Novos Ensaios sobre o Entendimento Humano

Novos Ensaios sobre o Entendimento Humano Leibniz

Compartilhe


Novos Ensaios sobre o Entendimento Humano


1701-1704




Nestes ensaios, publicados somente em 1765, Leibniz combate a teoria empirista de Locke, que considerava o intelecto como uma "tabula rasa" ou uma folha de papel em branco, a receber seu conteúdo da experiência sensível. Leibniz, ao contrário, retoma e reformula o inatismo. Os empiristas, segundo ele, teriam razão ao afirmar que idéias surgem do contato com o mundo sensível, mas errariam ao esquecer o papel do espírito. Por isso, Leibniz completa a fórmula de Locke - "nada há no intelecto que não tenha passado primeiro pelos sentidos" - com o adendo: "a não ser o próprio intelecto". E esclarece: "As idéias e as verdades estão inatas em nós como inclinações, disposições, hábitos ou virtualidade naturais, e não como ações, embora tais virtualidades sejam sempre acompanhadas de alguma ação, muitas vezes insensíveis, que lhes correspondem".

Edições (1)

ver mais
Novos Ensaios sobre o Entendimento Humano

Similares


Estatísticas

Desejam
Informações não disponíveis
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.3 / 3
5
ranking 67
67%
4
ranking 0
0%
3
ranking 33
33%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

55%

45%

Wanderreis
cadastrou em:
06/02/2014 20:33:58