O Caso Sonderberg

O Caso Sonderberg Elie Wiesel


Compartilhe


O Caso Sonderberg





A história apresenta dois personagens centrais: Werner Sonderberg, estudante universitário alemão, acusado de matar o tio durante uma viagem, e Yedidyah, judeu polonês jornalista e crítico teatral, que acaba, devido ao seu talento para interpretação de pessoas, escalado para cobrir o julgamento.



Ao acompanhar os desmembramentos do caso, o jornalista começa a analisar a própria vida e suas escolhas. Quem ele é realmente? Como reencontrar os rostos desaparecidos de um pai, uma mãe e um irmão? Como entender as reais necessidades de sua esposa? Em certo momento, Yedidyah recorre à hipnose para relembrar as imagens da sua pequena infância e trazer à tona uma história que, até o fim dos tempos, causará vergonha à humanidade.



Com um texto simples, elegante e inteligente, Wiesel entrelaça os destinos, as certezas e as indagações de cada personagem, ao abordar as crises existenciais de cada um. O autor oscila entre dois narradores, às vezes em primeira pessoa (Yedidyah), outras em terceira. Como em um diário, memórias se acumulam: um encontro, uma conversa, um pensamento. As sequências do livro não obedecem a nenhuma regra preestabelecida. As reflexões são interligadas, de digressão a digressão.



Em O Caso Sonderberg, encontram-se os temas principais para o autor: infância, memória, loucura, identidade, vida e morte. O livro mostra uma ambiguidade, já abordada por Wiesel anteriormente, retratada na resposta de Werner perante o juiz: "culpado e não culpado". E esse é o mote para a pergunta do autor: "Onde começa e termina a culpa de um homem?". Além disso, levanta a questão do livre-arbítrio e da responsabilidade individual e coletiva. Quem estará falando a verdade? O jornalista? O juiz? O réu?



Com facilidade e humildade, Élie Wiesel reuniu em um debate imaginário e real, razão e espiritualidade, filosofia e direito. O livro é a imagem da alma humana. Um labirinto onde nos perdemos.



O Caso Sonderberg



Com um Prêmio Nobel da Paz no currículo e uma lista extensa de livros publicados, dentre eles, Uma vontade louca de dançar, lançado pela Bertrand Brasil, Élie Wiesel traz agora seu mais recente sucesso: O Caso Sonderberg

Edições (1)

ver mais
O Caso Sonderberg

Similares

(1) ver mais
Homens sábios e suas histórias

Resenhas para O Caso Sonderberg (0)

ver mais
on 9/7/20


O livro demora pra falar o que realmente vc quer saber, ele enrola bastante em contextualização, ja é um livro curto, porém se fosse mais direto teria 100 páginas fácil. Não é um livro ruim, tem uma escrita confusa com uma parágrafo em primeira pessoa e outro em terceira, a história demora pra fazer sentido, com um desfecho até que agradável. Não é o tipo de livro que eu recomendaria.... leia mais

Estatísticas

Desejam11
Trocam1
Avaliações 3.0 / 17
5
ranking 11
11%
4
ranking 22
22%
3
ranking 33
33%
2
ranking 28
28%
1
ranking 6
6%

25%

75%

Betty
cadastrou em:
03/04/2010 12:33:01