Minha Vida

Minha Vida Anton Tchekhov


Compartilhe


Minha Vida





Em 1896, quando já gozava de grande fama como contista e consolidava seu nome como dramaturgo, Tchekhov publica Minha Vida, uma de suas primeiras obras ficcionais mais longas. Nessa novela — que tem aqui sua primeira tradução direta no Brasil, realizada por Denise Sales, que assina também o posfácio à edição —, é narrada a história de Missail Póloznev, um jovem que não consegue corresponder às expectativas que pesam sobre seus ombros, fracassando sucessivamente em diversos empregos burocráticos. Ao assumir a modesta ocupação de pintor de paredes, ele rompe com as tradições familiares e com a hierarquia social, personificadas na figura de seu pai. Acompanhando a busca do rapaz por um lugar no mundo, Tchekhov se debruça, com extrema delicadeza, sobre um tema pouco recorrente em suas histórias: o áspero universo do trabalho braçal, com sua aridez, seu desencanto, seus mujiques e patrões. Cenário sombrio, mas a partir do qual o mestre russo nos conduz a algo mais profundo, que transcende as formas usuais do debate ideológico, mostrando que é possível retratar as contradições da sociedade justamente pelo que nelas há de mais humano.

Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Minha Vida

Similares

(17) ver mais
A dama do cachorrinho
Pantaleão e as visitadoras
O Duelo
Homens Interessantes e Outras Histórias

Estatísticas

Desejam15
Trocam1
Avaliações 4.2 / 14
5
ranking 43
43%
4
ranking 43
43%
3
ranking 7
7%
2
ranking 7
7%
1
ranking 0
0%

58%

42%

Diego
cadastrou em:
22/08/2012 02:13:15
Jenifer
editou em:
06/03/2016 23:32:28