A Sala das Borboletas

A Sala das Borboletas Lucinda Riley




Resenhas - A Sala das Borboletas


116 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Juliana Rodrigues 28/01/2021

É a segunda experiência que tenho com os livros da Lucinda Riley, e posso dizer que ambas foram maravilhosas. A autora é magnífica em criar tramas familiares bem amarradas, despertando a curiosidade do leitor ao longo de cada página.

Com a escrita muito bem desenvolvida e estruturada, a autora consegue abordar de modo claro a visão de vários personagens, inclusive, intercala o presente com acontecimentos do passado, o que faz com que o leitor tenha uma visão ampla de todo o enredo e crie uma conexão mais profunda com os personagens.

É uma história emocionante que trata de temas sensíveis como traição, relacionamento abusivo e violência, mas também ensina muito sobre recomeços, resiliência e amor.

"Quando a paixão acaba, o amor precisa ser conquistado para que um relacionamento sobreviva ao tempo ..."

Recomendo muito!
Debora.Alves 29/01/2021minha estante
Eu considero os livros de Lucinda Riley sempre um ótima opção !


Juliana Rodrigues 29/01/2021minha estante
Ela me conquistou de vez!

Provavelmente vou ler mais alguns livros dela esse ano, preciso apenas escolher qual será o próximo ?


Debora.Alves 29/01/2021minha estante
Eu sou suspeita :)
Acho que li todos os livros dela.


Juliana Rodrigues 29/01/2021minha estante
Mas que maravilha ?

hahaha

Qual você indicaria para ler primeiro?


Debora.Alves 29/01/2021minha estante
Os que mais gostei estão na minha estante dos favoritos:
O Segredo de Helena;
O Rouxinol;
A Irmã da Tempestade;
A Rosa da Meia-Noite;
A irmã do Sol


Juliana Rodrigues 29/01/2021minha estante
Maravilha ?

Vou colocar "O segredo de Helena" no topo da lista desse ano. Obrigada pelas indicações!


Debora.Alves 29/01/2021minha estante
Espero que você goste!


Muax 30/01/2021minha estante
Parece realmente um excelente livro. Ainda irei ler!


Juliana Rodrigues 30/01/2021minha estante
É maravilhoso! ?


Angela.Rocha 06/02/2021minha estante
Atualmente a Lucinda Riley é a minha autora favorita! Já li todos dela, inclusive a série "As sete irmãs" que é mais interessante ler seguidamente (estou aguardando o livro 7 ser lançado). Meus favoritos são: A rosa da meia-noite, A casa das orquídeas, A luz através da janela, A garota italiana, a garota do penhasco, A árvore dos anjos e A Sala das borboletas. O Rouxinol não é dela (é da Kristin Hannah). Boa leitura ?


Juliana Rodrigues 06/02/2021minha estante
Obrigada pelas indicações, Angela! ?

Acho que coloquei todos os livros da Lucinda na minha estante, e com certeza vou ler mais livros dela este ano. As duas experiências que tive com a autora foram maravilhosas, sem dúvida está se tornando uma das minha favoritas também.

Boa leitura para você também! ?




16/02/2020

Muito bom
Primeiramente queria dizer que fiquei apaixonada por essa capa, a edição tá linda, com várias borboletas na parte interna e é livro da Lucinda Riley neh, lógico que entraria na lista de leitura. Se você ainda não leu nada da autora, esse é um ótimo livro pra conhecer sua escrita. Lucinda sabe contar uma boa história e nos envolver na vida dos seus personagens.
?
Em 1943, somos apresentados a pequena Posy que mora com os pais na Admiral House. Sua mãe é distante, mas seu pai, sobrevivente de guerra, é um pai amoroso e tudo ia bem até que ele é convocado novamente. Posy vai morar com a avó e lá recebe a notícia que mudaria sua vida.
?
"Tudo está em um equilíbrio delicado. E o bater das asas de uma borboleta pode fazer toda a diferença no mundo."
?
Em 2006, encontramos Posy perto de completar 70 anos, viúva e morando novamente na casa da sua infância. Seu filho mais novo, Nick, está voltando pra Inglaterra após passar 10 anos na Austrália. Nick sempre foi bem sucedido no ambito profissional, e na época que morava na Inglaterra se apaixonou por Evie, mas ela tinha namorado. Ao longo dos anos, nenhuma mulher despertou seu interesse de uma forma mais profunda, até que ele conhece Tammy.
Evie também está de volta a cidade com sua filha e tenta evitar Posy, o que a deixa intrigada com o que poderia ter feito para receber esse tratamento.
?
Sam, filho mais velho de Posy, diferente do irmão, acumula fracassos. Desempregado e com a esperança de que seu novo projeto dará certo, deixa toda a responsabilidade da casa em cima da sua esposa, Amy. Com 2 filhos pra criar, Amy faz o possível para manter as coisas em ordem e apoiar o marido, mas ela já está cansada de ser a única responsável da casa e de ceder sempre as vontades de Sam, que tem bebido cada vez mais e está cada vez mais agressivo.
?
"Às vezes, querida, mesmo quando o coração diz pra ir em uma direção, a gente precisa seguir nossa cabeça. Todos precisamos tomar decisões difíceis em algum momento da vida, certo?"
?
E pra deixar a história ainda mais interessante, temos a chegada do escritor Sebastian que se hospeda na Admiral House e de Freddie, o grande amor do passado de Posy, que a deixou sem maiores explicações. Um grande segredo foi responsável por esse rompimento e mesmo cinquenta anos depois, continua sendo um empecilho para que eles finalmente vivam esse amor. Mas o que poderia ser assim tão ruim? O que impede Freddie de contar a verdade pra Posy? Eu fiquei doidinha tentando imaginar o que poderia ser, e olha, Lucinda me surpreendeu, manteu o suspense muito bem, mais pro final da leitura a narrativa ganha um ritmo que nos faz querer mais e mais. Fica muito difícil largar o livro.
?
"Muitas pessoas andam por aí cegas à beleza e à magia que existe em volta."
?
Os capítulos são alternados entre os personagens, e eu fiquei envolvida com todas as histórias. Lucinda sempre terminava o capítulo nos deixando ansiosos pra saber o que aconteceria naquele núcleo, mas aí já começava outro que tava tão interessante quanto o anterior e com isso a leitura fluiu super bem. É impossível não se conectar com os personagens e torcer para que as coisas se resolvessem da melhor maneira possível.
?
"Nunca deveria ter acontecido, Amy. Entende? Não existe desculpa para bater em uma mulher. Nenhuma."
?
A sala das borboletas é um obra que retrata relacionamento abusivo e como é difícil para a vítima perceber que está vivendo em um e como sair dele. Eu ficava revoltada com o Sam e torci muito pra Amy conseguir se libertar dele. A resolução sobre isso condiz com a realidade. Sobre o desenvolvimento das histórias dos outros personagens, tiveram personagens fazendo coisas idiotas, tomando decisões ruins, amigos presentes pra ajudar, apoio da família, momentos de amor, perdão, tristeza, felicidade, angustia, preocupação, dúvidas, segredos sendo revelados e um final feliz para a maioria dos envolvidos. Todos os elementos presentes para uma boa história.
comentários(0)comente



Becca 21/08/2020

A sala das borboletas
Um romance inspirador que nos mostra que pode passar anos e anos, uma grande amor nunca se apaga, e nunca é tarde demais para vivê-lo, mesmo estando prestes a completar 70 anos.
Adoro ler 21/08/2020minha estante
Adorei esse livro! Gosto muito da Lucinda Riley




Ana Paula 26/08/2020

Amo essa autora... Ela tem uma forma toda especial de escrever e de me emocionar
comentários(0)comente



Cidiane 26/04/2021

A sala das borboletas
Primeiro livro que leio da Lucinda Riley, fiquei apaixonada pela escrita dela.
ótimo livro para quem ainda não teve contato com a escrita da Lucinda. Atingiu todas as minhas expectativas. A história é MUITO MAIS do que apenas a sinopse, você vai se surpreender, impossível de largar a história, cada página te faz querer ler a próxima. Um romance apaixonante, de aquecer o coração. Sem dúvida virei leitora assídua da Lucinda e vou ler todos os livros dessa mulher.
comentários(0)comente



Debora.Oliveira 18/10/2021

Lucinda nunca decepciona!
Sou uma grande fã da autora e confesso que AMO todos os livros dela. Esse livro me conquistou de imediato, fiquei imersa na narrativa e o mistério envolvendo a vida de Posy. Fiquei surpresa ao longo da estória ao descobrir tudo que ela viveu, suas dificuldades e dramas familiares.

Além disso, adoro a questão que envolve o suspense sobre a casa de Posy e tudo que ela representa. Recomendo para todos, é um livro incrível que vai além do romance!

" O mundo é um lugar mágico e devemos nos considerar sortudos por viver nele."
comentários(0)comente



Heloísa 15/09/2020

Sensível
Posy é uma mulher de 70 anos e vemos sua história e de sua família contada desde a sua infância, intercalando com o presente. Menção honrosa para o relato de um relacionamento abusivo, vivido por Amy, sua nora, com uma sogra, Posy, que não faz vista grossa para o filho abusivo.
comentários(0)comente



Didi Zamunel 06/12/2020

A sala das borboletas
Que livro!!!! Que história!!!
Lucinda nos conta a história de Posy e sua família.
Como é bom ler um livro que nos ensina que nunca é tarde para amar e pq não reviver um amor do passado, que por circunstâncias da vida foi deixado pra trás.
Uma leitura leve cheia de emoção.
Como sempre Lucinda Riley foi impecável!!!
comentários(0)comente



Jujuba 19/07/2020

"Nada na vida é perfeito"
"Um lar não é feito de tijolos e argamassa"

A sala das borboletas é uma história que nos ensina tanto sobre a vida em família. De como somos imperfeitos, que mentiras e segredos podem mudar completamente o caminho das pessoas. Mas também nos mostra que o cuidado, o carinho e a compreensão é chave para que tudo de certo.

Posy é uma personagem marcante. Forte, guerreira e realista!
Dá vontade de guardar num potinho??
comentários(0)comente



Alessandra 05/02/2020

null
Mais um excelente livro da Lucinda Riley! Super recomendo.
comentários(0)comente



Tamara 21/11/2019

Se há uma certeza que eu tenho em relação aos livros é que quando um autor está dentre os meus favoritos, eu certamente vou querer ler tudo o que ele lança, e foi exatamente isso que ocorreu com A sala das borboletas, pois desde o primeiro momento que eu fiquei sabendo que ele seria lançado lá fora, ainda que a sinopse não tivesse me despertado uma atenção especial eu decidi que iria lê-lo quando finalmente fosse traduzido para o português. Dessa maneira, assim que o tive em mãos logo resolvi iniciá-lo sem demora, e para a minha surpresa, ou não, logo fui arrebatada nas primeiras páginas e dentro de poucos capítulos eu já estava completamente encantada com a história e ávida por saber tudo sobre aqueles personagens.
Assim, posso dizer que me surpreendi muito com o quanto gostei de A sala das borboletas, e inclusive ele foi um dos melhores livros únicos dessa autora dos últimos tempos, já que os dois únicos anteriores não me agradaram tanto, e talvez eu tenha me sentido tão empolgada devido à falta de expectativas que serviu para me surpreender, ou também porque Lucinda é sempre uma autora que me faz sentir em casa com sua escrita dinâmica e gostosa. Porém, não posso dizer que esse foi o livro mais surpreendente que eu li na vida, nem o mais incrível, e na realidade a expressão certa para a história seria "nada de mais em termos de ineditismo, porém, ele traz uma família com segredos, os quais inclusive descobri todos antes de serem revelados na trama, uma família cheia de problemas mas que tem um forte poder de nos cativar, e logo eu já estava me sentindo íntima de cada um deles, ansiosa para acompanhar mais um pouquinho de suas vidas.
E por falar em família, um dos pontos que achei mais interessantes nesse livro foi a presença de uma narrativa que acompanha os vários membros de uma família, então em um momento um capítulo foca na mãe, em outro capítulo temos o foco no filho mais velho e em sua família, depois no filho mais novo e assim segue, o que faz com queiramos ler e ler mais para descobrir o que acontece com cada um deles. Além disso, são tratados diversos temas importantes durante a trama, como os segredos que escondemos, violência doméstica e outros bastante interessantes e que acabam prendendo o leitor. Em suma, posso dizer que essa foi uma ótima leitura que recomendo para quem gosta de Lucinda Riley, e após finalizá-la fiquei com saudade daqueles personagens e sentia como se já os conhecesse há tempos e como se eles fossem reais.
Alcione 22/11/2019minha estante
Até me animei a ler. Pois os últimos dela realmente não curti




Kelly Martinez 10/02/2020

Um livro bom, não excepcional! 3,75 estrelas!
A sala das borboletas
Lucinda Riley
495 páginas
Editora Arqueiro
2019
3,75/5

Olá amigos leitores... depois de um longo período sem ler os livros de Lucinda Riley, hoje trago pra vcs seu último lançamento publicado pela editora Arqueiro.

Temos aqui a saga familiar de Pose Anderson, uma senhora que hoje tem quase 70 anos e que após ficar viúva, com 36 anos , vem criar seus dois filhos Sam e Nick na mansão da família, Admiral House, em Soutwold na Inglaterra.
A narrativa aborda a vida de Pose tanto no passado, retratando sua convivência amorosa com o pai e posteriormente com a avó, os problemas de relacionamento com sua mãe e seus amores da juventude, quanto no presente, em 2006, com seus filhos criados, noras e netos.
Nessa narrativa do presente, encontramos Freddy, um grande amor da vida de Pose que a abandona lá no passado sem nenhuma explicação.
Neste misto de passado e presente, vivemos a história dessa família, desvendando seus segredos e nos emocionando com cada acontecimento narrado durante 5 décadas!

Amigos leitores! É sempre um prazer ler o texto de Lucinda. Mesmo que esse não seja o seu melhor livro, a história é consistente e te impulsiona até o final.
Temos aqui a Pose como personagem central de toda a saga. É através de seus olhos que conhecemos Admiral House e todo seu glamour conheceremos também o povoado distante do mundo onde vive sua avó, na Cornualha e conheceremos também o universo dos jovens estudantes de Cambridge nos anos 50.
Ela é uma mulher forte e ao mesmo tempo delicada. Com uma positividade atroz, consegue extrair sempre o melhor de cada um que a cerca e por incrível que pareça, consegue solucionar os problemas familiares mais intricados de um jeito bem simples mas sem ser simplista.
Paralelamente à sua história, temos as narrativas satélites de Nick/Evie/Tammy e Sam/Amy e suas crianças. Todas essas histórias, inclusive a história da própria Pose, só se esclarecem nas cem páginas finais do livro. Então, temos aí mais de 390 paginas só de drama!
Ao meu ver, tivemos muitas histórias e muitos diálogos desnecessários ligados ao tema central e isso, por vezes, tornou a leitura maçante.
Mas.. mesmo com tudo isso, a narrativa tem o seu encanto.
Destaque para o diálogo final entre Tammy e Evie, que me fez cair aos prantos.
Recomendo a leitura mas já te aviso: é uma leitura bem linear.
Beijos e até a próxima!
By Kelly
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Evelyn Marinho 24/11/2021

Lindo!
Que livro lindo! Que leitura gostosa! Me senti assistindo uma novela daquelas bem boas, com coisas fofinhas e tretas familiares. Minha primeira experiência com a autora e adorei. A única coisa que me incomodou um pouco, foi como as coisas se resolviam tão rápido e tão fácil e como as pessoas são tão maduras e compreensivas, coisas que não acontece muito na vida real. Fora esses pontos, foi uma leitura muito gostosa e amei a Posy.
comentários(0)comente



Ane 01/07/2021

O livro é narrado pela sexagenária Posy e mescla passagens de seu passado (infância, adolescência e início da fase adulta) e do presente.
Através da narrativa, cuja linguagem é simples, direta e bem construída, o leitor conhece os personagens secundários (familiares, amigos e amores da narradora), bem como suas respectivas histórias que incluem mistério, amor e lições distintas. Várias histórias se unem a de Posy e corroboram para um enredo que prende e, ao mesmo tempo desperta uma curiosidade sobre o que houve e o que estar por vir.
Uma lindo romance ficcional que traz emoções, empatia e pitadas de sabedoria e reflexão.
comentários(0)comente



116 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR