O Andarilho das Estrelas

O Andarilho das Estrelas Jack London


Compartilhe


O Andarilho das Estrelas





No começo do século XX, saíram contrabandeados da penitenciária de San Quentin, nos Estados Unidos, manuscritos de um ex-detento que permaneceu na solitária por oito anos até ser enforcado. Este seria um fato comum, não fosse o incrível conteúdo dos relatos, que foram produzidos de maneira inusitada - após o prisioneiro submeter-se à auto-hipnose e entrar em estado alterado de consciência, por meio do qual era capaz de vivenciar experiências de vidas passadas. Danell Standing, um professor de Agronomia que matou um colega de faculdade, aprendeu essa técnica dentro da prisão, em princípio para escapar das terríveis dores que lhe causavam a tortura da camisa-de-força, onde ele era obrigado a ficar até cem horas ininterruptas. Depois, para recuperar mais detalhes das longínquas existências que lhe eram proporcionadas a cada novo "desdobramento astral". Em suas memórias, ele deixou registrado um relato que nos chama atenção porque as provas dessa sua existência encontram-se expostas hoje no Museu da Filadélfia. Embora fosse um cético, Jack London, mestre norte-americano da ficção, absorveu a rica experiência de Danell Standing e se propôs a narrar um dos mais instigantes e envolventes romances de todos os tempos, "O Andarilho das Estrelas", que retoma a visão de mundo de grandes sábios e filósofos que a humanidade produziu.

Esoterismo / Ficção / Literatura Estrangeira

Edições (4)

ver mais
O Andarilho das Estrelas
O Andarilho das Estrelas
O Andarilho das Estrelas
O Andarilho das Estrelas

Similares

(22) ver mais
O Estranho Misterioso
Bem-Aventurados os Pobres de Espírito
Encontros com Homens Notáveis
O Oculto

Resenhas para O Andarilho das Estrelas (11)

ver mais
Melhor livro que li neste ano até agora
on 20/5/20


"Ah, acreditem em mim, eles ficam cientificamente certos de que um homem está morto depois que o penduram numa corda" "Há mais do que um grão de verdade no erro contido na definição infantil de memória: memória é a coisa com a qual a gente esquece. Ser capaz de esquecer significa sanidade. Lembrar incessantemente significa obsessão e loucura" O livro é uma grande aventura que se rompe em eras e corpos. Preso em uma camisa de força darrel aconselhado por um companheiro de sela só vê... leia mais

Estatísticas

Desejam70
Trocam1
Avaliações 4.2 / 235
5
ranking 50
50%
4
ranking 31
31%
3
ranking 14
14%
2
ranking 3
3%
1
ranking 2
2%

43%

57%

Debynha
cadastrou em:
06/01/2009 00:55:38
Gustavo
editou em:
25/04/2015 18:39:35