 2


spoiler visualizar
comentários(0)comente



LUX LIBRIS 06/10/2017

Uma experiência de amor
Virgínia Berlim foi escrita à mão em uma versão bem mais extensa do que a publicada, porém em meio aos acontecimentos sincrônicos da vida, surgiu a possibilidade de reeditar a velha história, escrita apenas para si, e publicá-la.
A trama da história é sobre um homem calado, que não gosta muito das tumultuosas relações humanas. Na abertura do livro percebe-se que os assuntos que norteiam a conversa da maioria das pessoas, para ele são temas de nenhuma importância.
Após decidir ir embora de uma noitada com os colegas de trabalho, uma mulher chamada Virgínia, em companhia deles, afirma que irá para o mesmo ponto de ônibus que o narrador.
O envolvimento amoroso entre ambos começa instigado por Virgínia, que rouba um beijo inesperado do narrador, e após isto, vai embora sem dar satisfações.
A escrita da obra é feita com uma espécie de humor sarcástico; no livro as palavras não são embelezadas, mas sim parecem provir do âmago do personagem-narrador, para denunciar um prisma de visão do mundo meio amargo, que de tão seca chega a ser engraçada.
Um diferencial para o livro é a ambientação promovida por uma trilha sonora melancólica; um pouco rock ‘n roll. As músicas são indicadas pelo autor, e se casam bem ao enredo desta história de amor, abrupta e curta, assim como as páginas do próprio livro
comentários(0)comente



2 encontrados | exibindo 1 a 2