php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Temporary failure in name resolution Na pior em Paris e Londres - George Orwell
Na pior em Paris e Londres

Na pior em Paris e Londres George Orwell


Compartilhe


Na pior em Paris e Londres





Misturando jornalismo documental e técnicas literárias da ficção, George Orwell narra sua experiência radical de viver na pobreza extrema em Paris e Londres, no final do anos 20, num relato pioneiro publicado pela primeira vez em 1933. Posfácio de Sérgio Augusto.

No final do anos 20, decidido a tornar-se escritor, o jovem Eric Arthur Blair resolveu viver uma experiência pioneira e radical: submeter-se à pobreza extrema - e depois narrá-la. Em 1928, instalou-se em Paris com algumas economias e começou a dar aulas de inglês - mas em pouco tempo perdeu os alunos e foi roubado. Sem dinheiro, passou fome, penhorou as próprias roupas, trabalhou em restaurantes sórdidos e por fim partiu para a Inglaterra. Enquanto esperava por um emprego incerto, radicalizou ainda mais sua experiência convivendo intensamente com os mendigos de Londres, perambulando de albergue em albergue, atrás de dormida, comida e tabaco.

É essa vivência miserável que Orwell relata com humor e indignação, distanciamento e participação. Recusado por várias editoras inglesas, o livro só foi publicado em 1933, trazendo, pela primeira vez, o pseudônimo que consagraria um dos maiores escritores do século XX. Com posfácio de Sérgio Augusto.

O livro faz parte da coleção Jornalismo Literário, que lançou clássicos de Gay Talese, Truman Capote e Joseph Mitchell, entre outros.

Biografia, Autobiografia, Memórias / Literatura Estrangeira / Não-ficção

Edições (7)

ver mais
Na Pior em Paris e Londres
Na Pior em Paris e Londres
Na pior em Paris e Londres
Na Pior em Paris e Londres

Similares

(8) ver mais
Sobre a verdade
O Que é Fascismo? E Outros Ensaios
Sobre a Verdade

Resenhas para Na pior em Paris e Londres (52)

ver mais
ORWELL E AS OUTRAS VERDADES
on 15/6/13


Mais um relido com a sofreguidão que só os grande autores proporcionam. O jovem repórter se disfarça e vive alguns dias como sem-terra, operário, cortador de cana ou camelô. Depois, toma um banho, volta para a redação e escreve uma matéria sobre o cotidiano daquele mundo tão estranho e cheio de gente sofredora. Se der sorte, ganha um dos 554 prêmios de jornalismo oferecidos por multinacionais. Para quem acompanha as edições de domingo dos jornais ou revistas semanais, não h... leia mais

Estatísticas

Desejam737
Trocam2
Avaliações 4.2 / 843
5
ranking 47
47%
4
ranking 36
36%
3
ranking 15
15%
2
ranking 2
2%
1
ranking 0
0%

37%

63%

Yasmin
cadastrou em:
19/01/2009 04:15:05
Alê | @alexandrejjr
editou em:
29/04/2021 16:39:07