Na vertigem do dia

Na vertigem do dia Ferreira Gullar


Compartilhe


Na vertigem do dia





Na vertigem do dia foi publicado originalmente em 1980. Trata-se do livro seguinte ao célebre Poema sujo, lançado em 1976. O título é coerente com a trajetória de um poeta para quem a poesia nasce do espanto. A vertigem está no atropelo das coisas, dos ritmos metropolitanos, dos fatos incontroláveis, da memória, dos valores em combate dentro do sujeito. Sofrendo a divisão que se opera entre a necessidade da resistência política à opressão das ditaduras militares - Gullar conheceu por dentro também a do Chile e a da Argentina - e o reconhecimento das pulsões pessoais, a poesia se faz em meio à conciliação entre o gesto revolucionário e o espelho lírico. A edição da Companhia das Letras traz um posfácio inédito de Alcides Villaça.

Literatura Brasileira / Poemas, poesias

Edições (1)

ver mais
Na vertigem do dia

Similares

(5) ver mais
A Luta Corporal
Crime na Flora
Cantares
Poema Sujo

Vídeos Na vertigem do dia (0)

ver mais
Resenha #152 Na vertigem do dia, de Ferreira Gullar

Resenha #152 Na vertigem do dia, de Ferreira


Estatísticas

Desejam9
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.2 / 25
5
ranking 48
48%
4
ranking 36
36%
3
ranking 12
12%
2
ranking 0
0%
1
ranking 4
4%

60%

40%

João gregorio
cadastrou em:
09/03/2017 23:01:39
Jenifer
editou em:
06/09/2019 20:22:15