Não nos Roubarão a Esperança

Não nos Roubarão a Esperança Júlio Magalhães


Compartilhe


Não nos Roubarão a Esperança





Poderá o amor nascer em tempo de guerra? No Portugal de Salazar e nos tempos conturbados da guerra civil espanhola, Miguel Oliveira, voluntário português ao serviço das tropas nacionalistas de Franco, é feito prisioneiro pelos republicanos, depois de o seu avião ter caído nos arredores de Barcelona. Um feliz golpe de sorte salva-o de um julgamento sumário e de uma morte certa por fuzilamento. Será trocado por um oficial republicano, perto de Madrid. Miguel inicia uma longa viagem de automóvel que o vai levar de Barcelona a Madrid num território pejado de perigos. Será durante essa intensa viagem que ele conhecerá e se apaixonará por Dolores, a jovem republicana responsável por levá-lo à capital espanhola. Outrora uma defensora ardente da República, Dolores está nos finais da guerra, cansada de ver tanta morte e destruição. Para sua grande surpresa e sem nunca abandonar os seus ideais, a jovem republicana encontrará em Miguel um bom confidente e até um protetor. Tendo como pano de fundo a violenta paisagem desenhada pela guerra civil, Não nos roubarão a esperança, narra o nascimento de um grande amor que terá de provar ser mais forte do que o ódio.

Edições (1)

ver mais
Não nos Roubarão a Esperança

Similares


Resenhas para Não nos Roubarão a Esperança (0)

ver mais
on 23/5/21


"Romance pequeno de capítulos curtos, Não nos Roubarão a Esperança é uma leitura fácil, mas que não enche as medidas. O contexto da Guerra Civil espanhol onde se enquadra a narrativa, bem como a participação de voluntários portugueses em ambos os lados, foi o que mais me chamou a atenção e levou à leitura. De facto, parte da discrepância entre dois irmãos “de boas famílias” – Pedro, comunista, e Duarte, fascistas –, e alterna entre as respectivas linhas de enredo, com uma regularidade ... leia mais

Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 2.8 / 4
5
ranking 0
0%
4
ranking 50
50%
3
ranking 0
0%
2
ranking 25
25%
1
ranking 25
25%

21%

79%

Carlos Águeda
cadastrou em:
15/10/2012 19:21:37

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR