Nauseado

Nauseado Matheus Peleteiro


Compartilhe


Nauseado





Em seu célebre romance intitulado “A náusea”, Jean-Paul Sartre escreve: “A verdade é que não posso soltar minha caneta: acho que vou ter a Náusea e tenho a impressão de retardá-la enquanto escrevo.”.

Assim, levando a sério a citação de Sartre e a máxima cantada por Emicida de “viver como se fosse morrer no dia seguinte”, adaptando a caneta para teclados como primeiro sinal de contemplação às transformações sociais promovidas pela tecnologia que o livro se propõe a discutir, “Nauseado”, reunião de vinte e um contos de Matheus Peleteiro, escritos durante o primeiro ano de isolamento social ocasionado pela Covid-19, surge com o intuito de expurgar a náusea alavancada por um tempo.

Contos

Edições (1)

ver mais
Nauseado

Similares


Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 0 / 0
5
ranking 0
0%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

0%

0%

Peleteiro
cadastrou em:
24/10/2021 01:10:30
Peleteiro
editou em:
24/10/2021 01:11:30

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR