Moscow

Moscow Edyr Augusto


Compartilhe


Moscow





"Moscow não é escrito por idealistas que procuram explicar a origem da violência urbana. É narrado por um animal feroz, brutalizado pela inorância, que procura, com as duas dúzias de palavras de seu vocabulário, contar o que se passa, sem entender tanta crueldade" – MARCELO RUBENS PAIVA.

Moscow, romance de Edyr Augusto, conta uma história de suspense narrada com uma oralidade singular – a linguagem falada em Belém do Pará. Por seu formato, trata-se de um livro para ser lido de um fôlego só.

Sua narrativa em primeira pessoa é um verdadeiro tratamento de choque. O estilo asfixiante de Edyr Augusto aproxima o texto da realidade. A obra é como um punho que atinge o leitor secamente, sem lhe deixar tempo para recobrar a respiração.

O personagem central de Moscow é um jovem marginal envolvido num mundo repleto de violência, gangues, sexo, drogas e crime. Ambientado na praia do Mosqueiro, no Pará, o livro retrata personagens extremamente cruéis, verdadeiros, sem culpa e que poderiam ser encontrados não só ali, mas em São Paulo, Rio de Janeiro ou em qualquer outro lugar. A força dramática desses personagens impregna todas as páginas do livro.

Em Moscow, Edyr Augusto faz um retrato literário excelente, que incomoda e seduz o leitor, ao mesmo tempo em que propõe reflexões.

Crime / Literatura Brasileira / Suspense e Mistério

Edições (1)

ver mais
Moscow

Similares

(2) ver mais
Casa de Caba
Pssica

Resenhas para Moscow (1)

ver mais
on 6/7/10


Ultraviolência sem culpa na um dia bucólica Ilha do Mosqueiro, a Moscou subvertida do título, no Pará. Nervoso, muito nervoso.... leia mais

Estatísticas

Desejam7
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.9 / 30
5
ranking 30
30%
4
ranking 37
37%
3
ranking 30
30%
2
ranking 3
3%
1
ranking 0
0%

64%

36%

Tito
cadastrou em:
06/07/2010 11:24:31
Cardoso
editou em:
27/12/2018 23:59:09