Luísa

Luísa Maria Adelaide Amaral


Compartilhe


Luísa


(Quase uma história de amor)




Lançado em 1986, Luísa (quase uma história de amor), livro vencedor do Jabuti e que marcou o início da obra da dramaturga como romancista, é publicado em edição atualizada pela Globo Livros

Maria Adelaide Amaral já era dramaturga e havia recebido três prêmios Molière quando estreou como romancista com Luísa (quase uma história de amor). Sucesso imediato de público e crítica, o livro foi vencedor do Prêmio Jabuti de melhor romance de 1986 e consolidou a autora como sagaz observadora dos anseios, desventuras e inquietações de toda uma geração, que migrou da juventude para a maturidade nas décadas de 1960 e 1970.
Na obra, Maria Adelaide retoma a personagem Luísa (da peça De braços abertos, encenada em 1984) para construir uma “quase” história de amor contada a partir do ponto de vista de cinco outros personagens. A trama propõe uma espécie de quebra-cabeça no qual o perfil de Luísa vai se construindo (e desconstruindo) aos poucos à medida que se desenvolvem os relatos das interações da personagem-título com cada narrador do romance: o melhor amigo, a melhor amiga, o apaixonado platônico, o marido, o amante.
A essas visões parciais, ora complementares, ora divergentes, são acrescidos fragmentos de informação, como bilhetes pessoais e anotações dispersas na agenda da própria Luísa. Nada, porém, dá conta de revelar por completo esse “personagem ausente”. Como frisou Caio Fernando Abreu no texto de apresentação do livro, Luísa (quase uma história de amor) é “mais literário ainda pelo que deixa em suspenso: buracos, ausências, incompletudes que só o leitor poderia completar”.

Edições (1)

ver mais
Luísa

Similares

(1) ver mais
O bruxo

Resenhas para Luísa (4)

ver mais
on 28/4/15


Temos cinco perfis de Luísa apresentados por cinco pessoas próximas a ela: Raul, o amigo homossexual; Rogério, o eterno apaixonado; Sérgio, o ex-amante; Marga, a melhor amiga e Mário, o ex-marido - mas isso está escrito na contracapa do livro. O mais fascinante na história é podermos perceber como nós mesmos somos diferentes em cada ambiente social e temos múltiplas personalidades para lidar com diferentes tipos de pessoas, é desta forma que Maria Adelaide Amaral nos mostra Luísa. ... leia mais

Estatísticas

Desejam15
Trocam2
Avaliações 3.8 / 33
5
ranking 27
27%
4
ranking 45
45%
3
ranking 15
15%
2
ranking 12
12%
1
ranking 0
0%

22%

78%

Ana
cadastrou em:
10/06/2013 11:49:17

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR