Música árabe

Música árabe Marcia Dib


Compartilhe


Música árabe


Expressividade e sutileza




De acordo com a autora, o livro é para pessoas leigas no assunto e que querem saber algo sobre a teoria e a história da música árabe. “O livro tem uma visão de uma pessoa que usa a música para o trabalho”, disse a professora, que é descendente de sírios e viajou três vezes ao país árabe para concluir o mestrado.

A publicação é dividida em cinco capítulos. O primeiro, Origem, influências e tratados, fala dos caminhos que a música árabe percorreu, dos aspectos teóricos e filosóficos da música. “No passado, a música era estudada junto com outras ciências”, disse Marcia.

O segundo capítulo, O conceito de tempo e a transformação axial da visão de mundo, aborda as diferenças de tempo. “Para a gente, o tempo é uma linha reta, para os árabes, eles vêem o tempo como um círculo”, disse a professora, que explica esse pensamento no capítulo. No terceiro, A concepção de mundo influencia a composição, execução e o aprendizado, a autora fala da importância da memória, da transmissão oral da música, que não era escrita, pois não havia as partituras.

As Características melódicas e rítmicas aborda a definição da música árabe, da formação das notas e escadas, que são diferentes das usadas na música ocidental. O último capítulo, A doutrina do Ethos ou Ta’thir, é uma analogia entre a música e as outras ciências. “Falo de como a música influencia o corpo e a mente, por exemplo”, disse Marcia

Edições (2)

ver mais
Música Árabe
Música árabe

Similares


Estatísticas

Desejam5
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.8 / 4
5
ranking 75
75%
4
ranking 25
25%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

24%

76%

adrianabrida
cadastrou em:
25/04/2011 19:54:55