Burning Wild

Burning Wild Christine Feehan




Resenhas - Burning Wild


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Juliana Vicente 21/08/2012

http://asmeninasqueleemlivros.blogspot.com.br/2010/07/fogo-selvagem-leopardos-03-nascido-em.html
Sou fascinada pelos livros desta autora e sempre que tenho oportunidade corro para ler seus livros, este não foi diferente. Esse livro faz parte de uma nova série que a autora está escrevendo sobre homens-leopardos, isso mesmo, pode parecer um tanto estranho para aquelas que não estão acostumadas com o estilo da autora, mas Christine Feehan é conhecida por escrever livros e séries maravilhosas como é o caso do Cárpatos e da Irmãs Mágicas, infelizmente aqui no Brasil nenhuma editora mostrou interesse em publicar os livros da autora, o que acredito ser uma enorme perda e uma incrível falta de visão, afinal agora o tema sobrenatural está com tudo e essa autora é fantástica.
Antes de falar do livro vou colocar aqui o que a autora falou sobre o mesmo:

“Amei esses dois personagens. A história se conduz por uma forte emoção e as vezes chocam. Haverá partes neste livro que serão polêmicos e definitivamente, para alguns leitores, provavelmente não será boa leitura, mas é a história de jake e permaneci tão fiel nas repercussões de uma infância traumática como foi possível dentro do reino do mundo paranormal. Ainda que não para todos, penso que muitos leitores desfrutarão da história das descobertas de um homem em seu caminho para descobri o que é importante na vida.”
Christine Feehan.

Como este pequeno texto a autora me conquistou e tive certeza que essa história seria maravilhosa e me sinto muito feliz em dizer que estava certa. Logo no início do livro nos deparamos com pessoas tão deturpadas que para eles é impossível divisórias entre o que é bom e o que é mau. Jake nasce em meio a loucura e enquanto criança foi tão ferido e abusado que o único sentimento que o mesmo acredita ser capaz de sentir é ódio, se torna um homem impiedoso e muito poderoso. Então um dia ele encontra Emma uma mulher que diferente dele sempre foi amada e protegida por seus pais e por um lance do destino acaba conhecendo Jake e entregando sua vida a seus cuidados. Abaixo um pequeno trecho do livro de quando Jake encontra Emma.

“… Queria o maldito conto de fadas. Podia ter paciência. Era metódico e completamente impiedoso. Uma vez que se empenhava em uma linha de ação era implacável , inquebrantável. Ninguém, nada, permanecia em seu caminho por muito tempo. Um sorriso decidido tocou as bordas ligeiramente cruéis de sua boca. Jogava para ganhar, e sempre o fazia. Nunca importava quanto tempo tomasse. Sempre ganhava. Queria o que Andrew tinha tido. Desejava Emma Reynolds, não qualquer outra mulher. Emma. E a teria. Nada, ninguém, o impediria.”

Quando ele diz ser paciente é verdade, ele espera Emma estar pronta para Amar de novo, espera ela se apaixonar por ele pouco a pouco e entra em seu coração de forma tão definitiva que é impossível fugir dele ou de si mesma. Os pequenos detalhes do livro cativam Emma, apesar de querer que ela o ame, Jake está firme em sua convicção de que não precisa amar Emma de volta para que os dois possam ser felizes, mas Emma é o tipo de mulher decidida, corajosa, carinhosa e vai ensinar Jake como amar.

“ – Maldita seja, Emma – disse suavemente, mudando de posição para situar-se entre as coxas estendidas – Está me matando lentamente.
– Talvez devesse dar-lhe o nome certo, Jake.
– Que seria? – Agarrou-lhe o pé e o tirou do laço, envolvendo a perna em volta de sua cintura e então repetiu a ação com o outro.
– Amor – Ela sorriu-lhe com esse sorriso lento e agradável que o deixava fraco – Sei que não a utilizará e poderemos continuar assim para sempre. Quero que esteja dentro de mim para sempre.
– Que demônios vou fazer com você? – Havia um suave desespero em sua voz, uma nota estrangulada de amor que raspava sobre a pele de Jake como a caricia dos dedos de Emma.”

Eu poderia continuar aqui descrevendo cada cena maravilhosa desse livro, mas a resenha já está enorme e não quero estragar as milhares de surpresas contidas nessas páginas. Então acho que nem preciso dizer que gostei do livro, na verdade eu amei! E jack com certeza entra na minha lista dos melhores que já li.

Ah, ia esquecendo de dizer, eu já postei aqui no blog as resenhas dos dois primeiros livros, vou colocar o link e quem quiser ler, sinta-se à vontade.

O despertar – Leopardos 01.
Chuva Selvagem – Leopardos 02.

“ – Eu te amo, Emma. Não posso viver sem você e não quero fazê-lo. Não podemos separar o amor do sexo. Você me ensinou. Não importa se nos sentimos como os felinos, ásperos e duros, ou mais como minha Emma, terna e gentil, nós fazemos amor. Nós demonstramos amor. É o mesmo. Salvou nossas vidas com sua coragem e me deu coragem para amar você".”
comentários(0)comente



Barbara Sant 23/12/2010

Oie Gente,

Apesar de ter me decepcionado com os dois primeiros livros dessa série eu resolvi continuar lendo-a. Peguei o terceiro para ler um pouco desanimada, com os dois pés atrás e pouquíssima boa vontade. E não é que a Christine me derrubou completamente com uma história maravilhosa?

Nesse livro tanto o romance dos personagens quanto os personagens em si são incríveis.
Emma e Jake são personagens complexos e incrivelmente encantadores.
Ele é rude, insensível e arrogante, daqueles que normalmente faria você o odiar do início ao fim do livro. Mas o cuidado dele com a Emma e com o filho, o sofrimento que ele passa no início do livro fazem com que você perceba desde o início que tudo é medo, muito medo de ser machucado outra vez.

A Emma é incrivelmente doce, meiga e temperamental como um gato molhado.
Eu ri, muito, com ela encarando o mal humor do Jake e se divertindo enquanto faz exatamente o contrário do que ele manda.
Os vilões desse livro também tem uma aura mais real, daquele tipo de maldade que você (infelizmente) poderia dizer que "é, isso realmente é crível".

Me emocionei, me empolguei, ri e me assustei em muitos momentos dessa história, o que tornou a leitura dela maravilhosa.
Esse sim tem jeito de Christine Feehan!
Recomendo!
comentários(0)comente



Mibshiny 16/08/2010

Logo no começo do livro, onde Christine feehan comenta a história do protagonista, o leitor já adquire aquela certa desconfiança. Ora, a própria autora diz que muitos não gostarão do livro, ou da história do Jake e de Emma. Isso deixa à pessoa mais tranquila, completamente curiosa por saber, como e porque o livro não seria, digamos assim, de positivação geral.

Devo dizer que o Jake é o tipo de "herói" menos herói da Christine Feehan, que eu já tive o prazer de ler. Um protagonista completamente frio, manipulador, e, a parte que mais me encantou dele, completamente real.
Sim, porque lendo o livro, você pode ver várias facetas das pessoas REAIS, no Jake.
O livro possui uma leitura meio devagar, mas quando embala, ninguém segura.
É completamente perfeito o modo como o Jake vai soltando seus medos, se abrindo pro amor de Emma e de seus filhos. O relacionamento dele com as crianças, que no começo eram apenas uma forma de manter Emma de seu lado, cresce, e vira uma coisa tão....tão...simplesmente me deixou sem palavras.
Posso dizer que, na atualidade, é um dos livros da Christine que mais me comoveram, e que me fizeram refletir.
Pode não ser do gosto de algumas pessoas, devido à maneira com que o livro foi escrito (muito diferente de outros livros da autora), mas posso dizer que, se vocês lerem, não vão se arrepender nem um pouco.
Leitura altamente recomendada.
comentários(0)comente



3 encontrados | exibindo 1 a 3