Mrs. Dalloway

Mrs. Dalloway Virginia Woolf




Mrs. Dalloway (Coleção Mulheres Modernistas)





Toda a história do romance se passa num único dia, em junho de 1923, em que Clarissa Dalloway resolve ela mesma comprar flores para a festa que vai oferecer logo mais, à noite, em sua casa. A partir desta cena inicial, o romance segue a protagonista pelas ruas de Londres num ritmo cinematográfico, registrando suas ações, sensações e pensamentos. Em torno de Clarissa, gravitam vários personagens: o marido Richard Dalloway, a filha Elizabeth, um amigo de juventude que acaba de voltar da Índia, Peter Walsh, com quem ela tem grande conexão afetiva. Até mendigos que ela encontra na rua e o próprio Primeiro-Ministro vão entrar na história. Certos personagens atravessam o caminho de Clarissa, sem que ela se dê conta, e passamos a segui-los. É o caso de Septimus Warren Smith, um ex-combatente da Primeira Guerra Mundial arruinado pela doença mental.
Há simetrias, ressonâncias e descontinuidades, numa trama muito bem urdida por Virginia Woolf. A autora é prodigiosa na exploração dos desvãos da consciência e das ambiguidades entre os afetos e as convenções sociais. Passado e presente se intercalam, e acessamos os vários planos da subjetividade por meio de um elaborado uso do discurso indireto livre. Muito já se comentou sobre Mrs. Dalloway, desde que o livro foi publicado pela primeira vez, em 1925. O romance já foi considerado impressionista, criticado pela falta de unidade e reverenciado por ser revolucionário em termos de linguagem. Já se disse que a obra é incrivelmente contemporânea, fazendo uso de técnicas de justaposição e montagem, como no cinema. Há quem trate o livro como um romance feminino. Ou como um brilhante ensaio filosófico. Mrs. Dalloway também pode ser lido como um documento das transformações sociais e políticas dos anos 1920, ou como um romance psicológico. Ou mesmo como uma vibrante história de amor, com final aberto. A última palavra, evidentemente, é sempre do leitor.

Ficção / Literatura Estrangeira / Romance / Drama

Edições (28)

ver mais
Mrs. Dalloway
Mrs. Dalloway
Mrs. Dalloway
Mrs Dalloway

Similares

(11) ver mais
A Consciência de Zeno
Profissões Para Mulheres e Outros Artigos Feministas
Orlando
Um Teto Todo Seu

Resenhas para Mrs. Dalloway (100)

ver mais
on 21/3/10


Imagine que você é um beija-flor, batendo asas a 70, 80 batidas por segundo... indo de flor em flor para captar o nectar, aqui e ali, leve leve... tão leve que chega a irritar, mudando de posição tão rápido que mal se percebe o momento que se saiu de uma flor e se partiu para outra. Isso é a escrita da Virgínia Woolf neste livro. Ela voa de um pensamento a outro, de um personagem a outro, leve, irritante e frenéticamente... é exaustivo acompanhar a linha de raciocínio que segue e segue... leia mais

Vídeos Mrs. Dalloway (13)

ver mais
Resenha #3 Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf

Resenha #3 Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf

MRS. DALLOWAY, DE VIRGINIA WOOLF (#150)

MRS. DALLOWAY, DE VIRGINIA WOOLF (#150)

Literatorios #147 - Mrs. Dalloway

Literatorios #147 - Mrs. Dalloway

Mrs. Dalloway - Virginia Woolf

Mrs. Dalloway - Virginia Woolf


Estatísticas

Desejam1.231
Trocam24
Avaliações 4.1 / 2.609
5
ranking 46
46%
4
ranking 31
31%
3
ranking 18
18%
2
ranking 4
4%
1
ranking 2
2%

24%

76%

Vivian
cadastrou em:
13/04/2012 16:10:12
Felipe PR
editou em:
20/01/2016 23:14:07