Nada a dizer

Nada a dizer Elvira Vigna


Compartilhe


Nada a dizer





Nada a dizer é a história de um adultério, narrada do ponto de vista da mulher traída. No entanto, muito mais do que o inventário de perdas e danos em que costuma consistir esse tipo de relato, o que se encontra nestas páginas é uma investigação minuciosa das motivações de cada um dos envolvidos, bem como uma discussão indireta das possibilidades de entendimento amoroso no mundo urbano contemporâneo.

Temas como lealdade, autoconhecimento e convivência afloram das evoluções do triângulo formado por Paulo, sua amante N. e a narradora, cujo nome não é revelado. Um fugaz triângulo, em que um casal de alternativos de meia-idade, experimentados nas revoluções políticas e comportamentais dos anos 1960, é abalado pela entrada em cena de uma amante vinte anos mais jovem e com um perfil que tanto um quanto o outro não hesitariam em chamar de "burguês" em suas juventudes.

Uma das argúcias da autora é mimetizar a prosa confessional de autoexposição, tão em voga nos nossos dias, mas com o deslocamento e condensação de uma obra de ficção. Com um humor cruel e uma lucidez não prejudicada pelo natural rancor, a narradora revisita obsessivamente os acontecimentos, buscando entre eles as raízes de seu autoengano, num exercício quase masoquista - mas necessário - de descoberta e revelação. É sua única via possível de recuperação.

A instabilidade marca a trajetória dos personagens. No início do relato, o casal de protagonistas acaba de se mudar para São Paulo. As caixas e malas espalhadas aleatoriamente pela casa são o signo de uma aceitação consciente de ritos de passagem. Não por acaso, grande parte dos acontecimentos narrados ocorre em trânsito - na rua, em aeroportos, cafés, hotéis de alta rotatividade - e as conversas cruciais se dão no espaço fluido dos e-mails, chats on-line e mensagens de celular. A história que a narradora afinal consegue desenhar é volátil e inapreensível como a própria vida.

Ficção / Literatura Brasileira / Romance

Edições (1)

ver mais
Nada a dizer

Similares

(1) ver mais
Operação Impensável

Resenhas para Nada a dizer (6)

ver mais
Em honra de Elvira Vigna (1947 - 2017)
on 11/7/17


A cada livro de Elvira Vigna que transponho, mais embasbacada fico com a maravilhosidade desta mulher. Não é apenas o fato dela escrever de uma forma tão ricamente inteligente em resultados práticos, mas também o sábio olhar que perpassa a sua escrita, e com esse sábio quero dizer um tipo de sabedoria que só é possível conseguir com o tempo. A morte da autora, ontem, foi indiscutivelmente o pior momento das artes em 2017, ela era até então a maior autora viva no Brasil contemporâneo ... leia mais

Vídeos Nada a dizer (2)

ver mais
NADA A DIZER | Livros e mais #25

NADA A DIZER | Livros e mais #25

NADA A DIZER, DE ELVIRA VIGNA | Despindo Estórias

NADA A DIZER, DE ELVIRA VIGNA | Despindo Estó


Estatísticas

Desejam87
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.7 / 224
5
ranking 29
29%
4
ranking 32
32%
3
ranking 29
29%
2
ranking 8
8%
1
ranking 2
2%

25%

75%

Alexandre
cadastrou em:
27/02/2010 17:33:04
Jenifer
editou em:
10/07/2019 22:47:22