Memórias do Subterrâneo

Memórias do Subterrâneo Fiódor Dostoievski


Compartilhe


Memórias do Subterrâneo (Clássicos Para Leitores de Hoje #21)





"Eu sou um homem doente... Sou um homem mau. Sou um homem nada atraente. Penso que sofro do fígado. Aliás, não percebo patavina da minha doença nem sei ao certo de que é que sofro. Não me trato e nunca me tratei, embora respeite a medicina e os médicos. Além do mais, sou supersticioso em extremo; bem, o suficiente, ao menos, para respeitar a medicina. (Tenho instrução bastante para não ser supersticioso, mas sou supersticioso). É por maldade que não me quero tratar. Isto é uma coisa que vocês, leitores, por certo não podem compreender. Pois, mas eu compreendo."

Línguas Estrangeiras / Literatura Estrangeira / Romance

Edições (1)

ver mais
Memórias do Subterrâneo

Similares

(2) ver mais
La confesión de Stavroguin
Cadernos do Subterrâneo

Resenhas para Memórias do Subterrâneo (1)

ver mais
Marcante!

Sabemos que Dostoiévski era uma autor único e genial. Em cada obra feita por ele, sempre encontramos referências, mensagens subliminares ou simplesmente a ideia e opinião exposta clara e direta. Em “Memórias do Subterrâneo” não foi diferente. Na primeira página somos apresentados com esse trecho: “Eu sou um homem doente… Sou um homem mau. Sou um homem nada atraente. Penso que sofro do fígado. Aliás, não percebo patavina da minha doença nem sei ao certo de que é que sofro. Não... leia mais

Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam1
Avaliações 4.8 / 3
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

33%

67%

Dani | @aliteratar
cadastrou em:
04/10/2018 08:30:26