O Caso de Amor como Obra de Arte

O Caso de Amor como Obra de Arte Dan Hofstadter


Compartilhe


O Caso de Amor como Obra de Arte





Nas últimas décadas, foi resgatada na França uma grande quantidade de antigos documentos pessoais - diários, memórias e cartas - escritos por George Sand, Anatole France e Marcel Proust, entre outros.



Neste livro Dan Hofstadter mostra como esses documentos fazem referência à vida erótica daqueles que os escreveram e como a grande tradição francesa de viver casos de amor transformou-se em uma forma de arte.



Ultrapassando as práticas biográficas convencionais e aplicando escrupulosamente as técnicas de melhor não-ficção norte-americana, Hofstadter interessa-se pelas vidas desses importantes personagens da Paris do século XX. Ao enumerar os bilhetes, os telegramas, as confissões e as cartas, assim como romances célebres, ele tece uma narrativa rica em surpresas e revelações. A trajetória romântica aqui reconstituída passa por Benjamin Constant e Madame de Staël, pelo escritor Chateaubriand e a beldade Juliette de Récamier, por George Sand e o poeta Alfred de Musset, por Anatole France e sua amante Léontine de Caillavet, e culmina com um retrato comovente da curiosa relação entre Marcel Proust e Jeanne Pouquet, que serviu de modelo para Gilberte Swann no romance “Em Busca do Tempo Perdido”.

Edições (1)

ver mais
O Caso de Amor como Obra de Arte

Similares

(1) ver mais
Cartas do coração: uma antologia do amor

Estatísticas

Desejam3
Trocam3
Avaliações 3.3 / 4
5
ranking 25
25%
4
ranking 0
0%
3
ranking 50
50%
2
ranking 25
25%
1
ranking 0
0%

39%

61%

Paulinha
cadastrou em:
18/01/2010 21:31:10