O belo Antonio

O belo Antonio Vitaliano Brancati


Compartilhe


O belo Antonio





Brancati caracteriza-se por seu moralismo profundo, amargo e desesperado. É um incessante observador da preguiça, da incapacidade de agir e da debilidade moral da sociedade burguesa siciliana que, de certa forma, reflete a situação da burguesia italiana como um todo.

Em O belo Antonio, o autor junta o sarcasmo à hilaridade ao utilizar a metáfora do belo Antonio, o jovem impotente que representa o limite encarnado do supremo ideal do fascismo e da sociedade burguesa meridional, no sexo, na impotência moral, militar e política do regime, em sua falência, na derrota italiana, com a consciência desolada pela inutilidade dos esforços para mudar o mundo.

Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
O belo Antonio

Similares

(8) ver mais
A noiva jovem
A História
A História
Il Giardino dei Finzi-Contini

Estatísticas

Desejam1
Trocam1
Avaliações 3.2 / 3
5
ranking 33
33%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 67
67%
1
ranking 0
0%

25%

75%

Felipe
cadastrou em:
21/01/2016 00:21:30
Felipe
editou em:
23/06/2020 07:59:06

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR