Monstera

Monstera Isabela Sancho


Compartilhe


Monstera





Nas palavras e na agudeza de todos os sentidos do objeto, “Monstera deliciosa” é a força da superfície que liga o determinado sentido da Natureza.
A vida, a luz, o óbvio e o improvável – perseguem nesta sequência de imagens o amor, um amor.
As linhas de uma verdade escrita.
Um trabalho de silêncio e mito que se debate no vácuo e na plenitude.
No vazio e no cheio.
Imagens a negro entre todas as cores sugeridas ao coração porque se conhecem ainda.
As imagens vivas.
As outras no branco, quase mortas.
Isabela Sancho completa-as numa imponente e sustentável mão que a determina.
A poeta das imagens, referidas a contento e no completo movimento de olharmos cada poema, que nos deixa aqui como sendo uma imagem extinta.
A Natureza quase morta.
O que pede que se veja, o leitor o fará, ainda em mais palavras do que estas sobre a poeta Isabela Sancho e a sua tinta negra.
“Melodia” cobre, a qualquer hora, o dia.

Inez Andrade Paes

Literatura Brasileira / Poemas, poesias

Edições (1)

ver mais
Monstera

Similares

(2) ver mais
As Flores se Recusam
A depressão tem sete andares e um elevador

Resenhas para Monstera (1)

ver mais
Incrível!
on 1/5/20


É muito difícil pra mim falar sobre um livro de poesia, mas faço questão de ajudar a divulgar esse trabalho absurdo! Essa foi uma das minhas melhores leituras em poesia da vida. Nesse livro, Isabela traz poemas sobre a condição humana fazendo ligações à plantas, insetos, animais e outros elementos. O livro passeia pela melancolia, pelas frustrações, pelo egocentrismo e mais de um jeito leve e bonito. Não dá vontade de largar o livro! Tem também as ilustrações lindas que ela f... leia mais

Estatísticas

Desejam3
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 5.0 / 1
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

100%

Maria Luiza Machado
cadastrou em:
31/03/2020 07:40:23